Os 10 melhores smartphones para fotografias em 2021

Montagem com as quatro melhores câmeras de celular em 2020
Capacidade para boas fotos é um recurso que define a escolha de muitos consumidores, então separamos os 10 melhores smartphones para fotografias de 2021

Smartphones para fotografias são, ano a ano, sensação entre a maioria das pessoas que procuram bons aparelhos para substituir um modelo anterior. Já que o passatempo dos consumidores é tirar fotos de tudo e em qualquer lugar, as empresas fabricantes de celulares estão dando cada vez mais motivos para a troca de aparelho.

Caso você esteja pensando em comprar um celular em 2021 e não vive sem uma boa fotografia, então esta lista é para você! Separamos os 10 melhores smartphones para fotografias em 2021. Qualquer que seja sua opção, tenha certeza que qualquer aparelho da lista a seguir é uma excelente pedida.

Entendendo as câmeras de um celular

Vários modelos de smartphones para fotografias.
Megapixels e abertura máxima são especificações-chave para qualidade das câmeras.

Antes de partir para a lista em si, é importante que o consumidor saiba quais são os fatores que fazem com que as câmeras do celular sejam boas, o que significam as especificações de cada uma delas e, claro, quais as principais diferenças entre cada tipo de câmera.

Resumidamente, você precisa ficar atento a algumas especificações-chave das lentes. As principais são os megapixels e a abertura máxima dela.

Quando o assunto são câmeras de celular, o mito mais popular é o de que quanto maior o número de megapixels, melhor é a câmera. Não é bem assim. Como dito no parágrafo anterior, os megapixels estão entre os fatores que definem se uma câmera é boa ou não. No entanto, não são eles, isoladamente, que determinam isso.

Os megapixels têm duas funções: determinar o quanto de zoom você consegue dar numa foto sem ela perder resolução e determinar as dimensões das imagens. É como se eles fossem a janela entre o celular e o mundo. Quanto mais megapixels uma câmera tiver, maior será a resolução, o tamanho e o peso da imagem. Pensando em redes sociais, por exemplo, cinco megapixels já oferecem qualidade suficiente para fotos “postáveis”.

Agora vamos falar sobre abertura, que é aquele f/algum-número. A função da abertura de uma câmera é definir quanta luz entra no sensor dela (que transforma a luz em sinais elétricos, que se traduzem em pixels). Se os megapixels são janelas, a abertura é como a cortina. Dessa forma, quanto maior for a abertura máxima de uma câmera, mais luz vai conseguir entrar no sensor. Na prática, isso significa que a câmera do celular vai tirar fotos melhores principalmente em ambientes com pouca iluminação. Até aí tudo fazendo sentido, certo?

Tela de edição de fotos do iphone 12 pro.
iPhone 12 Pro oferece hardware e software para tirar fotos excelentes.

O que dá um nó no cérebro quando falamos sobre abertura é a maneira como os números funcionam: quanto maior o número, menor a abertura da câmera. Por exemplo: a abertura máxima da câmera grande-angular do iPhone 12 Pro (f/1.6) é maior que a abertura máxima da grande-angular do S20 Ultra (f/1.8).

Lembre-se que essas especificações são relacionadas ao hardware do celular, contudo, o software também influencia na qualidade das imagens capturadas pelo aparelho. O exemplo mais claro disso, nesta lista, é o iPhone 12 Pro, que é beneficiado pelo ótimo sistema da Apple.

Os celulares representados nesta lista possuem várias câmeras, cada uma com uma lente diferente. É importante saber ao menos o que significa cada uma delas.

Lentes grande-angulares são ótimas para captação de momentos de aventura ou áreas abertas, uma vez que elas aumentam o campo de visão e fazem mais coisas caberem na tela. As distâncias entre objetos, no entanto, podem parecer diferentes do que parecem no mundo real. As lentes ultra-angulares têm a mesma função, mas com ainda mais objetos cabendo na tela. Ou seja, são para áreas ainda mais abertas.

Já as lentes teleobjetivas têm o objetivo de diminuir a sensação de distância entre objetos de primeiro e segundo plano, para criar um efeito bonito nas fotos.

Com lentes para diferentes papéis, o software do smartphone faz a diferença na hora de usar cada uma delas para que o usuário consiga as mais incríveis fotografias.

iPhone 12 e iPhone 12 Mini

Cores do iphone 12.
iPhone 12 não tem sensor LiDAR, mas traz sistema avançado de câmeras.

O sistema de câmeras do iPhone 12 e do iPhone 12 Mini são idênticos. Eles ficam atrás dos modelos Pro e Pro Max por não trazerem uma lente teleobjetiva e o sensor LiDAR. Ou seja, trazem “apenas” duas câmeras traseiras e uma frontal. Mesmo assim, seu sistema fica entre as melhores câmeras de celular de 2021.

Veja abaixo as especificações das câmeras do iPhone 12:

  • Grande-angular: 12 MP e abertura f/1.5;
  • Ultra-angular: 12 MP e abertura f/2.2;
  • Frontal: 12 MP e abertura f/2.2.

Assim como no iPhone 12 Pro e Max, dá para usar o Modo Noite em todas as câmeras, inclusive na frontal. E é por isso que o principal destaque das câmeras do iPhone 12 vai para o seu desempenho em ambientes com pouca iluminação. 

As tecnologias de fotografia computacional Deep Fusion e Smart HDR, dos modelos Pro, também são encontradas no iPhone 12 e iPhone 12 Mini. O objetivo disso tudo é garantir que as fotos fiquem, no mínimo, boas, independente das condições do ambiente.

Existem modelos do iPhone 12 com 64 GB, 128 GB e 256 GB de armazenamento interno, que você encontra em lojas como as Americanas por R$ 5.951,07, R$ 6.279,68 e R$ 6.881,07, respectivamente.

Xiaomi Redmi Note 10S

Redmi note 10s visto de costas.
Redmi Note 10S também tem sistema quádruplo de câmeras.

Assim como no Galaxy S20 Ultra da Samsung, o Redmi Note 10S da Xiaomi aposta em quantidade de câmeras e números altos de megapixels em cada lente. Veja abaixo os detalhes sobre câmeras do Redmi Note 10S:

  • Grande-angular: 64 MP e abertura f/1,79;
  • Ultra-wide: 8 MP, abertura f/2,2 e campo de visão de 118º;
  • Teleobjetiva: 2 MP e abertura f/2,4;
  • Macro: 2 MP e abertura f/2,4;
  • Frontal: 13 MP e abertura f/2.45.

O diferencial do Redmi Note 10 é que o celular da fabricante chinesa consegue usar cada nove pixels do sensor como um só, o que resulta em maior absorção de luz e, consequentemente, mais qualidade na imagem. Usando todos os 64 MP da câmera principal, os resultados são espetaculares.

Dentre os recursos de câmera do Redmi Note 10S há o modo noturno, inteligência artificial com embelezador e controle de profundidade.

Você encontra o Redmi Note 10S na loja oficial por R$ 2.759,99.

Motorola Edge+

As câmeras do motorola edge plus.
As câmeras do Motorola Edge Plus.

O Edge+ é a nova tentativa da Motorola de emplacar um aparelho celular que concorre com os topos de linha das outras fabricantes. Além das várias especificações que agradam, a Motorola caprichou nas três câmeras traseiras, que alcançam até 108 megapixels e ângulo de visão de 79.º na câmera principal (o que o fez cair algumas posições na lista). Sua câmera frontal é de excelente qualidade e capaz de render selfies impressionantes.

  • Grande-angular: 108 MP, abertura f/1,8 e ângulo de visão de 79º;
  • Ultra-angular: 16 MP, abertura f/2,2 e campo de visão de 117º;
  • Teleobjetiva: 8 MP, abertura f/2,4 e campo de visão de 30º;
  • Frontal: 25 MP, abertura f/2,5 e campo de visão de 79º.

Você encontra o smartphone Motorola Edge+ no Magazine Luiza por R$ 4.499,00

Redmi Note 10 Pro

Redmi note 10 pro, de costas, apoiado em sua caixa.
Redmi Note 10 Pro oferece câmeras ótimas por preço mais acessível.

O Redmi Note 10 Pro, também da Xiaomi, é um exemplo de celular intermediário que, apesar de trazer câmeras com especificações mais modestas, não entrega fotos e vídeos com qualidade muito distante em comparação aos outros smartphones desta lista. O celular traz cinco câmeras. São elas:

  • Grande-angular: 108 MP e abertura f/1,9;
  • Ultra-angular: 8 MP, abertura f/2,2 e campo de visão de 118º;
  • Macro: 5MP e abertura f/2,4;
  • Sensor de profundidade: 2 MP e abertura de f/2,4;
  • Frontal: 16 MP e abertura f/2,45.

Esse sistema de câmeras pode capturar ótimas fotos, nos quesitos detalhes, coloração e contraste. Dá para você usar todos os 108 MP da câmera principal, enquanto a ultra-angular apresenta um bom desempenho em ambientes bem iluminados.

Por mais que o sistema não traga uma câmera teleobjetiva, o zoom de até 2x é capaz de atender às demandas básicas de aproximação de um usuário comum. De novo: não estamos falando de um topo de linha e sim de um modelo intermediário que busca entregar o máximo de qualidade custando o mínimo possível. Esse é, digamos, o “conceito” do Redmi Note 10 Pro.

Você encontra o smartphone Redmi Note 10 Pro, da Xiaomi, no Magazine Luiza por R$ 2.789.

Galaxy S21+

Galaxy s21+ visto de costas.
Galaxy S21+ traz câmeras e sensor que desfoca o fundo.

O Galaxy S21 é mais um excelente aparelho da Samsung que possui bastante foco nas suas câmeras, que neste modelo vêm em trio. O smartphone possui tecnologia de “superestabilização” e pode gravar vídeos em 8K, com recurso que permite fotos nítidas a partir da gravação em vídeo. Ao todo, são quatro câmeras, sendo três na parte traseira.

  • Grande-angular: 12 MP e abertura f/1,8;
  • Ultra-angular: 12 MP e abertura f/2.2 e campo de visão de 120º;
  • Teleobjetiva: 64 MP, abertura f/2,0;
  • Frontal: 10 MP e abertura f/2,2.

Além dessas lentes, o Galaxy S21 traz o sensor DepthVision, do tipo ToF (Time of Flight), que é responsável por entender a distância entre o aparelho e o objeto em foco e capturar mais luz em ambientes pouco iluminados. Esse sensor também serve para reconhecer o ambiente em realidade aumentada e até escanear objetos, com o uso de apps da Samsung. Funciona de modo similar ao sensor LiDAR, da Apple.

A câmera grande-angular (considerada a principal do smartphone) combina seus 12 MP com uma distância focal de 26 mm. Tanto em ambientes bem iluminados quanto mal iluminados, as fotos ficam ótimas.

Além disso, a câmera teleobjetiva é capaz de tirar fotos em 8K, enquanto as outras tiram em 4K, no máximo. E o Galaxy S21+ é capaz de gravar vídeos em HDR10+.

Você encontra o Galaxy S21 em lojas como a Americanas por R$ 3.644. E se você quiser saber mais sobre as câmeras e o funcionamento da versão de 2020 deste smartphone da Samsung, veja o review completo do smartphone no Showmetech.

iPhone 12 Pro

As três câmeras do iphone 12 pro.
iPhone 12 Pro traz sistema triplo de câmeras inaugurando o top 5 na lista dos smartphones para fotografias.

As vantagens e diferenciais do iPhone 12 Pro Max também valem para o iPhone 12 Pro. O que difere um modelo do outro é o tamanho do “corpo” dos smartphones e as especificações das câmeras. Em comparação ao Pro Max, o Pro é menor e suas lentes são um pouquinho mais modestas. Veja abaixo:

  • Grande-angular: 12 MP e abertura f/1,6;
  • Ultra-angular: 12 MP, abertura f/2,4 e campo de visão de 120º;
  • Teleobjetiva: 12 MP, abertura f/2,0 e zoom óptico de até 2x;
  • Frontal: 12 MP e abertura f/2,2.

Assim como o Pro Max, o iPhone 12 Pro traz um sensor LiDAR, que aprimora o foco (e, consequentemente, o Modo Retrato) e o Modo Noite para fotos e vídeos. Também dá para usar o Modo Noite tanto na lente grande-angular quanto na ultra-angular.

Se você quiser saber mais detalhes sobre as câmeras e o funcionamento geral do smartphone premium da Apple, dê uma olhada nesse review completo que o Showmetech publicou do iPhone 12 Pro.

Existem modelos do iPhone 12 Pro com 128 GB, 256 GB e 512 GB de armazenamento interno, que você encontra em lojas como o Submarino com o preço a partir de R$ 7.999,00.

Xiaomi Mi Note 10

Imagem do mi note 10, que está entre melhores câmeras de celular
Mi Note 10 também tem sistema quádruplo de câmeras.

Assim como no Galaxy S20 Ultra da Samsung, o Mi Note 10 da Xiaomi aposta em quantidade de câmeras e números altos de megapixels em cada lente. Veja abaixo os detalhes sobre as câmeras do Mi Note 10:

  • Principal: 108 MP e abertura f/1,69;
  • Ultra-wide: 20 MP, abertura f/2,2 e campo de visão de 117º;
  • Teleobjetiva: 5 MP e abertura f/2,0;
  • Macro: 2 MP;
  • Retrato: 12 MP e abertura de f/2,0;
  • Frontal: 32 MP e abertura f/2,0.

O Mi Note 10 também conta com um sensor ToF (sigla em inglês para “Time of Flight“), que consegue determinar a distância entre objetos a partir da emissão de luz. Em fotos estilo “modo retrato”, esse sensor aprimora o desfoque do fundo.

Você encontra o Mi Note 10 em lojas como a Amazon por R$ 3.798,00.

Galaxy Note20 Ultra 5G

Galaxy note 20 ultra da cor bronze místico virado de costas em cima de uma mesa de madeira preta, com as três câmeras acopladas na parte superior esquerda
Câmeras grande-angular e teleobjetivas são os destaques do Note20 Ultra, um dos melhores smartphones para fotografias.

Assim como o iPhone 12 Pro Max, o Note20 Ultra traz quatro câmeras: um sistema triplo que fica na parte de trás e uma câmera frontal. Confira abaixo as especificações dessas lentes:

  • Grande-angular: 108 MP e abertura f/1,8;
  • Ultra-angular: 12 MP e abertura f/2,2;
  • Teleobjetiva: 12 MP, abertura f/3,0 e zoom óptico de até 5x (zoom digital de até 50x);
  • Frontal: 10 MP e abertura f/2,2.

Como estamos falando de câmeras de celular, a primeira coisa que surpreende no Galaxy Note20 Ultra é o número de megapixels da grande-angular (que é a câmera principal), né? Mas o verdadeiro diferencial desse high-end da Samsung é a lente teleobjetiva.

Tecnicamente falando, a capacidade de zoom da teleobjetiva do Note20 Ultra chega até a metade da capacidade do S20 Ultra (que chega a 100x). Só que, na prática, o zoom do Note 20 Ultra é melhor, graças à abertura e pixels maiores.

Além disso, o sistema de câmeras traz outros recursos extras que são bem legais, como a capacidade gravar vídeos em 8K e o modo Take Único, que usa inteligência artificial capaz de captar até 14 tipos de fotos num período de três a dez segundos a partir do momento de disparo.

Já o seu Foco Dinâmico (que é o Modo Retrato da Samsung) fica um pouco atrás dos smartphones da concorrência, principalmente o iPhone 12 Pro Max, principalmente por errar (às vezes) ao desfocar o fundo e pela suavização excessiva dos rostos das pessoas mesmo com o “filtro de rosto” desativado. Mesmo assim, ainda rende selfies ótimas.

Se você quiser saber mais sobre as câmeras e o funcionamento do smartphone topo de linha da Samsung, confira o review completo do Galaxy Note20 Ultra no Showmetech.

Você encontra o Galaxy Note20 Ultra em lojas como as Americanas por R$ 4.740,50.

Galaxy S21 Ultra 5G

As câmeras do smartphone galaxy s21 ultra.
Galaxy S21 Ultra traz sistema quádruplo de câmeras traseiras no segundo lugar da lista de melhores smartphones para fotografias.

Assim como nos celulares de 2020, a Samsung trabalhou para que as câmeras da linha Galaxy S21 fossem o grande diferencial para seus consumidores trocarem de aparelho. E o S21 Ultra melhorou ainda mais os destaques do modelo anterior, o S20 Ultra. Em comparação com o modelo do ano passado, destacam-se as melhorias nas lentes teleobjetivas.

O sistema de cinco câmeras do high-end da Samsung surpreende pelo número de lentes e de megapixels que cada uma traz. Confira abaixo:

  • Grande-angular: 108 MP e abertura f/1,8;
  • Ultra-wide: 12 MP, abertura f/2,2;
  • Teleobjetiva: 10 MP e abertura f/2,4, com estabilização óptica e zoom de até 3x;
  • Teleobjetiva: 10 MP e abertura f/4,9, com estabilização óptica e zoom de até 10x;
  • Frontal: 40 MP e abertura f/2,2.

Além dessas lentes, o Galaxy S21 Ultra traz a DepthVision, que mede a distância entre o aparelho e o objeto fotografado, o que desfoca o fundo e dá aquele efeito de “modo retrato”. Esse recurso também serve para reconhecer ambientes em realidade aumentada e escanear objetos, com o uso de apps da Samsung. Além disso, contribui para a captura de mais luz à noite, o que melhora a qualidade das fotos e dos vídeos.

Outro diferencial das câmeras do S20 Ultra é o SpaceZoom, que tem capacidade de aproximação de até 100x. Esse recurso combina o zoom óptico de 10x com o Super Resolution Zoom, um modo de aproximação digital feito com auxílio de inteligência artificial em tempo real.

Na prática, esse recurso é realmente útil e traz excelentes oportunidades para fotos, porém, o usuário aproveita a capacidade até 30x. Acima disso é mais “para brincar” e por curiosidade do que chance de tirar fotos com qualidade.

Você encontra o Galaxy S21 Ultra em lojas como a Amazon por R$ 6.599,90, e pode conferir mais detalhes sobre o smartphone no nosso review exclusivo.

iPhone 12 Pro Max

Parte traseira de vários iphone 12 pro max
iPhone 12 Pro Max está no primeiro lugar da lista de smartphones para fotografias.

Pois é, não dá para falar de câmeras de celular sem mencionar o iPhone 12 Pro Max, lançamento da Apple em 2020 — como ainda não houve nem sequer anúncio de iPhone para 2021, esta continua como uma (excelente) opção da Apple para boas fotografias.

Esse high-end é, sem dúvida, o melhor iPhone para fotografia. Tanto para quem tira foto apenas no automático quanto para quem lida com fotografia de maneira mais profissional, o iPhone 12 Pro entrega imagens (e recursos) de qualidade.

O smartphone da Apple traz um sistema triplo de câmeras traseiras e uma frontal. Esse sistema traz as seguintes lentes:

  • Grande-angular: 12 MP e abertura f/1,6;
  • Ultra-angular: 12 MP, abertura f/2,4 e campo de visão de 120º;
  • Teleobjetiva: 12 MP, abertura f/2,2 e zoom óptico de até 2,5x;
  • Frontal: 12 MP e abertura f/2,2.

Além dessas lentes, o sistema do iPhone traz um sensor LiDAR, que é usado para funcionalidades que envolvam realidade aumentada e, no caso de fotos e vídeos, para deixar o foco automático mais rápido e preciso, mesmo em ambientes com pouca luz. Dá até para combinar o Modo Retrato com o Modo Noite, seja usando a câmera grande-angular ou a ultra-angular.

Isso mostra que o diferencial do iPhone 12 Pro Max não está em câmeras com números altos de megapixels, e sim nos recursos de fotografia computacional que o smartphone oferece. Em outras palavras, isso é basicamente o processamento das imagens que rola no software do celular, de maneira articulada ao seu hardware.

Infográfico sobre edição de fotos no iphone 12 pro
Apple ProRAW traz opções avançadas de edição de fotos.

Outra novidade do iPhone 12 Pro Max é que o smartphone é capaz de tirar fotos no formato ProRAW, que combina esses recursos de fotografia computacional com a versatilidade do formato RAW (em que os dados da imagem são armazenados sem processamento).

Na prática, o iPhone 12 Pro Max oferece recursos avançados de fotografia computacional — como o Deep Fusion (tecnologia que utiliza aprendizado de máquina para remover ruídos e melhorar o nível de detalhamento) e o Smart HDR (recurso que melhora a iluminação e cores da imagem) — e um formato que aumenta exponencialmente as possibilidades de edição, a nível profissional mesmo.

No universo de smartphones topos de linha, câmeras de 12 MP não são lá muita coisa. Mas essas lentes, combinadas aos recursos de fotografia computacional da Apple, com certeza garantem que o smartphone topo de linha da marca entre na lista de melhores câmeras de celular mesmo em 2020.

Existem modelos do iPhone 12 Pro Max com 128 GB, 256 GB e 512 GB de armazenamento interno, que você encontra em lojas como as Americanas, com preços a partir de R$ 8.369,07.

Outras sugestões

Após a publicação desta matéria, resolvemos atualizá-la para adicionar quatro sugestões de celulares para fotografias que não necessariamente estejam disponíveis no mercado brasileiro. São quatro excelentes opções, para que o leitor mais exigente do Showmetech, que possa importar, tenha em mãos poderosos smartphones para conseguir os melhores resultados nas suas fotos.

Zenfone 8 Flip

Câmeras do zenfone 8 flip viradas para a frente
Os 10 melhores smartphones para fotografias em 2021

A Asus lançou a atualização de seu usual Zenfone com uma grande tela que ocupa toda a parte frontal do aparelho, sem qualquer corte para câmeras. O motivo é que não há lentes dedicadas às selfies, o que abre espaço para um visual limpo. O segredo deste smartphone está nas suas três câmeras, todas localizadas na parte traseira e que possuem capacidade para grandes resultados.

Angular: 64 MP, abertura de f/1,8 e campo de visão de 78,3º;
Ultra-angular: 12 MP e abertura de f/2,2;
Teleobjetiva: 8 MP, com zoom óptico 3x e zoom digital de até 12x.

Os números do Zenfone 8 Flip podem não impressionar quando comparados a outros celulares da lista, mas as capacidades das câmeras, aliadas a um bom software, dão bons resultados em fotografias nos modos noturno, panorama e retrato. Todo o módulo de câmeras é capaz de virar para a frente do celular (daí vem o nome Flip), o que faz com que o Zenfone 8 Flip seja o segundo melhor smartphone para selfies, capaz de resultados impressionantes.

Infelizmente, o Zenfone 8 Flip não foi lançado no Brasil, mas pode ser adquirido por meio de importação.

Vivo X60 Pro Plus

As câmeras do vivo x60 pro plus.
Os 10 melhores smartphones para fotografias em 2021

O smartphone mais poderoso da linha X60, da Vivo, o X60 Pro Plus, traz um conjunto de cinco câmeras (quatro traseiras e uma frontal) que impressionam, principalmente pelo conjunto de lentes Zeiss, marca famosa por suas lentes para fotografias profissionais. E é exatamente essa a proposta deste celular: colocar nas mãos do consumidor uma câmera de qualidade profissional.

Angular: 50 MP, abertura de f/1,8 e campo de visão de 78,3º;
Ultra-angular: 48 MP e abertura de f/2,2;
Teleobjetiva: 32 MP, abertura de f/2,08 para modo retrato;
Teleobjetiva: 8 MP e abertura de f/3,4, com zoom óptico de 6x e zoom digital de 60x.

A câmera frontal do X60 Pro Plus tem capacidade de 32 MP. Quando comparado a outros modelos da lista, este aparelho pode não chamar tanta atenção, mas o fato é que, além de serem ótimas especificações, as lentes Zeiss fazem a diferença.

Infelizmente, o X60 Pro Plus não foi lançado no Brasil, mas pode ser adquirido por meio de importação.

Google Pixel 5

Google pixel 5 de frente e verso.
Os 10 melhores smartphones para fotografias em 2021

O celular topo de linha da Google, o Pixel 5, pode não ser o smartphone mais parrudo que você encontrará no mercado (internacional), mas com certeza o aparelho impressiona, principalmente quando se leva em conta o preço cobrado por ele. Com apenas três câmeras, duas traseiras e uma para selfies, o Pixel 5 consegue dar ótimos resultados ao fotógrafo amador que o utiliza.

Angular: 12,2 MP e abertura de f/1,7;
Ultra-angular: 16 MP, abertura de f/2,2 e campo de visão de 107º.

A câmera frontal possui capacidade de 8 MP (abertura de f/2.0) e todas elas (as três) possuem tecnologia para ajuste automático de HDR. O software faz toda a diferença para os resultados das fotografias do Google Pixel 5. A empresa usa tecnologias de inteligência artificial e pós-processamento para fotos com nitidez e cores incríveis. O software também traz poderosas opções de edição, que ajustam até a iluminação do ambiente mesmo após a foto ter sido tirada.

Infelizmente, o Google Pixel 5 não foi lançado no Brasil, mas pode ser adquirido por meio de importação.

Xiaomi Mi 11 Ultra

Xiaomi mi 11 ultra com uma pequena tela próxima às câmeras traseiras.
Os 10 melhores smartphones para fotografias em 2021

O melhor smartphone para fotografias da nossa lista é realmente um fenômeno. Vendido pela queridinha Xiaomi, o Mi 11 Ultra impressiona até mesmo pessoas menos ligadas em fotografias. Ainda que o usuário não entenda bem sobre as diversas câmeras e das possibilidades que o software possui, o aparelho dá um jeito para que as fotos saiam incríveis.

Angular: 50 MP e abertura de f/2,0;
Ultra-angular: 48 MP, abertura de f/2,2 e campo de visão de 128º;
Teleobjetiva: 48 MP e abertura de f/4,1;
Teleobjetiva: 8 MP e abertura de f/3,4, com zoom óptico de 6x e zoom digital de 120x.

Para quem preferir tirar selfies com as excelentes câmeras traseiras, o Xiaomi Mi 11 Ultra conta com uma pequena tela na parte de trás para que o usuário tenha uma pré-visualização de sua foto tal qual quando usa a câmera frontal. A qualidade é realmente enorme e torna este o melhor smartphone para selfies.

Outro ponto que merece destaque no Mi 11 Ultra é o seu zoom. Com capacidade para aproximar a imagem até 120x, o smartphone consegue manter uma imagem mais nítida que seus concorrentes, seja quando utilizando o zoom óptico, seja no digital.

Infelizmente, o Xiaomi Mi 11 Ultra não foi lançado no Brasil, mas pode ser adquirido por meio de importação.

Comparando os smartphones

Agora que você já conhece os melhores smartphones para fotografias de 2021, que tal descobrir os melhores celulares para comprar em 2021?

Fonte: NextPit e TechRadar

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário