URGENTE: OMS declara pandemia do Coronavírus COVID-19

Após pressão de diversos países, a OMS declara pandemia de coronavírus (Foto: Reuters)
Após pressão de diversos países, incluindo o Brasil, a OMS declarou estado de pandemia do coronavírus.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou nesta quarta feira (11/03) que há uma pandemia causada pelo novo coronavírus COVID-19. O anúncio foi feito pelo diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. A estimativa é que o número de países e pessoas atingidas aumentarão nos próximos meses.

“Pandemia não é uma palavra para ser usada de modo leviano ou descuidado. É uma palavra que, mal utilizada, pode causar medo irracional ou aceitação injustificada de que a luta acabou, levando a sofrimento e morte desnecessárias.”

disse Ghebreyesus.

Ghebreyesus também diz que é a primeira vez que há uma pandemia provocada por um coronavírus. Já a declaração veio após diversos países, incluindo o Brasil, pressionarem para que a entidade declarasse o estado de pandemia.

A OMS diz que já são 118 mil pessoas diagnosticadas com o coronavírus COVID-19 em 114 países. Houve 4,291 mortes desde então. Sobre o assunto, o diretor-executivo de emergências da entidade, Michael Rayan, explica que a declaração não significa que haverá a adoção de novas práticas no combate ao coronavírus COVID-19.

“A descrição da situação como uma pandemia não altera a avaliação da OMS sobre a ameaça representada por esse vírus. Isso não muda o que a OMS está fazendo, nem o que os países devem fazer (…) A declaração de uma pandemia não é como a de uma emergência internacional – é uma caracterização ou descrição de uma situação, não é uma mudança na situação.”

disse Ryan

O que é pandemia?

Pandemia é quando uma doença se espalha por diversos continentes (Foto: Reprodução)
Uma pandemia é uma epidemia de doença infecciosa que se espalha entre a população localizada em uma grande região geográfica como, por exemplo, um continente, ou mesmo o Planeta Terra (Foto: Reprodução)

Em termos simples, uma pandemia é quando uma doença se espalha por uma grande quantidade de regiões do planeta, estando presente em uma grande área geográfica, contaminando milhares, ou até milhões, de pessoas.

É diferente de epidemia, pois neste caso se refere a um grande aumento de casos de determinada doença, porém restrito a uma área menor, como municípios, estados, ou até mesmo um país inteiro.

Com o avanço da tecnologia e as facilitações de viagens internacionais, as pandemias passaram a ocorrer com mais frequência que no passado.

Além disso, há muitos casos em que a pessoa infectada não apresenta sintomas da doença, como é o caso do coronavírus COVID-19, e ao entrar em contato com pessoas saudáveis, ocorre o contágio.

Vale mencionar que Ghebreyesus também diz que todos os países precisam preparar respostas em áreas chaves: detectar, proteger, tratar, reduzir a transmissão, inovar e aprender.

Cronologia do coronavírus COVID-19

URGENTE: OMS declara pandemia do Coronavírus COVID-19
Os primeiros casos referentes ao coronavírus COVID-19 se iniciaram em Wuhan, na China, em dezembro de 2019 (Foto: Reprodução)

Os primeiros casos surgiram em Wuhan, capital da província chinesa de Hubei, no dia 2 de dezembro de 2019. No final do mesmo mês, a OMS recebe o primeiro alerta vindo das autoridades chinesas, dizendo que a cidade citada estava com muitos casos de pneumonia com origem desconhecida.

No dia 7 de janeiro de 2020, a OMS conseguiu identificar o novo coronavírus COVID-19 com as primeiras análises de sequenciamento. Pouco tempo depois, houve a confirmação da primeira morte: um homem de 61 anos teve insuficiência respiratória causada por uma pneumonia grave em decorrência do coronavírus COVID-19.

Em 13 de janeiro, a OMS comunica a existência da primeira pessoa infectada fora da China, uma mulher da Tailândia que havia viajado pra Wuhan. Neste caso, ela estava com uma pneumonia leve. Já em 20 de janeiro, o cientista Zhong Nanshan confirmou que a doença é transmitida entre os humanos. No dia seguinte, foi detectado o primeiro caso nos Estados Unidos.

Desde então começou a haver a suspensão de trens e aviões, assim como o bloqueio de rodovias da cidade de Wuhan. Já Pequim, anunciou o fechamento da Cidade Proibida e cancelou a celebração do Ano Novo na capital. A OMS declara que o coronavírus COVID-19 é uma situação de emergência global.

No dia 1 de fevereiro foi confirmado cerca de 12 mil casos apenas na China, e o número de mortes chegou a 259. Também saiu a notícia da morte de um homem nas Filipinas em decorrência do coronavírus COVID-19, sendo a primeira fora de seu país de origem. O próprio médico que alertou para o surto, Li Wenliang, também morreu após contrair o vírus no hospital em que trabalhava em Wuhan.

Em 9 de fevereiro, o número de mortos chega a 813 e dois dias depois, a OMS nomeia o coronavírus como COVID-19. No dia 13, o Japão confirmou a primeira morte, sendo a terceira fora da China.

Aqui no Brasil, o Ministério da Saúde divulgou no dia 10 de março que são 34 casos confirmados. Destes, 19 são de São Paulo, 8 no Rio de Janeiro, 2 na Bahia e os outros distribuídos por Brasília, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e Alagoas.

Fontes: G1, O Antagonista e StatNews

Leia também

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter