Robolab: Projeto piloto da Qualcomm anuncia seus vencedores

robolab
Fruto da parceria entre Qualcomm, Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, Grupo +Unidos e Instituto Tim, a feira de robótica encerra seu ciclo e anuncia os projetos vencedores entre dez escolas contempladas pela iniciativa

Robolab – A mudança: Existe um provérbio chinês que tem ares proféticos: uma faísca pode começar um fogo que queima a campina inteira.  Essa premissa tem tudo a ver com a iniciativa que reuniu a Qualcomm, a Secretária da Educação do Estado de São Paulo, o Grupo +Unidos e o Instituto TIM em uma parceria que tem como objetivo inserir e promover conectividade em escolas da rede pública. Desta ambição surgiu a iniciativa do Robolab, uma feira de robótica em celebração aos projetos finalistas entre as dez escolas da Região Sul contempladas pelo programa.

Nesta sexta-feira, dia 30,  no auditório da Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Professores (EFAP), foi realizado o evento de premiação do projeto Robolab, programa piloto que capacitou professores em matérias ligadas a tecnologia, como pensamento computacional, robótica e design thinking e beneficiou 525 alunos por meio de 228 oficinas de formação. E mais, os laboratórios das 10 escolas participantes foram renovados para receber o programa, além de receberem laptops (100), kits de robótica (110), projetores (10) e modens 4G (90) com plano de dados.

Não há nada mais sagrado que uma sala de aula

Robolab: Projeto piloto da Qualcomm anuncia seus vencedores 6
Alunos em sala de aula aproveitando dos rescursos promovidos pelo projeto.

Os esforços não foram em vão e eles são comprovados em números. Em apenas seis meses de trabalho, o Robolab ajudou a aumentar o interesse dos estudantes por matérias como matemática e ciências, um feito significativo considerando que as estatísticas passam de 2% para 63%, assim como o interesse em tecnologia em geral, de 53% para 84%. O engajamento dos estudantes com a escola também teve um aumento considerável, de acordo com os professores consultados, passando de 26% para 79%.

O levantamento mostra resultados ainda mais satisfatórios, já que aponta que 93% dos alunos tocados pelo pensamento computacional e robótica afirmam que irão aplicar a maior parte do conhecimento adquirido pela experiência em sala de aula.  O Instituto TIM forneceu toda a conectividade para que todo o projeto pudesse acontecer e diminuir barreiras entre o ensino privado e o ensino público. Os números são animadores e gerou frutos que podem alcançar outras escolas, ou, quem sabe, toda a rede pública do Estado de São Paulo.

Isso porque no mesmo evento foi selado um compromisso entre as empresas e a Secretaria da Educação com a criação de um grupo de trabalho. O documento teve assinatura do presidente da Qualcomm para a América Latina, Rafael Steinhauser, do presidente do Instituto TIM, Mario Girasole, e do presidente do Conselho do Grupo + Unidos, David Bunce, assim como do Secretário da Educação: João Cury Neto.

“Continuaremos apoiando e incentivando iniciativas na área da educação, especialmente ligadas a programação e robótica, que são habilidades essenciais para os próximos anos.” afirma, Rafael Steinhauser, Presidente da Qualcomm para a América Latina.

Robolab: Os vencedores

Dez projetos foram apresentados na feira de robótica, cada um representando sua escola. Houve quatro escolas vencedoras, sendo três por uma comissão presente no local e uma por voto popular, que também contabilizou votos dos próprios alunos e de todos os presentes. Conheça as escolas vencedoras que dividiram criatividade e significado:

Escola Estadual Doutor Mário Lopes Leão (Vencedor do Voto Popular)

Robolab: Projeto piloto da Qualcomm anuncia seus vencedores 7

Alunos: Beatriz de Almeida Silva, Carlos Eduardo Alves dos Reis, Vitor Rafael da Silva e Wellington Lucas Ferreira da Silva.
Professores: Cleberson Lima de Souza, Gerson Alves de Oliveira e Maurício Ferreira da Silva.
Projeto: Security Locker – nascido após a percepção dos alunos ao lidar com o dilema de guardar os kits de robótica de maneira para evitar furtos. O projeto tem como base, o acionamento via bluetooth, de travas com a utilização de servos motores e, quando estas são avariadas ou rompidas por algum motivo.

Escola Estadual Santo Dias da Silva (Vencedora do 3º lugar)

Robolab: Projeto piloto da Qualcomm anuncia seus vencedores 8

Alunos: Dias, D.S; Moura, I.H.
Professor: Santos, C.F; Juvenal, L.T; Silva, H.S; Leite, M.
Projeto:  Filtro Inteligente – um sensor que indica a pureza da água a partir do prazo de validade da água. Mesmo em qualquer um desses estágios, uma luz vermelha apitará caso a água não esteja boa para consumo.

Escola Estadual Paulino Nunes Esposo (Vencedora do 2º lugar)

Robolab: Projeto piloto da Qualcomm anuncia seus vencedores 9

Alunos: Ana Paula, Andrey Fabricio, Nicoly Alves e Sabrina.
Professor: Jefferson A. Miranda.
Projeto: Estufa Ecológica Programada – elaboração de uma estufa cuja base é formada com materiais reciclados e devidamente projetada com a proposta dos conteúdos de robótica (uso de LEDs e sensores específicos).

Escola Estadual Emanoel Alves de Araújo Artista Plástico (Vencedora do 1º lugar)

Robolab: Projeto piloto da Qualcomm anuncia seus vencedores 10

Alunos: Rafaela Ferreira dos Santos, Carolina Alves Vieira, Hugo Soares da Silva e João Vitor Ferreira da Silva.
Professor: Alexander Aparecido Urso Silva.
Projeto: Cérebro do Teto Solar – o objetivo é aperfeiçoar a solução existente da “placa solar”, de maneira que a mesma imite o movimento do girassol, em busca da luz solar e, assim, maximizar a eficiência do recurso. O resultado é economia que pode ser revertida para outras necessidades da escola.

Curtiu? Deixe um comentário!

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba notícias por e-mail

Receba notícias no seu e-mail
Holler Box