Microfone: Confira um guia de como escolher o produto ideal

Listamos diversos tipos e modelos de microfones para você escolher o ideal para você.
Ter um bom microfone é sinônimo de um bom conteúdo, então saiba como escolher o periférico mais indicado para você
Anúncio
Microfone: Confira um guia de como escolher o produto ideal

Um bom microfone é o sonho de consumo de todo produtor de conteúdo que se preze, e com o passar dos anos esses periféricos estão cada vez mais despertando a curiosidade do público geral, e não são mais um acessório tão nichado. Mas com tantos tipos e modelos no mercado, como saber qual é a escolha certa para você? Que marcas comprar? E são essas dúvidas que responderemos neste texto.

Antes de mais nada é de extrema importância frisar que, quando dizemos “tão nichado” no primeiro parágrafo não estamos necessariamente falando que o microfone tem ficado mais barato, mas sim com mais opções no mercado. Antes, modelos que eram somente destinados a estúdios e para produções específicas estão sendo inseridos para o consumidor de uma forma mais ampla. Também é bom salientar que com a pandemia da COVID-19 o mundo dos periféricos subiu muito de preço, portanto será normal ver produtos com um custo alto.

Outro detalhe de extrema importância quando falamos de um microfone é ter conhecimento que investir na sua qualidade de áudio é tão importante quanto investir na imagem. No mundo de produção de conteúdo para a internet, seja através de um canal no YouTube ou um podcast, o primeiro fator que determina se uma pessoa vai ou não continuar acompanhando aquele material é referente à qualidade sonora. Em um vlog, por exemplo, a sua câmera pode não filmar em 1080p60 e o público vai assistir, mas se o seu áudio possuir ruídos, ou então for alto ou baixo demais, dificilmente alguém terminará de ver. Portanto invista nessa área!

Microfone de lapela

Microfone de lapela inserido em uma blusa.

Iniciando a nossa lista, nada melhor do que um queridinho desses aparelhos: o microfone de lapela. Esse modelo é geralmente utilizado em entrevistas ou programas em que o apresentador precisa estar com as mãos livres, isso porque o aparelho é preso na gola da camisa ou em qualquer lugar próximo a boca de quem fala. É importante que ele tenha essa proximidade, caso contrário não captará o som de maneira ideal.

Esse tipo de produto também é perfeito para gravações externas, e pelo fato de estar muito próximo a uma fonte sonora dificilmente capta sons externos. Além disso, o microfone de lapela é conhecido pelo seu bom custo x benefício, ou seja, apresenta opções com boa qualidade e baixo/médio custo para o consumidor. Eles são extremamente indicados para aquelas pessoas que estão com um orçamento limitado, mas também não querem abrir mão de um bom microfone.

As nossas indicações vão para o Sony ECM-CS3 e o Audio-Technica ATR3350XIS, dois modelos encontrados na faixa de R$ 250 e que vão garantir uma bela qualidade sonora. Porém, caso você possa investir mais e queira algo para o nível profissional, recomendamos a marca Rode, com o Lavalier Go. Entretanto, por se tratar de uma marca mais renomada, pode ser bem difícil encontrar esse produto no Brasil, estando sujeito apenas à importação do mesmo.

  • Microfone de lapela Rode Lavalier Go
  • Microfone de lapela Audio Technica ATR3350XIS
  • Microfone de lapela Sony EMC-CS3

Dinâmico

Microfone dinâmico usado pelo vocalista do Metallica.
Shure Super 55, utilizado em show por James Hetfield, vocalista do Metallica.

O microfone dinâmico também é bem conhecido pelo público, pois ele é aquele tipo usado em karaokês, por artistas, em shows, etc. Isso acontece pois o modelo dinâmico não possui muita sensibilidade para sons externos, captando principalmente o som de quem fala próximo a ele. Faz sentido ele ser usado por um cantor em turnê, certo?

Além disso, microfones dinâmicos possuem uma infinitude de opções quando o quesito é sensibilidade. Por mais que eles não captem tantos sons externos como dito anteriormente, isso não é uma regra, e alguns modelos podem captar bastante do ambiente, à exemplo dos utilizados para a gravação de instrumentos musicais. Então é importante pesquisar bem o produto certo para o seu perfil.

Falando de recomendações, e por conta do nosso foco não ser voltado a parte musical, e sim mais relacionado a home studios para podcasts e YouTube, uma boa escolha é o Sennheiser MD421 II, que tem muita versatilidade. Outro excelente modelo parte de outra marca, o Shure SM7B, perfeito para a gravação da voz humana, assim como o Electrovoice Re20. O grande problema aqui é preço desses produtos, que facilmente ultrapassam a casa dos R$ 2000 e não são tão fáceis de encontrar. Infelizmente um bom microfone dinâmico não é nada barato.

  • Microfone dinâmico Electrovoice Re20
  • Microfone dinâmico Sennheiser MD421 II
  • Microfone dinâmico Shure SM7B

Condensador

Microfone: Confira um guia de como escolher o produto ideal
Microfone condensador Neumann u87

Partindo para o seu “principal” concorrente, o microfone condensador é conhecido pela sua alta sensibilidade, portanto, captará mais sons ao redor de quem fala e é muito utilizado em estúdios para a gravação de inúmeros instrumentos e vocais ao mesmo tempo. Todavia isso não significa que ele não pode ser utilizado para gravar um vídeo ou podcast, muito pelo contrário, já que eles também são muito utilizados por youtubers.

Por se tratar de um produto bem sensível é recomendado que ao utilizá-lo você tenha um bom isolamento acústico e esteja em um local silencioso, caso contrário o aparelho irá gravar sons externos indesejados de uma forma bem nítida. Outro fator importante é que na maioria das vezes esses periféricos precisam de uma fonte de energia para funcionar, chamada de phantom power (alimentação fantasma) ou devem ser ligados em uma interface de áudio para fornecer +48V ao mic. Porém, microfones com conexão USB não seguem essa linha, pois são alimentados pelo próprio cabo.

Entretanto, alguns microfones conseguem funcionar mesmo que ligados diretamente na placa mãe do computador, porém a sua qualidade sonora será muito comprometida, justamente pelo fato da placa de som acoplada não possuir energia o suficiente para alimentar o produto. Com isso podemos concluir que obter a melhor experiência de um condensador não é um investimento barato, pois além do próprio aparelho ser caro, uma placa de som ou interface de áudio vai lhe custar uma boa quantia.

Partindo para as recomendações, aqui já podemos falar de alguns modelos mais intermediários como o Dazz Broadcaster Pro (USB), lançamento recente da Dazz que pode ser encontrado na faixa de R$ 550 e emite uma bela qualidade sonora. Outro mid-end de respeito é o Kron Kimu Pro, que infelizmente é um pouco difícil de ser encontrado, mas possui uma boa qualidade e um design bem mais compacto, além de ser USB e não precisar de uma placa de som.

Microfone condensador Dazz Broadcaster Pro.
Dazz Broadcaster Pro

Indo para o segmento topo de linha o nosso investimento pode dobrar ou triplicar de valor, isso porque temos o HyperX Quadcast na lista, um microfone condensador USB projetado para livestreams, podcasts e afins. O seu preço varia de R$ 900 a R$ 1800 reais. Passando para um público mais profissional ainda, temos o AKG P220, com muita versatilidade e renome.

Microfone condensador HyperX Quadcast.
HyperX Quadcast

Mas e os modelos mais baratos? Bem, alguns modelos de microfone condensador como o BM-800 são facilmente encontrados por 200 reais no Mercado Livre e lojas como o AliExpress. Contudo estamos falando de um tipo de produto que não possui exatamente uma marca definida, já que diversas fabricantes usam essa nomenclatura em seus produtos para revendê-los, e a sua qualidade sonora pode não ser tão boa assim, principalmente quando ligado direto na placa mãe. Sendo sincero, encontrar um condensador de verdade nessa faixa de preço tem beirado o impossível.

Shotgun

Microfone shotgun Rode VideoMic GO em uma câmera.
Rode VideoMic GO

Esse é aquele tipo de microfone usado em Hollywood para a gravação de filmes ou acoplados em câmeras. Por ter um formato de um cilindro bem fino eles são totalmente direcionais, captando apenas o que está a sua frente. Um shotgun ou boom necessita de um suporte para ficar preso, e pode ser usado para gravações externas com o auxílio de um deadcat, aqueles acessórios que parecem um conjunto de pelos e impedem ruídos e ventos.

Não há muito segredo para esse tipo de periférico, e a Rode costuma ser uma das marcas mais conhecidas, principalmente com o Videomic GO, uma versão mais intermediária, e o VideoMicro, como um dos modelos mais utilizados. Recomendamos esse tipo de produto principalmente para quem almeja gravar vlogs, mas ele pode ser utilizado para inúmeras finalidades.

Microfone shotgun com deadcat.
Rode VideoMicro com deadcat

As marcas

Ao decorrer desse texto eu já citei inúmeras marcas para microfones disponíveis no mercado, e como já citado anteriormente alguns periféricos como o BM-800 não possuem uma fabricante definida, mas porque você deveria se preocupar com isso? Primeiro estamos falando de milhares de produtos com essas características, então não há como mensurar todos os modelos, e também não temos conhecimento sobre a sua procedência.

Embora eles até possam entregar uma qualidade de áudio decente para o preço, o fator que queremos abordar aqui é relacionado com a sua construção, durabilidade, garantia, e afins. Dificilmente um BM-800 irá durar bastante tempo com o usuário, enquanto um microfone da Shure terá uma vida longa de anos e anos. Sem contar que existem muitos produtos piratas com a marca de empresas como a Rode que são no Mercado Livre por valores mais acessíveis, e na hora H o resultado pode ser bem diferente do esperado. Portanto avalie bem na hora de finalizar a sua compra e caso o orçamento permita, procure por marcas como Sennheiser, Sony, Audio-Technica, Shure, Rode, AKG, Neumann, HyperX e Dazz.

Gravadores, mesa de som, interface de áudio

Uma interface de áudio irá melhorar e muito a sua qualidade sonora.
Interface de áudio Focusrite Scarlett

Alguns microfones necessitam de uma alimentação para funcionar, e outros precisam estar conectados a certos aparelhos para gerar uma qualidade sonora superior, mas isso você já sabe. Entretanto qual e a principal diferença entre uma interface de áudio e uma mesa de som?

A interface, também conhecida como placa de som, é responsável por converter o sinal analógico do seu periférico para um sinal digital ligado ao seu computador por um USB, por exemplo. Além disso esse aparelho também fornece energia para que ele funcione corretamente e consiga extrair 100% da sua performance sonora.

Mas chegamos ao fatídico ponto em que podemos nos perguntar: “Mas o meu PC possui uma placa de som integrada na placa mãe. Porque não conectar direto?”. Como dito anteriormente, essas placas embutidas conhecidas como onboard não possuem energia suficiente, e por estarem ligadas na sua mainboard acabam captando ruídos de muitos outros componentes do seu sistema, comprometendo o áudio. A interface de áudio, ou inclusive uma placa de som conectada via PCI-e ou USB irá sanar essa problemática.

Já uma mesa de som, de modo simplificado, consegue captar diferentes aparelhos ligados a elas, realizar a mixagem do som e unir esses canais de áudio. Para exemplificar podemos gravar o som de uma guitarra e o vocal de um cantor com um mic dinâmico. Esses dois dispositivos ligados à mesa terão seus áudios unidos e transformados em algum mais palatável para os nossos ouvidos. Em um podcast podemos ter diversos participantes com mics iguais e conectados a uma mesa de som, e esses canais de áudio poderão ser transformados em algum único.

Em nosso caso para gravações em home studio pode ser mais vantajoso adquirir uma interface de áudio para conectar o microfone. Dentre as recomendações temos a Focusrite Scarlett 212, modelo topo de linha, e a Behringer UMC22, mais intermediária. Perceba que esses produtos são bem caros e será necessário um alto investimento.

Contudo, gravadores também podem ser uma opção, principalmente para quem almeja microfones de lapela e prezam pela portabilidade. A marca Zoom é uma das mais tradicionais nesse quesito, e entrega excelentes produtos como o H1 e o H4N Pro, voltado para entusiastas. Mais uma vez falamos de acessórios bem caros.

Zoom H1 pode ser conectado a um microfone de lapela.
Gravador portátil Zoom H1

Celular

Alguns modelos de celular possuem microfones embutidos de boa qualidade como o iPhone e a linha Galaxy da Samsung. Essa pode ser uma boa opção para quem não pode gastar dinheiro e quer se virar com o que tem. Mas lembre-se, nem todo smartphone terá um captação tão boa, podendo gerar muito ruído.

Conclusão

Existem inúmeros modelos de microfones disponíveis no mercado com as mais variadas funções, e você deve levar em consideração fatores como captação, ambiente, placas de som, e principalmente o preço na hora de escolher o produto certo para você. Infelizmente o mercado de áudio é bem caro no Brasil e no atual momento que vivemos é bem difícil sugerir produtos baratos e que entreguem qualidade satisfatória, mas se você pode investir mais não faltarão opções.

Para mais matérias como essa fique ligado no Showmetech.

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter