Capa do guia de final fantasy xiv

Guia de Final Fantasy XIV – Tudo que você precisa saber!

Avatar of ítalo magno
Novo ao universo de MMORPGs ou Final Fantasy? Aqui está um guia de Final Fantasy XIV para você saber por onde começar no game!

Um dos melhores tipos de jogo para mergulhar de cabeça e aproveitar horas inacabáveis de diversão e conteúdo são os MMORPGs: diversos objetivos para cumprir, vários jogadores para interagir, um universo gigantesco para explorar e atualizações constantes que aumentam as potenciais horas de jogatina.

Os MMORPGs são um gênero que mistura Massive Multiplayer Online (“Multijogador Online Massivo”, em tradução livre), que caracteriza jogos com vários jogadores on-line ao mesmo tempo, e Role-Playing Game (“Jogo de Interpretação de Papel”, em tradução livre), gênero famoso onde você monta um personagem, suas características e atributos, e interpreta o que aquele personagem faria durante o jogo — conhecido por jogos como as sagas The Elder Scrolls, Dragon Quest e até a própria franquia Final Fantasy.

Jogadores enfrentam o chefe ramuh em final fantasy xiv
Gameplay de Final Fantasy XIV.
Imagem: Autor

A franquia Final Fantasy, famosa por RPGs tradicionais, já havia testado as águas da jogabilidade inteiramente online com Final Fantasy XI Online, lançado originalmente para o PlayStation 2, mas não foi até Final Fantasy XIV Online: A Realm Reborn (uma expansão de Final Fantasy XIV: Online) que o gênero MMO realmente levantou voo para a franquia, e com grande sucesso, já que o jogo ainda é altamente popular em 2021 e está prestes a ganhar sua quinta expansão: Endwalker.

Com 5 expansões e quase 10 anos de jogo, tem muito a se fazer, e para isso, vamos dar aqui um guia de Final Fantasy XIV para quem quer começar a se aventurar no mundo do game.

A criação de personagem, sua classe e job principal

Comecemos do começo: uma das coisas mais divertidas é criar seu personagem, e a quantidade de opções que Final Fantasy XIV fornece é bem sólida. Não possui tanta capacidade de moldar maluquices e absurdos como em Dark Souls ou Saints Row, mas é uma boa quantidade de opções que trará com certeza seu personagem ideal à vida.

Você pode escolher uma variedade de raças, províncias e o gênero de seu personagem – e eles não alterarão nada em jogabilidade (na verdade algumas características afetam sim, mas é uma diferença tão pequena que nem vale ser levada em consideração), então sinta-se livre para escolher o que desejar.

Com diferentes raças e origens, sua imaginação pode voar longe na criação de seu personagem.
Com diferentes raças e origens, sua imaginação pode voar longe na criação de seu personagem.
Imagem: Autor

A classe escolhida para o jogador será no que aquele personagem se focará quando em combate e em grupo: estas são divididas entre DPS (“damage per second”, ou “dano por segundo”, em tradução livre — As classes feitas para dar altos números de dano), Tanks (unidades focadas em atrair inimigos e proteger o resto do grupo dos inimigos) e Healers (curandeiros, responsáveis por curar e ressuscitar quem está ferido no grupo). Você pode escolher uma classe inicial, mas não se preocupe — se você não curtir ou enjoar da classe atual, é muito fácil de trocar.

Os jobs são a nomenclatura clássica de Final Fantasy para a evolução das classes: pense neles como especializações. Depois de alcançar nível 30 em uma determinada classe, se abrem algumas possibilidades de jobs para seu personagem, mas fique atento: algumas delas só estão disponíveis ao adquirir as expansões.

Qual classe escolher?

Final Fantasy XIV possui 10 classes e 20 jobs diferentes (6 destes sendo adicionados nas expansões pagas: Stormblood, Shadowbringers e Endwalker). Como mencionado anteriormente, cada personagem já inicia com uma classe de sua escolha, mas as outras classes podem ser adquiridas no decorrer do jogo.

Note que a classe escolhida vai determinar qual das três grandes cidades principais seu personagem habitará inicialmente: New Gridania, a cidade rodeada pela floresta, Limsa Lominsa, a cidade com uma leve estética de piratas cercada pelo mar, ou Ul’dah, a rica cidade-oásis no meio do deserto.

Um diagrama que dá uma explicação mais didática sobre classes e jobs ao guia de final fantasy xiv
Um diagrama que dá uma boa ideia de como funcionam as classes e jobs de Final Fantasy XIV.
Imagem: Reddit (ksmoorthy1987)

Cada classe e job tem suas características e jogabilidade bem diferentes entre si, e elas se divergem em uma espécie de árvore de possibilidades. De acordo com a classe que você escolher, algumas possibilidades diferentes de jobs lhe serão oferecidas.

Por exemplo, se sua classe for Gladiator, você pode se transformar em Paladin, Warrior, Dark Knight e Gunbreaker; se você escolher Arcanist, poderá se tornar Summoner, Black Mage, Red Mage ou Blue Mage. Escolha a combinação que mais lhe agrada, e faça as malas para adentrar o mundo de Hydaelyn – o planeta onde se passa Final Fantasy XIV!

Guia de final fantasy xiv - tudo que você precisa saber!. Novo ao universo de mmorpgs ou final fantasy? Aqui está um guia de final fantasy xiv para você saber por onde começar no game!
Um paladino sempre será o escudo de seus companheiros de equipe!
Imagem: Autor

Além dos jobs usados para combate, Final Fantasy XIV também oferece um sistema de jobs secundários que funcionam como trabalhos mais tradicionais que podem ser úteis para conseguir dinheiro em um futuro próximo e criar itens e artefatos para ajudar as jornadas entre masmorras do jogo.

Um ferreiro, por exemplo, pode criar armas a partir de materiais, que podem ser equipadas ou colocadas à venda no mercado, enquanto um cozinheiro pode confeccionar comida para dar bônus de experiência a si mesmo e aos seus companheiros, e um minerador pode fornecer materiais para um ferreiro — são classes com um utilitário a mais, se separando das batalhas.

Não curti o meu job – e agora?

É aí que entra a beleza de Final Fantasy XIV — normalmente, em outros MMORPGs, só se pode mudar ou experimentar outro job se você fizer outro personagem, mas em Final Fantasy XIV um único personagem pode abraçar qualquer novo job que você escolher — contanto que você esteja com disposição para fazer os trabalhos e as tarefas de classe daquele job!

Diferentes classes de nível 50 de um mesmo personagem em final fantasy xiv
Duas classes diferentes em nível acima de 50!
Imagem: Autor

Vale a pena lembrar: alguns dos jobs foram adicionados pouco a pouco através de expansões, portanto, só estão disponíveis a partir do momento em que se alcança a respectiva expansão. As expansões são continuações da história principal de Final Fantasy XIV, então os jogadores terão de passar alguns capítulos da história para desbloquear certos jobs — o que não impede cada pessoa de experimentar com o que tem até o momento. As expansões são Heavensward (inclusa na compra do jogo), Stormblood, Shadowbringers e Endwalker (que estará disponível em novembro de 2021).

  • Jobs desbloqueados em Heavensward: Astrologian, Machinist, Dark Knight;
  • Jobs desbloqueados em Stormblood: Red Mage, Samurai;
  • Jobs desbloqueados em Shadowbringers: Dancer, Gunbreaker;
  • Jobs desbloqueados em Endwalker: Sage, Reaper.

Por onde começar?

Ao descer em sua cidade de origem, você será direcionado à guilda local de aventureiros – Carline Canopy, The Drowning Wench e The Quicksand, de Gridania, Limsa Lominsa e Ul’dah, respectivamente. Ali é onde você conseguirá seus primeiros objetivos (as famosas “quests“). A primeira recomendação é fazer algumas das quests ao redor da cidade, que terão requerimentos que levarão cada jogador a explorar um pouco mais os arredores e vizinhanças do local.

Enquanto visita os diferentes locais, é sempre bom ficar atento aos cristais de Aetheryte – grandes cristais azuis em pontos bem principais e geralmente cercados de aventureiros – que funcionam como marcos de cada local e podem ser usados para teletransportar àquela localização quando quiser, por um certo preço, então quando avistar um desses cristais, fique em frente a eles e aperte o botão de ação/confirmar para sintonizar com aquele cristal.

Imagem mostrando o cristal de aetheryte principal na praça de new gridania
A praça de Aetheryte principal de Gridania!
Imagem: Autor

Nas cidades principais também há cristais de Aetheryte secundários, menores: é altamente recomendado ir atrás de sintonizar com todos os daquela cidade (indicados no mapa de cada distrito e parte diferente das cidades) para facilitar o transporte para vindas futuras — e acredite, elas serão muitas.

Depois de um tempo, seguindo a quest principal, você terá acesso às outras duas cidades principais do jogo, e poderá se transportar ao sintonizar com os cristais de Aetheryte de cada local. Em suas idas e vindas, é provável que você note que volta sempre a um dos cristais com mais frequência.

Sobre isso, é importante notar duas coisas: você pode favoritar até 5 cristais de Aetheryte para que sua viagem até eles custe menos dinheiro, e quando precisar voltar à sua cidade natal, use o feitiço “Return” que aparece em sua barra de habilidades. É um teletransporte gratuito de volta ao cristal central de sua cidade. Você não poderá usar ele sempre, já que precisa esperar o feitiço recarregar toda vez que usar, mas é uma opção importante para se manter em mente.

Como diferenciar as quests e sua importância

Cada quest possui um símbolo que indica seu tipo (e o que ela desbloqueia), e ao ser iniciada, os marcadores representam o progresso realizado em cada uma das quests. As que representam a história principal (“Main Scenario Quest“) são o tipo que mais rende experiência e tendem a ser bloqueadas por níveis que pouco a pouco vão aumentando — a ideia é seguir nestas com sua classe/job principal, pelo menos inicialmente, já que cada expansão traz níveis máximos a serem atingidos por classe ou job: ou seja, nada impede que você chegue ao nível requerido pela história com dois ou três jobs diferentes e alterne entre eles.

As quests com um símbolo de “+” e fundo azul são secundárias, mas desbloqueiam algo novo no game – seja personalização, novas mecânicas, lugares novos para visitar, masmorras novas para explorar, dentre outras – e são as quests que mais tomam prioridade depois das que seguem a história principal, por desbloquear conteúdo novo que pode ajudar bastante nas aventuras por Hydaelyn, incluindo uma montaria que acelera bastante as viagens e exploração a pé.

Imagem demonstrando os símbolos de diferentes tipos de quests presentes no jogo
Imagem: Square Enix (editada pelo autor)

As quests que apenas possuem um balão dourado e uma exclamação são puramente secundárias e opcionais: elas servem para dar um pouco mais de sabor ao universo de Final Fantasy XIV, além de ser uma alternativa para conseguir um pouco mais de experiência e Gil (o nome dado à moeda do game), mas nada impede que você passe o jogo sem completá-las.

Por último, as quests que estão em vermelho não podem ser acessadas ou continuadas até que algum pré-requisito seja satisfeito: basta falar com o personagem responsável por aquela quest para saber quais pré-requisitos ainda não foram atingidos.

Evoluindo e ganhando mais experiência

Um dos pontos mais elementares de um MMORPG é a evolução do seu personagem, e quando se fala em evoluir ou ganhar experiência em qualquer tipo de RPG, é comum imediatamente se pensar no clássico grinding: termo usado para designar horas e horas de derrotar grupos de monstros e inimigos até conseguir experiência suficiente para subir de nível, e enquanto isso ainda é uma opção em Final Fantasy XIV, ela não precisa ser limitada a sair lutando com tudo o que se mexe.

Além das quests mencionadas anteriormente, uma boa ideia para adquirir experiência em Final Fantasy XIV são os Registros de Caçada (ou “Hunting Logs“), onde o game dá uma lista de monstros em faixas crescentes entre 10 níveis, e informa suas localizações no mapa. Além de ser uma boa desculpa para explorar, cada Registro de Caçada completado dá uma quantidade bem maior de experiência do que sair atacando monstros aleatórios. Cada classe e job possui seu próprio Registro de Caçada, dando oportunidades iguais de evoluir cada um.

Imagem mostrando o registro de caçadas de um personagem de final fantasy xiv
Registro de Caçadas demonstrado à esquerda!
Imagem: Autor

Outra forma de conseguir experiência ao longo do tempo é adquirida ao alcançar o nível 15, através da quest chamada “Rising to the Challenge“. Obtida na guilda de aventureiros de Limsa Lominsa (The Drowning Wench), a quest libera acesso ao Registro de Desafios (“Challenge Log”), que possui uma série de desafios a serem cumpridos ao longo do jogo, rendendo uma boa quantidade de experiência extra ao serem completados. Alguns dos desafios demoram um tempo a serem completados (como “participar de dungeons, as masmorras do jogo, em 20 vezes diferentes”), mas são uma boa maneira de garantir mais experiência e explorar tudo o que Final Fantasy XIV tem.

Duty Roulettes – Uma boa quantia de experiência por dia

Enquanto você explora as masmorras (as famosas dungeons anteriormente mencionadas), uma aba em seu menu de opções, chamada “Duty Finder“, mostra todas as masmorras que já foram exploradas pelo jogador.

A partir de certo nível, ao ter conquistado algumas das masmorras, uma opção de “Duty Roulette” será apresentada, contando com uma categoria de “Leveling” — usada primariamente para subir de nível. Ao escolher Leveling em Duty Roulette, você será colocado em uma fila para adentrar uma das masmorras aleatoriamente, e na primeira vez do dia que a Duty Roulette for completada, você ganhará um generoso bônus de experiência e dinheiro. Se você escolher a classe que está sendo procurada pela especificação daquele dia (geralmente aparece sob “Adventurer in Need” com o tipo de classe necessária, por exemplo: “Adventurer in Need – Healer”), será concedido um bônus ainda maior ao completar o desafio!

Menu de "duty finder" usado em final fantasy xiv
Menu de “Duty Finder” usado em Final Fantasy XIV.
Imagem: Autor

É de bom tom mencionar aqui que todas as dungeons do jogo precisam de um grupo de 4 jogadores para serem desbravadas. Se você não tiver outros 3 amigos online para completar o desafio, o game escolhe 3 outros jogadores aleatoriamente, cada um com seu tipo de classe diferente (dois jogadores DPS, um jogador Healer e outro jogador Tank, no mínimo). A comunidade de Final Fantasy XIV é, no geral, muito tranquila e receptiva — só lembre de ser educado e gentil com todos, afinal, é um trabalho em equipe!

O sistema de batalha e a importância do movimento

O sistema de batalha de Final Fantasy XIV é bem simples: você seleciona dentre um número de suas habilidades na parte de baixo da tela, cada uma com um efeito e um tempo de recarga próprios. Basta ler o que cada habilidade ou feitiço faz, usá-lo na hora mais oportuna e prestar atenção em seus pontos de vida (o chamado “HP”, “health points” ou apenas “pontos de vida”). Simples, com certeza algo que já foi visto em outros MMORPGs, mas Final Fantasy põe um foco um pouco maior na movimentação de seus jogadores.

Os monstros, assim como os jogadores, conjurarão habilidades e feitiços para atacar e atrapalhar os jogadores, e, em grande parte, muitas destas habilidades são devastadoras, mas podem ser esquivadas se vistas a tempo. Quando uma delas está para ser usada, uma área de efeito ao redor do monstro-alvo será iluminada em laranja no chão, e se os jogadores conseguirem se distanciar da área a tempo, o golpe não terá efeito, salvando os jogadores de dano considerável.

Imagem mostrando um monstro se preparando para dar um golpe em área
Monstro se preparando para um golpe pesado
Imagem: Autor

Não é um sistema de batalha muito complicado, mas cada personagem possui suas características próprias e algumas nuances que o tornam único no campo de batalha. Adquirir o conhecimento para cada classe e job é algo que vem com prática, mas, por sorte, espalhados por diferentes tavernas e guildas de aventureiros estão personagens com quests que podem ajudar a afiar suas habilidades com cada job de seu personagem.

Procure por personagens que possuem um símbolo de um pequeno broto de planta verde, que eles podem ensinar técnicas e conceitos, de básicos a avançados, para cada classe que você escolher. Ataques em área, o tempo que leva para conjurar feitiços, a importância de manter a distância como Arqueiro — várias informações a respeito de mecânicas do jogo que ajudarão com certeza a manter-se preparado para as masmorras mais desafiadoras.

Imagem que mostra como tarefas de hall of the novice aparecerão ao conversar com os personagens
Guia de Final Fantasy XIV: tarefas de Hall of the Novice aparecerão assim ao conversar com os personagens.
Imagem: Autor

Leve o tempo que precisar

Final Fantasy XIV é um jogo com centenas de horas de conteúdo — o que é o esperado de um MMORPG. Porém, em quase nenhum momento Final Fantasy XIV pede que os jogadores entrem diariamente ou permaneçam horas a fio a cada dia para progredir no jogo: nada impede que você entre, faça algumas quests, suba um nível do seu personagem e saia, com mais ou menos meia hora ou uma hora de jogo. Nas palavras do produtor e diretor Naoki Yoshida:

Tudo bem não jogar o jogo todos os dias. Como é apenas um jogo, você pode parar se estiver se forçando ou estiver difícil de acompanhar. […] Volte a jogar quando vier uma atualização com novidades, depois pare para jogar um outro jogo e volte novamente quando tivermos mais novidades. Isto na verdade me deixaria mais feliz, e creio que é a melhor solução para manter sua motivação para jogar.

Naoki Yoshida, Diretor e produtor de Final Fantasy XIV em entrevista durante o evento Gamescom.

É importante reforçar o quanto isso é algo positivo, especialmente em um MMORPG: muitos jogos lutam para manter os jogadores “presos” à tela do jogo o máximo possível, mas em traduzir um modelo que respeita o tempo de cada jogador, temos jogos que ficam famosos por mais tempo (obviamente, se dados a necessária atenção por parte dos desenvolvedores). Final Fantasy XIV inclusive possui um bônus dado aos jogadores por passar algumas horas fora do jogo: ao dormir em um dos quartos disponibilizados em cada guilda de aventureiros, seu personagem ganhará um bônus de experiência maior ao enfrentar monstros quando voltar algumas horas depois.

Tópicos rápidos do guia de Final Fantasy XIV

O conhecimento necessário para se iniciar no mundo de Final Fantasy XIV está aí: o básico, como ganhar experiência, como funciona o sistema de classes e jobs, um pouco sobre o sistema de batalha — tudo para um novo jogador começar bem no universo de Hydaelyn.

Dito isto, aqui estão alguns tópicos apontando dicas finais que serão úteis ao longo da aventura:

  • Lembre-se de comer! Cada item de comida consumido gera um bônus de experiência ao jogador que dura por 30 minutos, e esse período pode ser prolongado para 1 hora se dois do mesmo item forem consumidos em seguida. Você pode conseguir comida com mercadores nos setores de compra de cada cidade, ou pode cozinhar você mesmo com a classe de cozinheiro (Culinarian).
  • O jogo possui um sistema de conquistas, ou “achievements“, disponível para consulta no menu principal de seu personagem. Após fazer algumas dessas conquistas, considere ir para Gridania (mais especificamente, Old Gridania — Apkallu Falls) e falar com um personagem chamado Jonathas, onde você poderá contar de suas conquistas a ele, e em troca, pode comprar alguns itens como minions e montarias.
Personagem não-jogável jonathas ávido para ouvir as conquistas dos aventureiros
Guia de Final Fantasy IV: Jonathas está ávido para ouvir suas conquistas!
Imagem: Autor
  • Procure informações sobre “Limit Breaks” — são habilidades que podem ser carregadas e utilizadas dentro de dungeons e algumas missões especiais que podem realmente mudar o fluxo de uma batalha. Seu uso pode ser um pouco complexo, mas vale a pena parar para pesquisar e discutir com outros jogadores — como usar, quem do grupo usa, dentre outras questões.
  • Customize a interface do jogo do modo que mais lhe agradar! É natural que, por ser um jogo com muitas informações, a tela acabe poluída de diversas informações, mas no menu “HUD Layout”, todas as informações podem ser mudadas de lugar e tamanho na tela, colocadas com uma leve transparência e até retiradas.
  • Caso queria conhecer pessoas novas que falem Português, o servidor Behemoth é recomendado, onde é possível ver frequentemente brasileiros conversando nas praças principais de cada cidade — Inclusive montaram um bar para brasileiros no jogo, acredita? Chama-se 7th Heaven, no servidor Behemoth. Dá uma pesquisada!
  • Chegando ao nível 15, considere ir para a cidade de Ul’dah e completar a quest It Could Happen to You“, que liberará o acesso ao Gold Saucer, um cassino cheio de mini-games divertidos (fãs de Final Fantasy VII com certeza sabem do que estamos falando) para alcançar prêmios como roupas, emotes (expressões) e minions (lacaios que acompanham o jogador e até podem ajudar em batalhas) novos.
Vista do cassino, gold saucer
Guia de Final Fantasy XIV. Imagem: Autor
  • Customize sua barra de ações (“hotbar“)! Além de ter as habilidades alinhadas de uma maneira prática, você pode adicionar outras ações importantes como o Limit Break, botão de corrida, atalhos de alarmes e fotografia e até emotes acompanhados de textos, personalizados à sua maneira — veja a aba “User Macros” no menu de pausa para saber mais!
  • Ao alcançar o nível 17, você terá acesso à quest The House That Death Built“, localizada em Gridania (Próximo a Quarrymill). Ao completar a quest, você terá acesso a um modo diferente de jogo, chamado Palace of the Dead (“palácio dos mortos”, em tradução livre): um modo onde 4 jogadores adentram um conjunto de masmorras proceduralmente geradas de onde todos começam a partir do nível 1 e precisam cooperar para chegar nos níveis mais altos. É uma ótima opção para subir de nível e conseguir tesouros únicos!
  • Em um determinado ponto da história (Depois da missão “Hero in the Making“), seu personagem será convidado a se alistar em uma das Grand Companies (essencialmente os exércitos) de uma das três principais cidades. Qual você escolhe não influi em nada diretamente (além de sua base principal de operações), e após se alistar para uma delas, você terá acesso à quest My Little Chocobo“. Complete-a para ganhar acesso ao seu Chocobo — montaria e companhia pessoal famosa de outros jogos da saga, e dê adeus aos dias de ter que correr sozinho pela imensidão de Eorzea!
  • Conseguiu um grupo e quer tirar uma foto para guardar memórias? Você pode usar o atalho de Group Pose (“pose em grupo”, em tradução livre), guardado no menu “Actions & Traits”, no submenu “Extras”. Essa funcionalidade permite que você tire fotos editando-as como em uma rede social: luz, ângulo de câmera, expressões, emotes e muito mais!
Imagem demonstrando o modo de fotos em final fantasy xiv
Guia de Final Fantasy XIV: hospede-se em um quarto antes de terminar sua sessão!
Imagem: Autor
  • Antes de encerrar sua sessão do dia, considere voltar a uma das guildas de aventureiros nas grandes cidades e hospedar-se em um quarto (disponível a partir de um certo ponto na história, a partir do nível 9). Quando retornar ao jogo depois de algumas horas, seu personagem contará com um bônus de 50% de experiência.

Conclusão

Final Fantasy XIV: A Realm Reborn é um jogo com milhares de fãs, uma das comunidades mais unidas e é aclamado como um dos melhores MMORPGs dos últimos anos. Sem pedir muito da capacidade gráfica, está disponível para PC, PlayStation 4, PlayStation 5 e Mac OS, e é perfeitamente confortável de se jogar com um controle, caso jogar com mouse e teclado não seja de seu agrado.

É válido lembrar que o jogo funciona em um sistema de mensalidade, similar a outros MMORPGs como World of Warcraft. O jogo base com a expansão Heavensward inclusa está disponível a partir de R$ 52,99, e cada mensalidade custa em torno de R$ 35,00. Se ainda estiver na dúvida, o jogo possui um período de teste gratuito, sem limite de tempo, que pode levar o jogador até o nível 60 e também inclui a expansão ganhadora de prêmios Heavensward.

Gostou do Guia de Final Fantasy XIV? Boa sorte e que sua aventura por Hydaelyn seja guiada pela Luz.

Escute. Sinta. Ouça. E se divirta!

Leia também:

Confira também a resenha feita pelo Showmetech de Final Fantasy VII Remake – Intergrade:

Fontes: Polygon, PC Gamer, Windows Central.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados