Comprar Ações: Guia básico para quem tem interesse em investir em ações

Comprar ações: guia básico para quem tem interesse em investir em ações
Com as orientações do Comprar Ações você começará a investir facilmente, confira!

Se você já pensou em como começar a investir, mas achou tudo muito complicado, dê uma olhadinha no nosso guia sobre como comprar ações para iniciantes! Sem muitos termos técnicos e focando na brevidade das informações, agora você poderá iniciar sua jornada no mundo dos negócios. Seguem abaixo nossas orientações.

O que são ações?

É comum que haja dúvidas sobre o que é uma ação, então vamos esclarecer o que elas são de fato. “Ações” são frações das empresas que os interessados compram, e a partir deste negócio, o investidor se torna um sócio daquela empresa. Muitas empresas famosas vendem suas ações, tais como Apple, Tesla, Amazon, entre outras. Quando alguém compra uma ação da Bolsa de Valores, por exemplo, essa pessoa leva uma pequena parte de tal empresa e passa a se identificar como acionista minoritário. Quem compra ações participa tanto dos lucros como dos prejuízos que aquela empresa sofre, assim como qualquer outro empresário.

Como é o mercado de ações?

Como comprar ações
Guia básico para quem quer iniciar no mercado de ações

Assim como qualquer outro comércio, o mercado de ações tem como seu “produto” as ações das empresas. Esses mercados de ações agem no mundo todo, sendo alguns mais conhecidos como o New York Stock Exchange, o Euronext Lisboa e a B3 (antiga Bovespa), no Brasil. Quase sempre há ações a serem compradas e, nessa mesma proporção, há quem se interesse em comprar, daí entram os market makers (“criadores de mercado”, em tradução livre). Eles garantem a negociação entre os interessados, tratados como intermediadores, simplificando um pouco toda a negociação.

Como começo a comprar ações?

Antes de mais nada, você deve saber que algumas ações não são compradas diretamente por você, a maioria dessas compras é realizada por intermédio de um “corretor de ações” — apesar de algumas dessas plataformas não se denominarem dessa maneira. Algumas sugestões de corretoras para pesquisa e possível investimento são CapitalRush, Etoro e FP Markets, lembrando que cada uma possui um mínimo de investimento, algo geralmente em torno de US$ 100, ou R$ 525.

Escolher o melhor corretor

Regulamentações

Quase todos os corretores fazem o mesmo serviço, porém, de acordo com o seu perfil e/ou suas intenções de aquisição, talvez você prefira um perfil a outro. Por exemplo, no Reino Unido, o consultor deve ser regulamentado conforme as diretrizes da Autoridade de Conduta Financeira e os investimentos realizados em dinheiro, protegidos pelo FSCS (Esquema de Compensação de Serviços Financeiros). Neste caso, a proteção é por empresa e também por pessoa, e você não seria beneficiado em dobro, caso escolhesse dois corretores que fazem parte deste mesmo grupo.

Custos

Por se tratar de um investimento, você deverá desembolsar algumas quantias, e também alguns cuidados para não se prejudicar nesse caminho. Uma delas é a comissão de Transação, variável conforme o intermediário financeiro e o mercado em que a empresa está cotada. As taxas podem ser fixas por porcentagem, conforme o valor aplicado. Alguns corretores cobram taxas um pouco mais baixas, conforme você realiza mais negócios. Também há as taxas de fundos de investimento, que comumente são de 1% e cobradas pelo gestor do fundo, caso você compre fundos de ações, ao invés de ações individuais.

Taxas sobre ações
Deve-se atentar às taxas

Também há uma comissão por guarda de títulos, no caso, um custo para a manutenção da conta de títulos — algo semelhante ao que vemos nas taxas de manutenção dos bancos tradicionais. Essa taxa também é variável, de acordo com o serviço prestado, podendo ser paga por semestre ou trimestre, sendo ela por porcentagem do valor da conta, estabelecendo ainda um limite mínimo e máximo.

E também devemos falar sobre a comissão por transferência de valores mobiliários entre contas, ou seja, se você for transferir sua conta para outra instituição financeira, haverá um custo, então calcule os valores e confirme se valerá a pena.

É importante frisar que as instituições utilizam das taxas para seu próprio ganho, custeiam alguns serviços como forma de receber por seu trabalho, e as que prometem não fazer isso, provavelmente ganham o seu dinheiro de algum outro jeito.

Modos de pagamento

Aqui também não há muito segredo: muitas das corretoras solicitam o depósito do dinheiro que será investido por cartão de débito, crédito ou por transferência bancária, sendo o caso do cartão de crédito aplicado de forma imediata e a transferência levando entre duas horas e três dias para ser efetivamente aplicada. Outras corretoras já utilizam de formas mais convenientes, por exemplo, via PayPal.

Geralmente as corretoras também solicitam que você confirme ser o proprietário da referida conta, por exemplo, enviando um extrato bancário original da mesma. Lembrando que ao realizar operações com moedas estrangeiras, você estará sujeito às taxas de conversão.

Disponibilidade de ações

Nem todas as ações estarão disponíveis em todas as corretoras. Por exemplo, se você pretende investir numa empresa grande, faz-se necessário que você faça uma pesquisa antes no mercado de corretoras e confirme se a empresa pela qual você tem interesse é contemplada pela corretora em questão.

Como comprar ações da Tesla?

Talvez você esteja se perguntando o que seria a “Tesla”. Bom, Tesla é uma empresa no ramo de tecnologia automotiva que foi fundada em 2003 e que atualmente (desde 2008) pertence a Elon Musk. A empresa anunciou que, em breve, aceitará pagamentos via bitcoin, enquanto investiu US$ 1,5 milhão na criptomoeda.

Elon musk, da tesla
Elon Musk e um dos carros fabricados por sua empresa.

Para comprar ações da Tesla, acesse algum dos corretores sugeridos — conforme o Comprar Ações, a melhor sugestão é o CapitalRush –, forneça os dados pessoais solicitados, deposite a quantia desejada conforme o método de pagamento mais conveniente, pesquise ação da Tesla e clique em “Negociar”. Prontinho, agora basta inserir o valor a ser investido e configure a sua negociação.

Por que comprar ações da Tesla?

No que tange métricas financeiras, talvez a Tesla possa não ser um bom investimento, entretanto, ela é algo conhecido por “ação de crescimento”, assim como a Amazon ou a Microsoft, quando estavam em suas fases iniciais — e veja onde elas estão hoje em dia. Por tanto, há três motivos principais para comprar ações da Tesla, são elas:

  • O valor de suas ações subiram e podem permanecer nesse mesmo ritmo;
  • É uma boa exposição ao bitcoin, sem necessidade de apostar na criptomoeda;
  • É uma empresa que se renova e impressiona, não apenas por suas tecnologias, mas também, por exemplo, ao usar energia sustentável.

Conclusão

A Tesla é uma empresa com caminhos promissores, pois se mostra inovadora na indústria de veículos elétricos e também pelo fato de promover energia limpa, ou seja, sustentável ao meio ambiente. Comprar ações da Tesla é acreditar na história do seu veemente crescimento. Caso ainda não esteja preparado para investir neste momento, guarde este artigo, pois assim que puder, com certeza ele será um ótimo guia.

Veja também:

Ainda sobre a Tesla, confira o Tesla Bot, robô com a tecnologia de carros.

Fonte: Comprar Ações [1] e Comprar Ações [2].

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:
Tags

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário