PayPal Débito chega ao Brasil para compras online

Imagem ilustrando o PayPal Débito
Objetivo da nova função PayPal Débito da carteira digital é democratizar as compras online e serviços financeiros, segundo a empresa
Anúncio
PayPal Débito chega ao Brasil para compras online

Agora você também pode pagar suas compras online no débito com o PayPal no Brasil. A empresa lançou a função PayPal Débito, que chega à carteira digital da empresa nesta quinta-feira (10).

A principal vantagem de usar um cartão de débito numa compra online, segundo o PayPal, é que economiza seu limite de crédito para compras parceladas e internacionais.

“Incluir o cartão de débito é importante para o PayPal por acreditar que garante a democratização das compras online e serviços financeiros”

Carlos Nomura, diretor de pagamentos do PayPal Brasil

O PayPal é a primeira empresa de pagamentos eletrônicos a disponibilizar a opção de pagamento de compras online via cartão de débito no Brasil.

De acordo com Nomura, a estimativa da empresa é que a nova função de débito no PayPal, que já está disponível tanto no navegador quanto no aplicativo, vai trazer 58 milhões de pessoas para usar seus cartões de débito em compras online no e-commerce.

Atualmente, o PayPal conta com 4,3 milhões de clientes brasileiros, que agora poderão pagar compras nacionais online no débito, sem a necessidade de digitar a senha.

Como funciona o PayPal Débito

Imagem ilustrando o PayPal Débito
PayPal Débito chega ao Brasil nas versões web e aplicativo

O diretor de pagamentos explicou que a nova função vai funcionar exatamente da mesma forma que o crédito no PayPal.

Para configurar o novo modo de pagamento – tanto no navegador quanto no aplicativo — você precisa adicionar um cartão à sua conta no PayPal. Para isso, basta fazer o login na sua conta, clicar em “carteira”, depois clicar em “adicionar um novo cartão” e cadastrá-lo. Caso você tenha um cartão múltiplo (que funciona para crédito e débito), é só habilitar as duas formas de pagamento na sua conta, adicionando o seu cartão duas vezes: uma para crédito e outra para débito.

“Procuramos oferecer uma experiência simples e intuitiva”

Carlos Nomura, diretor de pagamentos do PayPal Brasil

Atualmente, o PayPal Débito funciona em sete bancos no Brasil (que, de acordo com Carlos Nomura, representam 70% do mercado brasileiro). São eles:

  • Itaú;
  • Bradesco;
  • Nubank;
  • Next;
  • C6 Bank;
  • Banco Inter;
  • Caixa.

Segundo Nomura, o PayPal está em contato com todos os bancos que atuam no Brasil para que a nova função fique disponível em todos eles.

O diretor de pagamentos também explicou que o débito vai funcionar apenas para compras locais, isto é, compras efetuadas no Brasil, e o processo de compra nessa modalidade não vai exigir autenticação do usuário. Segundo a empresa, isso significa maior índice de conversão para o lojista e conveniência para o cliente.

“Queremos abrir a possibilidade de compra online para boa parte da população que não tem cartão de crédito e impulsionar o [uso de] cartão de débito”

PayPal

Ainda de acordo com Nomura, a nova função não afeta a parceria firmada entre o PayPal e o Mercado Livre, voltada para transações internacionais.

O PayPal Débito chega alguns meses antes do PIX, que vai ser a plataforma de pagamentos instantâneos do Banco Central (BC). Segundo Nomura, o PayPal apoia a iniciativa do BC e também vai oferecê-lo como opção de pagamento na carteira digital.

Débito no PayPal

Imagem do PayPal aberto num smartphone
Pagar compras online no débito é conveniente para o cliente e para o lojista

No geral, realizar compras no débito oferece mais controle financeiro para quem compra. No contexto específico do PayPal e pensando no lado do consumidor, a empresa lista as seguintes vantagens da nova função:

  • Mais facilidade de usar seus cartões de débito nos principais merchants brasileiros online;
  • Possibilidade de usar em compras recorrentes (apps de transporte e comida, por exemplo);
  • Segurança e controle imediato dos seus gastos.

Ainda de acordo com a empresa, o PayPal Débito também é conveniente para os 350 mil lojistas que, atualmente, oferecem o “botão PayPal” no seu comércio.

Isso porque uma pesquisa recente realizada pela Mastercard mostrou que ao aceitar essa modalidade no seu e-commerce, um estabelecimento pode aumentar sua taxa de conversão de venda em aproximadamente 18%. Ainda de acordo com este levantamento, esse valor pode chegar a até 30% de volume extra.

Para os lojistas, a taxa dos pagamentos recebidos provenientes de um cartão de débito de uma conta do PayPal será de 4,79% do valor da transação, acrescido de uma tarifa fixa de R$0,60 por transação, para disponibilidade dos recursos no prazo de 24 horas.

Já quando a disponibilidade do pagamento for dentro de 30 dias, a taxa será de 3,60% mais R$ 0,60 fixo por cada transação.

Cartões em alta

Ilustração de um cartão de crédito
Compras com cartões vem aumentando

Segundo outro levantamento, este realizado pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), as compras com cartões vem aumentando nos últimos dois anos. O PayPal complementa esse dado dizendo que cada vez mais pessoas estão optando por realizar compras em ambientes online ou, no caso das compras presenciais, dando preferência para o uso de cartões ao invés de usar dinheiro em espécie.

A expectativa da Abecs é que os cartões respondessem por 60% do consumo das famílias em 2022. Já o PayPal acredita que essa expectativa possa se concretizar ainda em 2021.

Contexto do crédito e do débito no Brasil

Ilustração com cartão de crédito e um cofrinho
No Brasil, a maioria das compras online são pagas no crédito

De acordo com dados do Banco Central, atualmente existem cerca de 132 milhões de cartões de débito ativos no país e eles representam 54% das transações feitas diariamente. Em 2019, os dados apontam que os brasileiros gastaram cerca de R$ 1,84 trilhão em compras com cartões de crédito, débito e pré-pagos.

Só que analisando especificamente o contexto de compras online, o levantamento da Abecs mostra que cerca de 78% são realizadas com cartões de crédito atualmente, ao passo que apenas 6,5% são pagas com cartões de débito.

De acordo com o PayPal, esse número mais baixo do débito se deve ao fato de que há poucas lojas online que oferecem essa opção de pagamento. Além disso, as lojas online que oferecem a opção de débito exigem autenticação, que leva o cliente para o site do banco, ou seja, para fora do ambiente de compra. Isso, segundo o PayPal, pode confundir o consumidor na hora de realizar a compra.

“Cerca de 38 milhões de pessoas no Brasil só possuem cartão de débito e 20 milhões de pessoas têm cartões múltiplos [crédito e débito], mas a opção de crédito não é ativa. Estamos trazendo uma parcela da população para ter essa experiência no mundo digital.”

Carlos Nomura, diretor de pagamentos do PayPal Brasil

Outra variável presente neste contexto é a pandemia de COVID-19, que, segundo o PayPal, motivou a migração de empresas e consumidores para o e-commerce. Isso fez com que o setor tenha trabalhado para disponibilizar soluções e formas remotas de pagamento aos clientes, para que eles tenham mais opções na hora de comprar (ou vender).

A empresa também informou que “analisou profundamente” o cenário brasileiro antes de tomar a decisão de trazer o PayPal Débito para o país. Isso porque, segundo a empresa, “ainda convivemos com altos índices de fraudes online, o que leva muitos e-commerces a evitarem vender por débito”.

Fonte: PayPal


E você, o que achou dessa nova função do PayPal? Conte para nós aqui nos comentários!

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter