Para concorrer com o Zoom, Google Meet fica gratuito para todos

Google Meet
Até setembro, usuários do Google Meet podem usar a plataforma de videochamadas e videoconferências gratuitamente, e utilizar recursos extras

Com o isolamento social devido à pandemia de coronavírus (COVID-19), muitas empresas querem um pedaço dos serviços de videoconferência. E, para concorrer diretamente com o Zoom, o Google anunciou que a sua principal plataforma de videochamadas, Google Meet, ficará gratuita para todos aqueles que desejarem usufruir do serviço a partir das próximas semanas. 

O benefício já estava vigente para as pessoas que assinam o G Suite, o conjunto de ferramentas em nuvem para empresas. No G Suite, os assinantes conseguem fazer videochamadas de até 24 horas e com 100 participantes em tempo real. Além disso, o Google Meet, nessa modalidade, entrega outros recursos extras que a versão básica não oferece. 

Videochamadas Google Meet
As videochamadas no Meet ficarão gratuitas até setembro de 2020

Por ora, o serviço está liberado para qualquer pessoa utilizando a Conta Google (a mesma do Gmail). Conforme explica a empresa em comunicado, a disponibilidade do Google Meet para todos ocorrerá a partir do dia 04 de maio (próxima segunda-feira) e terminará no dia 30 de setembro.

Recursos especiais liberados

O Google ainda informou que os recursos que até então estavam disponíveis para contas empresariais, passam a ficar liberados para todos. São eles: agendamento de reuniões / videochamadas, legendas em tempo real, compartilhamento de tela e ajuste de exibição (como criar um mosaico com a tela de todos os participantes). 

Segurança

Videochamada no Google Meet
A empresa também ressaltou algumas medidas de segurança para todos os usuários

A empresa também ressaltou a preocupação com a segurança dos usuários do serviço de videochamadas. Por isso, todos os dados das videoconferências são criptografados (quando estão em execução e quando são armazenados no Google Drive).

Além disso, apenas pessoas com uma Conta Google poderão acessar uma reunião criada por uma conta de pessoa física, não permitindo o acesso a usuários anônimos. A companhia também explica que os códigos das salas de videoconferência são “complexos por definição”, evitando possíveis tentativas de invasão. 

Página Google Meet
Você pode usar o serviço acessando o site, ou baixando o aplicativo para Android e IOS

Para utilizá-lo, não há a necessidade de baixar programas ou plugin do navegador, basta acessar o site do Google Meet para criar ou acessar uma videoconferência diretamente no seu computador. Se você quiser fazer a sua vídeochamada usando seu smartphone, basta instalar o aplicativo disponível na Play Store (Android) ou na App Store (iOS).

Com a pandemia, o Google Meet obteve mais de dois milhões de novos usuários nos últimos dias. A gratuidade chega para suprir a demanda que aumentou com a quarentena, mas também visa abocanhar um pouco os usuários dos principais concorrentes: Zoom, Skype e agora o Facebook, que também anunciou novidades significativas para videochamadas em todas as suas plataformas.

Fontes: Android Central; Google.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter