Crucible, primeiro jogo de tiro gratuito da Amazon, chega para o PC em maio

crucible amazon
Com temática de ficção científica, Crucible é a aposta da Amazon para se tornar um grande nome no mercado de jogos

Nesta terça-feira (5) a Amazon fez um anúncio que promete abalar o mercado de videogames, revelando a data de lançamento de Crucible, o primeiro jogo de alto orçamento (também conhecido como AAA, ou “triple-A”) da Amazon Game Studios – braço da gigante da internet que existe desde 2012, mas que até então só tinha lançado alguns jogos para tablets.

Com lançamento marcado para o dia 20 de maio, Crucible será um jogo de tiro em terceira pessoa gratuito que reunirá elementos de alguns dos jogos de maior sucesso nos últimos cinco anos, herdando características de títulos como Overwatch, Fortnite, Apex Legends, DOTA 2 e League of Legends.

Anunciado em 2016 durante a TwitchCon (evento anual dedicado à plataforma de streaming da Amazon), Crucible está em desenvolvimento desde 2014 e, de acordo com uma reportagem recente do The New York Times, passou por diversas mudanças neste período, e em mais de uma vez os desenvolvedores tiveram que abandonar o que já tinham desenvolvido e começar tudo de novo praticamente do zero. De acordo com a reportagem, a intenção inicial da Amazon era lançar o jogo em março, mas a pandemia de COVID-19 acabou obrigando a empresa a adiar o lançamento para maio.

 Na época Frank Castle (não confundir com o Justiceiro), chefe da Relentless Studio (empresa pertencente à Amazon Game Studios que foi responsável pelo desenvolvimento do game) revelou que a decisão de adiar o lançamento do jogo era uma forma de evitar colocar ainda mais pressão na equipe, que já havia trabalhado de forma incessante no game durante seis anos e que, próximo ao lançamento, estava também muito preocupada com suas famílias devido à pandemia.

O que esperar de Crucible

Como já comentamos, Crucible será um jogo de tiro em terceira pessoa com elementos de alguns dos jogos de maior sucesso nos últimos anos, além de um projeto ambicioso da Amazon de entrada no mundo dos videogames.

Considerado pela empresa como um game do gênero PvPvE, o game será totalmente focado em partidas multiplayer online (ou seja, não haverá nenhum “modo campanha” onde os jogadores poderão jogar sozinhos) onde eles devem não apenas se enfrentar entre si, mas também trabalharem em grupo para combaterem adversários comandados pela IA.

Assim como em Overwatch ou Apex Legends, Crucible possui uma ampla variedade de personagens, cada qual com armas e habilidades específicas. Esses personagens poderão atuar em três diferentes modos de jogo: o primeiro deles é o Heart of the Hives, onde os jogadores serão divididos em dois times de quatro pessoas cada, onde deverão enfrentar hordas de inimigos controlados pela IA do jogo.

O segundo modo é o chamado Alpha Hunters, e é essencialmente o battle royale de Crucible, no qual oito duplas deverão se enfrentar em uma mesma arena e o vencedor será aquele que sair vivo. Já o terceiro, chamado de Harvester Command, é um que traz paralelos com jogos como DOTA 2 e League of Legends, em que dois times de oito pessoas deverão se enfrentar em uma arena mas, além de derrotar todos os integrantes do time adversário, será necessário também coletar alguns itens no mapa para subir de level com o personagem e torná-lo mais forte para o confronto final.

Guerra pelo streaming

Ao se inspirar tão abertamente em outros jogos de sucesso, fica claro que o público que Crucible tentará conquistar é o nicho crescente do mercado de streamers, brigando no mesmo espaço com outro lançamento próximo: o Valorant da Riot, que já tem feito muito sucesso entre os streamers em sua versão beta.

valorant crucible amazon riot
Valorant, que ainda está na fase beta, será o grande adversário de Crucible na disputa pelo mercado de streamers de jogos (Imagem: Riot)

Mas, nesta disputa, Crucible deverá levar certa vantagem: primeiro, porque ele é desenvolvido pela mesma empresa (a Amazon) que também é dona da maior plataforma de streaming de jogos do mundo – o Twitch. Segundo, com lançamento agora em maio, Crucible logo deverá chamar mais a atenção dos jogadores do que Valorant, que ainda não tem uma data definida, com a Riot apenas afirmando ele deve acontecer em meados de julho deste ano.

Além disso, quando o jogo foi anunciado em 2016, a Amazon havia prometido que ele teria alguns elementos que permitiriam uma maior integração entre o game e o Twitch, o que facilitaria a vida de todos aqueles que fossem utilizar o jogo para desenvolver conteúdos na plataforma de streaming da empresa. Até o momento, a companhia ainda não se pronunciou sobre se essa maior integração prometida em 2016 continua fazendo parte do produto final, e é possível que tenhamos que aguardar o lançamento para descobrir se algo do tipo ainda faz parte do jogo.

Além de Crucible, a Amazon também promete lançar ainda este ano o MMO New World, mas ainda pouco se sabe sobre o próximo grande jogo da empresa ou em quais jogos ele se inspira, entretanto é possível que teremos novidades nos próximos meses.

Crucible será lançado no dia 20 de maio de forma exclusiva para PC (mas é bem provável que versões para consoles sejam lançadas no futuro), e poderá ser baixado gratuitamente pela Steam

Fonte: The Verge, The New York Times

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter