Vale a pena montar um PC Gamer barato?

Será que vale a pena montar um pc gamer barato agora?
Será que vale a pena montar um PC Gamer barato em 2021, ou há outras alternativas para os jogadores?

Mais do que nunca, montar um PC Gamer barato tem se mostrado um desafio muito complicado, principalmente quando o problema não está relacionado apenas com preços altos, mas também com a indisponibilidade de peças.

Antes de mais nada é importante frisar que este texto é um artigo de opinião, e reflete exclusivamente as opiniões deste que vos escreve. Segundo, é possível que alguns componentes citados aqui possam – e com certeza vão – ficar em falta nos grandes varejistas, e aumentarão de preços nas próximas semanas. A temática “montar um PC Gamer barato” é extremamente volátil e imprevisível.

Já explicamos anteriormente que a problemática que gera toda essa situação é mais complexa do que parece, a final de contas estamos falando de problemas relacionados a logística, pandemia da COVID-19, problemas na produção e uma altíssima demanda por parte do público consumidor, a qual a indústria não tem conseguido acompanhar.

Quais os componentes de um PC Gamer?

Processador

Caso você não tenha muito conhecimento sobre o mundo dos PCs Gamer, é sempre válido dar aquela revisada básica nos componentes de uma máquina. Começando pelo processador, ou a CPU, essa é a peça que realiza todo o cálculo lógico para o seu sistema funcionar, sendo dividido quanto a núcleo, ou seja, pequenas unidades de processamento para realizar tarefas de forma independente. Há também as threads, que são processos criados para executar tarefas mais rapidamente conforme a quantidade.

Placa-mãe

A placa-mãe é a peça que reúne todas as peças de um PC, e junta todos esses comandos para que eles funcionem de forma conjunta. É importante se atentar que cada placa-mãe possui um tipo de soquete para o processador. O soquete é o encaixe da CPU na placa, e a AMD e Intel utilizam padrões diferentes e de tempos em tempos atualizam essa entrada conforme a chegada das novas gerações de seus produtos.

RAM

A memória RAM por sua vez é um pequeno módulo que vai encaixado nos slots da placa-mãe, e tem a função de fornecer agilidade para o funcionamento de qualquer PC, pois atua de forma conjunta com o processador na transmissão de dados e informações sobre aplicativos instalados. Diferente de outros tipos de armazenamento, a Memória RAM não salva os arquivos dentro dela, e toda vez que o PC é desligado essas informações são excluídas.

Armazenamento

Falando em armazenamento, o HD é aquela peça responsável por armazenar todos os nossos arquivos, mas isso você já deve saber. Atualmente há também o padrão dos SSDs, que tem a ausência de um disco em rotação no seu anterior (por isso o nome Disco Rígido). Com isso os SSDs são muito mais velozes no carregamento desses arquivos, mas também geralmente mais caros.

Há também o formato NVME M.2, que lembra muito um pente de memória RAM. Ele também é um SSD, só que ainda mais veloz, e é ligado diretamente em uma conexão específica de placas-mãe compatíveis, diferentes do SSD normal e do HD, que necessitam de um cabo SATA para a conexão.

Placa de vídeo

A placa de vídeo é sempre a estrela do nosso show, e é ela a responsável por gerar imagem e aguentar o tranco nos jogos. Atualmente a AMD e a NVIDIA são as empresas que produzem esses produtos, e quanto maior resolução e qualidade gráfica você quiser nos games, mais caro terá que pagar nas GPUs. Também é sempre bom lembrar que a quantidade memória VRAM, ou seja, a memória de vídeo de um placa, não determina se ela é melhor ou pior do que outra.

Fonte e gabinete

Negligenciada por muitos, a fonte é de extrema importância, pois precisamos de um produto robusto, com alta eficiência energética, que tenha todos os cabos necessários para montar a sua máquina e a contagem de Watts suficiente para aguentar peças que consumam muita energia, como a placa de vídeo.

Por fim, o gabinete é uma das peças mais subjetivas que podemos comentar. Isso porque existe uma infinidade de modelos, com inúmeras formas de montar. Apenas recomendamos um gabinete com boa circulação de ar, um bom filtro de poeira, construção sólida e robusta, espaço para fans e para a sua placa de vídeo, caso seja muito grande.

Dá pra montar um PC Gamer barato em 2021?

É possível montar, mas o que seria barato pode sair mais caro do que o imaginado. O nosso objetivo aqui é recomendar uma máquina que rode os últimos lançamentos com uma qualidade aceitável, mirando nos 60 quadros sempre que possível, e claro, em 1080p.

Sem muita enrolação, já precisamos pensar em um processador que dê conta do recado, e o Intel Core i3-10100 é uma CPU de 4 núcleos e 8 threads, custando R$ 649 no Submarino. Embora um quad-core não seja exatamente o melhor dos mundos para jogos atuais, não podemos estourar tanto o nosso orçamento. Portanto, se houver a possibilidade de adquirir um hexa-core, não pense duas vezes.

A placa-mãe para o i3 é a Gigabyte H410M, de R$ 610 no Submarino. Para acompanhar, precisamos de 16GB de RAM, pois 8GB já não são mais suficientes, e se optarmos por essa segunda opção teremos uma experiência com travamentos frequentes e sem margem para subir alguns filtros. É importante que as memórias também operem em Dual Channel (2×8), ou seja, cada pente em um slot para garantir mais estabilidade e performance ao sistema. O modelo escolhido é o Crucial Ballistix Sport LT, de cerca de R$ 600 na Kabum.

Nosso armazenamento principal fica por conta de um HD da Seagate de 1TB para guardar todos os principais jogos da atualidade, custando R$ 269 no Submarino. Embora nosso objetivo seja gastar pouco, um SSD se tornou item indispensável, não por luxo de carregamentos mais rápidos, mas sim porque os jogos da nova geração são desenvolvidos para esses dispositivos. O SSD Kingston A400 de 120GB custa R$ 168 no Submarino, e é suficiente para armazenar o Windows e algum jogo mais leve, porém se houver como encontrar soluções de 240GB ou 500GB as coisas vão ficar melhores.

A nossa estrela, a placa de vídeo é um assunto complicado. Nossa recomendação inicial seria uma GTX 1650 SUPER, porém não estamos encontrando a placa com disponibilidade no varejo, e a solução mais econômica é partir para a GTX 1650 mais normal, digamos assim. O modelo mais barato é do Pegasus da Gainward por R$ 1.195 no Submarino, emboram também hajam boas opções como modelos da ASUS Phoenix MINI OC EDITION, Gigabyte OC Low Profile, e o Graffiti Series da PCYYES.

Há também uma segunda opção, que entrega um pouco mais de desempenho, por uma quantia um pouco maior: a RX 5500 XT. O modelo indicado é o da Power Color, custando R$ 1.399 na Kabum. Caso o valor seja alto demais, a GTX 1650 dá conta, porém frames adicionais são sempre bem vindos.

Para a fonte, escolhemos a Corsair CV450 de 450W, por cerca de R$ 400 no Submarino. O gabinete para agrupar toda essa configuração é o Redragon Grapple de R$ 300 no Submarino.

Ao total, um PC Gamer barato equipado com uma GTX 1650 custa em torno de R$ 3.900, enquanto uma máquina com a RX 5500 XT sobe o orçamento para algo em torno de R$ 4.200.

Periféricos

Embora sejam opcionais se você não pode dar um upgrade tão grande, também vamos recomendar alguns periféricos bons e baratos para você mandar bem na jogatina.

Para o mouse temos o Logitech G203, de R$ 138 no Magazine Luiza. O G203 entrega até 8.000 DPI com 6 botões personalizáveis e a tecnologia RGB LIGHTSYNC para deixar o produto com um design muito bonito. Para o teclado, recomendamos o Redragon Kumara, de R$ 270 na Amazon, um teclado mecânico com switch do tipo brown, sendo silencioso, porém muito preciso. Por ser mais compacto, o teclado não possui a parte numérica, mas vem com o layout ABNT2 e uma iluminação de teclas.

Para mousepads, o Fury Speed S é uma ótima opção. Ele possui uma superfície perfeitamente lisa e com bordas costuradas com uma borracha natural e muito confortável e custa R$ 63 na Amazon.

Quando falamos em um headset bom e barato o Logitech G332 entra na jogada, um fone com fio, e um microfone flexível e ajustável, que pode ser mutado de forma fácil, ajuste rápido de volume e compatibilidade com PC, Xbox One, PS4 e Nintendo Switch. O modelo é encontrado por R$ 249 na Amazon.

Por fim, as coisas não estariam completas sem um monitor de respeito, e o Samsung LC24F390 é um modelo Full HD, de LED e com curvatura 1800R. A tela conta com 24 polegadas, e ainda dá suporte a tecnologia AMD Freesync, que deixa a imagem mais fluídas em jogos. O modelo custa R$ 899 no Submarino.

Desempenho em jogos

Montar um PC Gamer barato já é realidade, mas agora precisamos ver como a máquina se comporta nos games, e para isso usaremos apenas a GTX 1650 nos benchmarks por ser a placa mais barata e atender mais a nossa proposta de custo por frames. Para a RX 5500 XT podemos considerar um aumento de 10 quadros (variáveis) contra a concorrente.

Também é importante frisar que utilizamos a resolução 1080p e qualidade baixa ou média para os testes.

Performance do pc gamer barato do showmetech
Performance da GTX 1650

O nosso PC Gamer barato encara games em um padrão baixo ou médio para atingir os 60 frames e para ser sincero, o nosso principal limitante é o processador. Os 4 núcleos do i3-10100f nos impedem de extrair mais poder gráfico de um modelo superior de GPU, e creio que a GTX 1650 já é o máximo para essa combinação.

Caso você opte pela RX 5500 XT ou alguma placa equivalente/superior, é recomendado investir também em um processador de 6 núcleos, como o i5-10400F. Inclusive, nós já montamos uma configuração parecida para rodar tudo no ultra a 60 quadros recentemente. Porém, o i5 também pode representar um belo salto de 40% no preço, aproximadamente.

Se organizar direitinho, a nossa configuração até pode tentar flertar com a qualidade alta em um misto com o médio/baixo, contanto que trave a taxa de quadros em 30 FPS. Mais do que isso, apenas um bom upgrade no sistema.

Tabela de especificações

ProcessadorIntel Core i3-10100
Placa-mãeGigabyte H410M
RAM16GB (2×8) Crucial Ballistix Sport LT 2666MHz
CoolerCooler Box Intel
HDWestern Digital 1TB
SSDKingston A400 120GB
Placa de vídeoGTX 1650 Pegasus Gainward 4GB / RX 5500 XT Power Color
FonteCorsair CV450
GabineteRedragon Grapple
MouseLogitech G203
TecladoRedragon Kumara
HeadsetLogitech G332
MousepadHyperX Fury Speed S
MonitorSamsung LC24F390

A alternativa

Vale a pena montar um pc gamer barato?. Será que vale a pena montar um pc gamer barato em 2021, ou há outras alternativas para os jogadores?
Vale a pena montar um PC Gamer barato?

Em um cenário menos caótico, a alternativa mais plausível possível em comparação ao nosso PC Gamer barato seria a indicação de um Xbox Series S, já que o console chegaria oficialmente no Brasil por um preço inferior a 3 mil reais. Infelizmente a problemática de falta de estoque também se faz presente aqui, e ou pagamos quase R$ 3.700 pelo aparelho, ou ficamos sem.

O console é altamente recomendado por alinhar um bom hardware e muita praticidade ao usuário. É só ligar e jogar, diferente do nosso PC, que precisa ser ajustado pensando em atingir determinada quantidade de quadros e assim por diante.

O videogame na Microsoft é capaz de fazer os 60 frames chegando até a resolução do Quad HD com belos gráficos. Somamos ainda o Xbox GamePass, um serviço de assinatura de R$ 29,90 mensais, que permite ao jogador desfrutar de centenas de jogos por mês, como Control e Doom Eternal. Todos os jogos exclusivos do Xbox, como as franquias Forza, Gears e Halo também chegam simultaneamente ao serviço na data de lançamento. Isso sem contar que alguns pesos pesados como Red Dead Redemption II, que já passou pelo GamePass.

Vale a pena montar um pc gamer barato?. Será que vale a pena montar um pc gamer barato em 2021, ou há outras alternativas para os jogadores?
Vale a pena montar um PC Gamer barato?

Além disso, seu tamanho compacto e discreto é perfeito para qualquer setup. Entretanto, o armazenamento original de apenas 512GB pode ser um empecilho, mas nada que um HD ou SSD externo de boa qualidade não possa resolver.

Conclusão

Montar um PC Gamer barato, comprar um console custo x benefício…Está difícil recomendar qualquer plataforma que ofereça uma boa jogatina a um orçamento apertado. Particularmente, a minha escolha e principal recomendação para o leitor que busca apenas um aparelho para jogos, é investir em um Xbox Series S quando o estoque retornar.

Por mais que o nosso PC gamer barato entregue a qualidade proposta pelas peças, não vale a pena montar uma máquina deste tipo se você tem um baixo orçamento. Se esse mesmo PC fosse montado exatamente 1 ano atrás, teríamos um valor estourando a casa de R$ 2.700, e ai sim seria um negócio interessante. Porém, investir pesado para rodar no médio com a chegada de uma nova geração não parece a melhor escolha no momento.

No entanto, se o seu objetivo é não somente jogar, mas como também trabalhar com aplicações mais pesadas e não pode investir tanto, ai já é outra história que merece ser vista com um olhar diferente.

Para mais dicas e recomendações de PCs Gamer fique ligado no Showmetech.

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário