11 tipos de câmera: qual o melhor pra você?

12 tipos de câmera para você conhecer e experimentar
De DSLR a instantânea, listamos os principais tipos de câmera fotográfica para te ajudar a escolher o melhor modelo

Hoje em dia existem tantos tipos de câmera diferentes que escolher um modelo pode se tornar um processo difícil. Em muitos casos, um smartphone vai te ajudar e oferecer ótimas fotos, mas em outros será preciso uma câmera fotográfica específica para obter o resultado desejado — por exemplo, se quiser se fotografar, filmar manobras de surfe ou alguma outra atividade ao ar livre, é ideal que utilize um modelo de aventura, como é a GoPro.

Por isso, antes de sair procurando diversos tipos de câmera e suas especificações (e ficar preso em uma infinidade de abas abertas sem conseguir decidir), é preciso primeiro conhecer as categorias existentes e definir qual é o seu objetivo com a nova câmera fotográfica, assim, você não perderá tempo analisando modelos que não atendem às suas necessidades e conseguirá fazer uma escolha mais assertiva.

Não sabe por onde começar? A gente te ajuda — preparamos esse guia elencando as categorias de câmera existentes no mercado, assim como as principais funcionalidades e exemplos de cada uma para te ajudar a escolher o modelo ideal para você.

Várias câmeras de diferentes épocas dispostas lado a lado
Confira os tipos de câmera disponíveis no mercado e analise qual é o melhor modelo para você (Foto: Christian Mackie/Unsplash)

Câmera DSLR

A câmera DSLR (Digital Single Lens Reflex, em português Digital com Reflexo de Lente Única) é um dos modelos de câmera mais popular no mercado, servindo para fotógrafos amadores e profissionais, muito devido aos seus sensores avançados, configurações manuais e lentes intercambiáveis. Os punhos grandes e ergonômicos tornam essa câmera fotográfica confortável para se usar por longos períodos e sua construção robusta garante grande durabilidade em relação aos demais tipos de câmera, sobrevivendo a quedas ou arranhões.

Essa câmera fotográfica proporciona imagens de ótima nitidez e oferece ótima capacidade de distorção de áreas fora de foco. Todas as DSLRs atuais são capazes de gravar vídeos, algumas até em resolução 4K.

Uma das principais vantagens das DSLRs é seu visor ótico combinado com o visor eletrônico. A sigla SLR se refere ao mecanismo pelo qual a luz é redirecionada da lente para o visor ótico, por onde a imagem pode ser visualizada. Ao pressionar o botão do obturador, o espelho se eleva e a luz atinge o sensor, gravando então a imagem. No entanto, esse modelo de câmera traz também o visor eletrônico para fornecer mais uma opção de visualização.

Um dos tipos mais populares de câmera são as dslr
Um dos tipos mais populares de câmera são as DSLR, que atendem de amadores a profissionais (Foto: Rozette Rago/The New York Times)

Outro motivo para a popularidade da DSLR é a ampla variedade de opções de lentes disponíveis, que variam em qualidade — vale ressaltar, no entanto, que seu desempenho dependerá se a câmera escolhida tem um sensor full-frame ou cropado (também conhecido como APS-C em modelos da Canon e Nikon). Atualmente, a maioria dos fabricantes oferece uma linha para fotógrafos amadores e uma linha mais cara voltada para fotógrafos profissionais.

Um exemplo é a Canon, que vende lentes regulares e da série L (que significa Luxo), projetadas para atender às necessidades de fotógrafos profissionais, embora amadores também possam utilizá-las. No entanto, por oferecerem uma série de elementos que as diferenciam das lentes regulares, o seu preço será muito mais elevado.

Modelos de câmera DSLR para iniciantes

Se você for um estudante de fotografia ou quer começar a entrar neste universo, uma boa aposta é a Nikon D3500. Lançada em 2018, essa câmera fotográfica tem um modo Guia (acessado ao rodar o disco de modos para Guide) que atua como um tutorial sobre fotografia na tela LCD traseira, garantindo mais segurança e confiança para quem está iniciando na área. Seus vídeos estão limitados à resolução Full HD, mas seu sensor de 24 MP oferece imagens nítidas de ótima qualidade. A D3500 vem com lente de 18-55 mm.

Outro ótimo modelo para iniciantes é a Canon EOS Rebel SL3, que vem com uma tela touchscreen vari-angle e um sensor com tecnologia Dual Pixel CMOS AF da Canon, o que garante que o foco automático seja bastante rápido nas visualizações ao vivo. Essa câmera oferece a possibilidade de fotografar em modo automático, programado (garante mais autonomia que o anterior), manual (você tem total autonomia para fazer as configurações), entre outras opções. Com a EOS Rebel SL3 já é possível gravar vídeos em resolução 4K e a câmera vem com um sensor de 24,1 MP. Além disso, o modelo pode se conectar a dispositivos inteligentes via Wi-Fi ou Bluetooth.

Se você ainda não tem certeza se quer investir tanto dinheiro, pode ser interessante apostar na Canon EOS Rebel T100, vendida por cerca de 50% do preço dos modelos acima. No entanto, o preço baixo vem em detrimento da qualidade – seu sensor é de 18 MP, a tela traseira de LCD é pequena e de baixa resolução. Esse modelo de câmera também permite gravação de vídeos em Full HD.

Para iniciantes, a canon eos rebel sl3 é uma ótima aposta
Para iniciantes, a Canon EOS Rebel SL3 é uma ótima aposta de câmera DSLR. (Foto: DP Review)

Modelos de câmera DSLR para entusiastas

Agora, se você é um entusiasta do universo e está disposto a pagar um pouco mais por mais funcionalidades e melhor qualidade, um modelo de câmera DSLR que vale a pena conhecer é a Canon EOS 90D, que possui sensor com 32,5 MP (vale notar que seus megapixels extras prejudicam seu desempenho de alto ISO/pouca luz). Essa câmera fotográfica tem capacidade de disparo contínuo de 10fps e captura de vídeo em resolução 4K sem cortes. 

Outra aposta para entusiastas é a Nikon D780, que possui 24,4 MP. A fabricante incorporou neste modelo o mesmo sistema de foco automático (AF) utilizado no sensor da Nikon Z6, para oferecer uma DSLR com desempenho de visualização ao vivo semelhante ao de uma câmera mirrorless (esse é um dos tipos de câmera dos quais falaremos daqui a pouco). A D780 conta também com uma tela touchscreen inclinável de alta resolução e dois slots de cartão de memória compatíveis com UHS-II. Além disso, esse modelo de câmera permite a gravação de vídeos com resolução 4K e garante velocidades de disparo contínuo de até 12fps.

A nikon d780 é uma boa opção para fotógrafos amadores
A Nikon D780 é uma boa opção para fotógrafos amadores em busca de uma câmera DSLR (Foto: Dan Bracaglia)

Modelos de câmera DSLR para profissionais experientes

Existem vários tipos de câmera DSLR para profissionais — algumas são projetadas de forma a priorizar a qualidade de imagem superior, enquanto outras fornecem uma ferramenta de disparo mais completa — trouxemos uma indicação de modelo de câmera de cada para te ajudar na sua escolha.

Se a sua praia como fotógrafo são as imagens de alta qualidade, um bom modelo é a Nikon D850, lançada em 2017 (apesar do tempo, ela continua ótima e agora com preços menores). Com resolução de 45,7 MP e sistema de foco automático de 153 pontos, a D850 é capaz de capturar imagens a 7fps — mas pode chegar a 9fps com o punho de bateria MB-D18 opcional. Seus recursos de vídeo a tornam uma das melhores opções de câmera 4K

No entanto, a Canon EOS 5D Mark IV é uma ótima câmera fotográfica se você prefere uma contagem de megapixels razoavelmente alta sem ter que renunciar a outras funcionalidades, como velocidade de drive contínua e qualidade de imagem limpa e sem ruído em configurações ISO elevadas. A EOS 5D Mark IV possui resolução de 30MP e vídeo 4K, e o Dual Pixel CMOS AF da Canon proporciona um desempenho de foco automático otimizado em modos de exibição ao vivo e também de vídeo. 

A canon eos 5d mark iv é uma ótima câmera dslr
A Canon EOS 5D Mark IV é uma ótima câmera DSLR profissional. (Foto: Techradar)

Câmera mirrorless

Um dos tipos de câmera que tem ganhado mais atenção (de fotógrafos e fabricantes) atualmente é a mirrorless (sem espelho, em português), que, como indicado pelo próprio nome, não possui espelho em sua parte mecânica — enquanto nas DSLR há um que redireciona a luz vista pela lente para o visor ótico, nas mirrorless a luz entra e atinge diretamente o sensor, sem passar por ele.

Na prática, isso significa que não será possível ver a imagem que você deseja fotografar pelo visor ótico, mas sim pelo visor LCD ou EVF (electronic viewfinder), presente em modelos mais avançados. Além disso, a falta do espelho implica numa redução considerável do tamanho da câmera fotográfica, que tem um corpo mais compacto que as DSLRs, com a vantagem de manter as lentes intercambiáveis.

Outra diferença entre esses dois tipos de câmera é o método usado para focar em determinado objeto. No início, as câmeras mirrorless utilizavam um sistema também usado nas câmeras compactas (vamos chegar lá), o AF (foco automático) com detecção de contraste. No entanto, devido ao tamanho dos sensores das mirrorless, esse processo era muito demorado. Já as DSLRs utilizam um método chamado PDAF (foco automático por detecção de fase), que normalmente é muito mais rápido do que o AF com detecção de contraste.

As câmeras mirrorless não podem usar o PDAF separado pois isso causaria uma obstrução da luz que alcança o sensor, porém, os fabricantes conseguiram integrar o sistema no próprio sensor da câmera — os modelos híbridos nos mais recentes sistemas utilizam PDAF para velocidade e AF com detecção de contraste para precisão.

As câmeras mirrorless não possuem espelho
As câmeras mirrorless não possuem espelho em sua parte mecânica, resultando em tamanhos menores. (Foto: Good Housekeeping)

Modelos de câmera mirrorless

Se você é um entusiasta, ou profissional, que deseja fazer o upgrade de uma DSLR mais antiga ou básica, vale a pena conferir as câmeras fotográficas mirrorless, pois atualmente existem diversas opções que podem se igualar ou até mesmo superar as DSLRs em termos de recurso e desempenho

Um ótimo modelo de câmera para você conferir é a Fujifilm X-T4, que usa um sensor de 26,1MP e sistema híbrido de foco, com o PDAF e o AF com detecção de contraste. Suas especificações de vídeo também são muito boas, com resolução 4K. A X-T4 também possui estabilização corporal, velocidade de disparo contínuo de 15fps e tela de ângulo variável.

Outra opção é a Nikon Z6 II, que atinge o ponto ideal entre resolução e poder de processamento. Com um sensor de 24,5MP e velocidade de disparo contínuo de 14fps, esse modelo de câmera mirrorless também possui um sistema híbrido de foco e resolução 4K em vídeos. Sua versão anterior, a Nikon Z6, também é uma câmera fotográfica muito boa, com especificações similares à sua predecessora e com a vantagem de custar menos.

Para quem quiser apostar nas câmeras mirroless, a nikon z6 é a escolha
Para quem quiser apostar nas câmeras mirroless, a Nikon Z6 é uma ótima opção (Foto: DP Review)

Câmera superzoom (ou bridge)

As câmeras bridge (ponte, em português), também conhecidas como superzoom, possuem esse nome justamente por ficarem entre os tipos de câmera DSLR e compacta, preenchendo a lacuna entre a conveniência de apontar e disparar, e os recursos e funcionalidade de ponta de um modelo mais completo.

Essa câmera fotográfica é uma ótima opção para quem deseja experimentar com a fotografia e conhecer aspectos mais avançados do universo, mas sem se aventurar pela complexidade (e alto custo) das DSLR. Até porque, as superzoom apresentam certos controles, mostradores e configurações similares aos modelos de câmera mais avançado, como o PDAF, a alta velocidade de disparo contínuo e a possibilidade de fotografar imagens RAW, com o benefício de ser mais leve e fácil de transportar.

Além disso, as lentes fixas da câmera bridge proporcionam uma grande faixa de zoom — é bastante comum que seja equivalente a 35 mm de 24-600 mm — e resolução 4K em vídeos.

No entanto, a enorme faixa de zoom acarreta sensores menores, por isso esse modelo de câmera utiliza tradicionalmente o sensor de 1 / 2,3 polegadas, também usado em smartphones, que produz imagens com mais ruído e qualidade inferior. Algumas câmeras vêm com sensor de 1 polegada, que proporciona imagens de melhor qualidade, porém com faixas de zoom menores.

Se essa câmera fotográfica for a sua escolha, um bom modelo para conferir é a Sony RX10 IV. Com 20,1MP e sensor PDAF, velocidade de disparo contínuo de 24fps, zoom máximo de 600 mm e conexão Bluetooth, esse modelo é um dos melhores quando o assunto são câmeras bridges. No entanto, caso queira levar algo mais em conta, sua antecessora, a Sony RX10 III também é uma ótima aposta com 20,1 MP e zoom máximo de 600 mm, porém com uma velocidade de disparo inferior, de 14fps, e o tradicional sensor AF.

As câmeras bridge atuam como uma ponte entre os tipos de câmera dslr e compacta
As câmeras bridge atuam como uma ponte entre os tipos de câmera DSLR e compacta (Foto: Sony)

Câmera de formato médio

Antigamente, os fotógrafos optavam por câmeras de formato médio para obter a melhor qualidade possível em suas imagens — seu formato maior do que o 35 mm tradicional facilitava realizar ampliações para outdoors ou simplesmente manter a qualidade na hora da impressão. Com o surgimento de outros tipos de câmera, especialmente os modelos digitais, o médio formato começou a cair em desuso, sendo utilizado apenas por puristas do cinema e amadores analógicos.

No entanto, essa câmera fotográfica está voltando a reconquistar o mercado. No digital, é considerada câmera de formato médio quando o tamanho do sensor exceda o quadro de 24 mm x 36 mm. Em se tratando do uso de filmes, seu padrão é o 120 mm.

Por contar com uma densidade de pixels mais alta, esse modelo comporta muito mais informações de cores e cria imagens mais realistas que os demais tipos de câmera. Uma imagem 4K de um sensor nos modelos de formato médio terá mais informações do que uma imagem 4K de um sensor cropado ou APS-C. Além disso, essa câmera fotográfica permite maior controle sobre a profundidade de campo.

Outro benefício do formato médio em relação aos demais tipos de câmera é a maior flexibilidade de proporções que oferece para fotografar sem diminuições significativas na resolução ou aumentos nas necessidades de processamento. 

Uma ótima câmera fotográfica de formato médio para você conhecer é a Hasselblad 907X 50C, que tem 50MP e tela touchscreen de LCD de 3,2 polegadas. No entanto, vale notar que o desempenho do seu sensor AF pode ser um pouco lento. Outro modelo é a Fujifilm GFX 100, com 102MP e mesmo tamanho de tela que a Hasselblad, com velocidade de disparo contínuo de 5fps.

A hasselblad 907x 50c
A Hasselblad 907X 50C é uma ótima aposta para quem deseja comprar uma câmera de formato médio. (Foto: Hasselblad)

Câmera compacta (ou aponte e dispare)

As câmeras compactas, também conhecidas como aponte e dispare, são pequenas e leves (elas não possuem um visor ótico), e de baixo custo, ideais para pessoas que estão mais interessadas em registrar momentos, como férias em família, do que realmente fotografar de maneira amadora ou profissional — como têm um sensor pequeno, as câmeras compactas não permitem grande qualidade de imagem.

Esse modelo de câmera normalmente vêm com configurações automáticas padrão (algumas contam também com funções manuais) e justamente por isso estão entre os tipos de câmera mais fáceis de usar: basta enquadrar a imagem que deseja fotografar e pressionar o botão que ela faz todo o trabalho sozinha (por isso o nome aponte e dispare). 

As câmeras compactas também vêm com um flash e lente de zoom embutidos, além de contar com uma tela LCD para que você possa ver a imagem antes de disparar. Apesar de maioria dos modelos não permitirem a troca de lente, algumas câmeras oferecem essa possibilidade.

Caso você esteja interessado em comprar uma câmera fotográfica para levar em viagens e registrar os momentos especiais, um bom modelo é a Canon PowerShot Elph 180 / IXUS 185, que conta com um sensor de 1 / 2.3 polegadas e 20 MP, além de zoom com faixa ótica de 8x e velocidade de disparo contínuo de 3fps. Outra opção é a Sony Cyber-shot DSC-W800, que possui um sensor de mesmo tamanho que o modelo anterior, 20,1MP, zoom com faixa ótica de 5x e velocidade de disparo contínuo de 0,5fps.

Câmeras compactas
As câmeras compactas são opções para quem deseja fotografar férias em família (Foto: Sony)

Câmera robusta

Sobre as especificações, as câmeras robustas são semelhantes ao modelo anterior (compacto), com a diferença de serem à prova de choque e d’água. No entanto, diferentemente dos demais tipos de câmera, esse modelo é construído para sobreviver a todos os climas e terrenos, sendo as parceiras ideais de aventureiros não amadores ou profissionais, uma vez que não garantem imagens de qualidade tão boa.

Um bom modelo de câmera robusta é Olympus Tough TG-6, de 12 MP, com processador de imagem TruePicVIII (permite uma boa resolução de imagem em áreas de baixo contraste) e vídeo 4K, à prova de água até 15 m e à prova de choque para quedas até 2,1 m. Outra opção é a Ricoh WG-70, de cerca de 16 MP, boa para duas horas de uso contínuo a uma profundidade de 14 metros e capaz de suportar quedas de 1,6 metros.

A olympus tough tg-6 é capaz de resistir quedas até 2,1 metros
A Olympus Tough TG-6 é capaz de resistir quedas até 2,1 metros (Foto: Ephotozine)

Câmera de ação

Entre os tipos de câmera já mencionados, as câmeras de ação são as parceiras ideais de aventureiros. Um dos seus principais benefícios em relação às robustas são o seu pequeno tamanho — além disso, esse modelo muitas vezes oferece caixas protetoras que ajudam na redução do impacto em casos de quedas e permite cliques e gravações em baixo d’água. Entretanto, os dois modelos são bem parecidos no quesito especificações.

Outro benefício das câmeras de ação são as várias opções de montagem, sendo possível encaixá-las em capacetes, pulso, roupas e até mesmo veículos para gravar o trajeto e a aventura realizada. Muito utilizada para gravar vídeos, a maioria das câmeras de ação tem resolução de 4K.

Os tipos de câmera de ação mais conhecidos são da GoPro, com modelos como a GoPro Hero9 Black, com sensor de 20 MP para fotos e 23,6 MP para vídeos de 5K e um TimeWarp 3.0 para criar timelapses incríveis, e sua versão anterior, a GoPro Hero8 Black, com resolução de 12MP para fotos e 4K para vídeos.

Entre as câmeras de ação, a gopro hero 9 é uma das que se destaca
Entre as câmeras de ação, a GoPro Hero 9 é uma das que se destaca

Câmera de 360 graus

Uma das câmeras que começou a fazer sucesso recentemente é a 360. Como o próprio nome diz, ela permite a criação de fotos e vídeos em 360º que podem ser visualizados como conteúdo de realidade virtual em navegadores ou aplicativos adequados. Ressaltamos que, assim como os dois modelos anteriores, esta câmera fotográfica tem especificações bem parecidas às das câmeras compactas.

Além disso, assim como as câmeras de ação, muitos modelos 360 também são resistentes à água e oferecem variadas possibilidades de montagem, como drones, capacetes, carros, entre outros.

As câmeras 360 usam sensores planos, mas suas lentes são fisheye (olho de peixe) back-to-back, em que cada uma captura um ângulo de 180º. A câmera mescla as duas imagens hemisféricas capturadas para produzir uma visão esférica de 360º.

Caso queira experimentar suas funcionalidades, vale a pena conhecer a GoPro Max, com resolução de 16,6MP para fotos e capaz de gravar vídeos em 5,6K, e a Insta360 One X2, com resolução de 18,5MP em fotos e 5,7K em vídeos.

Gopro max
A GoPro Max é um dos principais tipos de câmera 360. (Foto: Expert Reviews)

Câmera de smartphone

Encerrando a lista dos tipos de câmera digitais vem o smartphone. O dispositivo vem evoluindo em inúmeras funcionalidades, e uma das principais é a habilidade de tirar fotos e gravar vídeos com cada vez mais qualidade.

Atualmente, a maioria dos smartphones vem com câmeras duplas (uma na frente e outra atrás), porém, já existem diversos modelos com câmeras duplas ou triplas na parte traseira, capazes de resultados incríveis, incluindo efeitos de desfoque nas fotos e capacidade de capturar imagens em formato RAW (ainda que com menos detalhes que uma DSLR ou mirroless)

Um dos principais benefícios é que, como estamos (quase) sempre com o smartphone por perto, é muito mais fácil registrar momentos do que correr para pegar uma câmera fotográfica guardada em casa.

Um dos melhores modelos de câmera em smartphone disponível hoje em dia é o iPhone 12 Pro da Apple. Com uma unidade tripla de câmera traseira (Grande Angular de f/1.6; Ultra Angular de f/1.6; e Teleobjetiva de f/2.0) e uma câmera TrueDepth frontal, todas com sensor de 12MP, o iPhone 12 Pro vem com diversos recursos interessantes, como o scanner LiDAR e o novo formato de arquivo Apple ProRAW.

Outra ótima opção é o Galaxy S21 Ultra da Samsung, que vem com uma unidade quádrupla de câmera traseira com no máximo 12MP (Lente Grande Angular de 108MP com tecnologia Dual Pixel; Lente Ultra Grande Angular de 12 MP; Teleobjetiva com zoom ótico de 10x e Teleobjetiva com zoom ótico de 3x) e uma frontal com sensor de 20MP.

Os dois aparelhos são incríveis, por isso, caso esteja pensando em trocar seu smartphone, vale apena avaliar as diferenças entre o iPhone 12 Pro e o Galaxy S21 Ultra.

Modelos de galaxy s21 ultra
O Galaxy S21 Ultra é uma ótima aposta para quem deseja fotografar com a câmera fotográfica de smartphone.

Câmera de filme tradicional

Relembrar é viver e é interessante pensar que, apesar de todos os tipos de câmera que existem atualmente (e todos os outros que ainda virão), tudo começou com a câmera de filme — que inclusive tem ganhado força no mercado vintage.

Nos primeiros dias da fotografia, quando ainda não havia nada digital, era o filme que conseguia registrar os momentos em fotografia. Apesar de não haver dúvida de que as câmeras digitais proporcionam resultados melhores, às vezes voltar ao básico pode também ser muito interessante.

Podemos dizer que existem três tipos de câmera de filme: câmeras de 35 mm, médio formato (falamos delas anteriormente) e grande formato. Essas últimas são usadas por fotógrafos realmente dedicados, pois são grandes, caras e complexas de configurar.

Caso queira voltar para o passado, a Canon AE-1, câmera de 35 mm lançada em 1976 pode te ajudar nessa viagem. Outro modelo de boa qualidade lançado no mesmo ano (e também 35 mm) é a Pentax K1000.

A canon ae-1 foi lançada em 1976
A Canon AE-1 foi lançada em 1976 e ainda pode ser encontrada no mercado (Foto: Toronto Vintage)

Câmera instantânea

Para encerrar nossa lista, trazemos as câmeras instantâneas, que, como indicado pelo próprio nome, são capazes de imprimir as fotos logo após sua captura. Quem introduziu esse modelo de câmera no mercado foi a Polaroid Corporation, por isso elas também são conhecidas simplesmente por Polaroid.

A geração anterior de câmeras instantâneas utilizava filmes, porém, recentemente elas foram substituídas por impressões em papel. Existem muitos modelos diferentes da própria Polaroid e de outros fabricantes, como Kodak e Fujifilm.

Inclusive, um dos modelos que trouxe a popularidade das câmeras instantâneas de volta foi a Instax Mini, da Fujifilm. A mais recente, Instax Mini 11, é alimentada por duas pilhas AA e garante impressões em tamanho de cartão de crédito de 54×86 mm (10 impressões em um pacote), além de vir com um flash embutido que dispara todas as vezes.

E como não poderia deixar de faltar, outra opção é a Polaroid Originals OneStep+, que traz de volta ao mercado o design clássico da câmera instantânea da Polaroid. Com conexão Bluetooth, esse modelo permite controle do obturador por meio de um smartphone e traz novos modos de disparo, incluindo exposições duplas, pintura de luz e até mesmo acionamento de ruído.

Polaroid
Um dos tipos de câmera que voltou a fazer sucesso é a câmera instantânea, lançada pela Polaroid

Fontes: Photography Axis, Expert Photography, Lazy Expert, Digital Camera World, Premium Beat

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário