Início » MOBILE » Apple supera Xiaomi, a “Apple da China”, na China
Android Apple iPhone MOBILE

Apple supera Xiaomi, a “Apple da China”, na China

xiaomi mi mix top 1200x0 - Apple supera Xiaomi, a "Apple da China", na China
No ano passado, a Apple vendeu quase 45 milhões de iPhones no país, contra 41,5 milhões da Xiaomi, e ambas venderem menos do que em 2015.

Conhecida como a “Apple da China“, a Xiaomi era uma das marcas mais famosas nos anos 2014 e 2015. 2015, aliás, foi o ano em que o brasil conheceu o Redmi 2, modelo que trazia alto custo-benefício, seguido pelo Redmi 2 Pro. Esta última versão, que dobrava a memória interna e memória RAM, foi, de fato, a última. De um grande impacto inicial, a empresa foi lentamente caindo no esquecimento. Com menos intensidade, a situação da Xiaomi não está tão boa em sua própria terra natal. Sinais não faltaram, como a saída do brasileiro Hugo Barra da vice presidência da empresa.

Apple e “Apple Chinesa” venderam menos em 2016

Em 2016, mesmo com modelos mais acessíveis, a Xiaomi figurou no 5º lugar, logo atrás da Apple. A China é o maior mercado da Apple, e por uma boa margem. No ano passado, a Maçã vendeu quase 45 milhões de iPhones no país, contra 41,5 milhões da Xiaomi. Curiosamente, ambas apresentaram uma queda em relação a 2015, com 58,4 milhões de iPhones vendidos, contra 64 milhões de modelos da Xiaomi. Ambas venderam menos, mas a queda da última foi maior. Em compensação, a Oppo, primeira colocada, vendeu 78,4 milhões de aparelhos, um salto dos 35,4 milhões vendidos em 2015.

xiaomi mi mix front - Apple supera Xiaomi, a "Apple da China", na China
O Mi Mix não foi suficiente para conquistar o consumidor em 2016.

A Huawei ficou em segundo lugar, com 76 milhões de aparelhos vendidos, e a Vivo em terceiro, com 69 milhões. Vale destacar que a Vivo praticamente dobrou as suas vendas comparado a 2015, com 35 milhões de aparelhos. Apesar da melhora no ranking, a Apple está com dificuldades em crescer no país. O motivo? Segundo o IDC, o iPhone 7 não convenceu, então os chineses estão aguardando o iPhone 8. E no caso da Xiaomi? Segundo o CNET, a empresa está com problemas de expansão, em especial contra concorrentes que adotam as mesmas estratégias que elas, como alto custo-benefício nos produtos e vendas totalmente on-line. Antes da saída de Hugo Barra, a Xiaomi começou a investir em modelos premium, como o Mi Mix, mas não obteve o sucesso esperado.

Comentários do Facebook

NOTÍCIAS POR E-MAIL

Receba as notícias do Showmetech direto na sua caixa de entrada.

Yey! Parabéns, você receberá notícias incríveis!

Ops! Acho que não deu certo. Vamos tentar novamente?

NOTÍCIAS POR E-MAIL

Receba as notícias do Showmetech direto na sua caixa de entrada.

Yey! Parabéns, você receberá notícias incríveis!

Ops! Acho que não deu certo. Vamos tentar novamente?

Você gosta do nosso trabalho? Então, que tal curtir a gente? ;)

Compartilhe com um amigo