Prepare-se! O Google está recheado de surpresas nesta Páscoa

Google na Páscoa
O Google preparou uma busca especial para os usuários nesta Páscoa; confira todas as novidades

Google de Páscoa, o que trazes para mim? Hoje (21), a página de Busca do Google está oferecendo uma experiência diferente para os usuários. Ao clicar no botão “Estou com sorte”, você é redirecionado para uma página cheia de tradições da Páscoa e, claro, ovos de Páscoa (mas não de chocolate, infelizmente!). Ao clicar em um ovo, ele explode e é possível explorar as tradições culturais no Google Arts & Culture. Confira todas as novidades:

Trends de Páscoa no Google

O Google Trends fez um levantamento completo sobre as principais buscas dos brasileiros sobre a Páscoa. As perguntas envolvem o que é o feriado, por que o coelho é o símbolo da Páscoa e mais. A verdade é que, por aqui, busca-se tanto sobre ovos (de Páscoa) quanto chocolate. O maravilhoso ovo de colher é o mais buscado no Google.

Algo que todo mundo já esperava também aconteceu: as buscas por receitas de ovos de chocolate estão bombando no Google (seja ele de colher, trufado, simples, vegano ou zero lactose). Afinal, fazer seu próprio ovo, além de mais divertido, é muito mais barato do que comprar. Ainda, é uma forma de ganhar dinheiro. Por falar nisso, as “ideias para ganhar dinheiro na Páscoa” também estão entre as buscadas nas últimas semanas no Google.

Google na Páscoa
Ovo de Páscoa recheado, um dos buscados no Google (Imagem: tudoela.com)

Outras dúvidas também surgem sobre o feriado, principalmente sobre a Sexta-feira Santa, um feriado religioso cristão. Confira outras buscas feitas no Google neste link.

Explorando a Páscoa pelo mundo com o Google

Diferentemente da nossa tradição de distribuir chocolate, o feriado de Páscoa é celebrado de outras formas pelo mundo. O Google Arts & Culture, uma plataforma que visa permitir acesso à arte e cultura – como o nome já diz – contará algumas curiosidades sobre a data em outros locais do globo.

Páscoa florida

Você sabia que, no hemisfério norte, as pessoas estão curtindo a primavera e aproveitam a época para exibir arranjos de flores durante a Páscoa? As refeições contam com mesas floridas e as igrejas organizam festivais repletos de flores. As flores também são distribuídas entre as pessoas.

A flor tradicional na Páscoa é o lírio branco, um símbolo da ressurreição que representa a pureza e a esperança. O narciso, que sinaliza a primavera, é chamado de “sino da Páscoa” na Alemanha. Em Ouro Preto, Minas Gerais, as pétalas de flores são usadas para fazer um tapete colorido de 4 quilômetros pela cidade na noite anterior ao Domingo de Páscoa.

Google na Páscoa
Lírios brancos, flor tradicional da Páscoa (Imagem: cincinnati.com)

Ovos coloridos

No Reino Unido, Estados Unidos e França, é comum decorar um ovo de verdade que comer ovos de chocolate. Na Romênia, as pessoas jogam seus ovos pintados uns contra os outros e reza a lenda que vive mais quem não quebrar o ovo. Na Polônia, há até técnicas de decoração de ovos, como esculpir na casca (ovos drapanki) ou fazer bolsas de crochê para pendurá-los (ovos dzierganki).

Na Eslovênia, os desenhos variam de acordo com a região. Os padrões geométricos, com cruzes, espirais, linhas, retas e outros são característicos do sul de Bela Krajina. Na Rússia, até adornos com joias eram feitos pela Casa de Fabergé entre 1885 e 1917, para os czares presentearem suas esposas e mães.

Google na Páscoa
Ovos russos decorados (Imagem: lushome.com )

Árvores de Páscoa

Imagine uma árvore de Natal, mas com ovos de Páscoa decorados no lugar de enfeites natalinos. É isso que você vai encontrar em cidades alemãs e austríacas. Para fazê-las, é só pendurar os ovos (de plástico, madeira ou ovos de verdade decorados) nos galhos das árvores, amarrando com fita ou corda. Uma curiosidade é que a tradição é antiga, mas não se sabe ao certo sua origem.

Google na Páscoa
Árvore de Páscoa (Imagem: housebeautiful.com)

Na Finlândia, a história é um pouco mais assustadora e parece mais o Halloween. Os galhos das árvores são decorados para comemorar a mudança de estação. As pessoas enfeitam com penas coloridas, papel crepom e outras bugigangas.

Então, as crianças, com o objetivo de afastar forças sobrenaturais e vestidas de bruxas, distribuem os galhos aos vizinhos como bênçãos. Tudo isso conta ainda com o recital da rima “Virvon, varvon, tuoreeks terveeks, tulevaks vuodeks; vitsa sulle, palkka mulle!” (“eu aceno com um ramo para trazer um ano novo e saudável; um ramo para você, uma recompensa para mim”). A recompensa é nada menos que um ovo de Páscoa ou algo semelhante.

Google na Páscoa
Páscoa na Finlândia. Imagem: gofinland.fi

Doces, bolos, e pães

Aqui no Brasil, normalmente, nós fazemos aquele almoço caprichado no domingo de Páscoa. Outros países têm suas tradições próprias. Na Rússia, Ucrânia e Moldávia, o tradicional é o kulich, uma espécie de bolo cilíndrico com frutas cristalizadas, amêndoas, aromatizado com açafrão e cardamomo (da família do gengibre). Normalmente, eles possuem glacê na decoração e as iniciais XB, de Cristo ressuscitou (em russo). A tradição envolve o padre abençoar o pão antes que ele seja comido no Domingo de Páscoa.

Google na Páscoa
Kulich, com o tradicional XB (Imagem: themoscowtimes.com)

Na Bulgária e na Romênia é comum assar o kozunak, um pão doce levedado. Já na Grécia, os ovos são pintados de vermelho (símbolo do sangue de Jesus) e são usados na massa do pão doce de Páscoa, o tsoureki. Na Espanha você pode encontrar o bolo Mona de Pascua, que possui o formato de um donut e era coberto com ovos cozidos. Atualmente, ele possui ovos de chocolate na cobertura – mudança aprovada.

No Reino Unido, Austrália, Canadá e Nova Zelândia, o comum é achar bolinhos quentes. Na Etiópia, por sua vez, o costume é comer um pão de trigo mole temperado (o “defo dabo”).

Caça aos ovos

A tradição de Páscoa em muitas regiões do mundo envolve as crianças procurando os ovos escondidos pelo Coelhinho da Páscoa. Acredita-se que isso começou na Alemanha e a lebre, que evoluiu para coelho, representa a fertilidade. O ovo também tem seu significado e uma casca oca representa o sepulcro vazio, sendo o símbolo da ressurreição de Jesus.

Essa ideia dos ovos viajou com os alemães para os Estados Unidos e evoluiu para busca de outras coisas, como moedas, doces e ovos de chocolate. A popularização foi tanta que é comum ver um “Ovo de Páscoa” como uma pista ou algo escondido em filmes e jogos.

Google na Páscoa
Caça aos ovos de Páscoa. Imagem: reporterherald.com

Claro que há particularidades em algumas regiões do mundo. Na França, por exemplo, quem esconde os ovos são os sinos voadores. Na Austrália, é o Bilby da Páscoa, que “roubou” o lugar do coelhinho porque o país tem um histórico não muito agradável com o animal que se tornou uma praga em tempos passados. O Bilby não tem olhos vermelhos nem pelo branquinho (normalmente não), mas também é muito simpático.

Já em Ortega, na Costa Rica, as pessoas que compõem o grupo Lagarteros de Ortega saem para caçar crocodilos na Sexta-feira Santa. Mas calma, ele não vira churrasquinho não. Na verdade, ele é o convidado especial das celebrações de Páscoa. Depois de um dia agitado, o crocodilo retorna para sua vida tranquila.

Depois desse banho de cultura pascoal, quem sabe você não adapta alguma tradição dessas? Para ter mais informações, basta clicar no “Estou com sorte” no Google!

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe uma resposta

Receba notícias por e-mail