REVIEW: The Witcher 3 (Switch) é uma aventura fantástica que agora cabe em suas mãos

The Witcher 3, ajornada mágica de Geralt, chega ao Nintendo Switch em grande estilo; leia nosso review completo

O Nintendo Switch está se tornando o console dos “ports impossíveis”. Isso porque o sucesso da plataforma mais recente de games da Nintendo vêm se tornando casa de adaptações de títulos mais complexos e que um jogador descuidado nunca imaginaria ver em um console da Nintendo. O caso mais recente é com The Witcher 3 – The Wild Hunt, uma obra-prima da CD Projekt Red que marcou essa geração.

A versão do game lançada para o Switch contém os mesmos conteúdos extras que a versão de lançamento
A versão do game lançada para o Switch contém os mesmos conteúdos extras que a versão de lançamento

O Showmetech teve acesso a uma cópia de The Witcher 3 para o Nintendo Switch cedida pela CD Projekt Red e, após alguns dias de intensa jogatina, trazemos uma análise completa de como essa aventura incrível em um mundo cheio de belezas, mistérios e perigos ficou na tela do pequeno (mas poderoso) console da Nintendo!

Um mundo cheio de perigos e belezas

Se você não teve a oportunidade de jogar The Witcher 3 ainda, provavelmente não faz ideia da narrativa incrível que está perdendo. A CD Projekt Red deu vida de forma quase sublime à série de romances de Andrzej Sapkowski. O jogo começa com o bruxo Geralt (uma espécie de caçador de recompensas com poderes mágicos) em busca de sua amante de muito tempo, Yennefer.

O que começa como apenas mais uma missão simples de localizar uma pessoa seguindo trilhas e pistas em pouco tempo lança o experiente bruxo em uma série de cenários interessantes que o jogam em um território moralmente problemático. Sendo um dos games do gênero RPG mais densos e complexos já feitos, The Witcher 3 ocasionalmente vai oferecer oportunidades ao jogador para tomar decisões e afetar o rumo da história.

Em The Witcher 3, além de humanos você precisa enfrentar bestas e monstros como grifos
Em The Witcher 3, além de humanos você precisa enfrentar bestas e monstros como grifos

Juntamente com seu elenco talentoso e variado de personagens, o jogo tem facilmente uma das melhores histórias da década. Personagens como Ciri, Yennefer, Geralt e Vesemir são incrivelmente encantadores e agradáveis, enquanto vilões como Gaunter O’Dimm ou os Crones de Velen são absolutamente atraentes e inesquecíveis. É uma história com vários finais que vai deixar seu coração e mente marcados muito tempo depois de os créditos terminarem de rolar pela tela.

Muitos dos personagens secundários conseguiram deixar uma grande impressão com suas personalidades cheias de nuances e com os dilemas que os cercavam. Mesmo com uma campanha principal extensa e toneladas de atividades paralelas para cumprir, The Witcher 3 ainda possui mais duas expansões (Hearts of Stone e Blood and Wine) que são consideradas pela crítica e comunidade de jogadores como os melhores conteúdos adicionais já lançados!

O mundo de Geralt é gigante e cheio de segredos para se descobrir.
O mundo de Geralt é gigante e cheio de segredos para se descobrir.

É verdade que o ritmo do game às vezes é prejudicado pelo gigantesco mundo aberto com diversos lugares para explorar. Mesmo assim, a excelente qualidade da narrativa de The Witcher 3 permanece intacta. Cada história secundária é tão densa e profunda em sua independência que elas intensificam a experiência do jogador com esse mundo e sua imersão nesse universo mágico.

Ajudar pessoas da cidade caçando monstros grotescos ou investigando mistérios são partes do game que presenteiam o jogador com tramas envolventes, cenários instigantes e criaturas impressionantes e aterrorizantes ao mesmo tempo. Porém, o mais importante é que você nunca deve subestimar a complexidade de uma missão ou mesmo o poder de seus oponentes. Esteja sempre atento aos perigos que podem te cercar e os mistérios que itens e lugares podem esconder.

Além da excelente jogabilidade, a narrativa do game é excelente
Além da excelente jogabilidade, a narrativa do game é excelente

The Witcher 3 no Nintendo Switch

Mesmo com algumas limitações (que já sabíamos ser inevitáveis tratando-se de um console com poder gráfico inferior aos seus concorrentes) é possível afirmar tranquilamente que The Witcher 3 funciona muito bem no Nintendo Switch. Embora a resolução seja de 720p, enquanto está no modo docked, e apenas de 540p no modo portátil, o jogo ainda mantém sua beleza. Segundo a Saber Interactive, empresa responsável pela adaptação do game para o Nintendo Switch, esses ajustes de resolução foram necessários para que o game fluísse de forma apropriada sem esgasgos ou travamentos durante os segmentos em mundo aberto ou com muitos elementos na tela.

Fica evidente que boa parte das texturas tem qualidade baixa e podem ocorrer algumas quedas de quadros em certos momentos da aventura, mas mesmo assim essas dificuldades técnicas não irão prejudicar a jornada do jogador. Além disso, muitos dos elementos do cenário que podem ser vistos à distâncias mais longas tiveram sua qualidade reduzida para manter o desempenho do jogo aceitável. Se você não se importar com esses pequenos downgrades visuais, a experiência completa de Geralt ainda está lá para você aproveitar.

Mesmo com uma qualidade gráfica menor no Switch, o game mantém sua grandeza
Mesmo com uma qualidade gráfica menor no Switch, o game mantém sua grandeza

As outras versões são obviamente graficamente melhores, mas a capacidade de jogar o jogo de forma portável é um benefício que poucos títulos de tamanho porte possuem. É impressionante como explorar o mundo fantástico de The Witcher 3 parece tão natural podendo ir para qualquer lugar usando apenas os Joy-Cons. Jogar o game de modo portátil funciona particularmente bem enquanto o jogador explora devido à natureza da jogabilidade pesada do mundo aberto.

Embora muitos títulos ocidentais do tipo AAA sejam os dominantes em quase todas as principais mecânicas do mundo dos games, The Witcher 3 consegue manipular muitos sistemas mecânicos sem passar a sensação de algo muito diluído ou superficial. O combate é fácil de aprender e os vários níveis de dificuldade tornam o game acessível para qualquer tipo de jogador. O fluxo da ação parece perfeito quando Geralt derruba cada inimigo suavemente, um por um, enquanto incorpora óleos, magia e conhecimento do Bestiário para ajudar na luta.

Além de suas armas e equipamentos, você precisa ficar atento às suas habilidades e magias
Além de suas armas e equipamentos, você precisa ficar atento às suas habilidades e magias

O combate geralmente consegue fazer um excelente trabalho em fornecer uma verdadeira experiência como um bruxo caçador de recompensas, mas às vezes ele pode deixar a desejar principalmente no aspecto de tempo de resposta para os comandos no Switch. Além disso, embora exista claramente um alto grau de polimento na luta, evitar os inimigos parece muito fácil, pois o movimento evasivo de Geralt tem uma resposta mais rápida do que seus ataques e magias padrões.

Juntamente com uma curva de dificuldade um tanto desigual, existem alguns aspectos da jogabilidade que têm espaço para melhorias, mas são problemas menores em um jogo que faz tantas coisas certas em tantos níveis diferentes de complexidade de um game do gênero RPG. Além disso, se você está buscando um grande desafio é altamente recomendável experienciar The Witcher 3 no maior nível de dificuldade “Marcha da Morte”, em que o jogador se mantém na ponta dos pés a todo o momento pois precisa pôr suas habilidades mágicas e de combate ao teste!

Utilize seus pontos de habilidades com sabedoria e nunca subestime o poder do Fast Travel para atrevassar o mundo rapdiamente
Utilize seus pontos de habilidades com sabedoria e nunca subestime o poder do Fast Travel para atrevassar o mundo rapdiamente

O maior destaque do ambiente criado no game é que a exploração no enorme mundo aberto cria um ciclo de feedback da jogabilidade satisfatório. Viajando pelas vastas terras infestadas de monstros, Geralt e seu fiel cavalo, Roach, têm muitos objetivos a cumprir, muitas moedas para coletar e muitos camponeses e nobres para ajudar. Desde eliminar acampamentos de bandidos e destruir ninhos de monstros até a busca por itens escondidos, as atividades oferecem uma abundância de novas armaduras, armas, pontos de habilidade e experiência e dinheiro.

Por sua vez, Geralt ganha novas habilidades por subir de nível quando pontos de habilidade são aplicados a uma árvore de habilidades diversas. Todos os itens que você coleta no mundo ou por saque podem ser vendidos por dinheiro, usado para criar novos equipamentos com um ferreiro ou transmutado em ferramentas de magia ou mutagênicos através da alquimia. São muitas combinações de habilidades e equipamentos diferentes que você pode criar e é necessário sempre levar em conta qual atributo de Geralt você deseja especializar: combate corpo-a-corpo, combate com armas à distância, ou magias.

A narrativa de The Witcher 3 permite ao jogador tomar decisões e mudar o rumo da história
A narrativa de The Witcher 3 permite ao jogador tomar decisões e mudar o rumo da história

Construir e melhorar a personagem de Geralt com pontos de habilidade que são obtidos através de pontos de experiência fornece aos jogadores uma ampla variedade de abordagens para a jogabilidade. Você definitivamente irá querer evitar as alternativas pacíficas a qualquer confronto, pois estas dão menos pontos de experiência ao seu personagem. Como os pontos podem ser atribuídos a sinais mágicos, habilidades de combate, alquimia e habilidades gerais, ele atualiza o jogo para mantê-lo sempre fresco para novas rodadas de jogatina.

Um tesouro nas suas mãos

Como um título de referência que outros jogos do mesmo gênero têm dificuldade em alcançar, The Witcher 3 floresce de forma fantástica no Nintendo Switch como um pivô do gênero RPG de fantasia. Com uma quantidade imensa de conteúdo absolutamente envolvente, uma narrativa significativa e um mundo meticulosamente projetado para explorar, não há dúvida sobre a qualidade do jogo. Uma vez que você entra na pele de Geralt é difícil esquecer sua história e abandonar esse fantástico mundo.

Preparado para entrar na pele de Geralt e desbravar esse mundo fantástico?
Preparado para entrar na pele de Geralt e desbravar esse mundo fantástico?

A versão para o Nintendo Switch consegue manter tudo o que tornou o jogo tão incrível e agora o transformou em uma obra que pode ser jogada em qualquer lugar. Certamente alguns sacrifícios técnicos tiveram que ser feitos para que essa experiência única não fosse prejudicada, mas para mentes mais abertas a novas jornadas essas limitações não devem se mostrar um obstáculo muito grande a ser superado. É uma verdadeira maravilha técnica que apenas mostra o quão longe os jogos portáteis foram. Quando um dos maiores jogos da década agora é portátil, não há mais limites.

The Witcher 3 - Wild Hunt (Complete Edition)
8.5/10

Resumo

A versão de The Witcher 3 para o Nintendo Switch é um port de um jogo brilhante que funciona muito bem ao demonstrar as capacidades do console híbrido da Nintendo. Mesmo com algumas limitações técnicas e visuais para não prejudicar a experiência do usuário, agora os donos do Switch tem uma ótima oportunidade para entrar na pele de Geralt e desvendar os mistérios e encarar os perigos que um mundo mágico reservam.

Pros

  • Um grande feito tecnológico;
  • Todo o conteúdo original do game disponível;
  • Os controles se adaptam bem ao Switch.

Cons

  • Texturas com baixa qualidade;
  • Pequeno atraso nas respostas aos comandos.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe um comentário: