REVIEW: Minecraft RTX (PC) é uma fantástica experiência visual

minecraft 1200x675 1
A nova tecnologia de ray tracing da GeForce RTX da NVIDIA criou mundos incríveis em Minecraft
Anúncio
REVIEW: Minecraft RTX (PC) é uma fantástica experiência visual

Quando você imagina onde uma empresa como a NVIDIA poderia testar sua nova tecnologia de processamento gráfico, o lugar que se poderia menos esperar seria no mundo pixelado de Minecraft. Afinal de contas, um dos games mais famosos dos últimos tempos nunca teve o visual como seu ponto forte. A comunidade gigantesca de Minecraft se formou em torno da possibilidade de construir mundos infinitos usando formas simples e poucos pixels. Porém, de forma surpreendente, a tecnologia de ray tracing por aceleração de hardware presente nas placas GeForce RTX da NVIDIA criou visuais incríveis nesse mundo feito de blocos.

Neste artigo iremos apresentar uma review completa da versão beta de Minecraft RTX que a Microsoft liberou gratuitamente para todos os usuários que possuem uma placa GeForce RTX, mostrando todos os detalhes da nova tecnologia gráfica da NVIDIA e o futuro do processamento gráfico no mundo dos games. Se você é dono de uma placa GeForce RTX, não se esqueça de atualizar seu hardware e acessar gratuitamente o beta de Minecraft RTX direto do Marketplace do game!

Minecraft, mas com o poder do RTX

A nova tecnologia de ray tracing em tempo real com DXR  (DirectX Ray-Tracing) é o recurso principal das GPUs GeForce RTX. A NVIDIA e o estúdio de desenvolvimento Mojang (responsável por Minecraft) trabalharam muito em várias novidades para o novo Minecraft RTX. Todas as novas funcionalidades desta versão beta game estão disponíveis para a edição Bedrock de Minecraft para o Windows 10. Todos os usuários que já possuem uma placa GeForce com suporte ao RTX receberão uma atualização gratuita do software do componente que inclui Minecraft RTX.

Tela de início do Minecraft RTX
A versão RTX de Minecraft vem disponível de forma gratuita com a atualização da GeForce RTX

Se pudéssemos definir Minecraft RTX em um palavra seria: lindo (de fazer o queixo cair). Muitos jogadores já tiveram a oportunidade de vislumbrar os efeitos DXR antes integrados em alguns jogos. Por exemplo, Battlefield V e Call of Duty são títulos em que os novos efeitos ficam muito evidentes, principalmente nos reflexos na água, incêndios e explosões. O uso do DXR torna diversos elementos dos cenários muito mais realistas.

Já outros games, como Control, resolveram adotar totalmente a nova tecnologia da NVIDIA e utilizam a renderização por ray tracing do começo ao fim do jogo. E é justamente essa abordagem mais completa que foi utilizada pela NVIDIA e a Mojang para produzir Minecraft RTX. Os efeitos de ray tracing estão em toda a parte, desde os raios de luz que atravessam janelas e claraboias, até tijolos brilhantes que colorem a luz de várias salas e superfícies reflexivas brilhantes. 

Lista de mundos disponíveis no beta do game
Existem 6 mundos disponíveis no beta de Minecraft RTX

Quando se observa essa versão do game por muito tempo, ficamos cada vez mais com a impressão que ele não se parece com o Minecraft que estamos acostumados a ver. Afinal de contas, a comunidade de jogadores já está acostumada com o visual de baixa qualidade do game, com sua luz fixa, sombras indistintas e gráficos simples. As funcionalidades de ray tracing adicionaram uma nova camada de complexidade que muitos pensavam que seria impossível ou simplesmente não iria combinar com a premissa mais “simplista” do game. O resultado: uma experiência visual que não queremos mais abandonar. 

O próximo passo na tecnologia de processamento gráfico

Ao invés de apenas aplicar o RTX em todos os cenários de Minecraft de maneira automática, a Mojang e a NVIDIA trabalharam em conjunto com criadores de alto nível do game para desenvolver seis mundos, alguns deles baseados em outros já existentes. O beta conta com um total de seis áreas com toneladas de puzzles para serem resolvidos e com detalhes para serem explorados. 

Sala sem iluminação em Minecraft RTX
Essa sala fica quase “apagada” sem o uso do RTX

O mundo Color, Light and Shadow, criado pelo usuário PearlescentMoon, é composto por áreas repletas de puzzles que giram em torno dos efeitos de ray tracing, e faz um ótimo trabalho ao introduzir os jogadores para as novidades presentes no beta. Em uma área, por exemplo, o jogador precisa navegar de um bloco normal para um bloco que emite luz, pisando neles na ordem correta para abrir a saída. Sem o recurso de ray tracing é impossível completar esse puzzle já que o bloco correto não irá emitir luz. 

Outra área, Of Temples and Totems RTX, criada pelo usuário Razzleberries simula uma selva sul-americana completa com árvores, lava e até mesmo ruínas antigas direto de filmes clássicos de aventura como Indiana Jones e o Templo da Perdição. O mundo de Imagination Island possui dois grandes palácios, pátios luxuosos e até mesmo uma roda-gigante para explorar. Já o Neon District é um mundo curioso que ainda não está disponível no beta, mas que pelo material divulgado mostra ser promissor e impressionante.

Sala iluminada em Minecraft RTX
Com o RTX e o DLSS ativado a sala ganha vida!

Todas essas áreas estão acessíveis de forma gratuita na atualização das placas GeForce RTX via o marketplace do Minecraft. Certifique-se de que seu PC possui uma GPU da NVIDIA com suporte ao RTX, caso contrário você não poderá executar o beta do game. 

Renderizando cubo a cubo com RTX

Objetos e materiais encontrados no Minecraft até hoje tinham apenas duas propriedades de renderização: opacidade e cor. A opacidade determina se a luz passa através de um objeto e, em caso afirmativo, o quanto ela passa. O vidro é transparente, já madeira, pedra, lava e folhagem normalmente não são. A cor é um propriedade bastante auto-explicativa. 

Cidade com templos com cores e luzes em Minecraft RTX
Com o uso do RTX, um templo vira uma escultura viva e cheia de cores no game

No Minecraft RTX beta, todos os objetos do jogo adquirem algumas propriedades adicionais, graças ao impulso da NVIDIA com a Physically-Based Rendering (Renderização baseada em física – PBR, em inglês). A propriedade emissiva, por exemplo, faz com que os objetos emitam luz. Agora o Minecraft pode ter luzes de neon brilhantes ou incêndios que afetam a iluminação da área ao seu redor.

Outras duas propriedades também são muito interessantes: metálico e aspereza. Ambos afetam como a luz ricocheteia na superfície de um objeto. As superfícies metálicas refletem a luz, e na direção e iluminação correta também podem mostrar reflexos. No reino Color, Light and Shadow há uma sala de “espelho infinito”, onde você pode ver várias instâncias do personagem do jogador, porque a parede é perfeitamente reflexiva. 

“Uma experiência visual que não queremos mais abandonar”

Sem o ray tracing, essa sala de espelhos não passa de apenas uma parede cinza grande e sem característica. Enquanto isso, o acabamento áspero e fosco da pedra difunde a luz que reflete nela, então tudo que você vê é o material, não um reflexo.

Técnicas de renderização com base física são necessárias para os mundos RTX. Sem todas as propriedades extras da superfície, os efeitos do ray tracing simplesmente não funcionam. A Mojang diz que em breve publicará um guia de conversão que ajudará os jogadores a mover seu próprio conteúdo para o mundo da iluminação em tempo real RTX, uma vez que não é um processo simples converter um mundo padrão de Minecraft para o ambiente RTX.

Cidade cheia de luzes em Minecraft RTX
Neon District é um exemplo lindo do uso do ray tracing em Minecraft RTX

O poder do Deep Learning Anti-Aliasing

A técnica de anti-aliasing com o auxílio de uma IA (Inteligência Artificial) da NVIDIA está no Minecraft RTX. Como essa é uma versão beta, há apenas uma alternância nas configurações avançadas para ativar e desativar o DLSS (Deep Learning Anti-Aliasing), e a configuração está vinculada à resolução do jogo. 

Catedral sem uso de luzes em Minecraft RTX
Uma catedral rica em detalhes que pode ficar ainda mais bonita

A versão do Windows 10 de Minecraft é executada na resolução da área de trabalho do PC, portanto, para alterar a resolução no jogo, basta alterar a configuração da área de trabalho. Se você tiver desempenho de sobra, o recurso Dynamic Super Reslution da NVIDIA funciona muito bem, e é até mesmo possível jogar o game em 4K!

Ao contrário de outros jogos que possuem DLSS 2.0, como MechWarrior 5 e Control, a configuração de DLSS é apenas uma mudança sem as diferentes predefinições disponíveis. A Mojang disse que isso pode mudar com o lançamento final, mas isso ainda não foi decidido pela equipe de desenvolvedores. 

Cadetral com uso do DLSS
Com o DLSS, a catedral fica mais bonita do que nunca

À medida que a resolução do jogo aumenta, o Minecraft diminui dinamicamente a qualidade do DLSS. A 1080p, o Minecraft RTX usa a predefinição Qualidade, que renderiza o jogo usando metade dos pixels e os upscales usando o algoritmo do DLSS 2.0. O jogo desenha imagens com a predefinição Balanceada quando a resolução nativa do jogo é 1440p e sobe para predefinição Performance em quando está rodando em 4K.

A especificação mínima recomendada para o Minecraft RTX é uma GeForce RTX 2060, e as variantes de desktop e notebook são suportadas. A NVIDIA diz que, para a GeForce RTX 2060, ela tem como alvo 1080p com DLSS ativado para obter a taxa de quadros adequadas e proporcionar a experiência apropriada para o jogador. 

Sala simples em Minecraft RTX
Mesmo uma sala simples consegue ter um jogo de luzes incríveis em Minecraft RTX

O DLSS 2.0 está ativado por padrão nesta versão beta do game. Porém, justamente por se tratar de um beta, o desempenho não foi totalmente otimizado. Apesar disso, o jogo roda sem problemas em praticamente qualquer placa gráfica habilitada para RTX. 

A experiência definitiva de Minecraft com a NVIDIA

O Minecraft RTX é uma experiência bastante espetacular, mesmo para os iniciantes em Minecraft. A atualização beta parece alterar a idéia de gráficos simples que são executados em praticamente qualquer hardware. Por outro lado, as técnicas de renderização por ray tracing em tempo real da NVIDIA trazem a possibilidade de novos tipos de jogos.

Mundo de selva de Minecraft RTX
Quem diria que Minecraft poderia se tornar tão realista?

Os seis mundos habilitados para RTX do jogo, criados em parceria com alguns dos criadores mais conhecidos da comunidade, mostram algumas dessas incríveis possibilidades. Além disso, novas propriedades de renderização de material com base física dão aos objetos no jogo uma sensação real de presença e espaço.

A luz que brilha através de janelas abertas, através de cubos de vidro e refletida em superfícies metálicas adiciona um novo senso de imersão a um mundo já conhecido por muitos jogadores. Minecraft RTX é a prova de um jogo não precisa de muito para ser incrível quando possui um estilo de arte consistente e uma iluminação incrível. 

“As técnicas de renderização por ray tracing em tempo real da NVIDIA trazem a possibilidade de novos tipos de jogos

Estamos animados para ver o que a comunidade fará com essas novas ferramentas. Fica aqui nossa recomendação a todos que já jogam Minecraft e possuem hardware GeForce RTX para que experimentem esse beta impressionante do game e vislumbrem o que o potencial do poder de processamento gráfico da próxima geração pode fazer para transformar um mundo de simples blocos em uma aventura realista e bela de se ver.


Caso você ainda não conheça o jogo, você pode fazer um teste gratuito de Minecraft para o Windows 10 antes de efetuar a compra do jogo.


Você já descobriu a performance das placas de vídeo com RTX? Confira algumas que selecionamos pra você:

Minecraft RTX (PC)
  • Visual - 10/10
    10/10
  • Jogabilidade - 9/10
    9/10
9.5/10

Resumo

A NVIDIA e a Mojang surpreendem a comunidade de jogadores ao criar cenários incríveis em um jogo que sempre prezou por sua simplicidade. A tecnologia de ray tracing das placas GeForce RTX e o DLSS 2.0 da NVIDIA geram mundos que beiram o realismo e mostram qual será o próximo grande salto para os games em termos de processamento gráfico.

Pros

  • Gráficos e resolução realistas;
  • Tecnologia da NVIDIA expande a jogabilidade.

Cons

  • Processo de conversão de mundos precisa ser simplificado.
Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter