Google drive vai remover arquivos duplicados em pastas. Entenda a mudança

Google Drive vai remover arquivos duplicados em pastas. Entenda a mudança

Avatar of otávio queiroz
A ideia é criar um espaço de trabalho acessível, organizado e fácil de usar; saiba quando a novidade chega e outros detalhes acerca da atualização

Há algum tempo, o Google Drive vem trabalhando em uma atualização para tornar a organização dos arquivos armazenados na nuvem menos confusa. Dentre as mudanças anunciadas recentemente, está a substituição de arquivos duplicados por atalhos. Com isso, se você duplicar os mesmos arquivos e pastas em vários locais do Google Drive, a plataforma de armazenamento em nuvem os substituirá por atalhos. Além dessa novidade, o Google Drive também fornecerá dados e informações mais detalhadas sobre o atalho na janela de “Detalhes”.

Nas últimas semanas, alguns usuários já passaram a receber notificações avisando sobre as mudanças através de banners localizados na página principal do Drive. Mas como estes atalhos irão funcionar? E quais outras mudanças chegarão em breve? Hoje, vamos responder essas e outras perguntas sobre a nova atualização e como ela irá melhorar o seu fluxo de trabalho.

Atalhos no Google Drive

Google drive vai remover arquivos duplicados em pastas. Entenda a mudança
A migração dos arquivos duplicados será realizado automaticamente pela plataforma (Reprodução/Internet)

A atualização do Google Drive mudará a maneira como você organiza seus arquivos. Em vez de adicionar o mesmo arquivo a vários locais, você pode criar um atalho para o original em outros locais. Esta atualização afetará os usuários do Google Workspace e também os que utilizam contas pessoais do Google. A ideia é encorajar os usuários a armazenar coisas em um local primário e limpá-las ao longo do tempo quando virem que os arquivos e pastas adicionais tornaram-se inúteis em seu Drive, além de criar um espaço de trabalho acessível, organizado e fácil de usar.

A migração dos arquivos duplicados será realizado automaticamente pela plataforma. O local do arquivo original será escolhido com base na propriedade do arquivo do Google Drive e o restante será substituído por atalhos. Administradores do Workspace poderão ainda gerenciar a criação de atalhos (quantos deles são criados e quem tem acesso) por meio do log de auditoria do administrador.

Google drive e arquivos duplicados
Usuários receberão banners informativos (como o visto acima) com notícias sobre a atualização (Otávio Queiroz/Showmetech)

Aos poucos, alguns usuários irão começar a receber avisos por meio de banners, localizados na parte superior do Google Drive, avisando sobre as mudanças que chegarão ainda no primeiro semestre deste ano. No aviso, estará a informação de que “Nas próximas semanas, os itens presentes em mais de uma pasta serão substituídos por atalhos. O acesso a pastas e arquivos não mudará” junto a um link onde o usuário poderá ter mais informações ao clicar.

As contas pessoais do Google terão menos opções à sua disposição do que os administradores de Workspaces, que contarão com algumas ferramentas extras para ajudar a organizar a sua nuvem. Dentre elas estão as opções de:

  • Sempre crie atalhos: todos com acesso a uma pasta compartilhada obtêm atalhos nessa pasta
  • Crie atalhos apenas para conteúdo compartilhado em seu domínio e domínios confiáveis: somente usuários de sua organização e domínios confiáveis ​​obtêm atalhos em uma pasta compartilhada
  • Crie atalhos apenas para conteúdo compartilhado em seu domínio: somente usuários em sua organização obtêm atalhos em uma pasta compartilhada.
  • Não crie atalhos: não serão criados atalhos para itens em pastas compartilhadas onde as permissões de acesso variam. 

Como criar atalhos no Google Drive

Como criar atalhos no google drive
Existem duas formas para criar atalhos no Google Drive (Otávio Queiroz/Showmetech)

No futuro, saber criar atalhos para arquivos será essencial para o seu trabalho. Existem dois métodos com os quais você deve se familiarizar:

  • Combinação Shift + Z: como você deve se lembrar, essa combinação foi responsável por adicionar uma pasta a vários locais antes da atualização. Depois que a nova atualização for lançada, você poderá usar as mesmas teclas para criar atalhos para os arquivos e pastas em vez de copiá-los em locais diferentes.
  • Usando o menu: clique com o botão direito do mouse no arquivo ou pasta para o qual deseja criar um atalho e selecione Adicionar atalho ao Drive. Depois disso, você precisa escolher o local que deseja salvar e clicar em Adicionar atalho.

No entanto, o Suporte do Google menciona algumas restrições para gerenciar seus atalhos. Depois de criar um atalho para um arquivo (ou pasta), você não pode criar outro atalho para ele. Mas, é possível fazer uma cópia desse atalho. Observe que, se você criar um atalho em um local do qual não é proprietário, não poderá excluí-lo.

Mais novidades

A nova forma de organização de arquivos e pastas não é a única novidade. O Google Drive também fornecerá a seus usuários dados e informações mais precisos sobre o atalho na janela de detalhes. Você conseguirá ter a visão de detalhes essenciais de arquivos, como tamanho e uso de armazenamento, quem tem acesso a ele e quem é o proprietário, além de poder verificar se o arquivo está apto para download e informações sobre a última modificação e localização original dele.

Esta atualização do Google Drive, sem dúvida, tornará muito mais simples verificar dados detalhados e controlar quem está colaborando no arquivo ou pasta. Ainda conforme mencionado anteriormente, o processo de migração e substituição dos arquivos ou pastas por atalhos será totalmente automatizado e acontecerá sem a sua participação.

Fontes: Google [1] [2] [3], Chrome Unboxed.

Veja também

Será que é possível acessar o backup do WhatsApp no Google Drive? Confira o passo a passo de como fazer isso no computador com o WooTechy WhatsMover.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
1
Shares
1 comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados