Bill Gates usa Android e não quer nem saber do iPhone

Em entrevista ao canal Fox no último domingo, Gates afirmou ter tido uma boa relação com Steve Jobs, no entanto, 'nada de iPhone'
Em entrevista ao canal Fox no último domingo, Gates afirmou ter tido uma boa relação com Steve Jobs, no entanto, 'nada de iPhone'

Bill Gates usa Android e não quer nem saber do iPhone

Apesar de ser ninguém menos que o fundador da Microsoft, Bill Gates não faz parte dos 1% que ainda utilizam o Windows Mobile. Numa entrevista dada no último domingo ao Fox News Sunday, o bilionário revelou que, embora tenha tido uma boa relação com Steve Jobs, não tem interesse no iPhone e recentemente decidiu comprar um Android.

Um Android cheio de softwares da Microsoft‘, nas palavras dele.

A declaração foi dada em resposta às perguntas do apresentador, Chris Wallace, a respeito dos novos iPhones e da relação de Bill Gates com Steve Jobs, falecido em 2011. Segundo o bilionário, o fundador da Apple era um gênio e a competição entre as duas empresas foi essencial para a indústria que temos hoje.

Gates também disse que ele e Jobs eram muito parecidos em muitos aspectos, mas que, em contrapartida, não utiliza computadores MacOS, apenas PCs, e que recentemente decidiu mudar para o Android.

Ao fim da resposta, Wallace questiona: ‘Então nada de iPhone?

– ‘Não, nada de iPhone‘, insiste Gates.

Sem interesses na Apple

Bill Gates usa Android e não quer nem saber do iPhone

Embora a declaração de Bill tenha sido um tanto inesperada, a indiferença da família Gates em relação aos produtos da Maçã não vem de hoje: numa entrevista dada há mais de 7 anos, Melinda Gates, a esposa do bilionário, insistiu em dizer que ‘não há produtos Apple na família’.

Algum tempo depois, em 2015, Melinda reiterou o que disse  confirmando as declarações do marido ao dizer que os filhos do casal também nunca pediram produtos da concorrente.

Por outro lado, o atual CEO da Microsoft parece ver a Apple de uma forma muito mais amigável: Satya Nadella é um conhecido usuário do iPhone e, mesmo antes do Windows Mobile chegar ao seu fim, o executivo já ostentava o aparelho até mesmo em aparições públicas.

É, meus amigos, casa de ferreiro, espeto de pau. Não é?

2 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

Deixe uma resposta