REVIEW: Star Wars Jedi: Fallen Order, uma excursão galática simples, mas divertida

Star Wars Jedi: Fallen Order consegue entregar o que não víamos há tempos na franquia: um simples, mas divertido game; leia a crítica

Muitos fãs de Star Wars torceram o nariz quando os direitos de desenvolvimento e publicação de games baseados na franquia ficaram nas mãos da EA. O desempenho comercial e as críticas de Star Wars: Battlefront e sua continuação nos mostram que a empresa parece não saber manejar o conteúdo da série sem ficar presa no clichê e nos sistemas de monetização.

Felizmente, o novo título Jedi: Fallen Order parece ser a redenção da EA e mostra que se esse for o caminho que Star Wars tem para o mundo dos games, o Lado Sombrio da Força não terá vez no coração dos fãs.

Você precisará utilizar a Força com sabedoria em Jedi Fallen Order para sobreviver em sua aventura
Você precisará utilizar a Força com sabedoria em Jedi Fallen Order para sobreviver em sua aventura

Sinta a Força!

A primeira característica marcante de Jedi: Fallen Order é como o game entende e respeita as características de Star Wars. Detalhes de material intrincados e enquadramento cinematográfico estão presentes em cada cena do game. Desde as chuvas escorrendo pelas paredes, até piscinas no fundo de um telhado vibrante, enquanto uma orquestra fantástica começa uma música… Tudo parece extremamente afinado com os filmes e respeita com sabedoria o material de origem.

No game você irá explorar diversos planetas com diferentes paisagens e obstáculos
No game você irá explorar diversos planetas com diferentes paisagens e obstáculos

A sequência de abertura do jogo se destaca pela maneira como ele introduz os poderes do protagonista Cal sem interrupções, mas logo depois Jedi: Fallen Order muda a perspectiva e leva o jogador a ambientes de estilo Metroidvania que exigem uma exploração mais cuidadosa. A principal força do game está no equilíbrio quase perfeito entre as sequências de explorar solitário e os combates contra os complicados inimigos da aventura, que variam de tropas de stormtroopers a fantásticas criaturas alienígenas. 

Esse estilo um pouco desconectado da narrativa não traz muitos benefícios para o game, mas ao menos é capaz de elevar os elementos Metroidvania do jogo, que fazem você retornar a cada planeta com novos poderes.

Desde o início da aventura você tem acesso a diferentes poderes da Força para combater seus inimigos
Desde o início da aventura você tem acesso a diferentes poderes da Força para combater seus inimigos

O design do jogo opta pela estratégia de “menos é mais” com um lindo HUD minimalista e um menu simplificado. Talvez um sistema de equipamentos tenha sido descartado ou considerado ambicioso demais, mas o objetivo de exortar os jogadores a explorá-los é recompensá-los com algo e, a menos que você encontre coisas que possam ajudar você ou o eco da tradição, é um jogo de tolos.

Cal e seu robô, mesmo que simples, são os personagens que conseguem levar a história simples adiante
Cal e seu robô, mesmo que simples, são os personagens que conseguem levar a história simples adiante

Infelizmente, a história do game é um pouco previsível e Cal Kestis é um protagonista extremamente monótono. Isso não seria tão ruim se uma trama mais ampla pudesse carregá-lo, mas quase que imediatamente a narrativa cai nos clichês dos games de aventura, enviando você em uma jornada para encontrar segredos Jedi antigos. 

A frustração aqui é que, com uma das propriedades intelectuais mais ricas em conhecimento do mundo nas mãos, os roteiristas de Jedi: Fallen Order não entregam algo mais elaborado e ambicioso. A história do game se resume à jornada de um herói com algumas reviravoltas interessantes. A inclusão de personagens de histórias mais amplas de Star Wars e tentativas de extrair algumas histórias de fundo de seus locais é admirável, mas simplesmente não tem a força emocional que poderíamos esperar.

Prepare-se para enfrentar criaturas monstruosas também em sua jornada
Prepare-se para enfrentar criaturas monstruosas também em sua jornada

Um Jedi, acima de tudo

Jedi: Fallen Order tem sua jogabilidade muito inspirada nos games da série Uncharted, em termos de exploração, e em Dark Souls, quando se fala em combate. Porém, juntar esses dois estilos acaba criando uma experiência muito contrastante para o usuário. Na essência, esses gêneros deveriam estar intrinsecamente conectados se o game quisesse ser mais do que apenas a soma de suas influências. Ou seja, isoladamente os estilos funcionam muito bem. Juntos, nem tanto.

Os Inquisidores do Império são a maior ameaça que você irá enfrentar no game
Os Inquisidores do Império são a maior ameaça que você irá enfrentar no game

As animações de escalada e o processo de usar obstáculos para nocautear inimigos são excelentes, e embora isso não possa ser uma coisa ruim, o jogador pode acabar esperando ansiosamente pelo momento em que Jedi: Fallen Order iria utilizar seu material de origem e fugir um pouco do estilo narrativo dos games atuais. O jogo é muito divertido, com certeza, mas cair no lugar-comum – mesmo quando estamos falando de algo tão utilizado na mídia quanto Star Wars – não deixa de ser uma pequena decepção.

Em termos de puzzles, o jogo oferece algumas salas interessantes, mas game parece ter um problema com a sinalização. Você pode facilmente ficar perdido ou preso em um beco sem saída, sentindo-se frustrado por algum tempo, mesmo com as dicas do seu encantador companheiro robô BD-1. Não foram raros os obstáculos que puderam ser ultrapassados encontrando a solução ou a próxima área por engano.

Cada Inquisidor tem um padrão de ataque próprio, então fique atento para seus movimentos durante o combate
Cada Inquisidor tem um padrão de ataque próprio, então fique atento para seus movimentos durante o combate

Apesar de a mecânica de luta ser fortemente inspirada na série Dark Souls, o combate frenético lembra mais o estilo de Bloodborne, com uma quantidade surpreendente de resposta do game e das reações de Cal e seu inimigo sendo enviadas ao usuário através das vibrações dos controles do PS4 ou Xbox One (mesmo se tratando de uma versão para PC, a análise foi feita utilizando um controle de PS4 conectado ao Steam).

Você pode sentir o peso do sabre de luz de Cal quando ele atravessa criaturas e soldados, e a maneira como ele pula em torno de inimigos durante o combate é tão fluida quanto à forma vista em Sekiro.

Esta é facilmente uma das melhores mecânicas de Jedi: Fallen Order e uma surpresa fantástica. Aprender a desvendar o padrão de ataque de um inimigo com seu sabre de luz e combinar habilidades de força para causar dano é muito divertido. Da mesma forma, nunca foi tão satisfatório refletir tiros de blaster,  mesmo que, em termos de estragos o game não exagera e faz você apenas lutar contra pequenos grupos ao mesmo tempo.

Cada batalha tem sua peculiaridade, então você é livre para usar quaisquer estratégias para derrotar seus inimigos
Cada batalha tem sua peculiaridade, então você é livre para usar quaisquer estratégias para derrotar seus inimigos

Por ter quatro níveis de dificuldade, o jogo é certamente mais acessível que Sekiro ou outros games semelhantes da FromSoftware. Na dificuldade padrão, o jogo já apresenta um grau de desafio à altura tanto para jogadores iniciantes quanto para aqueles mais experientes. Felizmente, quando comparado a um game da série Dark Souls ou similares, Jedi: Fallen Order não é tão punitivo com o progresso do jogador e a disposição dos checkpoints ao longo de sua jornada não causa tanto frustração caso você morra para algum inimigo.

Em termos de desempenho, o jogo exige muito da máquina (seja ela um console ou PC). Para uma experiência mais estável, o recomendável é utilizar o Modo de Desempenho, uma opção que reduz o jogo para 1080p e melhora a taxa de quadros, um recurso essencial de um jogo que utiliza muito mecânicas dependentes de respostas de tempo. No entanto, comparativos mostram que, em suas configurações máximas, o jogo oferece uma experiência excelente em dispositivos mais poderosos como PC Gamers, Xbox One X ou PS4 Pro.

Jogar Jedi Fallen Order com desempenho mediano irá prejudicar a experiência do jogador
Jogar Jedi Fallen Order com desempenho mediano irá prejudicar a experiência do jogador

Jedi: Fallen Order é uma nova esperança para Star Wars

Apesar de todas as suas falhas, continuamos avançando e aproveitando o desafio, enquanto a Ordem Caída aumentava a dificuldade e nos enviava em uma aventura interplanetária. Se você gosta de jogos parecidos com almas ou títulos de aventura como Uncharted, Fallen Order parece comida de conforto, especialmente se você ignora a palha e se concentra em aperfeiçoar o combate incrível. É uma pena que seja tão seguro, dado o imenso potencial.

Pode ser um começo não tão excelente, mas a franquia Star Wars parece estar em boas mãos com a EA agora
Pode ser um começo não tão excelente, mas a franquia Star Wars parece estar em boas mãos com a EA agora

Jedi: Fallen Order é um jogo fiel à franquia Star Wars, com uma história básica, mas segura e algumas opções de design intrigantes, com uma experiência central que gira em torno de puzzles com os poderes da Força e um combate ao estilo Souls-like que encaixa perfeitamente nesse universo.

A aventura de ação criada pela Respawn realiza de forma majestosa os sonhos de infância de muitos fãs que cresceram desejando usar um sabre de luz, portanto, embora muitos elementos do game ainda não atendam aos padrões estabelecidos pelo universo cinematográfico, é uma aventura que nenhum apreciador da série pode deixar passar.

Mesmo com problemas de desempenho e uma história rasa, o jogo não deixa de ser divertido e emocionante
Mesmo com problemas de desempenho e uma história rasa, o jogo não deixa de ser divertido e emocionante

Prós

  • Melhor sistema de combate de um game Star Wars;
  • Mistura bem equilibrada dos gêneros Dark Souls e Uncharted;
  • Fiel a sua origem cinematográfica.

Contras

  • História simples e protagonista raso;
  • Problemas de desempenho e sinalização ruim.

Nota: 8


Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe um comentário: