REVIEW: ASUS RT-AC86U, um roteador gamer potente para o Brasil

REVIEW: ASUS RT-AC86U, um roteador gamer potente para o Brasil
Já pensou em jogar videogame sem lag nas partidas? O roteador gamer Asus RT-AC86U garante essa conexão com picos de até 2971 megabits por segundo
Anúncio
REVIEW: ASUS RT-AC86U, um roteador gamer potente para o Brasil

Com o surgimento de roteadores gamers como o ASUS RT-AC86U, podemos compreender o quão necessário torna-se um produto dedicado à funções de troca rápida de dados. O hardware da renomada fabricante taiwanesa possui como principal destaque a possibilidade de bater mais de 2900 megabits por segundo (mbps), uma taxa surreal para o consumidor brasileiro – segundo o site Speedtest, que mede a velocidade de conexão de seus usuários, a velocidade média de conexão fixa no Brasil em agosto/2020 é de 66,73 mbps.

Em tempos onde jogos multiplayer de celular podem passar a casa do bilhão de downloads (CoD Mobile e Pokémon Go que o digam!), jogadores de consoles e de PC têm lidado com games mais pesados a cada grande lançamento. Com isso, a confiabilidade da conexão — não apenas do provedor de internet, mas também entre os dispositivos e o roteador — passa a ser de extrema importância para os gamers de plantão.

Para te deixar por dentro da importância de roteadores potentes para uma jogatina fluida, testamos o RT-AC86U em diferentes cenários e configurações. Contamos tudo na íntegra com este review, além de contextualizar as formas de reconhecer problemas de conexão em populares jogos da atualidade.

Destaques do roteador gamer ASUS RT-AC86U

O roteador conta com a mais alta tecnologia dos roteadores da atualidade: é um roteador Wi-Fi 5 AC2900 — ou seja, 750 Mbps a 2.4 GHz e 2167 Mbps a 5GHz — com processador dual core de 1.8GHz (64 bits), 4 portas gigabit ethernet e 2 USB (2.0 e 3.1) para transformar o RT-AC86U em um servidor particular de arquivos ou incluir uma conexão 4G de backup. Como a fabricante informa, você pode “conectar dispositivos habilitados para USB, como unidades de armazenamento externas, impressoras ou um dongle 3G/4G para o seu roteador ASUS e compartilhá-los convenientemente com outros usuários via Wi-Fi.

Asus RT-AC86U
Alto design e elegância com o roteador da Asus

Por meio do sistema MU-MIMO, temos outro ponto-chave. Se você estiver baixando um game e jogando simultaneamente outro título no computador, por exemplo, nenhum vai perder a performance de download. Consoles como o PlayStation 4 não fazem isso por padrão (você precisa manualmente pausar um download de jogo caso queira jogar partidas online com fluidez). Lembrando que o Asus RT-AC86U ainda possui tecnologias de segurança, como o GPN (uma VPN gamer).

Na praticidade de dispositivos móveis conectados na sua residência, você pode desfrutar da espetacular tecnologia AiMesh, que automaticamente faz a troca entre roteadores mesh compatíveis sem que você perca a sua conexão – priorizando o mais próximo – e também te despreocupando de migrar de SSID (o nome da sua conexão), problema comum em quem possui mais de um ponto de acesso em casa.

REVIEW: ASUS RT-AC86U, um roteador gamer potente para o Brasil
As antenas do roteador só reforçam a estética gamer

Falando de configuração, temos o sistema ASUSWRT, uma interface de usuário muito interativa. Seja na personalização ou configuração, por navegador ou aplicativo (de smartphone), as interfaces da ASUS são excelentes para quem quer aprender sobre conexões online de forma intuitiva.

Por último, um outro destaque é o QoS (Quality of Service, ou qualidade de serviço, em tradução livre), onde pode-se ter controle de prioridades de conexão do roteador com seus dispositivos. Por exemplo: se em seus acessos você priorizar jogos mais que qualquer outra coisa, pode colocar o seu videogame ou PC gamer no topo da lista, e o roteador vai direcionar a maior prioridade de conexão.

Complexidade de testes

A velocidade de quase 3000 Mbps deste roteador pode estranhar qualquer brasileiro que está acostumado ao padrão comercial de no máximo 500 Mbps. Fato é que uma das pesquisas abrangentes feita pela ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações) um ano atrás informa: “Em julho de 2019 quase um terço das conexões à internet no Brasil estavam acima dos 34 Megabits por Segundo (Mbps), 10,53 milhões de domicílios (33,23% do total)”. Ou seja, um valor médio muito inferior ao máximo de conexões por aqui.

REVIEW: ASUS RT-AC86U, um roteador gamer potente para o Brasil
O “USB 3.0” na verdade é 3.1, com possibilidade de compartilhar dados sem fio, em alta velocidade

Por experiência própria, já passei por casos de instabilidade intensa com três diferentes operadoras, em três bairros da capital paulista. Na minha conexão atual de testes com o roteador da ASUS utilizei um plano de 240 Mbps, dos quais recebo picos de 180 Mbps (opção de 2.4 ou 5GHz).

Quando falamos sobre jogos, lidamos com a variável dos servidores de cada título. Algumas vezes são servidores locais onde um dos jogadores serve como anfitrião, como jogos de tiro em primeira pessoa (franquia Call of Duty), e outras vezes os servidores são data centers de uma região específica, controlados pela própria empresa do game, como os sucessos de e-sports e/ou MMORPGs (League of Legends). Dessa forma, uma jogatina pode depender tanto da internet de outro gamer, como da distância da sede do game em questão – os data centers de Apex Legends e FIFA 20 estão em São Paulo, por exemplo.

PSA: Console users you can select your datacenter to reduce lag. Wait 2  mins at title screen, enter accessibility settings then exit and press R3.  Lowest value pings and packet loss are
Games como o Apex Legends contam com servidores dedicados no Brasil – mais especificamente em São Paulo (Reprodução/Reddit)

De forma direta: dados são enviados à rede por você quando você controla seu personagem, ao mesmo tempo que você baixa os dados de ação dos outros jogadores. Por conta disso, os jogos usam download e upload, o que te obriga a ter taxa consistente entre ambos. Com essa referência, podemos entender quão complexo é medir onde estaria um problema de latência, ou seja, aquilo que pode provocar o atraso na troca de informações entre servidor e você.

Assim, os testes de conexão de um roteador gamer ficam mais transparentes, como seguimos na explicação prática a seguir.

Resultados de performance

O diferencial citado acima, sobre o tal WTFast, conta com predefinição dedicada a uma série de jogos – confira lista completa de games suportados no site. Para quem tem o roteador, é gratuito. Para outros interessados, custa US$9.99 ao mês (cerca de R$50 em conversão direta). A ativação, porém, é feita direto pelo login de configuração da própria ASUS.

Mesmo tendo jogado bastante o recém-lançado Fall Guys, game que esteve de graça para quem assina a PlayStation Plus, compreendo que sua exigência é muito menor do que games de tiro (e a performance gráfica também). De qualquer maneira, no que se diz boa performance online, tudo correu bem em dezenas de horas de jogatina.

REVIEW: ASUS RT-AC86U, um roteador gamer potente para o Brasil
The Division 2, Call of Duty WW2 e Fall Guys foram alguns dos títulos testados por nós; todos sem aparentes problemas de conexão

Um game que obriga o uso da conexão, por estar 100% do tempo online, é o The Division 2 – jogo de tiro em terceira pessoa. Mesmo ao carregar cenários com múltiplos jogadores (no jogo, isso acontece em pontos específicos do mapa) o loading aconteceu sem transições brutas. Outros jogos exigentes a se considerar são os da franquia Call of Duty, sendo eles WW2 e o Modern Warfare. Em algumas partidas o ping oscilou, porém acredito tratar-se do jogo: a monitoria via app da ASUS estava com fluxo constante, sem demonstrar erros de conexão do roteador.

Dito isso, na maioria dos casos não notei diferença entre o WTFast ligado ou desligado. Aconteceram picos e momentos de total fluidez nos dois cenários de teste. Estes três últimos jogos citados possuem perfis próprios no WTFast, no que em teoria ajudaria a priorizar a conexão e troca de dados, mas se ela funcionou realmente não foi um fator que pesou muito.

REVIEW: ASUS RT-AC86U, um roteador gamer potente para o Brasil

Agora, o que na prática fez efeito, foi controlar o QoS para priorizar games. A diferença foi notável e a configuração é simples: basta arrastar um item no app. Do contrário, mesmo que o WTFast tenha interface simples, você precisa deixar a página aberta e intercalar as seleções cada vez que quiser mudar o jogo. O gamer que busca praticidade raramente vai optar por esta plataforma.

Uma outra maneira de testar a conexão foi abusar do fluxo de outro dispositivo: fiz download de arquivos via computador (torrent) enquanto joguei os títulos de tiro citados acima no console. No que em outro cenário (com outro roteador) haveria lags frequentes no jogo, nos testes com o Asus tudo correu bem. Importante detalhar que mantive a configuração do QoS para priorizar games, com “Transferindo arquivo” e “Navegação na Web” em segundo plano.

REVIEW: ASUS RT-AC86U, um roteador gamer potente para o Brasil
Além do wireless, o RT-AC86U não decepciona ao trazer quatro portas para conexão com fio

Em uma CPU (com fio) e dois outros dispositivos (wireless), foram feitos testes de download simultâneos e a performance dividida foi ligeiramente melhor do que se conectasse ao próprio modem. Sem a necessidade de detalhar pontos técnicos (tipos de arquivos e serviços de onde baixei), estimo que o download dos dois aparelhos sem fio às vezes chegou ao dobro de Mbps se comparado ao setup alternativo sem o roteador.

O que podemos avaliar à parte da estabilidade da conexão é a intensidade do sinal. Neste ponto, o Asus RT-AC86U se destaca dos demais. Particularmente, foi melhor do que todos os roteadores que já usei. Em minha residência, a intensidade do sinal entre roteador na sala e o smartphone no quarto (5 paredes, cerca de 8 metros em linha reta) se manteve no máximo. Além disso, mesmo fora de casa, ao que estimo ser 30 metros e pelo menos 10 paredes, ela ainda se manteve alta/média – mesmo que muito mais lenta.

Afinal, para quem é o ASUS RT-AC86U?

Pelo design e funções dedicadas, o ASUS RT-AC86U não tem medo de esconder seu público-alvo principal: o gamer que precisa de uma conexão confiável, 24 horas por dia. Porém, pelas facilidades de interface, longo alcance, configurações topo de linha e funções “inteligentes” que roteadores comuns não possuem, ele pode ser aproveitado por uma vasta gama de público.

REVIEW: ASUS RT-AC86U, um roteador gamer potente para o Brasil

Já que em 2020 o home office tornou-se mais popular para múltiplas áreas profissionais, o roteador dá conta de uma casa cheia de notebooks acessando e baixando simultaneamente conteúdos online. Então se na sua residência mais de uma pessoa utilizar a internet ao máximo, em múltiplos dispositivos, o ASUS RT-AC86U vai dar conta de dividir estas conexões de forma inteligente, sem isolar a performance de ninguém.

Quem morar em uma residência grande e tiver outros roteadores que suportem AiMesh pode se conectar apenas em uma única rede, sem se preocupar com perda de intensidade, por esta troca entre roteadores ser feita automaticamente. Se você hoje depende de repetidores ou de mais de um ponto de sinal (modem) em casa, considere essa aquisição. Aqueles que compartilham a casa com colegas e têm gastos divididos de internet inclusive podem tirar proveito da divisão mais “democrática” de rede do roteador.

REVIEW: ASUS RT-AC86U, um roteador gamer potente para o Brasil
Um “primo” não muito distante, o RT-AC68U entrega menor pico de megas por segundo, sendo um pouco inferior ao 86U, mas vale a pena ser considerado para quem exigir menos!

O excelente roteador ASUS RT-AC86U supera qualquer expectativa de testes, porém pode pesar bastante no bolso de quem considerar adquiri-lo: ele pode ser encontrado por R$ 1.820 em nas Americanas. Vale informar que o aparelho de nome bem similar, roteador gamer RT-AC68U, tem especificações similares (algumas são inferiores) e um preço ligeiramente mais acessível, na casa dos R$ 1200. Porém, este segundo possui pico de apenas 1900 Mbps, sendo dispensável para quem quer o máximo de performance – que somente o RT-AC86U testado por nós é capaz de trazer.

E aí, gostou de nosso review do ASUS RT-AC86U e fará a troca por um roteador gamer de respeito? Conte para a gente nos comentários!

Especificações técnicas – ASUS RT AC86U

FabricanteASUS
ModeloRT-AC86U
Taxa de dados2900 Mbps (2.4GHz: 750 Mbps/5GHz: 2167 Mbps)
Antenas1x Interna
3x Externas destacáveis
Transmissão / RecebimentoTecnologia MIMO
2.4 GHz 3 x 3
5 GHz 4 x 4
Portas1 x RJ45 para Gigabits BaseT para WAN, 4 x RJ45 para 10/100/1000/Gigabits BaseT para LAN
USB 2.0 x 1
USB 3.0 x 1
Fonte de energiaEntrada AC: 110V~240V(50~60Hz)
Saída DC: 19 V com corrente máxima de 1.75
DC Output : 12 V with max. 3 A current
Dimensões / peso220 x 160 x 83.3 mm (largura x altura x profundidade)
872 g
Tecnologia Wi-FiBeamforming: standard-based and universal
1024-QAM high data rate
20/40/80 MHz bandwidth
RecursosMU-MIMO
Analisador de Tráfego
Adaptive QoS
WTFast Rede Privada para Gamers
AiProtection
Controle Parental
Rede de Visitantes: 2.4 GHz x 3, 5 GHz x 3
Backup Mac OS
Servidor de mídia aprimorado (Compatível com o app AiPlayer )
AiCloud serviço de nuvem pessoal
3G/4G compartilhamento de dados
Servidor de Impressora
Download Master
Servidor de Arquivos AiDisk
Suporte à IPTV
Assistente de Roaming

Fonte: Anatel

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter