REVIEW: Galaxy S21 combina estilo com alta performance

Galaxy s21 imagem destacada
Retorno do Exynos e design conceitual marcam o novo topo de linha da Samsung, o Galaxy S21

Quando falamos dos novos smartphones topo de linha da Samsung, a expectativa sempre é alta. O novo Galaxy S21 chega rivalizando o iPhone 12, trazendo o processador Exynos 2100 (desenvolvido pela própria Samsung), suporte ao 5G, câmeras excepcionais e um design que salta aos olhos.

Contudo, o Galaxy S21 perde em alguns aspectos para seu próprio antecessor, o Galaxy S20, por não vir com carregador, ter acabamento em plástico e resolução de tela inferior. Será que apesar dos pesares, o Galaxy S21 se destaca entre os smartphones topo de linha disponíveis no mercado? Confira abaixo a análise completa do Showmetech.

Design

A caixa — cada vez mais compacta — esbanja beleza e dá a sensação de um produto de luxo.

Galaxy s21 caixa e tela
O Galaxy S21 vem muito bem apresentado, em uma caixa com poucos detalhes, com o S destacado na cor do modelo.

Na mão, o Galaxy S21 é leve, fino e elegante. Sua tela não é curva como no antecessor S20, mas impressiona com bordas quase inexistentes, que dão a sensação da tela ser maior e de ter quase 100% de aproveitamento da parte frontal. A câmera frontal se abriga em um pequeno orifício na tela.

A parte traseira é o grande chamariz do novo design da Samsung. As laterais em acabamento de alumínio se manifestam na traseira como uma “armadura” para as câmeras. Elas aparentam estar no mesmo nível do smartphone, apenas com a “armadura” saltada. O contraste entre o bronze e o violeta dão um charme impressionante ao Galaxy S21. É difícil não soltar um “uau” ao olhá-lo de perto pela primeira vez.

Traseira galaxy s21
Design da traseira do Galaxy S21 é belíssimo, mas seria ainda melhor se o acabamento fosse em vidro ao invés de plástico.

Por mais que o resultado seja indiscutivelmente bonito, o celular decepciona ao trazer acabamento na traseira em plástico. Considerando que os topo de linha trazem o melhor que a marca tem a oferecer, a ausência do acabamento em vidro — presente no Galaxy S20 — é estranha e dificilmente passa despercebida.

A lateral direita não possui nenhum botão, enquanto a esquerda possui o botão principal de ligar/desligar — que pode ser configurado para abrir qualquer aplicativo ao pressionar duas vezes rapidamente — e de aumentar e abaixar o volume.

Laterais galaxy s21
REVIEW: Galaxy S21 combina estilo com alta performance

Na parte superior, há pequenos orifícios que indicam os microfones do aparelho. Embaixo, temos a entrada USB-C, o alto-falante e a bandeja para dual-chip, sem espaço para expansão de memória.

Partes superior e inferior galaxy s21
REVIEW: Galaxy S21 combina estilo com alta performance

Ele está disponível nas cores violeta, rosa, branco e cinza.

Tela e Som

A tela do Galaxy S21 tem painel AMOLED dinâmico de 6,2 polegadas e resolução de 2400 x 1080 pixels. Na prática, a resolução é inferior ao Galaxy S20, que tinha 3200 x 1440 pixels, porém, a qualidade da tela é alta o suficiente para que dificilmente você sinta qualquer diferença na experiência.

Tela do galaxy s21
Tela do Galaxy S21 predomina em quase toda a parte frontal do smartphone, tendo bordas incrivelmente finas.

O painel AMOLED oferece contrastes incríveis, pretos profundos, um excelente nível de brilho e uma fidelidade visual que vai te fazer adorar assistir a séries na telinha do smartphone.

Você certamente já viu smartphones com mais de 6,2 polegadas, mas com a tela ocupando perto de 100% da parte frontal do aparelho, a sensação com o Galaxy S21 na mão é de uma tela ainda maior.

A taxa de atualização da tela atinge os incríveis 120 Hz. Na prática, isso torna a navegação mais fluida. Ao rolar o seu feed, abrir e navegar por apps, a sensação com uma tela atualizando em 120 Hz é a de uma imagem extremamente “lisa”. Você ainda pode deixar configurado no modo automático, ficando a cargo do smartphone detectar se o que você está fazendo precisa de 120 Hz ou não. Isso ajuda a economizar bateria, já que esse recurso é necessário principalmente em jogos.

Falando em segurança, a tela traz Gorilla Glass Victus para sua proteção, além do celular possuir certificado IP68, tornando-o selado contra poeira e resistente à água — não por completo, mas, caso você derrube um copo cheio de bebida nele por acidente, pode ficar em paz que seu smartphone ficará bem.

A tela do Galaxy S21, contudo, não oferece suporte às canetas S-Pen, tradicionais canetas conhecidas da linha Note da Samsung. O único que traz compatibilidade com essa tecnologia é o Galaxy S21 Ultra.

Quanto à experiência sonora, o Galaxy S21 possui qualidade satisfatória. Claro que para uma imersão maior, o ideal é utilizar fones de ouvido, mas, para músicas, jogos e vídeos, ele tem um resultado decente.

Câmeras

O Galaxy S21 vem com um sistema triplo de câmeras na traseira e uma câmera frontal. Ele é composto por:

  • Câmera padrão: 12,2MP com abertura de f/1.8;
  • Câmera teleobjetiva: 64MP com abertura de f/2.0;
  • Câmera ultra-wide: 12MP com abertura de f/2.2, 120º de campo de visão;
  • Câmera frontal: 10MP com abertura de f/2.2.

Por mais que todos estejam interessados no conjunto de câmeras do Galaxy S21 Ultra e os alucinantes 108 MP, o conjunto do S21 corre por fora e também faz jus a um modelo top de linha recém-lançado. A versatilidade nas câmeras é muito grande; um excelente destaque vai para o balanço de branco muito parecido entre todas elas.

Todas conseguem capturar imagens com um bom nível de detalhes e cores vivas sem saturar demais. Abaixo, veja três imagens feitas no mesmo lugar utilizando a câmera teleobjetiva, a padrão e a ultra-wide.

A teleobjetiva ainda possui um zoom satisfatório mantendo a qualidade da captura. O zoom de até 3x de aproximação é perfeito. Daí para frente, a qualidade vai se perdendo mais e mais. Veja abaixo uma imagem com a câmera normal e uma ampliada em 30x, alcançando um prédio muito longe.

Apesar da qualidade se perder por completo, é inegável a capacidade de o zoom de ir muito longe — nada de ficar observando a vizinhança, ok?

Não existe uma câmera de profundidade dedicada ao modo retrato como em outros smartphones, contudo, o efeito de desfoque é feito com perfeição através do software do celular — que, hoje em dia, seria o correto a fazer, já que usar o processador para realizar o desfoque é muito mais interessante do que incluir uma câmera a mais apenas para esta finalidade.

Modo retrato galaxy s21
Modo retrato do Galaxy S21 tem desfoque de ótima qualidade, mesmo que não haja uma câmera exclusiva para aplicar o desfoque.

Outra função desempenhada completamente pelo processador, dispensando uma câmera adicional, é o efeito macro. Ao invés de termos uma câmera macro, aqui, temos o software preservando a qualidade ao se aproximar demais de um objeto e realçando os detalhes. Particularmente, foi uma grata surpresa quando aproximei o Galaxy S21 de uma flor e de uma folha e pude observar de perto os detalhes mesmo sem dispor de uma câmera macro no conjunto.

Em relação a vídeos, há qualidade de sobra. Você pode filmar em até 8K 30 FPS — nem sei o que fazer com tanta qualidade — ou 4K 60 FPS — aqui já começa a ser mais relacionável. Além disso, uma novidade é o “modo do diretor” que te permite filmar com a câmera que você escolheu maximizada e as demais câmeras minimizadas na tela, de modo que você pode alterar instantaneamente para qualquer uma das câmeras DURANTE uma gravação.

Performance, Armazenamento e 5G

A linha S21 traz o novíssimo Exynos 2100, chipset desenvolvido pela própria Samsung. Curioso o fato que em alguns países o chipset do Galaxy S21 é o Snapdragon 888 da Qualcomm, como nos EUA.

Exynos 2100 5g, galaxy s21
Os modelos brasileiros vêm equipados com o novo Exynos 2100, desenvolvido pela própria Samsung.

Além do novo chipset, a Samsung também o equipa com 8 GB de memória RAM, 128 GB de armazenamento (versão única) e Android 11 — versão mais atual do Android, com promessa do smartphone receber atualizações até o Android 14.

As configurações certamente impressionam e condizem com o que se espera de um modelo topo de linha. A performance do Galaxy S21 dispensa comentários. PUBG e Asphalt 9 rodam com gráficos no máximo sem problemas. Unindo o brilho e a qualidade da tela, a experiência de jogar no Galaxy S21 é extremamente satisfatória. Não consegui fazer com que ele engasgasse mesmo mantendo vários aplicativos abertos ao mesmo tempo.

Contudo, posso afirmar que o Galaxy S21 é um smartphone bem… emocionado. Não precisa de muito para fazê-lo esquentar. Em pouco tempo vendo vídeos ou, às vezes, após alguns minutos no WhatsApp, ele esquenta. Felizmente, esquentar não ocasionou quedas de performance durante os nossos testes, mesmo em jogos.

Tela com thor galaxy s21
Apesar de excelente para assistir seus filmes favoritos, o Galaxy S21 esquenta muito facilmente.

Ele está disponível no Brasil em versão única de 128 GB de armazenamento, que é uma quantidade certamente satisfatória, mas, para quem costuma gravar muito com o celular, o fato de não ser possível expandir a memória via cartão microSD será um problema.

Quanto ao 5G, certamente é um excelente avanço, mas devido à baixa disponibilidade no Brasil, não conseguimos testar. Contudo, as conexões funcionaram com perfeita estabilidade, tanto 4G como Wi-Fi — o Galaxy S21 já possui suporte ao Wi-Fi 6.

Bateria

Certamente, um ponto que não se destaca nem para o bem e nem para o mal. O Galaxy S21 possui 4.000 mAh de bateria.

Em nossos testes, um uso moderado — vendo vídeos ou jogando jogos por períodos curtos, constantemente checando as notificações, navegando pela internet e por aplicativos — garante um dia completo e um pouco de bateria para o dia seguinte. Talvez em algum momento da manhã já será interessante carregar.

Porém, um uso intenso — vendo vídeos ou jogando jogos por longos períodos, brilho alto, além de navegar pela internet e por aplicativos — dura exatamente um dia, sendo uma boa ideia carregá-lo antes da hora de dormir, principalmente caso você vá a algum lugar a noite.

Resumindo, você não precisa se preocupar, pois o Galaxy S21 não vai te deixar a mão. Em compensação, se tem algo que vai te deixar na mão, é a falta da fonte do carregador. Seguindo a tendência lançada pela Apple, a Samsung faz a mesma escolha de retirar o carregador da caixa, mandando apenas um cabo do tipo USB-C.

O grande problema é que vai um tempo até que novas tecnologias já sejam comuns nas casas das pessoas. Ao não fazer com que o cabo tenha USB-A (o USB que você já conhece), todas as fontes que eu sei que você tem aí na sua gaveta… não servem para nada, te forçando a adquirir uma fonte com USB-C, indo contra a ideia de tirar o carregador “em função do meio-ambiente”.

Conclusão

O dólar certamente não colaborou para que o Galaxy S21 chegasse em nosso país com um preço mais competitivo. Ao preço sugerido de R$5.999,00 em sua versão única de 128 GB, a Samsung não entrega uma relação custo-benefício, mas, sim, a experiência de um smartphone topo de linha, fazendo a linha S21 a melhor opção para quem quer o máximo do que um smartphone com Android pode oferecer.

Preço e disponibilidade

Com preço sugerido de R$5.999,00, você encontra o Galaxy S21 por R$5.399,10 à vista no Magazine Luiza.

MarcaSamsung
ModeloGalaxy S21
ProcessadorExynos 2100
Memória RAM8 GB
Armazenamento128 GB
Tela6,2 “
AMOLED
Resolução 2400 x 1080
ConectividadeWi-FI6
4G
5G
Bluetooth 5.0
Reconhecimento Facial e leitor digitalSim
CâmerasTripla traseira: Padrão, teleobjetiva e ultra-wide
Frontal: Padrão
Flash LED
ChipDual Sim
Bateria4000 mAh
CoresVioleta, Branco, Rosa e Cinza
Peso169 gramas
PreçoR$5.399,10 à vista no Magazine Luiza

Leia também o nosso review completo do Galaxy S21 Ultra, que chega para alcançar o posto de melhor smartphone Android do Brasil. Será que ele consegue?

Galaxy S21 combina estilo com alta performance
  • Design - 9/10
    9/10
  • Tela - 10/10
    10/10
  • Câmeras - 10/10
    10/10
  • Performance - 9.5/10
    9.5/10
  • Som - 8.5/10
    8.5/10
  • Bateria - 7/10
    7/10
9/10
Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário