Galaxy Note9: câmeras atingem 103 pontos no DxOMark

Galaxy Note9: câmeras atingem 103 pontos no DxOMark
Considerado o mais poderoso vendido no Brasil, o novo top de linha da Samsung está entre as melhores câmeras de smartphone do mundo.

Lançado em agosto, o Galaxy Note9 é o smartphone mais potente da Samsung em 2018. O portal especializado DxOMark destrinchou as câmeras e deu seu veredicto. O Galaxy Note 9 tem a melhor câmera entre os modelos vendidos atualmente no Brasil (nota 103). Seguido do Galaxy S9+, da própria empresa, com nota 99 e do iPhone X da Apple, com nota 97.

WhatsApp Image 2018 09 11 at 07.39.25 - Galaxy Note9: câmeras atingem 103 pontos no DxOMark
Com 103 pontos, o conjunto fotográfico do celular da Samsung é considerado o segundo melhor no mundo pelos avaliadores do DxOMark

O Galaxy Note9 possui a melhor câmera do Brasil

No quesito mundial, o Galaxy Note9 fica empatado com o HTC U12, e  3 pontos atrás do Huawei P20 Pro (com câmera tripla), mas estes dois modelos não estão à venda no Brasil. As configurações de câmera do Note9 são:

  • Câmera dupla
  • Lente principal: 12 MP (sensor de 1/2,55 polegadas, dual-pixel PDAF, abertura variável de f/1,5 – 2,4)
  • Lente secundária: 12 MP (abertura de f/2,4 e sensor de 1/3,6 polegadas)
  • Estabilizador óptico nas duas câmeras
  • Flash LED único
  • Gravação em 4K a 30 ou 60 FPS

Nas análises do DxOMark, os engenheiros capturaram mais de 1500 imagens em mais de duas horas de vídeos, em diversas condições de iluminação. Os resultados obtidos com o Galaxy Note9 foram impressionantes.

O autofoco foi classificado como “excelente“. A câmera também conseguiu alta pontuação nos detalhes, apresentando baixo ruído e boa qualidade de zoom. O efeito bokeh foi avaliado como “realístico“, quesito geralmente mal avaliado na maioria dos celulares que  tem esse recurso.

Exposição e contraste (91 pontos)

exposição e contraste - Galaxy Note9: câmeras atingem 103 pontos no DxOMark
Imagem do Note9 à esquerda e do S9 Plus à direita

O Galaxy Note9 exibe uma evolução notável em relação ao Galaxy S9 Plus. A partir dos níveis de exposição e contraste, já é possível perceber as diferenças. O Note9 consegue fazer fotos mais claras, sem perder os tons escuros naturais. O modo HDR do Note9 foi melhorado, se comparado ao modelo anterior. No entanto, ainda pode ser inconsistente em algumas situações, fazendo com que tons de branco fiquem estourados.

Cores (81 pontos)

cor - Galaxy Note9: câmeras atingem 103 pontos no DxOMark
Cores precisas em diversas situações de luz.

Aliadas a um bom balanço de branco, as cores capturadas pelas câmeras do Galaxy Note9 são fiéis. Sua precisão foi responsável por outra nota alta para o smartphone. Em situações de pouca luz, as cores podem ficar ligeiramente sombreadas, mas ainda assim não decepcionam.

Autofoco (96 pontos)

af outdoor - Galaxy Note9: câmeras atingem 103 pontos no DxOMark
Comparativo de velocidade de foco.

O autofoco do Galaxy Note9 é muito rápido e mais preciso que o do Galaxy S9. Para focar, o delay máximo é de 600 ms, ficando 100 ms atrás do Huawei P20 Pro. O que não  significa que o modelo não mereça uma nota  alta, conforme foi obtida.

Textura (68 pontos) e ruído (76 pontos)

textura e ruído - Galaxy Note9: câmeras atingem 103 pontos no DxOMark
Fotos do Note9 na esquerda e do Huawei P20 Pro na direita.

O Galaxy Note9 é capaz de renderizar bem as texturas, mas acaba por cometer os mesmos erros de outros smartphones da Samsung: foco exagerado na redução de ruídos, o que acaba por suavizar detalhes finos. Em situações de pouca luz, o problema se agrava.

No quesito de granulação, o Galaxy Note9 ficou alguns pontos atrás do Huawei P20 Pro, apesar de conseguir um desempenho superior em algumas situações.

Artefatos (67 pontos)

hdr - Galaxy Note9: câmeras atingem 103 pontos no DxOMark
Efeito fantasma pode ser observado em fotos tiradas com HDR

Na fotografia de objetos, o Galaxy Note9 exibiu bons resultados, com exceção de algumas imagens onde foi percebido flare, um efeito que aparece quando o objeto reflete luz, interferindo na captura e criando “fantasmas”.

Flash (90 pontos)

20180730 211712 ref  1024x768 - Galaxy Note9: câmeras atingem 103 pontos no DxOMark
Flash tem baixa luminosidade, mas conquista pela precisão

O uso de apenas um flash de LED foi bastante questionado, mas o resultado final é bom o bastante para conseguir 90 pontos. A luz é precisa, no entanto a baixa exposição a claridade pode deixar as cores muito escuras. Os cantos da foto também ficam com sombras, e o software, na maioria das vezes, não evita o efeito de olhos vermelhos.

Zoom (66 pontos)

O Note9 tem zoom óptico 2x, mas com apenas 12 MP fica difícil competir contra os 40 MP do Huawei P20 Pro. Chega a ser injusto. As imagens falam por si só:

zoom 1 - Galaxy Note9: câmeras atingem 103 pontos no DxOMark
No topo, imagem no zoom de 5x no Galaxy Note9 (esquerda) e Huawei P20 Pro (direita). Na parte de baixo está a imagem cortada para visualizar mais detalhes.

Boken (55 pontos)

StreetSit SamsungGalaxyNote9 DxOMark 1024x768 - Galaxy Note9: câmeras atingem 103 pontos no DxOMark
Captura do efeito bokeh

Para o DxOMark, o Note9 tem um efeito boken muito competente e realista. O efeito blur é aplicado no fundo do objeto e também no primeiro plano, apresentando uma boa transição.

Prós e contra por DxOMark

Prós

  • Autofoco rápido e preciso em ambientes internos ou externos
  • Zoom mantém bom nível de detalhes em até 4x
  • Bom equilíbrio entre retenção e redução de ruído
  • Cores são agradáveis e vívidas
  • Efeito bokeh convincente

Contras

  • Algumas imprecisões de exposição
  • Perda de nitidez e efeito fantasma
  • Detalhes finos podem ser sacrificados em busca de redução de ruído
  • Flash possui contração branco inconsistente

Fonte: DxOMark

Você concorda com a análise das câmeras do Samsung Galaxy Note9? Comente abaixo!

Samsung Galaxy Note 9 1024 768 - Galaxy Note9: câmeras atingem 103 pontos no DxOMark

Receba Notícias por E-mail:

Share via