Marc e steven se encontram com a deusa hipopótamo

CAVALEIRO DA LUA: Crítica, referências e easter-eggs no episódio 5

Avatar of tiago rodrigues
No penúltimo episódio da temporada, Cavaleiro da Lua mantém a qualidade e vai longe na loucura que o personagem exige

E tivemos mais um episódio de Cavaleiro da Lua lançado no Disney+ que trouxe finalmente a loucura no seu ápice para a série. O episódio chamado “O Manicômio” deu continuidade à “sessão de terapia” de Marc apresentada no episódio passado e aprofundou muito a história de Marc e Steven.

A infância de Marc e a origem de Steven

Cavaleiro da lua está excelente em sua reta final
A deusa Hipopótamo e Steven logo no início do episódio 5 de Cavaleiro da Lua (Imagem: Marvel Studios)

A forma desse episódio é quase como se estivéssemos acompanhando uma sessão de terapia de Marc. Além disso, o episódio introduziu uma nova deusa à série, a Deusa Hipopótamo Taweret, que fica a cargo da fertilidade, dos partos e das crianças.

Ela tem um papel fundamental em “O Manicômio”, já que esse lugar é, na verdade, Duat, o submundo egípcio e Taweret é a guia de Marc e Steven. Marc, no entanto, não quer acreditar naquilo e acaba abrindo uma porta que os leva até um navio.

Esse navio está a caminho de Aaru, o paraíso egípcio; aí somos jogados para o principal conflito do episódio dessa semana. Embora ele esteja a caminho do paraíso, ele é guiado por uma balança que mede quem vai ter direito ou não. Para verem se têm direito, Marc e Steven vão ao mais profundo de suas almas numa viagem psicológica e que nos ajuda a entender mais do passado de ambos.

Além de contar com mais detalhes sobre a infância de Marc, aqui temos o primeiro vislumbre sobre a criação da personalidade de Steven. Ele foi criado como uma válvula de escape para os seus problemas na infância, baseado no filme apresentado no episódio passado, “Tomb Buster”, no qual o protagonista se chama Steven Grant.

A tragédia de Marc criança

Cavaleiro da lua está excelente em sua reta final
Imagina ser tratado pelo seu maior inimigo. A mente de Marc é de fato uma loucura (Imagem: Marvel Studios)

Nesse contexto, entendemos também o porque dela existir. Mencionei que foi como uma válvula de escape e isso se dá pelo fato de uma grande tragédia com Marc criança.

Quando pequeno, Marc tinha um irmão mais novo. Eles costumavam brincar e sua mãe sempre pedia para que ele os mantivesse em segurança. O problema é que ao entrarem em uma caverna — do qual sua mãe pediu para não entrar caso estivesse chovendo —, ela se alaga e o irmão mais novo infelizmente morre.

Essa tragédia já seria o suficiente para assombrar Marc, mas sua mãe passa a tratá-lo mal e descontar toda sua raiva nele, o culpando e o ferindo, tanto fisica quanto mentalmente. É nesse caminho que Marc começa a desenvolver outras personalidades, sendo Steven a primeira delas.

Isso fez com que Marc se afastasse da família cada vez mais, mesmo que seu pai ainda tivesse afeto pelo mesmo. O choque do episódio acontece quando descobrimos que Marc conseguiu esconder todo o lado negativo de sua mãe e até mesmo essa tragédia de Steven, transformando todo o conflito do episódio em uma das melhores coisas da série até agora.

Cavaleiro da Lua finalmente se encontrou

Penúltimo episódio de cavaleiro da lua é ótimo
No penúltimo episódio da temporada, tivemos várias cenas legais, como essa, da origem de Marc como Cavaleiro da Lua (Imagem: Marvel Studios)

Um dos problemas nas séries da Marvel Studios até o momento é que a maioria delas parece mais um filme de 6, 7 horas cortado na edição para ter vários episódios. Como pudemos ver a partir do episódio 4 e agora com o 5, isso continua acontecendo, mesmo que nesse caso tenha um efeito menos pior que antes.

A partir da metade da temporada, as coisas começaram a ficar mais interessantes e conversar melhor com o que se espera do personagem Cavaleiro da Lua, principalmente no episódio 5, dessa semana.

Com essa história focada totalmente no psicológico de Marc e na sua perda de sanidade, a série consegue atingir um nível de qualidade excelente e finalmente empolga para o que segue. O grande problema é que temos apenas mais 1 episódio e tenho minhas dúvidas se as coisas não serão arrastadas e se teremos uma conclusão realmente boa disso tudo.

Easter eggs e referências

Essa semana foi recheada com referências e easter-eggs muito interessantes que serviram para confirmar várias coisas que até então tínhamos apenas pistas e algumas dúvidas se seriam ou não iguais aos quadrinhos. Elas podem conter SPOILERS, mas caso não ligue pra isso ou já tenha visto o episódio, vamos ao que interessa.

O nome do manicômio referencia uma HQ importante

Ethan hawke como arthur harrow em cavaleiro da lua
O nome do manicômio é apenas citado no episódio, mas foi o suficiente para encontrarem uma referência (Imagem: Marvel Studios)

O manicômio onde Marc e Steven se encontram tem o nome “Putnam Medical Facility” (Instalação Médica Putnam, em tradução direta). Nos quadrinhos escritos por Jeff Lemire, temos o “Putnam Psychiatric Hospital” (Hospital Psiquiátrico Putnam, em tradução direta). Essa conexão dos nomes pode indicar um pouco mais sobre a fonte da qual a série vem bebendo.

Randall, o irmão de Marc, é um supervilão nos quadrinhos

Cavaleiro das sombras em sua versão dos quadrinhos
Na série tivemos uma pequena participação de Randall Spector, que nos quadrinhos é um supervilão do protagonista

Pelo fim que tivemos até o momento na série, é difícil dizer se teremos algo parecido com isso, mas nos quadrinhos, Randall Spector, ao crescer, se torna o supervilão Shadowknight (Cavaleiro das Sombras, em tradução direta). O personagem se torna um dos principais vilões do Cavaleiro da Lua e, conhecendo a Marvel, alguma adaptação dessa história deve acontecer no futuro.

Gus, o peixe, tem um significado muito importante na série

Desenho do peixe dourado em cavaleiro da lua
Randall desenha um peixe-dourado com apenas uma barbatana nesse episódio e isso deixa qualquer um triste (Imagem: Marvel Studios)

Quando a série começa a explicar o passado de Marc, temos um vislumbre de uma cena muito peculiar. Randall está desenhando um Peixe Dourado, mas apenas com uma barbatana. Isso se conecta com Gus, o peixe de Steven que vemos no primeiro episódio, que também tem apenas uma barbatana.

O interessante dessa cena é ela se passar exatamente no dia em que Randall morre, o que faz essa memória ser um grande trauma para Marc, que transforma isso em algo menos doloroso na personalidade de Steven.

Um vilão clássico dos quadrinhos foi confirmado 

Bushman, personagem essencial da origem de marc, foi apresentado no quinto episódio
Bushman, personagem essencial da origem de Marc, foi apresentado no quinto episódio

Nos primeiros episódios, principalmente depois do aparecimento de Layla, tivemos muitos questionamentos acerca do grande momento em que Marc foi finalmente abordado por Khonshu para o servir.

Com isso, tínhamos dúvidas também em relação a como aconteceu a morte do pai de Layla e como foi todo aquele massacre tão mencionado até então. Em mais um flashback diretamente da mente de Marc, somos levados até esse momento, que confirma o envolvimento de Marc na morte do pai de Layla.

Além disso, essa cena também menciona que o mercenário por trás de tudo aquilo se chamava Bushman, o mesmo que causou todo o problema para Marc nos quadrinhos. 

Veja também:

Está curtindo Moon Knight? Acredita que ela terá um final interessante? Deixa seu comentário aí embaixo e confira nossa crítica do episódio passado

Fonte dos Easter Eggs e referências: ScreenRant

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados