Diretor Zack Snyder explica porque o DCEU nunca será igual ao MCU

Diretor zack snyder explica porque o dceu nunca será igual ao mcu. Segundo zack snyder, os dois universos cinematográficos baseados em quadrinhos tem diferenças na forma como os filmes se conectam
Segundo Zack Snyder, os dois universos cinematográficos baseados em quadrinhos tem diferenças na forma como os filmes se conectam

Zack Snyder é o diretor por detrás dos principais filmes do Universo DC nos cinemas. Porém, mesmo tentando desvencilhar suas obras das produções da Marvel, muitos fãs sempre querem comparar e apontar as diferenças entre o Universo Cinematográfico Marvel (MCU, Marvel Cinematic Universe, em inglês), pertencente à Disney, com o do Universo Extendido da DC (DCEU, DC Extended Universe, em inglês) da Warner Bros. Afinal, ambos são empreendimentos cinematográficos ambiciosos, adaptando décadas de conteúdo de quadrinhos clássicos. A Marvel e a DC têm lutado pelo público desde que ambas as marcas estavam confinadas aos gibis, então parece certo que elas se enfrentem nas telas dos cinemas também.

No entanto, embora esses debates possam estar ocorrendo a todo o momento entre os fãs das duas correntes de quadrinhos de heróis, a verdade é que uma comparação individual entre o MCU e o DCEU pode não ser tão apropriada — pelo menos é isso que o proeminente diretor Zack Snyder pensa.

Zack Snyder e o DCEU

Snyder foi uma das principais influências criativas no Universo DC da Warner Bros. desde o início. Ele levantou a cortina sobre todo o ambicioso projeto de adaptação, dirigindo Homem de Aço de 2013, e seguiu com a primeira produção do DCEU, Batman v. Superman: A Origem da Justiça. Então, em 2017, Zack Snyder começou a trabalhar no que teria sido sua obra-prima no DCEU, um grande épico de cinco atos em uma escala comparável aos Vingadores da Marvel, programado para começar com Liga da Justiça de 2017.

Zack synder com batman e mulher-maravilha
Afastado no meio da produção de Liga da Justiça, Zack Snyder retoma sua ideia original para o filme e pretende lançá-lo como uma minissérie em quatro partes

Infelizmente, Snyder sofreu uma tragédia pessoal e teve que sair do meio da produção de Liga da Justiça. O filme foi então assumido por Joss Whedon, e os resultados foram tão ruins que Snyder está na verdade recuperando seu filme e produzindo uma versão do diretor que estreará na HBO Max este ano como uma minissérie de quatro partes. Mesmo assim, muitos especialistas e fãs têm dúvidas se aumentar o tempo de duração do filme original e adicionar mais conteúdo será o suficiente para recuperar o prestígio do diretor com o universo DC.

Sobre as comparações com o MCU, o próprio Snyder declara que o DCEU não foi criado para ser uma enorme teia de histórias interconectadas, mas sim uma constelação de projetos relacionados, mas independentes. A seguir, vamos compreender em mais detalhes como essa ideia de Snyder realmente funciona.

DCEU como uma “constelação de fragmentos”

Recentemente, Snyder avaliou a questão da rivalidade Marvel-DC e se os fãs deveriam ou não estender a comparação ao MCU e ao DCEU. De acordo com o diretor:

“Eu acho que a Marvel, eles construíram [o MCU] por um longo período de tempo, então quando chegaram aos seus filmes posteriores, tudo estava meio que travado, e foram todos meio que se movendo na mesma direção. Mas isso nunca iria acontecer [com a DCEU], porque os programas de TV da DC e seus programas de animação eram muito populares. Quero dizer, foi um sucesso que eles tiveram.”

No que diz respeito a Snyder, a DC e a Warner Bros. têm uma longa história de sucesso com uma abordagem mais fragmentada para contar histórias. Snyder comenta sobre isso:

“Mesmo quando eu estava fazendo Homem de Aço, Batman vs Superman e Liga da Justiça, havia filmes animados da DC que não tinham nada a ver com o que estávamos fazendo […] e havia programas de TV da DC que não tinham nada a ver com o que estávamos fazendo, e não havia maneira de juntá-los sem alienar um fandom gigante dizendo ‘Seu Flash não conta’ ou ‘Seu programa de animação não significa nada’.”

A “abordagem do cineasta primeiro” com a DCEU

Snyder elogiou a Warner Bros. por sua capacidade de se manter firme e forjar seu próprio caminho com a DCEU, desimpedido pelas inevitáveis comparações com o Universo Marvel dos cinemas criado pela Disney. Ele comenta:

“Eu simplesmente amo que eles decidiram abraçar sua personalidade […] Acho que sempre houve esse tipo de crítica ou passo intermediário. Qual é o passo intermediário? Sabe, tentar ser como a Marvel? Tentando fazer o que quer? Tipo, o que você vai fazer? Mas eu acho que agora está meio que preso a uma trajetória muito específica onde, eu acho e espero, a ideia é que seja o cineasta primeiro … o cineasta primeiro e então, depois os personagens. “

Os filmes de Snyder são de longe os mais interconectados da obra do DCEU até agora, e é claro por suas intenções declaradas que ele previu transformar Liga da Justiça em um tipo de épico multi-filme repleto de mitologia — ao mesmo estilo do MCU. Porém, desde o lançamento do problemático Liga da Justiça, outros diretores como James Wan (Aquaman) e David Sandberg (Shazam!), apenas utilizaram o molde do DCEU criado por Snyder sem muita atenção para preencher a lacuna narrativa entre seus filmes e o DCEU maior.

Fonte: Looper

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário