Placas veiculares brasileiras terão QR Code e chip para evitar fraudes

Novas placas, que seguem o padrão Mercosul, devem ser adotadas no Brasil a partir de 1º de setembro, segundo o Contran
Novas placas, que seguem o padrão Mercosul, devem ser adotadas no Brasil a partir de 1º de setembro, segundo o Contran
nova placa mercosul e1520517123471 - Placas veiculares brasileiras terão QR Code e chip para evitar fraudes
Nova placa no padrão Mercosul contará com chip e código QR de segurança

A ideia de padronizar as placas veiculares do Brasil com as do restante do Mercosul vem sendo adiada desde 2016. Contudo, segundo uma resolução publicada nesta quinta-feira (8) pelo Conselho Nacional de Trânsito, Contran, os carros vendidos no Brasil a partir de 1º setembro deste ano já terão as novas placas.

Foco em segurança

Além de um layout padronizado com outros países do Mercosul, as placas a serem adotadas no Brasil terão novidades para impedir a prática de clonagem: com a adoção de um chip e um código QR em cada placa, ambos contendo informações sobre o veículo e o condutor, o governo federal espera tornar mais fácil a identificação deste tipo de crime.

Assim como acontece nas placas padronizadas da União Européia, um modelo único de placa para todo o Mercosul pode facilitar a fiscalização por veículos roubados ou utilizados como instrumento de outros crimes.

Outra novidade das placas é um sistema de identificação diferente do atualmente utilizado no Brasil. Por aqui, as placas veiculares são compostas de três letras e quatro números. Já no novo padrão, no entanto, a única regra é que o último caractere seja um número, para não atrapalhar as cidades que adotam o esquema de rodízio.

Mudanças no visual

itens de seguranc3a7a da placa mercosul - Placas veiculares brasileiras terão QR Code e chip para evitar fraudes
Ao todo, são nove itens de identificação e segurança

As mudanças no visual das placas também têm como alvo dificultar as fraudes. Ao todo, são nove elementos de segurança, incluindo marcas d’água, estampas, bandeiras e até mesmo uma faixa holográfica, igual as presentes em notas de R$ 50 e 100.

Em veículos particulares, a placa terá fundo branco e inscrições em preto. Já em carros comerciais, como os táxis, o padrão branco e vermelho continua valendo. Segundo a resolução publicada pelo Contran, as dimensões das novas placas também serão as mesmas das usadas hoje em dia. Ou seja, 40 x 13 cm para carros e 20 x 17 cm para motos.

Será que dessa vez é pra valer?

167uvg9hs93y8bx6eddd8es7f - Placas veiculares brasileiras terão QR Code e chip para evitar fraudes

Apesar de países como a Argentina e o Uruguai já utilizarem as novas placas, o Brasil vem adiando a implementação do novo layout desde 2016. Quando questionado sobre o por que dos atrasos envolvendo a mudança, o Departamento Nacional de Trânsito, o Denatran, alegou que o novo padrão exige um banco de dados integrando todos os membros do Mercosul.

Caso a ideia realmente vá pra frente desta vez, todos os veículos emplacados a partir de 1º de setembro terão de trazer o novo padrão. Além disso, para os modelos fabricados antes desta data, o prazo final para trocar a antiga placa pela nova é de até dezembro de 2023.

Mesmo com tanta tecnologia nas novas placas, espera-se que o custo da troca continue o mesmo. Entre R$ 120 e R$ 200, a depender de cada município.

6560317 x720 - Placas veiculares brasileiras terão QR Code e chip para evitar fraudes

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe seu comentário:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba Notícias por E-mail:

Share via