Dicas para um curriculo para área de tecnologia

6 dicas para fazer seu currículo para área de tecnologia

Avatar of letícia leite
Entre hard skills e soft skills, há alguns detalhes que destacam seu currículo entre os concorrentes!

Como candidato à primeira experiência no mercado de trabalho ou interessado numa recolocação para novas oportunidades de desenvolvimento, é preciso estar atento às redes sociais e outras plataformas que divulgam as frequentes contratações. Antes da entrevista, você precisa se destacar entre os demais interessados. Por isso, separamos dicas na hora de preparar seu currículo para área de tecnologia!

Se começar do zero parece complicado, pode ficar tranquilo que também mostramos alguns modelos de currículo disponíveis, cada um com um diferencial a mais, ressaltando algo ou com um visual que demonstra modernidade, inovação e criatividade.

O que um currículo para vagas tech precisa ter?

Dicas para um bom currículo para área de tecnologia
Entre hard skills e soft skills, há alguns detalhes que otimizam seu currículo
Imagem: Shutterstock

Se você busca se candidatar para um vaga na área de TI ou qualquer emprego ligado a tecnologia, é preciso apresentar suas capacidades com hardware e software de forma interessante, sem deixar de lado a assertividade.

Além do conhecimento técnico, algumas vezes, pode ser interessante destacar soft skills, aquelas habilidades interpessoais, como inteligência emocional. Assim, você mostra que entende muito bem da sua área, que sabe bastante sobre as novas tecnologias do mercado e que criaria bons relacionamentos dentro da empresa. Sendo assim, vamos te mostrar passo a passo como criar um ótimo currículo para expressar suas qualidades da maneira certa.

1. Organize a estrutura com informações assertivas

É comum pensar que quanto mais texto o currículo tiver, maior é a bagagem do profissional. Entretanto, é preciso se desprender da ideia de que a quantidade de linhas ocupadas por suas formações são essenciais.

Sim, as empresas procuram por várias qualificações, mas para quem tem pouca experiência no mercado de trabalho, vale pontuar cursos e capacitações que tenha realizado. Áreas como Java, PHP e Phyton estão entre as mais procuradas.

Um exemplo de listagem de informações que você pode seguir:

  • Seu nome
  • Informações de contato
  • Educação
  • Conhecimentos da área de TI (HTML, SQL, Agile, desenvolvimento de software, etc)
  • Habilidades pessoais (liderança, resolução de problemas, autogestão, etc)
  • Outras competências relevantes (nível de inglês, experiência com atendimento ao público, etc).

2. Descrição de funções e cargos

O que listar ou não na hora de pontuar funções e cargos anteriores
O que listar ou não na hora de pontuar funções e cargos anteriores
Imagem: Pexels

Na hora de descrever suas funções anteriores, evite os termos técnicos que uma pessoa que não é da área de tecnologia não entendia. Isso porque, geralmente, o responsável pelo processo seletivo não é um especialista em tecnologia.

Logo, é preciso tomar cuidado para que seu currículo não seja descartado por conta de palavras e conceitos incompreensíveis por parte do recurtador. Dessa maneira, suas experiências devem ser concisas e relacionadas com a vaga pretendida.

Ou seja, é legal especificar apenas as funções e atividades anteriores que estejam relacionadas a vaga. As demais podem ser mencionadas, mas não precisam de detalhes maiores além do título do cargo e período que ocupou a posição.

Se estiver entrando para o mercado de trabalho, coloque os estágios ou trabalhos voluntários. É desta maneira que você demonstra a sua vontade de trabalhar.

3. Palavras-chave

Sabe o que pode diferir seu currículo de outro? A forma como você o constrói. Muitos recurtadores utilizam palavras-chave para selecionar profissionais em meio ao montante de documentos recebidos. Assim, é possível que pessoas com experiência passem batido na seleção inicial por não usarem as informações essenciais, como o nome da vaga.

Não tem uma posição específica? Então defina área de atuação, como por exemplo desenvolvimento de software, logística, ciência de dados, etc.

4. Visual importa

Olha, dependendo da empresa para a qual você está se candidatando, o design e visual do currículo pode ter relevância menor ou maior de acordo com cada área de negócio. De qualquer forma, é recomendado que se dê importância a como as informações serão distribuídas. Facilitar a vida do recrutador na hora de conferir suas competências é muito importante!

Até a escolha da fonte pode ser relevante nessa hora. Por exemplo, a clássica Times New Roman é clara e fácil de ser lida. Porém, está desgastada e pode passar uma imagem entediante e de falta de imaginação. Viu como cada detalhe conta?!

5. Linkedin atualizado

O Linkedin é a maior rede de profissionais do mundo, com anúncios de vagas e compartilhamento das maiores tendências do mercado. Assim, é um dos melhores lugares para manter como sua vitrine profissional para que empresas localizem seu perfil de acordo com a vaga que estão oferecendo, além de facilitar o networking.

Então, é legal acompanhar a rede com uma certa frequência. Não vai doer fazer uma ou outra postagem, ainda mais se for para comemorar suas conquistas profissionais. Suas informações precisam estar sempre atualizadas, viu? Aí vale inserir a URL personalizada do seu perfil no currículo também. Desta maneira, os recrutadores podem ver que você é um membro ativo da rede.

6. Modelo de currículo

Para quem procura praticidade na hora de montar o currículo, vale aplicar todas as dicas anteriores em modelos de currículo. O bom é você encontra plataformas gratuitas que oferecem esse tipo de template, como a Criar CV, que oferece vários tipos de modelo, como o profissional, simples e funcional.

O modelo de currículo profissional oferece aos candidatos uma aparência direta e clássica que se concentra em suas conquistas, conhecimentos, objetivos e experiência, em vez de elementos de design desnecessários.

Construção de currículo na plataforma criar cv
Construção de currículo na plataforma Criar CV
Imagem: Criar CV

Com seções definidas sob medida para sua vivência profissional, educação, experiência e conhecimentos, os empregadores poderão ver rapidamente que você é a pessoa certa para o trabalho.

Aí é só preencher com seus dados seguindo nossas dicas. Quando concluído, você faz o download do documento e pode enviá-lo.

Sem experiência? Saiba como criar o currículo ideal

Recém graduados podem aproveitar as dicas para um currículo simples!
Recém graduados podem aproveitar as dicas para um currículo simples!
Imagem: Pexels

Para quem procura a primeira oportunidade de entrar no mercado de trabalho, vale as mesmas dicas acima, mas com alguns detalhes que vamos discorrer a seguir!

Formatação do currículo

Você quer transmitir uma boa primeira impressão, certo? Para isso, você pode seguir um padrão de formatação:

  • Use uma fonte legível;
  • Um bom tamanho para a fonte é cerca de 12;
  • Configure as margens para que tenham o mesmo tamanho;
  • Salve o arquivo em PDF e mantenha uma versão editável para você.

Como conteúdo, destaque bolsas e atividades de pesquisa de iniciação científica que você possa ter feito na universidade, nível de domínio de línguas estrangeiras, participação nos mais variados eventos acadêmicos, qualificações técnicas que sejam relevantes para a vaga, participação em programas de voluntariado e intercâmbio no exterior. Caso tenha conhecimento técnico sobre softwares específicos, também é interessante deixar registrado.

Se você está inseguro com seu currículo e quiser recheá-lo com cursos gratuitos, aqui tem alguns:

Opte por um currículo simples

Não há tanta informação para colocar no currículo de uma pessoa que não tem experiência no mercado de trabalho. Por isso, o ideal é sempre manter a simplicidade. A Criar CV também conta com modelos de currículo simples, com designs sofisticados feitos a partir de cabeçalhos modernos ​​para organizar a vivência, os conhecimentos e a formação dos candidatos a emprego em seções fáceis de ler que impressionarão os recrutadores.

Além disso, mostrará suas conquistas com um toque de estilo para ajudá-lo a se destacar entre os outros candidatos. É fácil de localizar nas redes sociais, pois é relativamente simples, como o nome sugere.

Depois de finalizar seu currículo para a área de TI, é só garantir que não existam erros de português e que todas as informações estejam claras. Ah, e procure sempre manter seu currículo atualizado e buscar inovações para a sua área!

Veja mais

Depois de deixar seu currículo bem estruturado e assertivo, que tal dar uma conferida nas vagas tech? Nós separamos mais de 350 vagas de emprego e estágio na Amazon, Kabum e mais empresas!

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados