Patinetes elétricos: vale a pena comprar um?

Patinetes elétricos: vale a pena comprar um? 6
Os patinetes elétricos são a nova sensação de mobilidade nas maiores cidades do Brasil. Será que vale comprar um ou é melhor usar serviços de terceiros?

Assim como aconteceu com as bicicletas compartilhadas, os patinetes elétricos estão ganhando cada vez mais espaço e popularidade em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre.

A opção de mobilidade caiu no gosto do brasileiro por ter preço acessível — podendo ser mais barato do que o transporte público —, agilidade para fugir dos congestionamentos, possibilidade de deixar em qualquer lugar (dock-free), além de diminuir a quantidade de veículos na rua, gerando impacto positivo ao meio ambiente.

No Brasil e no mundo: os patinetes elétricos está cada vez mais popular
No Brasil e no mundo: os patinete elétrico está cada vez mais popular

Contudo, embora haja benefícios, os contras também estão presentes. A capital paulista foi a primeira cidade do país a receber esse meio de transporte; já são mais 500 patinetes elétricos circulando em São Paulo, consequentemente o número de acidentes disparou.

Em vista disso, a prefeitura regulamentou o serviço no dia 13/05/2019 e, a partir de agora, o uso de capacete passa a ser obrigatório e fica proibido andar em calçadas e trafegar em vias com velocidade acima de 40 km/h, onde passam veículos automotores. A regulamentação definitiva dos patinetes elétricos deve sair em 90 dias.

São Paulo tem mais de 500 patinetes elétricos
São Paulo tem mais de 500 patinetes elétricos

Mas não foi só por aqui que houve o “boom” dos patinetes e medidas precisaram ser tomadas para evitar o aumento de acidentes. Nova York proibiu a circulação, Londres liberou apenas para uso próprio, ou seja, sem ser compartilhado, e Paris passou a adotar regras rigorosas.

Mas e quem não deseja utilizar o sistema compartilhado? Vale a pena comprar?

Por que comprar um patinete elétrico?

Avalie alguns pontos antes de comprar um patinete elétrico
Avalie alguns pontos antes de comprar um patinete elétrico

Qualquer pessoa pode comprar patinetes elétricos, sem a necessidade de ter um documento que autoriza a circulação, como a CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Antes de adquirir, vale analisar alguns pontos e avaliar os prós e contras, levando em consideração suas limitações de tráfego. Por ser movido à bateria, patinetes elétricos não suportam viagens de longa distância, portanto, pode ser vantajoso para quem pretende ir do serviço até a faculdade ou de casa para o trabalho, desde que seja perto.

Alguns modelos são bem compactos, com a possibilidade de dobrar e ser transportado facilmente no transporte público. Desse modo, você pode variar utilizando, por exemplo, o metrô até o centro da cidade e depois o patinete até o local da empresa.

Por ser compacto, o patinete elétrico pode ser transportadora sem muito esforço
Por ser compacto, o patinete elétrico pode ser transportadora sem muito esforço

Os patinetes elétricos também podem ser muito bem aproveitados nos fins de semana. Cada vez mais as prefeituras têm investindo em ciclovias, facilitando a circulação desse meio de transporte nos centros urbanos, assim como em parques. Diferentemente das bicicletas, com os patinetes elétricos você não correrá o risco de chegar suado nos seus compromissos. Isso porque ele quase não exige força. Para se locomover, basta dar o primeiro impulso com os pés e acelerar no guidão.

Adquirir acessórios de proteção torna-se indispensável, principalmente capacete, joelheira e cotoveleira. Pode acontecer do usuário cair do veículo e sofrer um acidente. É importante frisar que, embora haja investimento nessa opção de mobilidade no Brasil, as ciclovias e a pavimentação de vias são mal conservadas.

A segurança das cidades é outro ponto a ser levado em consideração, sem espaços adequados para transitar de patinete, o condutor se vê obrigado a andar com os carros e as motos. Além disso, existe o risco de roubo, portanto, deixar em qualquer lugar ainda não é viável.

Quanto custam os patinetes elétricos

Valor pode variar de acordo com o modelo
Valor pode variar de acordo com o modelo

No Brasil já existe uma infinidade de patinetes elétricos tanto para crianças como para adultos. O preço varia de acordo com o modelo escolhido. Entre os mais baratos, é possível encontrar de R$ 700, mas eles podem chegar em aproximadamente R$ 5 mil. Painel de LED, farol de freio, amortecedores e visor digital com informações de velocidade, nível da bateria e conexão Bluetooth são alguns dos itens oferecidos em modelos mais caros.

Alguns patinetes são mais caros por possuir recursos extras
Alguns patinetes são mais caros por possuir recursos extras

Antes de comprar o patinete, veja se o modelo do seu interesse não se enquadre como ciclomotores, seguindo as regras do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN). Caso pertença a essa categoria, você terá de ter CNH e pagar os demais impostos.

A velocidade máxima, em média, é de 20 km/h, inclusive para os modelos de compartilhamento. Mas é viável encontrar aqueles com velocidade acima. O principal patinete elétrico da Emove vai até 30 km/h.

Importway, Inmotion, Emove e, recentemente, a Xiaomi, estão entre as principais marcas de patinetes elétricos.

Aluguel de patinetes elétricos

Para você que não curte a ideia de comprar, mas tem interesse em usufruir das praticidades dos patinetes elétricos, o aluguel pode ser uma boa opção. Empresas como Yellow, Grin, Uber Patinete e SCOO já estão atuando no Brasil.

A Yellow é uma das principais empresas do segmento
A Yellow é uma das principais empresas do segmento

Lembre-se de ficar atento as áreas de cobertura, pois uma boa parte dessas empresas não atende toda a região, fazendo com que o usuário tenha que deixar o patinete no meio do caminho para prosseguir viagem. Não deixe de analisar antes os preços praticados, evitando, assim, surpresas na hora de finalizar o aluguel.

Fique atento as novas regras de circulação. Após São Paulo, outras cidades devem começar a trabalhar na regulamentação.

Não há dúvidas de que esse meio de transporte veio para ficar, trazendo praticidade, agilidade e economia. Por isso, avalie bem cada ponto e faça uma comparação entre alugar e comprar. Se escolher a última opção, pesquise bem sobre qual modelo comprar, considerando aquele que mais irá atender as suas necessidades.

1 Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe uma resposta

  • Por 50 centavos o minuto mais os 3 ou 4 reais so para desbloquear nunca q sai mais barato que transporte publico, ate mesmo uber sai mais barato. Mas é divertido para lazer.

Receba nossas notícias:
[widget id="jackmail_widget-2"]
Holler Box