Como lidar com o aquecimento de smartphones e evitar que aconteça

shutterstock 518055760 - Como lidar com o aquecimento de smartphones e evitar que aconteça
Algumas situações comuns podem fazer com que o smartphone esquente mais do que o normal, mas nem todas são motivo para preocupação

A cada nova geração de smartphones que chega ao mercado é possível notar uma tendência a melhorias cada vez mais comuns. Além da preocupação com baterias que durem mais, telas mais confortáveis e processadores mais poderosos e rápidos, existe também uma preocupação com o que isso pode acarretar ao aparelho. Um exemplo clássico disso é o aquecimento demasiado.

Não é incomum que os smartphones ocasionalmente tenham sua temperatura interna aumentada por motivos diversos, e na maioria das vezes isso não é exatamente algo a se preocupar. Atualmente grande parte dos aparelhos já contam com uma proteção voltada para esse tipo de situação, impedindo assim que quando o superaquecimento aconteça possa vir a danificar algum componente do smartphone.

Mas por que eles aquecem?

Primeiro é necessário entender as principais situações que causam o superaquecimento de um smartphone. A primeira e possivelmente mais comum é durante a recarga na tomada. O aquecimento nesse caso existe porque ao ser carregada, a bateria passa por processos químicos através da eletricidade que tem como consequência o aumento da temperatura no componente e a geração de calor.

Samsung Galaxy S6 charging 640x353 - Como lidar com o aquecimento de smartphones e evitar que aconteça
Durante a recarga da bateria, o smartphone pode esquentar

A segunda situação pode parecer muito óbvia, mas acontece. Muitas vezes o usuário acaba deixando o aparelho em um local exposto ao sol, ou até mesmo onde a incidência de raios solares é mais forte. Uma bolsa na praia, por exemplo, ou até mesmo em uma mesa perto de uma janela onde o sol tem acesso.

preview - Como lidar com o aquecimento de smartphones e evitar que aconteça
Utilizar o aparelho no sol pode facilitar o aquecimento

A terceira, e também bastante comum, é quando o aquecimento acontece ao realizar algumas tarefas no aparelho que exigem muito do processador. Exemplos disso são jogos mais pesados, utilização de aplicativos com realidade virtual e até mesmo manipulação de vídeos. Muitos aplicativos podem até mesmo não ser pesados, mas ao rodar durante muito tempo no aparelho também causam esse problema.

Como lidar com a situação?

Se o seu smartphone aquece muito durante a recarga, alguns cuidados podem ser tomados para evitar. Primeiro é aconselhável que utilize apenas carregadores originais e da mesma marca do aparelho, mesmo que seja compatível com outros. Segundo, é importante não deixar o smartphone em cima de outros aparelhos durante a recarga. E por fim, não dividir a tomada com outros dispositivos ao mesmo tempo. Confira aqui alguns mitos a respeito do assunto.

iPhone6 04otherstuffinthebox 720x381 - Como lidar com o aquecimento de smartphones e evitar que aconteça
Prefira sempre os carregadores originais de fábrica

Caso o smartphone esteja quente por ter sido exposto ao sol, é importante deixa-lo de repouso um tempo antes de voltar a utilizá-lo. Um cuidado importante é o de não colocar o smartphone na geladeira, independente do que causou seu superaquecimento. O certo é esperar que o aparelho volte a temperatura normal, e não causar um choque térmico, que poderá se tornar mais um problema.

Já no caso de uso de aplicativos pesados ou durante muito tempo, a dica é semelhante. Deixe o aparelho em descanso por um tempo, tomando o cuidado de fechar os aplicativos. É interessante observar que se isso acontece com frequência, significa que o aparelho não tem as especificações necessárias para rodar certos tipos de aplicativos. Geralmente nesses casos é aconselhável trocar de modelo mais potente.

Quando se preocupar?

Se o aquecimento acontece quando o smartphone está em descanso, desconectado da tomada, sem contato com o sol ou superfícies quentes, pode ser um sinal de que algo está errado. Normalmente pode significar algum dano físico, por isso é aconselhável que desligue o aparelho e faça uma análise física nele. Parte traseira aberta, ou qualquer odor incomum, são sinais de que é necessário procurar por uma assistência especializada.

O cuidado é extremamente necessário visto que caso haja um defeito na bateria, que é um componente altamente inflamável, existe o risco de explosão.

Comentários do Facebook

Receba Notícias por E-mail:

Share via