Vale à pena comprar um monitor ultrawide?

Monitor Ultrawide: Vale a pena adquirir esse tipo de produto?
Um monitor ultrawide pode ser a opção perfeita para quem entra de cabeça no cenário de games competitivos ou realiza muitas tarefas cotidianas
Anúncio
Vale à pena comprar um monitor ultrawide?

A busca por conforto na hora de jogar ou trabalhar nunca foi tão importante em tempos de home office e isolamento. Ter uma boa tela é essencial, e um tipo diferente desses aparelhos tem se tornado cada vez mais acessível: o monitor ultrawide. O que pode parecer, inicialmente, apenas uma “tela esticada”, é uma excelente opção para os mais variados tipos de consumidores. Mas afinal, vale mesmo o investimento? Ele são bons? E é isso que vamos descobrir.

Diferença entre monitor Ultrawide e Widescreen

Antes de comentarmos mais a respeito desse tipo de produto, é interessante ter ciência da diferença dos aparelhos ultrawide, e os já conhecidos widescreen, aqueles que você normalmente usa. Portando, aqui vai uma breve explicação.

Widescreen

Começando pelo básico, os monitores widescreen, em uma tradução literal, são chamados de “tela ampla”, com uma proporção de 16:9, ou seja, a cada 16 pixels de comprimento, 9 pixels serão aumentados na altura. Em outras palavras, isso significa que o lado maior da sua tela é 1,77 vezes maior do que o lado menor.

Comparação de telas.
A variedade de formatos de conteúdo e de tela pode causar perda de aproveitamento da área de exibição

Confuso demais? Não se preocupe, esses caras são os monitores mais comuns de se encontrar, como aqueles que você usa na faculdade, na escola, ou até mesmo no trabalho.

Vale à pena comprar um monitor ultrawide?
Monitor LG 32UL750-W é um monitor widescreen padrão

Ultrawide

O formato de um monitor ultrawide parte para o 21:9, que tem conceitos muito similares aos anteriores, mas apenas mudando os números. Esse formato de tela é geralmente utilizado em cinemas, e é por isso que quando vemos algum filme no PC ou na TV eles ficam com aquelas bordas pretas na horizontal.

Demonstração de como é um monitor ultrawide.
O formato amplo do monitor ultrawide é seu grande diferencial

Agora que já tiramos esse pequeno empecilho sobre a diferença entro os dois tipos de monitor, é hora de falar especificamente das característica do ultrawide.

O ângulo de visão para o monitor

Campo de visão aplicado a monitor ultrawide

É importante frisar que o campo de visão humano é meramente limitado. Conforme expandimos a área de visão, ela diminui. Em termos mais matemáticos, o ponto focal de maior precisão do olho está entre 3 a 5 graus, conforme a imagem. A partir disso, nossa visão passa a concentrar outras informações, como cores, símbolos, e quando chegamos num espectro maior que 100 graus as coisas já começam a complicar e fazemos uso da visão periférica, com uma percepção muito inferior.

Mas então qual é a vantagem do monitor ultrawide nesse quesito? É bem simples, já que teremos um espaço de tela superior nas laterais, e embora a nossa visão seja limitada, esse adicional propicia detalhes que não conseguiríamos em um aparelho widescreen. Mesmo que não dê para enxergar com 100% de precisão, o olho humano conseguirá captar movimentos, em caso de jogos, e informações extras na tela. Claro que estamos levando em conta um usuário parado, mas esse aumento também proporciona uma área maior para atividades.

Campo de visão em monitor ultrawide curvo
Monitor ultrawide com tela curva

A situação é ainda mais favorável quando o nosso ultrawide possui uma tela curva. Isso porque a sua curvatura proporciona uma experiência mais agradável, já que ela consegue abranger melhor a sua visão periférica e “te trazer” para dentro do aparelho, criando maior imersão sem distorção ao usuário. Um belíssimo exemplo é o Acer Predator X34, que possui review no Showmetech.

As funcionalidades do monitor ultrawide

Por mais que muitas das vezes esteja atrelado a games, um monitor ultrawide também pode ser a escolha perfeita para o trabalho. Realizar multi-tarefas, como escrever artigos, editar imagens e vídeos é bem mais prático. Você pode dividir a sua a tela de varias formas de acordo com o seu aparelho, e alguns modelos inclusive permitem separar o visor de acordo com suas saídas. Portanto, você poderia separar metade do espaço para o PC, enquanto a outra metade exibe sua TV.

Claro que também há a opção de usar dois ou mais monitores widescreeen para aumentar nossa área de trabalho, mas pode ser mais interessante adquirir um único produto com essas características e otimizar nossa produtividade.

Vale à pena comprar um monitor ultrawide?

O LG 29WK500, modelo da imagem acima, é um monitor ultrawide com a tecnologia OnScreen Control, da LG, que permite dividir a tela através de um software. Ele é encontrado por R$ 1.614 no Magazine Luiza.

E nos jogos?

Como dito anteriormente, o monitor ultrawide tem sido amplamente procurado pela comunidade gamer, principalmente para jogos competitivos, como Fortnite e Battlefield. Isso acontece pois como há mais espaço na tela (cerca de 33%) é possível ver inimigos mais rapidamente e ter mais tempo de reação em partidas online.

Vale à pena comprar um monitor ultrawide?
Com um monitor ultrawide, você tem vantagem nas partidas de jogos online, podendo visualizar mais inimigos ao mesmo tempo

Em contrapartida, ao passo que ganhamos fisicamente mais espaço de tela, também aumentamos a nossa resolução. Geralmente, um aparelho widescreen possui a resolução de 1920×1080 (Full HD), 2560×1440 (Quad HD) ou 3840×2160 (4K Ultra HD), enquanto o monitor ultrawide parte da resolução 2560×1080 à 3840×1080.

Na prática isso pode ser exemplificado como um fator que necessita de um pouco mais de desempenho, pois o seu computador está renderizando uma imagem em Full HD de 2560×1080 pixels, e não mais o padrão de 1920×1080. Logo, essa mudança pode afetar o seu desempenho em jogos de acordo com as suas configurações. Portanto, é importante saber se o seu hardware vai dar conta do recado, e talvez seja necessário abaixar mais as opções gráficas do seu game. Atente-se que esse tipo de aparelho também acompanha taxas de atualizações mais altas, como 75hz e 144hz.

Outro fator para ser levado em consideração é que nem todo jogo oferece suporte a um monitor ultrawide, como Overwatch, Dark Souls 3 e Fallout 4. Eventualmente mods são criados pelos próprios jogadores para corrigir esses problemas, enquanto a ajuda oficial não é lançada. Mas de modo geral as desenvolvedoras estão se adequando bem a esse novo formato.

Dark Souls 3 em um monitor ultrawide.
Dark Souls 3 fica com bordas pretas laterais.

Há ainda a inclusão de algumas tecnologias do lado da NVIDIA e da AMD. Estamos falando do G-Sync e FreeSync, respectivamente. Esses dois recursos trabalham basicamente da mesma forma: impedindo o screen tearing. O screen tearing, a grosso modo, acontece quando a sua placa de vídeo não consegue acompanhar a taxa de atualização do seu monitor, resultando em deformidades na exibição das imagens. Essas tecnologias fazem com que essa diferença seja minimizada, suavizando os quadros.

O AMD FreeSync está disponível em alguns monitores ultrawide.

Os preços dos monitores ultrawide

Assim como qualquer produto com boas tecnologias teremos que desembolsar uma certa quantidade de dinheiro se quisermos o que há de bom no mercado. Geralmente, um monitor ultrawide mais em conta como o LG 25UM58G sai em torno de R$ 990 reais, enquanto um modelo topo de linha como o surreal Samsung QLED 49′ Ultra HD é encontrado por substanciais R$ 8.022.

Monitor ultrawide QLED 49? Ultrawide 32:9

Vale à pena?

Para responder a essa questão, você deve analisar qual aparelho se encaixa melhor no uso diário, e principalmente, no seu bolso. Se está a procura de algo para jogos competitivos, ou para realizar inúmeras tarefas ao mesmo tempo, talvez um monitor ultrawide te atenda perfeitamente. Mas se você é um usuário mais casual, e só quer uma tela nova, pode ser que a tela widescreen padrão te satisfaça.

Aproveite para conferir nossa seleção especial de monitores 4K e Full HD, com opções para várias aplicações e bolsos.

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter