Review: Super Mario Maker 2 é diversão ilimitada no Nintendo Switch

Tela de título de Super Mario Maker 2. Mario e Luigi aparecem com uniformes de construtores, centralizados na tela. Ambos seguram uma série de itens utilizados para a montagem das fases.
Super Mario Maker 2 chega ao Nintendo Switch trazendo uma quantidade quase infinita de conteúdo

Desde o lançamento do Nintendo Switch, os fãs clamavam por um port (adaptação, em tradução livre) de Super Mario Maker no console. A Nintendo foi além e preferiu lançar logo a sequência: Super Mario Maker 2, que chegou as lojas no fim de junho.

O game tem a mesma premissa de seu antecessor: permitir que os jogadores criem, compartilhem e joguem fases nos estilos dos principais jogos 2D da franquia Super Mario Bros. Tomando nota das críticas que o primeiro título recebeu, a Nintendo consegue entregar um excelente jogo com conteúdo praticamente infinito.

Para quem quer criar

Se você quer colocar em prática todo o seu talento como designer de games, o modo Course Maker é onde você vai passar a maior parte do tempo.

O editor foi completamente repaginado. Ao contrário do Wii U e seu gamepad, no Switch você nem sempre tem acesso à uma tela de toque.

Claro que a interface funciona muito bem no modo portátil, permitindo o uso na tela de toque, mas a grande novidade é a disposição dos itens para acesso com o controle físico. Leva um tempo para aprender a editar pelo controle, mas logo você se acostuma com os atalhos.

Captura de tela do modo de edição de fases de Super Mario Maker 2
A interface de edição de Super Mario Maker 2 foi aperfeiçoada para controles físicos.

Dessa vez, todos os conteúdos já estão disponíveis para uso no editor logo no começo. Começando pelos estilos de jogo, agora é possível criar fases baseadas em Super Mario 3D World. Os temas presentes do jogo anterior continuam aqui, sendo eles: Super Mario Bros (NES), Super Mario Bros. 3 (NES), Super Mario World (SNES) e New Super Mario Bros U (Wii U).

As fases criadas utilizando os temas existentes no jogo anterior podem ser adaptadas entre si. Por exemplo, se você começa a editar uma fase baseada em Super Mario World, pode a qualquer momento, mudar para o estilo do Super Mario Bros 3 sem perder todo o trabalho. Mas se quiser mudar para o estilo Super Mario 3D World, vai ter que começar do zero. Isso se deve às mecânicas, personagens e itens específicos do estilo, como a possibilidade de se transformar em Cat Mario, permitindo a escalada de paredes.

Já os temas variam entre tradicional, céu, subterrâneo, floresta, debaixo d’água, casa fantasma, deserto, navio flutuante, neve e castelo. Cada um com suas próprias músicas e planos de fundo, mesmo se o jogo em que o estilo se baseia não tivesse o tema incluído. É bem curioso criar fases no estilo do primeiro Super Mario Bros com o tema de casa fantasma ou deserto. A atenção aos detalhes é incrível: até músicas originais para esses temas até então inexistentes nesses estilos foram compostas.

Captura de tela do modo de edição de fases de Super Mario Maker 2
Os vários estilos de jogo disponíveis em Super Mario Maker 2

Além disso, alguns temas têm configurações especiais. Os temas de floresta e castelo, por exemplo, permitem ajustar a altura da água e da lava, respectivamente. A lua, por sua vez, habilita o modo noturno das fases e adiciona modificadores bem divertidos em cada tema. Com a lua, os cenários subterrâneos ficam de ponta-cabeça, nos de floresta a água se transforma em veneno e por aí vai.

E para citar alguns dos novos obstáculos, agora temos plataformas no estilo rampa (a solicitação número 1 dos fãs), blocos on/off, snake blocks e os itens especiais exclusivos do tema Super Mario 3D World.

Para compartilhar seus níveis com a comunidade, a mesma regra do jogo anterior é aplicada aqui: você precisa ser capaz de terminar sua fase do começo ao fim. Isso evita o upload de fases impossíveis e a frustração de muitos jogadores.

Os novos conteúdos, aliados ao poderoso editor, permitem aos usuários a criação de fases surpreendentemente criativas e engenhosas.

Para quem quer jogar

Modo História

Dessa vez, Super Mario Maker 2 conta com um modo história. O objetivo é explorar uma série de fases recolhendo o máximo de moedas possíveis para reconstruir o castelo da princesa Peach. Os níveis são criados pelos designers da Nintendo e fogem bastante dos padrões de um jogo do Mario tradicional. É uma adição super bem-vinda para quem gosta de jogar uma série de fases feitas por profissionais.

Captura de Tela do modo história de Super Mario Maker 2
O modo história conta com um mapinha, onde é possível interagir com os Toads e outros personagens

Course World

O modo Course World tem uma série de experiências para que você possa jogar fases criadas por outros jogadores ao redor do mundo.

Captura de tela do modo Course World, com a lista de opções disponíveis em Super Mario Maker 2.
Pra quem prefere jogar, o Course World é lugar certo

A opção Courses é o principal ponto de partida e é onde você deve passar a maior parte do tempo. Aqui você pode jogar e avaliar uma infinidade de fases. A aba principal mostra as fases mais populares ou que estão ganhando certa notoriedade na comunidade.

Cada fase é exibida numa lista com título, descrição, captura de tela, número de curtidas e de jogadores. As fases também são categorizadas, sinalizando se a fase tem quebra-cabeças, se é focada em velocidade ou se é uma fase simples e bem desenvolvida. É possível também realizar buscas refinadas de fases, baseadas no estilo de jogo, tema e categoria.

Captura de tela com uma lista de fases disponíveis para jogar em Super Mario Maker 2
A lista de fases populares mostram os níveis mais jogados e bem avaliados pela comunidade.

Em ID, é possível procurar por fases criadas por amigos inserindo um código de 9 dígitos gerados no momento do upload da fase. A opção Leaderboards mostra os placares de líderes, com os jogadores que mais jogaram e criaram fases. E em Endless Challenge, o game faz uma curadoria de fases e te coloca para jogar uma atrás da outra, até suas vidas se esgotarem. Ótima pedida para os indecisos de plantão!

O único problema é a dificuldade e a quantidade de passos necessários para se jogar fases com mais de um jogador localmente. Antes, é necessário baixar o nível e acessá-lo pela opção Course Bot. Além disso, não é possível navegar pelos menus utilizando apenas um joy con, o que obriga o jogador principial a tomar o controle dos parceiros a cada partida.

Network Play e o péssimo modo online de Super Mario Maker 2

Em Network Play é possível se conectar com outros jogadores localmente ou ao redor do mundo para jogar as fases de forma cooperativa ou competitiva. Se a ideia é jogar com amigos e desconhecidos online, não se empolgue: o modo online é péssimo e mal implementado.

Mesmo com uma conexão excelente, as partidas acontecem praticamente em câmera lenta. O estado atual do modo online beira o impraticável. Some isso à impossibilidade de se convidar amigos para partidas privadas (um update com essa funcionalidade foi prometido) e o resultado é um dos piores e mais frustrantes modos online que já experimentei.

Vale a pena?

Não importa se você quer usar as ferramentas de criação ou simplesmente jogar: se você é fã da franquia Mario ou gosta de jogos de plataforma, Super Mario Maker 2 é um excelente título. A natureza comunitária do game traz infinitas possibilidades que vão garantir muitas e muitas horas de jogatina.

Contudo, se você pretende adquirir o jogo exclusivamente para se divertir com amigos pela internet ou localmente, é melhor repensar. Em seu estado atual, os modos multijogador de Super Mario Maker 2 são a receita perfeita para frustração. É melhor aguardar uma atualização com a correção dos inúmeros problemas.

O game está disponível exclusivamente para Nintendo Switch por R$250,79 na loja digital da Nintendo.

Super Mario Maker 2
9/10

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe uma resposta