Prêmio cancelado e expulsões: relembre as punições do oscar

Prêmio cancelado e expulsões: relembre as punições do Oscar

Avatar of carlos alberto jr
Além do tapa durante a cerimônia ao vivo, crimes sexuais e pirataria foram alguns dos motivos das punições do Oscar. Confira a lista de banidos pela Academia

Na última sexta-feira (08) foi divulgado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood do Oscar que o ator Will Smith está banido de participar de qualquer evento envolvendo a entidade por 10 anos, devido ao tapa que deu em Chris Rock, após mesmo ter feito uma piada sobre a esposa de Smith, Jada Pinkett-Smith. Embora seja raro, o ator não foi o primeiro a sofrer punições do Oscar.

Will Smith banido do Oscar foi uma ação dura, porém continua com o seu prêmio recebido na edição deste ano pela atuação em “King Richard: Criando Campeãs”, e ainda pode concorrer a outras estatuetas no futuro. Agora, ele não pode mais ser votante no Oscar, bem como está banido de colocar os pés em qualquer evento relacionado à Academia durante 10 anos.

Embora sejam raras, medidas mais severas, como expulsões e suspensão de prêmios, não são inéditas. Além do ator, outros nomes como Harvey Weinstein, Roman Polanski e Bill Cosby também acataram a decisão. Relembre outros casos a seguir.

Harvey Weinstein 

Considerado um dos nomes mais poderosos de Hollywood, o produtor Harvey Weinstein foi expulso da Academia em 2017. Ele foi considerado culpado pela Justiça por cometer os crimes de abuso sexual e estupro e foi condenado a 23 anos de prisão. O caso veio à tona após uma reportagem investigativa do jornal The New York Times, que recolheu acusações existentes há quase três décadas de diversas mulheres.

Prêmio cancelado e expulsões: relembre as punições do oscar
9Harvey Weinstein era um dos nomes mais influentes de Hollywood entre os anos 1990 e 2000 (Imagem: AFP)

Ele nega as acusações, mas atualmente enfrenta uma sentença de 23 anos de prisão. Entre os mais de 300 títulos que ele produziu, alguns dos mais conhecidos são “Pulp Fiction“, de Quentin Tarantino, “Gangues de Nova York“, de Martin Scorsese e “O Paciente Inglês“, de Anthony Minghella. Ele ganhou um Oscar, como produtor, por “Shakespeare Apaixonado“.

Bill Cosby

Outro predador sexual que foi expulso da Academia foi Bill Cosby, o famoso comediante foi considerado culpado por drogar e abusar sexualmente de Andrea Constand, uma ex-administradora da Universidade Temple, em sua casa na cidade de Filadélfia, em 2004.

Prêmio cancelado e expulsões: relembre as punições do oscar
Comediante foi expulso da Academia após ser culpado por drogar e abusar sexualmente uma mulher (Imagem: Reuters)

A medida em relação a ele demorou um pouco mais. Ele só foi retirado da organização um mês depois de ser considerado culpado em um julgamento de abuso sexual. O comediante cumpriu mais de dois anos da pena, mas teve a condenação anulada em 2021 pela Suprema Corte do estado americano da Pensilvânia.

Roman Polanski

Falando em demora, quem esperou um bom tempo até ser punido pela Academia foi o cineasta Roman Polanski. O diretor foi julgado culpado do estupro de uma garota de 13 anos em 1978 nos Estados Unidos, mas fugiu do país. Mesmo assim, ele só foi expulso junto de Cosby, 40 anos depois. Polanski é conhecido por dirigir clássicos como “O Bebê de Rosemary”, de 1968, e “Chinatown”, de 1974.

Prêmio cancelado e expulsões: relembre as punições do oscar
Culpado por estupro de uma garota de 13 anos em 1978 o diretor Polanski só foi expulso da academia 40 anos após o ocorrido, mesmo assim recebeu um Oscar de direção em 2003 (Imagem: Zurich Film Festival/Divulgação)

Apesar da condenação, Polanski chegou a ser indicado a três Oscars depois do julgamento e ganhou um deles, como a melhor direção de “O Pianista”, em 2003. Atualmente ele mora na França, visto que se ele retornar aos Estados Unidos, corre o risco de ser preso. Em 2019, o diretor moveu um processo contra a Academia exigindo ser readmitido na organização.

Carmine Caridi

Prêmio cancelado e expulsões: relembre as punições do oscar
Carmine Caridi foi o primeiro ator expulso pela Academia, em 2004. Ele destinava filmes que recebia para a indústria da pirataria (Imagem: Febspot/divulgação)

Carmine Caridi, de “O Poderoso Chefão 2″, foi o primeiro ator expulso do quadro de membros da Academia, em 2004. O ator foi alvo de uma investigação do FBI que descobriu que ele destinava à pirataria cópias de filmes que recebia gratuitamente como membro da Academia, para avaliação ao Oscar. Entre os filmes alvos da violação de direitos autorais, estão “Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas” e “O Último Samurai”.

Adam Kimmel

O caso mais recente foi o do diretor de fotografia Adam Kimmel, conhecido por trabalhos em “Capote” e “A Garota Ideal”. Ele foi expulso em 2021, depois que seu histórico como criminoso sexual registrado foi divulgado pela revista Variety.

Prêmio cancelado e expulsões: relembre as punições do oscar
O diretor de fotografia Adam Kimmel foi expulso em 2021, após seu histórico de abusos sexuais terem sido revelados por uma revista (Imagem: YouTube/Reprodução)

Na reportagem, a publicação conta que Kimmel já tinha sido preso duas vezes. Na primeira, em 2004, por ter relação sexual com uma garota de 15 anos. Ele tinha 43. Na segunda, em 2010, ele foi considerado culpado por não registrar seu histórico de criminoso sexual no Estado de Connecticut.

Young Americans

Caso raro na história do Oscar, os diretores do documentário “Young Americans” Alex Grasshoff e Robert Cohn tiveram de devolver a estatueta que receberam em 1969.

Documentário foi lançado em 1967, portanto não poderia ter sido premiado em 1969 (columbia pictures/divulgação)
Documentário foi lançado em 1967, portanto não poderia ter sido premiado em 1969 (Columbia Pictures/Divulgação)

O filme, que narra a trajetória do grupo musical Young Americans numa turnê de verão pelos Estados Unidos, teve o prêmio revogado porque foi lançado em 1967 e, portanto, não poderia concorrer em 1969. Até o momento, este é o único caso de devolução da estatueta na história do Oscar. Nesse caso, a estatueta foi para o segundo colocado, chamado “Journey into self”.

Veja também:

Você conhece o Does the Dog Die? O site dá spoilers preventivos para pessoas com fobias e transtorno de ansiedade.

FonteLos Angeles Times.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados