Meta explica como instagram e facebook escolhem o que você vê. Em antecipação à lei de mercados digitais, empresa mostrou como inteligência artificial adequa postagens conforme o uso. Saiba assumir o controle de seu feed

Meta explica como Instagram e Facebook escolhem o que você vê

Avatar de victor pacheco
Em antecipação à Lei de Mercados Digitais, empresa mostrou como inteligência artificial adequa postagens conforme o uso. Saiba assumir o controle de seu feed

Em um comunicado postado no centro de notícias da Meta, Nick Clegg, Presidente de Assuntos Globais da empresa, divulgou detalhes sobre como a inteligência artificial seleciona o que usuários como eu e você vemos Reels e postagens. De uma forma resumida, são utilizados três fatores que vão desde o que a pessoa curte e assiste até a escolha do que será exibido. Entenda os detalhes agora mesmo.

Seus amigos influenciam o que você verá nas redes sociais

Em 2021 a Meta chegou a divulgar como seleciona as publicações que víamos em suas redes sociais, porém todos sabemos que a internet muda dia após dia e o que era válido hoje pode não valer mais amanhã. Em 2023, a controladora divulgou que todos os usuários fazem parte de um “círculo virtual”, formado por pessoas que você segue e interage, assim como as páginas que segue e publicações que curte.

Ícones de redes sociais da meta
Empresa cria “grupo” para basear o que será exibido (Foto: Reprodução/Protocol)

No total, há 22 cartões de funcionamento do algoritmo que a empresa usa para suas redes sociais, cada um deles explicando o funcionamento das redes sociais.

No Facebook, a empresa utiliza os chamados “sinais de entrada”, que podem ser explicados como o histórico de interação com os autores de uma postagem. Em seguida, a inteligência artificial passará para a segunda etapa, que fala sobre os “pontos de relevância” de uma postagem para seu usuário. A terceira etapa é a entrega, e postagens com mais pontos de acordo com seu perfil serão exibidas no feed.

Animação do instagram com ícones de recomendações do algoritmo
Instagram também tem algoritmo para selecionar postagens (Foto: Reprodução/Shopify)

Já no Instagram, isso não muda muito: a inteligência artificial observa como você interage com as contas e escolhe quais Stories e Reels serão exibidos no feed, mesmo que não siga o perfil.

O atual nível de interação com um uma conta em relação aos Stories também influencia nisso: se você é uma pessoa que curte, responde e também clica nos adesivos das contas, com toda certeza há uma maior chance de ver isso no topo do aplicativo. A rede social também afirma que a possibilidade de você conhecer alguém pessoalmente também pode ser levada em consideração na priorização do que será visto primeiro.

Meta explica como ensinar suas redes sociais

A companhia explica que caso você queira ver apenas publicações sobre um, dois ou mais temas, pode começar a ocultar o que não gosta, por meio do próprio aplicativo do Facebook e Instagram. Ao deixar de seguir uma página que não exibe mais o que deseja ver, automaticamente a inteligência artificial identificará que postagens semelhantes não devem mais ser exibidas.

Animação de pessoa treinando algoritmo de rede sociais
É importante mostrar o que você gosta e principalmente não gosta para as redes sociais (Foto: Shutterstock)

Outra forma está no próprio aplicativo das redes sociais: ao clicar nos três pontos de uma postagem, você pode indicar que não tem interesse em um Reels ou publicação para não ver nada do que não gostaria. Os botões “Mostrar Mais” ou “Mostrar Menos” serão reconfigurados para serem mais acessíveis.

Por fim, a empresa sempre lembra que a melhor forma de conseguir ver o que deseja no Facebook e Instagram é usar o aplicativo. Outras formas de “treinar” seu algoritmo estão a caminho para que os usuários tenham a melhor experiência possível.

Estamos trabalhando em maneiras de tornar o recurso ainda mais proeminente. E se você não quiser um Feed classificado por algoritmos – ou apenas quiser ver como seu Feed ficaria sem ele – você pode usar a guia Feeds no Facebook ou selecionar Seguindo no Instagram para alternar para um Feed cronológico. Você também pode adicionar pessoas à sua lista de Favoritos no Facebook e no Instagram para sempre ver o conteúdo de suas contas favoritas.

Nick Clegg, Presidente de Assuntos Globais da Meta

Por que esta divulgação foi feita?

A Meta está antecipando uma decisão da União Europeia que começa a valer a partir de 2024. A Lei de Mercados Digitais fará com que empresas de tecnologia sejam mais transparentes em relação a seus algoritmos. Ou seja: a empresa de Mark Zuckerberg apenas antecipou um dado que seria divulgado mais cedo ou mais tarde.

Imagem ilustrativa da dma, lei de mercados digitais da união europeia
DMA obrigará empresas a mostrar seus algoritmos a partir de 2024 (Foto: Reprodução/Penrose.law)

É esperado que concorrentes como o Twitter, Snapchat e outras redes sociais também tenham que seguir a mesma regra para seguirem funcionando em solo europeu. Então não estranhe se Elon Musk divulgar uma carta ou thread em seu perfil citando como a rede social do passarinho azul seleciona os posts exibidos aos usuários.

Meta Verified impulsiona postagens?

Lançada no começo de junho de 2022, o serviço de assinatura que coloca um selo de verificação e conta com outros serviços não impulsiona as publicações. O comentário foi feito assim que a novidade ficou disponível e citado novamente no blog da Meta na publicação sobre seus algoritmos.

Ou seja: por mais que você pague R$ 55,00 para ser Meta Verified, isso não fará com que suas publicações sejam entregues para mais pessoas. Você até pode pagar para tal ação, mas tudo deve ser feito separadamente. Mas a gente sempre lembra que vale muito mais a pena optar pelo famoso alcance orgânico para que se tornar um verdadeiro “amigo do algoritmo”.

O que achou de todas as informações divulgadas hoje? Diga pra gente nos comentários!

Veja também

10 táticas de sucesso para perfis de empresas no Instagram

Com informações: The Verge l Blog da Meta

Revisado por Glauco Vital em 29/6/23.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados