Séries originais do Apple TV+ recebem suas primeiras críticas; confira

O Apple TV+ será lançado somente no próximo dia primeiro de novembro, mas suas primeiras séries já receberam as primeiras impressões; confira

Às vésperas do lançamento oficial do Apple TV+ nos Estados Unidos e no Brasil, alguns sites já soltaram suas impressões sobre os primeiros shows do serviço de streaming. Um deles foi a Variety, que publicou os primeiros quatro reviews das séries originais do Apple TV+: The Morning Show, See, Dickinson e For All Mankind.

Confira abaixo o que foi falado sobre cada uma das séries originais do Apple TV+:

The Morning Show

The Morning Show toca em temas polêmicos sobre o jornal da manhã
The Morning Show toca em temas polêmicos sobre o jornal da manhã

The Morning Show é a série original da Apple TV+ que irá tocar em questões provocativas como gênero, focadas em um ambiente tóxico que é a indústria televisiva.

A série pretende olhar diretamente no lado humano das pessoas, sendo a sua protagonista uma pessoa que se auto proclama “humanista” que está sempre disposta a ver os dois lados da notícia. Porém os críticos da Variety apontam que a história não se sustenta ao longo dos episódios, e disse achar “difícil que os espectadores se sintam empolgados com a proposta, que não é atingida”.

Trailer de The Morning Show

Ainda assim, os críticos só puderam assistir aos 3 primeiros episódios da série, por isso, não fica claro saber qual o real rumo que a série tomará ao longo dos seus próximos episódios. A ideia é bastante promissora, mas é preciso assistir até o final para constatar realmente se os pontos apresentados realmente fazem sentido no contexto inteiro.

See

Jason Momoa é Baba Voss em See, série original Apple TV+
Jason Momoa é Baba Voss em See, série original Apple TV+

Escrita por Steven Knight (Quem quer ser um milionário e Pinky Blinders), See é uma série que se passa em um futuro distante, no qual a humanidade perdeu seu sentido de visão e a sociedade busca encontrar novas formas de interagir, caçar e sobreviver.

Baba Voss (Jason Momoa) e sua esposa foram capazes de gerar gêmeos que são capazes de enxergar. A notícia se espalha e diversos inimigos tentarão encontrar as crianças que têm o dom da visão. See é um exercício para a mente humana, ao passo que os personagens não são capazes de ver o seu ambiente, proporcionando uma experiência parecida com Bird Box, da Netflix.

Porém, os críticos da Variety também não apontaram um futuro promissor para a série. No início, eles comentam que a trama começa engraçada e interessante, mas depois fica maçante e “uma perda de tempo para os personagens”. É claro, vale lembrar que os críticos tiveram acesso apenas aos três primeiros episódios, e não se sabe ao certo qual o desfecho que a história irá levar.

Dickinson

Nova série baseada em personagens reais aposta em um tom mais cômico
Nova série baseada em personagens reais aposta em um tom mais cômico

Estrelando Hailee Steinfeld, Dickinson é uma releitura da Apple TV+ em forma de comédia de 30 minutos da vida da escritora e poetisa Emily Dickinson. Porém, a abordagem é de tom mais moderno, mesmo se passando na época em que a escritora viveu.

A série leva os espectadores para dentro do mundo de Emily, explorando audaciosamente temas como sociedade, gênero e família da perspectiva de uma escritora que não pertencia ao seu próprio tempo. Apesar de todas as grandes mudanças criativas da nova série Apple TV+, ela se sente suspensa entre várias abordagens diferentes, sem comprometer-se com uma única.

Essa premissa não foi suficiente para que os críticos da Variety dessem um voto positivo para a série, comparando-a negativamente com as séries adolescentes do canal CW, da Warner. Ainda com os seus três episódios sendo mostrados aos especialistas, também é cedo dizer que a série ruma para um caminho não tão positivo, basta apenas esperar para que, quando a série saia, as novas opiniões públicas apareçam.

For All Mankind

For all mankind retrata um mundo ainda em Guerra Fria
For all mankind retrata um mundo ainda em Guerra Fria

Um dos primeiros anúncios da Apple TV+, For All Mankind tem à sua frente o criador de Battlestar Galactica e Outlander, Ronald D. Moore, que se junta com Matt Wolpert e Ben Nedivi (Fargo). O enredo da série aborda um mundo em que a corrida espacial nunca acabou, mostrando toda a tensão existente por uma Guerra Fria e suas relações entre a União Soviética e os Estados Unidos.

A série original do Apple TV+ é, sem dúvida, uma das maiores produções que a empresa tem a mostrar, porque aproveita ao máximo seu orçamento e a capacidade de liberdade de roteiro para uma obra grandiosa. Apesar da série se manter presa em algumas tendências ideológicas, ela se mantém sempre focada no aspecto hipotético do que aconteceria se a Guerra Fria ainda existisse, e esse é o se diferencial.

A série permite até que fitas históricas do ex-presidente estadunidense Nixon, mostrando o quanto ele foi fundo para ir adiante com a Corrida Espacial. Porém, ainda assim é a questão do questionamento do “e se?” que mantém a temporada se movendo para um futuro promissor da série no canal.

Apple TV+ chega em novembro ao Brasil

O Apple TV+ será lançado simultaneamente em mais de 100 países, incluindo o Brasil no dia primeiro de novembro. Nos Estados Unidos, o serviço de streaming de séries e filmes da Apple custará, mensalmente, US$ 4.99 (aproximadamente R$ 20), porém no Brasil o serviço custará R$ 9,90.

A assinatura do serviço vale para toda a família, e poderá ser compartilhada, sem custo adicional, com até seis pessoas, por meio das configurações de compartilhamento familiar dos sistemas da Apple.

Confira todos os shows até agora confirmados no serviço de streaming da Apple no link abaixo:

Deixe nos comentários o que você achou das críticas às novas séries originais do Apple TV+, e se você irá assinar o serviço. Não deixe de acompanhar o Showmetech para mais notícias de filmes e séries.

Fonte: Variety

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe um comentário: