Conecte-se conosco
Intel Optane: tecnologia transforma seu HD em um SSD

Computadores

Intel Optane: tecnologia transforma seu HD em um SSD

Protagonizadas pelo 3D XPoint, as memórias Optane são especializadas em cache para aumentar a velocidade do HD em até 21x

ridble intel optane foto - Intel Optane: tecnologia transforma seu HD em um SSD

Memória Intel Optane é minúscula para tanto poder

O seu computador te faz esperar muito? Geralmente o problema de carregamento está no hardware que menos evoluiu durante a última década: o disco rígido. A solução que muitos indicariam é a comprar um SSD, memória bem mais rápida. Porém, a Intel recentemente vem promovendo uma “rival”, a memória Optane. Sua singularidade está no foco em melhorar o desempenho do HD por um preço menor que SSD.

Pequena memória de elefante

É possível achar memórias Optane de 16 e 32 GB. SSDs têm no mínimo 120 GB. Então como a Intel quer atrair compradores com tanta pouca memória? O caso é que a Optane não foi criada para armazenamento do usuário, mas para basicamente atuar como cache.

optane 4 - Intel Optane: tecnologia transforma seu HD em um SSD

Drive de armazenamento 3D XPoint é a grande inovação das memórias Optane

Existe vários tipos de memória hoje, separadas entre voláteis e não-voláteis. As primeiras são mais rápidas, encontradas na CPU e DRAM, porém quando desligadas esquecem de tudo, por isso não servem para arquivos. As últimas, encontradas em HDs e SSDs, são para armazenamentos, mas tendem a ser bem mais lentas. A grande proeza da Optane é o drive de memória 3D XPoint, não-volátil, mas com velocidade semelhante a uma volátil. A novidade foi anunciada em 2015 numa parceria Intel e Micron, mas comercializada a partir de 2017.

Na prática, a Optane é ponte entre a DRAM e o armazenamento principal, com a ajuda do processador. O impacto não é totalmente instantâneo, pois a tecnologia precisa primeiramente saber o que colocar em cache. Arquivos essenciais do sistema são guardados desde o primeiro uso. O intuito é aprender os costumes do usuário no computador e torná-los mais ágeis. Sendo assim, a Intel assegura boot, tarefas diárias, carregamento de jogos e produção em 4K sendo realizados mais rapidamente.

HD modo turbo

Intel Optane SSD M2 2 - Intel Optane: tecnologia transforma seu HD em um SSD

Principais características de uma memória Optane

A Optane funciona tanto junto a um HD como a um SSD, mas a contribuição ao último é tão pequena que não vale o upgrade. A Intel divulga que uma Optane pode fazer um HD trabalhar 14 vezes mais rápido. Confira dados puros de desempenho de uma Optane (32 GB):

  • Leitura sequencial (até): 1350 MB/s
  • Gravação sequencial (até): 290 MB/s
  • Leitura aleatória (alcance de 8 GB) (até): 240000 IOPS
  • Leitura aleatória (Alcance de 100%): 65000 IOPS
  • Gravação aleatória (alcance de 8 GB) (até): 65000 IOPS
  • Latência de Leitura: 7 µs
  • Latência de gravação: 18 µs
  • Energia quando ativa: 3.5 Watts
  • Energia quando ociosa: 1 Watt

Em testes ao vivo, a Intel coloca dois PCs de mesmo hardware, diferindo a Optane, lado a lado. A tarefa é reiniciar as máquinas e ver carregar o Windows e processos. O computador com Optane conseguiu reiniciar duas vezes, enquanto o outro estava no primeiro carregamento.

As melhorias também são perceptíveis ao abrir programas. O Google Chrome carrega 5 vezes mais rápido com Optane. Algo mais pesado? Testes na internet alegam que, enquanto somente o HD demorou 52 segundos para abrir um projeto no Premiere, junto à Optane o tempo foi só de 11 segundos, dois segundos menos que um SSD. A Intel aponta que programas do pacote Microsoft Office abrem antes com sua memória. Por exemplo, o Outlook abre até 5,8 vezes mais veloz.

Screen Shot 2014 11 07 at 3.02.25 PM.0 - Intel Optane: tecnologia transforma seu HD em um SSD

Overwatch carrega 2x mais rápido com Optane

Os gamers também podem se interessar pela Optane. A Intel fala em 67% mais velocidade em abrir jogos. Testes feitos por usuários da internet exibem Overwatch carregando duas vezes mais rápido. Entretanto, um SSD pode se sair melhor nos games. Em grandes jogos, como Mass Effect: Andromeda, as fases são carregadas mais velozmente do que em um PC de HD com Optane. Por isso a Optane hoje não é capaz de atrair usuários de SSD.

Vale a pena o upgrade?

Uma das coisas mais ditas pela Intel é que a Optane oferece velocidade semelhante a um SSD em um HD por um preço menor. Entretanto, a realidade não é exatamente essa.

As memórias Optane são de fato mais baratas que um SSD e podem ser mais rápidas, porém não é somente isso. Há alguns requerimentos para usar uma Optane. É necessário tem um processador Intel core de sétima geração, além de uma placa-mãe preparada, de chipsets selecionados. Assim, caso você esteja desejando esse upgrade, é necessário verificar se seu computador é compatível, pois no final das contas pode ficar mais barato um SSD.

intel optane requerimentos - Intel Optane: tecnologia transforma seu HD em um SSD

Requerimentos para utilizar uma Optane

O i5 7400 (mais básico Intel quad core atual), placa-mãe ASUS B250 (mais barata do momento) e Optane 16 GB (mais lenta, porém baixa barata que qualquer SSD) juntos custam de R$ 1.500 a R$ 1.800. Um SSD Kingston de 120 GB pode sair por somente R$ 300.

O futuro da Optane

SSD Optane consumer - Intel Optane: tecnologia transforma seu HD em um SSD

Futuramente veremos Optanes SSDs para consumidores

A Intel já está evoluindo suas Optanes. A fabricante lançou para data centers a Optane SSD DC P4800X com 3D XPoint e 375 GB, mas custando cerca de US$ 1,5 mil; opções para o consumidor padrão estão sendo planejadas. Paralelamente, foi anunciado que até o fim do ano alguns dispositivos Windows 10 serão lançados  com Optane. No futuro poderemos ver no mercado uma maior concorrência entre a memória NAND dos SSDs e o 3D XPoint das Opantes, o que será ótimo, pois no final o consumidor quem ganha. Esperamos que essa nova tecnologia prospere, pois inovações devem sempre ser bem-vindas.

Com tudo que foi dito, hoje você investiria em uma Intel Optane?

Continue lendo
Advertisement

Um garoto sul-americano do Nordeste que finalizou o ensino médio e aguarda o início de seu semestre na UFAL em 2018. Até lá acha que pode pelo menos produzir algo útil à humanidade através do SMT, assim para de gastar horas de sua vida em Dota 2.

Comentários
Subir