Saiba como fazer etiquetas dos correios na internet

Como fazer e imprimir etiquetas dos Correios

Avatar of letícia leite
Ferramenta otimiza o tempo e permite preenchimento e a impressão das informações antes de ir às agências físicas

Segundo um levantamento da Neotrust, o e-commerce brasileiro registrou um faturamento recorde em 2021, totalizando mais de R$ 161 bilhões com 353 milhões de entregas. Além disso, a pesquisa Future of Retail, feita pela Euromonitor International e o Google, mostra que a projeção de crescimento das vendas online entre 2021 a 2025 é de 42%. Esse cenário levou muitas empresas a se reinventarem e descobrirem novas alternativas às tradicionais. Uma delas é a impressão de etiquetas dos Correios pela internet.

Essa ferramenta tem o objetivo de otimizar o tempo do consumidor e, agora, ajuda ainda mais a suprir a demanda dos novos hábitos de consumo. Por isso, preparamos um passo a passo para você aprender a fazer as etiquetas dos correios pela internet e imprimir antes de ir à agência, facilitando o seu dia a dia e até mesmo da sua empresa.

Como gerar etiquetas dos Correios para encomendas

1. Ao acessar a página do gerador de etiquetas dos Correios, você terá acesso a diversas informações sobre o preenchimento do formulário de envio. Aconselhamos que você as leia para que não fique com nenhuma dúvida sobre o inserção dos dados e impressão das etiquetas.

Como fazer e imprimir etiquetas dos correios pela internet. Ferramenta otimiza o tempo e permite o preenchimento e a impressão das informações antes de ir às agências físicas
Página para gerar as etiquetas
Imagem: Correios

2. Feita a leitura, role a barra do seu navegador e comece o preenchimento dos dados de envio. O primeiro solicitado é o do remetente, que é quem está enviando a mercadoria. Quando você digitar o CEP, os campos de endereço, bairro, cidade e estado serão preenchidos automaticamente. Além deles, preencha os outros campos solicitados também.

Dados solicitados para geração da etiqueta de remetente
Dados solicitados para geração da etiqueta de remetente
Imagem: Correios

3. Depois de preencher e conferir os dados do remetente, é hora de escrever os dados do destinatário, que é quem vai receber o pacote. Do mesmo jeito que o anterior, ao digitar o CEP, os campos de endereço, bairro, cidade e estado serão gerados automaticamente. Com o máximo de informações possíveis, preencha todos os outros campos.

Como fazer e imprimir etiquetas dos correios pela internet. - dados do destinatário
Dados do destinatário
Imagem: Correios

4. Preenchidos os campos de remetente e destinatário da primeira etiqueta, basta repetir o preenchimento nas etiquetas seguintes. A partir da segunda etiqueta, o usuário pode copiar os dados do remetente anterior, otimizando ainda mais o seu tempo. Então, caso você vá usar o mesmo dado de envio para todos os volumes, selecione a opção “copiar remetente anterior”, conforme exemplo abaixo.

Botão de copiar remetente anterior facilita o envio para vários destinatários
Botão de copiar remetente anterior facilita o envio para vários destinatários
Imagem: Correios

Por ser formatada para uma folha A4, essa ferramenta permite que o usuário emita até 4 etiquetas dos Correios por vez.

5. Preenchidos todos os dados do envio, agora é só as emitir as etiquetas. Para isso, no final da página, logo após a etiqueta nº4, está o botão “gerar etiquetas”. Ao clicar nele, será gerado um arquivo para a impressão. Novamente, confira todas as informações digitadas e, caso esteja tudo correto, solicite a impressão.

Etiqueta gerada com os dados do remetente e destinatário
Etiqueta gerada com os dados do remetente e destinatário
Imagem: Correios

Onde colar a etiqueta dos Correios

Depois de impresso, cole as etiquetas dos Correios no exterior das embalagens ou caixas, de preferência na superfície maior para facilitar a visualização. Depois, é só depositar na agência mais próxima. Lá, você poderá solicitar o serviço de envio que preferir e também receberá o código de rastreio da postagem para acompanhar a entrega.

Colocação da etiqueta dos correios na caixa
Colocação da etiqueta dos Correios na caixa
Imagem: Olist/Reprodução

Atenção: no ato da inclusão das informações, você pode solicitar alguns serviços adicionais, como MP, AR e Declaração de Conteúdo. Se você não sabe o que tudo isso significa, não se preocupe, pois explicamos tudo abaixo.

Como gerar etiquetas dos Correios para cartas

Para gerar etiqueta para cartas, o processo é bem parecido ao de encomendas.

  1. Primeiro, você precisa selecionar “Imprimir em etiqueta” entre dois tipos de impressão. A outra alternativa é imprimir direto no envelope;
Saiba como gerar etiqueta para cartas
Saiba como gerar etiqueta para cartas
Imagem: Correios
  1. Preencha os dados do formulário, na ordem que preferir, destinatário e remetente. Ao digitar o CEP, os campos de endereço, bairro, cidade e estado são preenchidos automaticamente. Além deles, preencha os outros campos solicitados também. Depois clique em “gerar etiquetas”.
Botão para gerar etiquetas de cartas
Botão para gerar etiquetas de cartas
Imagem: Correios

Pronto, sua etiqueta para carta foi gerada! Recorte na folha A4 e cole no exterior do envelope. Abaixo, um exemplo de etiqueta, em que o destinatário aparece à esquerda e remetente à direita.

Exemplo de etiqueta para carta
Exemplo de etiqueta para carta
Imagem: Correios

Preciso fazer Declaração de Conteúdo?

Todas as encomendas enviadas pelo Correios precisam obrigatoriamente ter a nota fiscal ou declaração de conteúdo. Para os casos em que a Nota Fiscal (NF) não é obrigatória, a “Declaração de Conteúdo” deve ser sempre preenchida. E mesmo em casos em que a NF já está presente, também recomendados o preenchimento dessa ferramenta.

Ela permite que o declarante emita um documento contendo detalhes do que está sendo enviado -como conteúdo, quantidade e valor-, e, assim, possa fazer uma futura reclamação, no caso de extravio, além de ser uma alternativa à questão fiscal em alguns casos.

A emissão dela também é feita no ato de preenchimento da etiqueta. Para isso, siga os passos abaixo:

Como fazer declaração de conteúdo dos Correios

1. Com o formulário de remetente e destinatário preenchido, clique no link “preencha a declaração de conteúdo”. Outra aba será aberta no seu navegador, dando acesso ao formulário declarativo.

Botão para declaração de conteúdo está no final do formulário
Botão para Declaração de Conteúdo está no final do formulário
Imagem: Correios

2. O próprio sistema exportará os dados de remetente e destinatário do formulário anterior. Portanto, agora, você só vai precisar completar os campos abertos: CPF/CNPJ, item, conteúdo, quantidade e valor.

Dados solicitados na declaração de conteúdo
Dados solicitados na Declaração de Conteúdo
Imagem: Correios

3. Feito isso, confira os dados digitados e, caso estejam corretos, clique em “imprimir”. A declaração será gerada em uma nova aba, conforme os dados que você informou. Leia com atenção todas as informações que constam no documento, pois você está se responsabilizando por elas, e imprima.

Declaração de conteúdo pronta
Declaração de Conteúdo pronta
Imagem: Correios

Se preferir gerar o formulário de Declaração de Conteúdo para preênche-lo à mão, basta acessar a página do recurso, baixar o PDF do arquivo e imprimir.

Agora que a declaração de conteúdo está pronta, coloque-a junto à encomenda, por fora da embalagem, como a NF, e faça o depósito na agência dos Correios. É recomendado colocar dentro de um plástico antes da afixação para evitar que o documento seja rasgado, molhado ou rasurado.

Atenção: Há alguns tipos de itens que são proibidos para envio, como cigarros, produtos corrosivos e alimentos perecíveis.

Como gerar AR (Aviso de Recebimento)?

Toda vez que um objeto é entregue, o recebedor assina um documento se responsabilizando pelo recebimento. Essa folha volta com o entregador e fica sob responsabilidade dos Correios. Nesse caso, para ter informações de quem recebeu a devida remessa, o remetente precisa contatar os Correios.

No caso da opção pelo aviso de recebimento, o AR, o recebedor assina um documento, que volta ao remetente como se fosse uma carta. Nesse caso, quem enviou a pacote tem posse de um documento comprovando o recebimento da correspondência e os dados do recebedor, como nome completo e RG.

Este serviço é pago e é indicado para quem precisa comprovar o envio. Esse comprovante, inclusive, vale como prova judicial.

  1. Pra acionar essa ferramenta, ela fica no final da página inicial das etiquetas, próximo ao botão respectivo.
Opção de gerar aviso de recebimento no final da página de etiquetas
Opção de gerar Aviso de Recebimento no final da página de etiquetas
Imagem: Correios
  1. Portanto, clique no botão “gerar AR”, imprima a folha com o documento e cole na embalagem da remessa. Também é possível gerar 4 AR’s por cada folha A4.
Etiqueta de aviso de recebimento
Etiqueta de Aviso de Recebimento
Imagem: Correios

Como rastrear pacotes e encomendas

Para saber o status e até a previsão de entrega, os Correios oferecem a ferramenta de rastreamento. Você só vai precisar do código de registro, que está no comprovante de postagem do objeto. Quando uma compra online é realizada, o vendedor tem a obrigação de passá-lo para o comprador. Outra forma de realizar esse rastreamento é através do CPF ou do CNPJ do destinatário, caso esses dados tenham sido passados na hora da postagem.

Acesse a sessão de rastreamento do site dos correios neste link. Se precisar de uma ajudinha, confira nosso passo a passo completo de como rastrear pacotes e encomendas dos Correios.

Entrega em mão própria e no vizinho

Em algumas situações, é importante que um documento ou uma encomenda seja entregue nas mãos do destinatário, sem a possibilidade de ser entregue a um terceiro. Nesse caso, os Correios disponibilizam a opção de “Mão Própria”, que garante a entrega para as pessoas indicadas no ato da emissão das etiquetas, ou na própria loja, quando feito da forma tradicional.

Para optar por ela, basta que o responsável pelo preenchimento selecione essa opção, conforme exemplo abaixo.

Para fazer uso da modalidade mão própria, basta selecionar a opção que está acima do formulário da etiqueta
Para fazer uso da modalidade Mão Própria, basta selecionar a opção que está acima do formulário da etiqueta
Imagem: Correios

No entanto, é importante lembrar que, caso essa opção seja selecionada e a pessoa indicada não seja encontrada, o item vai voltar ao remetente e o valor de postagem não será devolvido. Portanto, ao escolher essa ferramenta, remetente e destinatário devem acompanhar a entrega da remessa para que o item não retorne a quem o enviou.

Em contrapartida, os Correios oferecem outro serviço aos consumidores: a entrega no vizinho. Assim, na ausência do destinatário, o portador entrega a correspondência aos vizinhos mais próximos do destinatário e que estão indicados na encomenda.

Para isso, também na geração da etiqueta, é preciso indicar a opção por essa ferramenta e os vizinhos que são autorizados a receber o item, conforme exemplo a seguir:

Assinale a caixinha que permite a entrega no vizinho para permitir entrega no vizinho
Assinale a caixinha que permite a entrega no vizinho
Imagem: Correios

É importante lembrar que, em caso de habilitação desse serviço, automaticamente a opção MP será desabilitada. Isso porque, o consumidor está optando por entregar também a terceiros, e não só nas mãos do próprio destinatário.

Agora que você já aprendeu como gerar e imprimir as etiquetas dos Correios, conta para gente o quanto isso simplificou e ajudou na rotina da sua empresa.

Veja mais:

Pronto pra enviar suas encomendas? Se precisar de ajuda na hora de acompanhar seu envio, a matéria 11 aplicativos para rastrear encomendas dos Correios é a pedida!

Fonte: CorreiosReceita Federal e Movimento Compre&Confie

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
5
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados