SEGA é um dos maiores nomes do mercado de PC e te explicamos o porquê

Depois da saída do ramo de consoles, a SEGA acabou se tornando uma das maiores empresas de games no ramo de PCs; saiba como

Se você está na casa dos 20 ou 30 anos, provavelmente já ouviu falar na SEGA. Aqui no Brasil, ela firmou uma longa parceria com a Tectoy para vender seus consoles como Master System e Mega Drive.

Jogos como o Sonic the Hedgehog eram verdadeiras febres entre a garotada e até hoje a empresa brasileira distribui os videogames. Em 2017, por exemplo, a Tectoy e a SEGA anunciaram o retorno do Mega Drive, com direito a carcaça original.

No entanto, ao longo do tempo a empresa se viu obrigada a sair do ramo de consoles e seus jogos exclusivos passaram a aparecer nos videogames que, até então, eram concorrentes, como a Nintendo e a Sony.

A decisão gerou algumas controvérsias entre os fãs mais puristas, mas pelo ponto de vista comercial foi estratégico, já que desde então ela tem crescido financeiramente.

Atualmente, ela é uma das maiores empresas do ramo, com diversos títulos de sucesso, investimentos em outras áreas como estúdios de computação gráfica, cassinos, resorts e também um dos maiores nomes quando se trata de jogos de PC.

O sucesso da SEGA com Total War no PC

Total War Three Kingdoms é um dos maiores sucessos recentes da SEGA
Total War Three Kingdoms é um dos maiores sucessos recentes da SEGA

Um dos maiores sucessos da SEGA referentes aos jogos de PC é Total War, de uma de suas subsidiárias, Creative Assembly. Esse último é um estúdio britânico de desenvolvimento de games fundado no ano de 1987.

“Creio que a aquisição da Creative Assembly, feita em 2005 pela SEGA da Europa, foi o primeiro grande movimento para a SEGA pegar uma grande propriedade intelectual como Total War, e o estúdio Creative Assemply tinha uma capacidade muito grande no PC”.

disse Gary Dale, presidente da SEGA da Europa, conversando com a TechRadar.

Após a aquisição bem-sucedida da Creative Assembly, Dale explica que a SEGA decidiu ser mais “agressiva” no ramo e adquiriu outras empresas que tinham um “potencial a ser explorado”, como Sports Interactive, Relic, Amplitude e a Black Sea Studio, sendo este último mesclado com a Creative Assembly.

A ideia original para a aquisição da Creative Assembly veio para conhecer melhor o mercado de computadores, já que até então o máximo que a SEGA fazia era conversões de games lançados anteriormente nos consoles, como é o caso de Sonic Adventure DX e Sonic Heroes.

Recentemente a SEGA lançou o Total War Three Kingdoms, sendo um dos mais bem-sucedidos de toda a série segundo Dale, chegando a um milhão de unidades em pouco tempo.

Adquirindo novos estúdios

Two Point Hospital é mais um grande sucesso da SEGA
Two Point Hospital é mais um grande sucesso da SEGA

Com os lucros vindo do ramo de PCs, nada mais natural que investir bastante nesse segmento e, no início de 2019, a SEGA adquiriu o Two Point Studios.

Esta empresa foi fundada em 2016 por veteranos do mundo dos games, com membros que participaram de jogos muito lembrados pelo público como Theme Park, Theme Hospital e Black & White.

Vendo potencial neles, já em 2017 a SEGA fechou uma parceria para que ambos lançassem um game de simulação, que resultou em Two Point Hospital.

A SEGA da Europa possui um grupo chamado “Search Light” (Procurando luz, em tradução livre) que, basicamente, busca estúdios que têm potencial em serem futuros grandes desenvolvedores de games.

Google Stadia e serviços de streaming para expandir audiência

Stadia e serviços de streaming são "empolgantes", segundo a SEGA da Europa
Stadia e serviços de streaming são “empolgantes”, segundo a SEGA da Europa

Atualmente há uma grande movimentação para que os jogos entrem em serviços de streaming, como o vindouro Google Stadia. Dentro desse contexto, a chefe do departamento de marketing da SEGA Europeia, Anna Downing, explica esse novo mercado é uma grande oportunidade para explorar novos jogadores.

Recentemente eles confirmaram que o Football Manager 20 chegará ao Stadia, assim como a edição 19 chegou ao Xbox Game Pass para PC.

Ao ser questionado pela TechRadar sobre a atuação no mercado de consoles, Dale responde que em alguns termos são diferentes, mas que em ambos os casos desenvolver bons jogos para cada uma das plataformas é o mesmo desafio.

Ele diz que hoje em dia é muito mais comum que antigamente ver um mesmo game sendo lançado para diversas plataformas, incluindo o PC.

Ele cita como exemplo o próprio Football Manager, já que tradicionalmente era um jogo de PC mas nos últimos tempos foi lançado também para o Nintendo Switch, com o objetivo de expandir a audiência.

Como está a SEGA atualmente?

De acordo com o relatório oficial da SEGA em 2018, a receita fiscal dela foi de 208 bilhões de ienes, o equivalente a 9 bilhões de reais.

Já a Daily Records afirma que seu valor de mercado é de 4,9 bilhões de dólares, sendo a quarta empresa mais rica do mundo dos games, estando atrás apenas das empresas que desenvolvem consoles (Sony, Microsoft e Nintendo).

Dentro do ramo de consoles, a empresa também investe em muitas franquias de sucesso. Além do Sonic, que até hoje é uma de suas series mais lucrativas segundo o relatório apontado anteriormente, ela muitos outros títulos de sucesso como Yakuza, Phantasy Star Online, Valkyria Chronicles, Virtua, Shining, Hatsune Miku etc.

No total são 6.500 funcionários, 10 subsidiárias focadas em games, 2 estúdios de animação, 2 produtoras de brinquedos e cerca de 60 franquias de videogame. Bem grande, não?

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe um comentário: