Conecte-se conosco
20180323 153123 01 - Review Samsung Galaxy A8 - O primeiro intermediário com tela infinita

Reviews

Review Samsung Galaxy A8 – O primeiro intermediário com tela infinita

Veja a nossa opinião sobre o novo smartphone intermediário premium da Samsung, o Galaxy A8.

Samsung Galaxy A8 foi lançado no início de fevereiro no Brasil sendo, assim, o primeiro smartphone da gigante sul-coreana a desembarcar em terras tupiniquins no ano de 2018. A linha A continua abrigando celulares intermediários premium mas, neste ano, ela está mais próxima dos aparelhos da linha S (Galaxy S8, S8+) e Note (Note8), ou seja, ele se parece bem mais com um smartphone top de linha.

Mas será que é só aparência? Nós testamos o Galaxy A8 por algumas semanas e podemos afirmar categoricamente: ele é um dos celulares intermediários mais avançados atualmente do mercado. Ele tem algumas características que, até então, eram exclusividades dos aparelhos top de linha, como a “tela infinita”, carcaça construída em metal e vidro, desbloqueio por reconhecimento facial e até uma dupla de câmeras na frente. Sim, isso mesmo, na frente.

Nos próximos parágrafos você confere uma análise detalhada do Galaxy A8, seus pontos fortes, pontos fracos e se ele vale todo o dinheiro que a Samsung está pedindo nele: R$ 2.399,00. Confira!

Design

20180323 151907 01 720x540 - Review Samsung Galaxy A8 - O primeiro intermediário com tela infinita

Vamos falar primeiro do design. De cara, o que mais chama atenção no Galaxy A8, é a sua tela com proporções “diferenciadas”. E foi justamente essa tela que causou algumas mudanças no design já estabelecido da Samsung. Quando você pensa em celulares da Samsung, do que você lembra? Provavelmente de cantos arredondados e um botão Home achatado, na parte inferior central do aparelho. Esse é o design clássico da Samsung, mas no Galaxy A8 ele não existe.

Por conta da tela mais esticada (vamos falar mais sobre ela no próximo tópico), a Samsung teve que remover o botão Home e, consequentemente, o leitor de impressões digitais, que era embutido nele. Agora ele foi movido para a traseira, logo abaixo da câmera. Sim, a fabricante corrigiu o erro que havia cometido nos Galaxy S8 e Note8, onde havia colocado o leitor de impressões digitais do lado da câmera. Isso fazia com que frequentemente tocássemos na lente, sujando-a.

20180323 133218 e1522363048170 720x960 - Review Samsung Galaxy A8 - O primeiro intermediário com tela infinita

No Galaxy A8 isso ainda acontece, mas só nos primeiros dias. Logo você acostuma e passa a acertar o leitor biométrico de primeira, sem encostar na lente da câmera traseira. Desta forma, temos uma parte frontal composta apenas de tela, as duas câmeras, o sensor de luminosidade e o alto-falante para ligações e uma parte traseira que abriga apenas uma câmera e um leitor de impressões digitais.

Na lateral direita temos o botão Power (Liga/Desliga) e um pouco acima dele o alto-falante. A diferença aqui é que o alto-falante não fica tão na ponta, o que impede que você o tampe acidentalmente ao tentar segurar o celular na horizontal. Já na lateral esquerda temos os botões de volume e a bandeja para um chip de operadora. A outra bandeja fica na parte de cima, que também é capaz de abrigar um cartão MicroSD de até 400 GB. Sim, no Galaxy A8 você pode usar dois chips e o cartão de memória.

Por fim, na parte inferior do celular, temos uma porta USB-C para o carregador, uma entrada de 3,5 mm para os fones de ouvido (ainda bem que a Samsung não retirou), além do microfone. Apesar de ter uma tela bem grande, o Galaxy A8 não tem dimensões gigantescas. Para mim, que tenho mãos grandes, é um celular até pequeno. Eu consigo segurá-lo confortavelmente com apenas uma mão, sua pegada é bem boa e em nenhum momento ele escorregou.

Tela

Agora vamos falar mais detalhadamente sobre a tela. O display possui 5,6 polegadas e uma proporção de 18,5:9 – fugindo da tradicional 16:9. Isso resulta em uma tela mais esticada, que ocupa 75.6% de toda a área frontal. E o resultado é bem bonito. Logo depois de usar o Galaxy A8 eu olho para os celulares com a “tela tradicional” e eles parecem aparelhos da… década passada. De fato, estas telas “esticadas” vieram para ficar.

screenshot 20180329 142251 720x443 - Review Samsung Galaxy A8 - O primeiro intermediário com tela infinita

No caso do Galaxy A8, sua tela usa um painel Super AMOLED com resolução de 2220 x 1080 pixels. Isso significa que as cores que você vê na tela são mais saturadas e o preto é mais profundo. Essa configuração, particularmente, me agrada bastante. Mas caso você queira algo menos saturado, é possível mudar isso nas configurações de tela. Ele conta com o recurso Always On Display, ou seja, “Tela Sempre Ligada”, que mostra informações como hora, data e notificações, mas sem ligar todos os pixels da tela, economizando energia.

Esta característica de “tela esticada” é ótima para o consumo de conteúdo. No YouTube, por exemplo, você pode fazer o movimento de pinça para fazer com que um vídeo ocupe toda a tela. Óbvio que, com isso, você perde alguns elementos mas, dependendo do tipo de vídeo, não faz grande diferença. O mesmo acontece com os vídeos da Netflix.

screenshot 20180329 200238 720x426 - Review Samsung Galaxy A8 - O primeiro intermediário com tela infinita

A qualidade de imagem proporcionada pela tela do Galaxy A8 é excelente, não tenho nenhuma reclamação quanto a isso. O nível de brilho também é ótimo. Raramente você precisa usar o brilho no máximo, já que no médio ele é suficiente para a maioria dos ambientes. A não ser que você esteja debaixo de um forte sol do meio dia, você não precisará aumentar o brilho da tela para o máximo. E, nas ocasiões em que isso é necessário, o ajuste automático trabalha como esperado.

O nome comercial que a Samsung deu para as suas telas na proporção 18:9 foi “display infinito”, isso por que, no Galaxy S8Note8, a tela realmente se estende até as laterais, não tendo nenhuma borda. Daí a alusão ao termo “infinito”. Mas o mesmo não acontece no Galaxy A8. Apesar de ter uma tela maior e bem bonita, ele ainda exibe bordas em todas as direções. As bordas laterais, apesar de menores em relação a outros aparelhos, ainda são bem visíveis. Mas isso definitivamente não tira a beleza desta tela.

screenshot 20180329 200318 720x407 - Review Samsung Galaxy A8 - O primeiro intermediário com tela infinita

Desempenho

Galaxy A8 é equipado com um processador Exynos 7885 octa-core, ou seja, são oito núcleos de processamento, sendo dois Cortex-A73 de 2.2 GHz de alto desempenho e seis núcleos Cortex-A53 de 1.6 GHz. A GPU é uma Mali-G71 e ele ainda conta com 4 GB de memória RAM.

É uma configuração digna de um smartphone intermediário premium. Em todos os meus dias de teste não tive nenhum problema com o desempenho. Todas as tarefas foram executadas à contento, não notei travamentos, lentidões, lags ou coisa parecida. A alternância entre vários aplicativos abertos, ou seja, o multitarefa, se saiu muito bem, sempre realizando as trocas com agilidade. É um smartphone para o dia a dia e que, sem dúvida, aguenta todo tipo de tarefa.

No quesito jogos eu testei títulos pesados, como Dead Trigger 2Need for Speed No Limits Unkilled. Também joguei games mais ocasionais, como Clash RoyaleSubway Surfers. Em todos os jogos também não tive problemas, até os mais pesados rodaram de forma satisfatória. Pode ter acontecido uma leve queda de frames nos momentos em que mais elementos aparecem na tela, mas nada gritante.

Talvez, o máximo que você tenha que fazer, caso queira uma jogabilidade um pouco mais fluída, é diminuir a qualidade gráfica do jogo para médio, mas eu mesmo não fiz essa configuração e não tive problemas.

Portanto, se você deseja um smartphone que seja potente e que dê conta de qualquer tarefa que você possa precisar no dia a dia, o Galaxy A8 certamente é um forte candidato. Logicamente que seu desempenho não se equipara aos top de linha, como Galaxy S8Note8, mas ele com certeza atenderá bem a grande maioria dos usuários.

benchmark 720x493 - Review Samsung Galaxy A8 - O primeiro intermediário com tela infinita

Câmeras

Câmeras frontais

Diferentemente dos aparelhos top de linha da empresa, que possuem duas câmeras na traseira, o Galaxy A8 traz uma dupla de câmeras na frente. A Samsung justifica essa decisão afirmando que os usuários estão cada vez mais querendo selfies melhores. E o A8 procura entregar justamente isso.

O sensor da direita tem 16 MP e o da esquerda tem 8 MP, ambos com abertura de f/1.9. As duas câmeras, em conjunto, conseguem tirar fotos com o famoso efeito bokeh, ou seja, com aquele desfoque no fundo que está na moda hoje em dia e, quando bem aplicado, realmente deixa as imagens mais bonitas.

screenshot 20180329 142408 720x404 - Review Samsung Galaxy A8 - O primeiro intermediário com tela infinita

O resultado do desfoque é bem satisfatório. Depois de tirar a foto, você pode ainda definir o nível de desfoque desejado, recurso muito útil, por sinal, já que quando está no nível máximo o desfoque parece bem mais artificial. Eu consegui resultados bacanas deixando o desfoque em mais ou menos 70%.

As selfies também ficam muito boas, mas uma coisa que me incomodou bastante foi o aspecto artificial que as imagens ganhavam, muito por conta do pós-processamento de imagem. Não raro eu saía com a cara “lavada”, ou seja muito branca e com poucas imperfeições. Mesmo sem edição nenhuma, parecia que a selfie havia passado por um processo de edição pesado em algum aplicativo.

Para a maioria das pessoas isso é algo bom, já que é só tirar a foto e postar nas redes sociais. Porém, para os mais perfeccionistas ou que gostam de imagens mais realistas, o pós-processamento acaba atrapalhando, já que até para editar fica difícil.

Outro ponto positivo de se ter duas lentes na parte frontal é que você pode alternar entre elas. Assim, você pode ter fotos com o rosto mais próximo ou mais distante, mostrando também o fundo. Tudo vai depender do tipo de foto que você deseja tirar.

Câmera traseira

A câmera traseira, por sua vez, tem 16 MP e uma abertura de f/1.7, portanto, é uma lente que consegue captar mais luz. Em boas condições de iluminação, o Galaxy A8 consegue tirar fotos muito boas. Temos uma boa fidelidade de cores e níveis de ruído bem baixos. Porém, eu não gostei muito do alcance dinâmico e nem da definição e do nível de detalhes.

20180323 133218 e1522363048170 720x960 - Review Samsung Galaxy A8 - O primeiro intermediário com tela infinita

O alcance dinâmico realmente é um problema, tanto de dia quanto de noite. Durante o dia os pontos de sombra podem parecer mais escurecidos do que realmente são. E, à noite, a câmera não consegue trabalhar bem com as cores e nem a intensidade da luz. Por vezes algumas luzes saíram muito estouradas e as de fundo com pouquíssima definição.

E até em fotos que eu considerei boas, quando aproximamos a imagem, percebe-se facilmente a perda de detalhes e a falta de definição de alguns elementos, como cabelos, folhas e gramas. Sinceramente, eu esperava mais da câmera do Galaxy A8. Para o usuário comum, é uma câmera muito boa. Para os entusiastas ou para quem entende mais de fotografia, é uma câmera que deixa a desejar.

Sistema operacional e funções exclusivas

Galaxy A8 vem com o Android 7.1.1 instalado de fabrica. Não é a versão mais recente do sistema, a Samsung bem que poderia ter colocado o Android Oreo aqui, já que o aparelho foi lançado em 2018. Mas ela deve soltar uma atualização nos próximos meses dando um upgrade no sistema.

A interface de usuário, que já não é mais chamada de TouchWiz, é a Samsung Experience 8.5. E, se você já usou algum celular da Samsung no passado, não deve ter boas lembranças da antiga TouchWiz, interface bugada, pesada e cheia de erros e aplicativos inúteis. Pois bem, as coisas evoluíram para melhor. A Samsung Experience oferece estabilidade, organização e efeitos de animação modestos e eficientes.

Samsung também não instala mais um caminhão de apps inúteis. Hoje, ao tirar o celular da caixa e ligá-lo, você encontra apenas os apps do Google, que são obrigatórios, alguns apps da Samsung, como gravador de voz, gerenciador de arquivos e o Samsung Health; os aplicativos Microsoft Office (Word, Excel e PowerPoint) e alguns apps de redes sociais, como Facebook e Instagram.

screenshot 20180329 204251 720x369 - Review Samsung Galaxy A8 - O primeiro intermediário com tela infinita

Além disso, o Galaxy A8 conta com algumas funções exclusivas da Samsung, como a Pasta Segura (para salvar arquivos com criptografia), o Samsung Pay e o Dual Messenger, que permite ter duas contas de WhatsApp no mesmo celular, por exemplo.

Outra função exclusiva dos celulares da Samsung é a assistente pessoal Bixby (concorrente da Siri, Cortana e Google Now). Entretanto, aqui no Galaxy A8 não há comandos de voz. Ao invés de termos a Bixby Voice temos a Bixby Home. A diferença é que ao invés de darmos comandos de voz, precisamos deslizar a tela para a esquerda para acessarmos a tela da Bixby, com cartões automáticos de previsão do tempo, notícias, lembretes e outras informações.

screenshot 20180329 201054 720x504 - Review Samsung Galaxy A8 - O primeiro intermediário com tela infinita

Samsung também incluiu a Bixby Vision, desta vez no app de câmera. Funciona assim: ao ligar a câmera do Galaxy A8 e ativarmos o Bixby Vision, podemos identificar algum objeto ou animal através da inteligência artificial desta função.

Ao reconhecer o objeto, o Bixby Vision exibe imagens e informações adicionais. Ele também serve para traduzir textos de outros idiomas. Entretanto, esta função é lenta e eu tenho minhas dúvidas da real praticidade dela.

screenshot 20180329 204044 720x518 - Review Samsung Galaxy A8 - O primeiro intermediário com tela infinita

Bateria

A bateria do Galaxy A8 possui 3.000 mAh. Durante o tempo em que usei o aparelho, a bateria era o ponto que mais me desagradava. Eu tirava o aparelho da tomada às 05:30 da manhã com 100% de carga. Em dias que eu usava o celular de forma moderada, eu conseguia chegar às 18:30 com 10% de carga. No máximo eu precisava recarregar o aparelho às 19:30. Portanto, se eu fosse sair a noite, obrigatoriamente tinha que dar uma carga extra no A8.

Nos dias que eu usava o aparelho com mais intensidade, jogando e assistindo vídeos por longas horas, o Galaxy A8 pedia uma nova carga por volta de 16:30. Em outras palavras, se você é um usuário hardcore, que não larga o celular, leve sempre o carregador consigo, você vai precisar dele.

Em média, eu conseguia cerca de 6 horas de tela ligada. O que até é um bom número, mas todos os dias eu tive que dar uma carga extra no começo da noite ou final da tarde.

Screenshot 20180227 053056 horz 720x492 - Review Samsung Galaxy A8 - O primeiro intermediário com tela infinita

Conclusão

Depois de analisar todos os aspectos do Samsung Galaxy A8, podemos concluir que ele consegue atender a maioria esmagadora de usuários de smartphone. Não à toa ele ocupa o segmento de intermediários premium, perdendo apenas para os smartphones top de linha e que são, consequentemente, mais caros.

Com uma tela muito bonita e nítida, desempenho satisfatório para todo tipo de tarefas, uma boa pegada e uma dupla de câmeras frontais que com certeza agradará à maioria dos usuários, o Galaxy A8 é, sem dúvida, um dos melhores aparelhos intermediários do mercado atualmente. O único ponto fora da curva é a bateria, que não possui uma autonomia tão interessante.

ProShot 2018 03 23 15 22 15 720x388 - Review Samsung Galaxy A8 - O primeiro intermediário com tela infinita

Apesar de ser um ótimo smartphone, o preço cobrado pelo Galaxy A8 é um tanto quanto alto: R$ 2.399,00. Colocando mais R$ 300 nós já conseguimos comprar um Galaxy S8, que é superior ao A8 em absolutamente todos os aspectos. Então, pensando por esse lado, não compensa comprar um Galaxy A8 se você pode comprar um Galaxy S8, ainda mais levando em consideração que o valor deste deve baixar com a chegada do Galaxy S9 ao Brasil.

Portanto, um valor justo para o Galaxy A8, em minha opinião, seria de R$ 2 mil ou abaixo disso. Felizmente, nas lojas varejistas, já podemos encontrar preços à vista próximos disso. Em minhas pesquisas já cheguei a encontrá-lo por R$ 2.024,10, que chega a ser um valor mais justo para o aparelho.

Samsung Galaxy A8

20180323 151907 01 - Review Samsung Galaxy A8 - O primeiro intermediário com tela infinita
8.4

Design

8.5 /10

Tela

10.0 /10

Desempenho

9.0 /10

Câmeras

7.0 /10

Bateria

7.5 /10
Continue lendo
Advertisement

Eu sou apenas um rapaz latino-americano, sem dinheiro no banco, sem parentes importantes e apaixonado por tecnologia. Tenho 29 anos de Windows e Android e de iOS também. E não estou interessado em nenhuma briguinha de fanboys, usar e testar as coisas me interessa mais.Editor-chefe do Showmetech desde Setembro/2017 e escrevendo nas interwebs desde o MSN 6.0.

Comentários
Subir