Coronavírus: qual é a importância do distanciamento social?

Coronavírus - Distância social
A quarentena, ou distanciamento social, é uma das ações mais importantes para reduzir a propagação do coronavírus no Brasil e ao redor do mundo

Já é um fato que o coronavírus chegou com força no Brasil, e ao redor do mundo não tem sido muito diferente. Na Itália, milhares de pessoas estão sofrendo com a falta de hospitais e a quarentena forçada. Já na China, os número de infectados pelo COVID-19 cresce lentamente se compararmos com os números ao redor do mundo. A Coreia do Sul é outro país que conseguiu manter a população calma e diminuir o número de pessoas.

A estratégia usada pelos países asiáticos foi a quarentena. A maior parte dos chineses e sul-coreanos realizaram a tática de distanciamento social

O que é distanciamento social?

O intuito do distanciamento social é criar uma rede de pessoas que não mantém contato para, assim, atrasar a propagação do vírus. Cada indivíduo é orientado a evitar o ambiente de trabalho, escola e qualquer outro lugar com aglomeração de pessoas. 

As pequenas atitudes são capazes de mudar o cenário da epidemia. Na realidade, a matemática é bem simples: quanto menos pessoas socializam, menores as chances do vírus se espalhar.

Como praticar o distanciamento social?

Agora que você sabe o que é distanciamento social, sabe que a sua melhor chance de não ser infectado é se afastando das pessoas. Ou seja, reduza o contato desnecessário com todas as pessoas ao seu redor.

Evite espaços públicos, eventos com muitas pessoas, reuniões e todos os lugares que costumam ter muita gente. Porém, se você não pode ficar de quarentena em casa, reduza seus riscos ao fazer suas atividades. Se possível, não pegue ônibus e faça todas as suas obrigações diárias a pé. Caso tenha uma reunião importante, solicite para que ela seja realizada por softwares de vídeo, como o Skype, Messenger e WhatsApp.

Se você encontrar alguém na rua ou em outro ambiente, não precisa sair correndo de medo. Contudo, é importante não realizar nenhum contato físico, seja por um aperto de mão, abraço ou beijo.

O distanciamento social funciona?

A distância pode ser crucial para o período atual. Como já citamos, a Itália não realizou a quarenta a tempo e está passando por dificuldades. Enquanto isso, a Coreia do Sul passa por um lento crescimento do COVID-19.

Evidências do nosso passado também mostram que o distanciamento social funcionou em outras ocasiões de epidemia, como na pandemia de gripe de 1918 ou no surto de Ebola que aconteceu em 2014.

Como o distanciamento social está sendo aplicado ao redor do mundo?

A China é o país onde o coronavírus apareceu pela primeira vez e, por isso, é o lugar que está aplicando as medidas mais rigorosas. Diversas regiões estão em quarentena e a população não sai de casa nem para se alimentar — as comidas chegam por delivery.

Na Itália, o número de casos já passou de 25 mil, enquanto as mortes contabilizam 1,8 mil pessoas infectadas pelo COVID-19. Após o governo italiano declarar a quarentena, diversos outros países da Europa decidiram tomar decisões semelhantes. Os representantes do continente europeu estão realizando negociações para coibir todas as viagens não essenciais para a área de Schengen.

O governo da Coreia do Sul se antecipou e também declarou quarentena, porém, antes do número de infectados aumentar consideravelmente. Assim, o país conseguiu frear o crescimento do vírus.

Qual o lado negativo do distanciamento social em época de coronavírus?

Não socializar também significa deixar de produzir em alta escala. Se as pessoas não podem trabalhar em seus escritórios, fábricas e outros lugares importantes para os meios de produção, haverá escassez em certas áreas. Isso também significa que a economia global está sendo afetada.

Por exemplo, a Apple já é uma das companhias atingidas pelo COVID-19, pois a maior parte das fábricas que constroem os iPhone ficam em território chinês. Inclusive, foi revelado que o lançamento da nova geração de iPhones deve atrasar por conta da atual situação. A bolsa de valores é outro exemplo, que chegou a cair 39% e criar aflição entre todos os investidores e profissionais do mercado financeiro. 

Outra preocupação importante é a saúde mental das pessoas. A quarentena pode aumentar os níveis de solidão e depressão, especialmente entre as pessoas que estão na faixa etária de risco. Por isso, é importante se alimentar e beber muita água, continuar conversando com amigos e familiares por mensagens/ligações e criar uma rotina em casa.

Como manter a distância social de parentes e amigos?

Se você mora sozinho, fique em casa o tempo que puder. Se você mora com outras pessoas, tente não realizar contato físico ou se aproximar muito. Caso esteja com sintomas do coronavírus, não entre em contato com seus familiares ou quaisquer outros indivíduos. 

Os sintomas são graves? Vá até o hospital para buscar tratamento. Se os sintomas são leves, fique em casa e evite propagar o coronavírus.

O distanciamento social funciona para o trabalho?

Nem todas as pessoas podem trabalhar de casa, porém, a internet possibilita que milhares de empresas possam empregar o home office em períodos como esse. Se você tem essa possibilidade, não deixe aproveitar a oportunidade e diminua as chances de ser infectado. Inclusive, o Showmetech reuniu várias dicas para vai quem fazer home-office durante a pandemia.

Fonte: New Scientist


Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter