Singularidade está muito próxima, prevê futurologista do Google

singularidade
Ray Kurzweil é um guru da futurologia admirado por Bil Gates que acredita fortemente que a singularidade chega em poucos anos

A singularidade é o fenômeno que prevê o momento em que máquinas alcançarão e superarão a inteligência humana. Atualmente, a inteligência artificial se restringe a apps pouco capazes no celular e a tecnologias como o IBM Watson. No entanto, de acordo com um conselheiro e futurologista do Google, essa realidade deve mudar drasticamente em breve. De acordo com o engenheiro Ray Kurzweil, o ser humano ficará para trás dos robôs já em 2029.

Ray Kurzweil
Ray Kurzweil

As ideias de Kurzweil geraram confusão recentemente, fazendo alguns sites estrangeiros acreditarem no fim da humanidade dentro de 12 anos. No entanto, apesar de não serem tão otimistas assim, as previsões do guru da futurologia não chegam a ser apocalípticas. Em uma entrevista à Piauí, em 2010, ele disse:

Máquinas cujo intelecto serão enormemente superiores aos humanos em todas as áreas dividirão e disputarão espaço conosco.

Kurzweil tem 69 anos e toma várias pílulas por dia, mesmo durante as refeições. Mas ele não tem nenhuma doença séria que justifique. Pelo contrário: seu plano envolve retardar o envelhecimento com drogas avançadas para viver o máximo possível. Seu pensamento em geral está muito relacionado à essa ideia. Ao contrário de dizer que a humanidade irá sucumbir às máquinas, ele acredita que a singularidade irá ajudar a tornar os humanos, finalmente, imortais.

Suas ideias evoluíram em livros como “A Era das Máquinas Espirituais” e o mais recente A “Singularidade Está Próxima”. O resumo de seu argumento gira em torno da alta capacidade de cálculo da inteligência artificial, que deve superar um bilhão de vezes o cérebro humano rapidamente. Em 2040, segundo ele, a será possível comprar um computador superpoderoso do tipo por apenas US$ 1 mil.

Essa capacidade de processamento imensa permitirá criar filmes, roteiros e até atores artificiais, sem interferência humana. Não chegaria a ser o fim dos roteiristas, mas certamente a máquina estará presente fortemente em todas as áreas do conhecimento humano. Kurzweil acredita que a máquina, a essa altura, terá superado até a inteligência emocional de mulheres e homens.

O método

Futurologia de Kurzweil não é baseada em intuição
Futurologia de Kurzweil não é baseada em intuição

Futurologistas são a moda do momento, mas Kurzweil se destaca por ter um método diferente para analisar o mundo. Diferentemente de quem usa apenas adivinhação ou intuição, o engenheiro lança mão de dados e uma equipe de cientistas para analisar o mercado e cravar suas previsões. Seu modo de trabalho o faz se destacar da multidão, ganhando fãs do calibre de Bill Gates. Certa vez, o fundador da Microsoft e homem mais rico do mundo disse:

Kurzweil oferece um olhar único para um futuro no qual as capacidades do computador e da espécie que o criou ficarão ainda mais próximas uma da outra.

O futurólogo defende que a evolução dos mercados envolvendo a inteligência artificial é suficiente para garantir que a singularidade chega em poucos anos. E todo o seu reconhecimento dá credibilidade a uma previsão tão agressiva. Em breve, robôs cozinheiros e que passam roupas deverão parecer antiquados perto dos cérebros artificiais que a humanidade está prestes a criar.

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe um comentário: