Tales From the Loop, a série retro-futurística da Amazon Prime

Tales From the Loop
Adaptação do livro e jogo retro-futurístico do autor Sueco Simon Stålenhag, Tales From The Loop é sucesso de crítica

O percurso para Tales from the Loop chegar na Amazon Prime é realmente interessante. Abaixo você conhece um pouco mais sobre o autor sueco Simon Stålenhag, as obras que foram desenvolvidas a partir das suas ilustrações e a produção da série que já está disponível na Amazon Prime.

Simon Stålenhag, antes de Tales From the Loop

O ilustrador Sueco, nascido em 1984, ficou conhecido no início da década passada por suas obras intrigantes. A grande parte de suas ilustrações são cenas de uma Suécia rural, porém com algo particular: elementos mundanos são combinados com naves espaciais e robôs. Além disso, instalações em ruínas e paisagens devastadas compõem um universo, que o próprio autor define como retro-futurístico. O site do artista reúne diversas de suas obras:

As ilustrações começaram a chamar atenção do público e Simon Stålenhag viu a oportunidade de transformar este projeto em uma espécie híbrida de romance narrativo e livro de arte. Para isso, o autor começou uma campanha no site de financiamento coletivo, Kickstarter.

Tales from the Loop – Livro

Tales From the Loop, a série retro-futurística da Amazon Prime

O valor inicial proposto por Simon Stålenhag na plataforma era de 10 mil dólares e ele conseguiu impressionantes 320 mil dólares.
E com isso o livro foi financiado com sucesso e lançado para o público.

O livro foca, em sua grande parte, na história fictícia de uma pequena cidade, na qual o governo sueco construiu um misterioso acelerador de partículas, chamado pelos locais como “The Loop”. O projeto é então abandonado, mas as consequências dos experimentos lá realizados, como o surgimento de estranhos robôs, são vistas nas paisagens da pacata cidade.

O livro foi um tremendo sucesso, e o autor conseguiu produzir mais dois livros: “Things from the Flood“, lançado em 2016, que foca no mesmo universo de “Tales from the Loop” e “The Electric State“, lançado em 2017, com uma história independente.

Uma notícia boa para os fãs de “Vingadores: Guerra Infinita” e “Vingadores: Ultimato“: os diretores Anthony Russo e Joe Russo compraram os direitos da adaptação de “The Electric State“. O livro conta a história de uma adolescente e um robô, enquanto percorrem o interior dos Estados Unidos. A adaptação ainda não tem previsão de estreia.

Tales from the Loop – Jogo

O autor Simon Stålenhag, diante do sucesso de seus livros, resolve criar uma nova campanha na plataforma Kickstarter, desta vez para a criação de um jogo RPG baseado em seus livros. Veja abaixo o trailer (em inglês) que foi usado na campanha para financiar o jogo.

https://www.youtube.com/watch?v=FzSpOAhgCf8

No jogo, você escolhe um personagem (todos adolescentes no final dos anos oitenta) para resolver mistérios conectados ao “The Loop“. Os personagens são arquétipos como “o leitor ávido”, “o criador de problemas”, “o garoto popular” e “o esquisito”. A vida cotidiana desses adolescentes, é normal, com conflitos com seus pais e com bullying.

Os mistérios levam os personagens a encontrarem máquinas e criaturas estranhas que surgiram depois que o “The Loop” foi construído. O jogo pode ser encontrado na plataforma especializada Free League.

Além do jogo RPG, um jogo de tabuleiro está sendo atualmente desenvolvido e com data de lançamento para 2021. Como de costume, Simon Stålenhag, agora já veterano em financiar seus projetos através da plataforma Kickstater, está com o projeto neste exato momento e já superou em 4 vezes o valor requisitado de 46 mil Euros. O projeto já arrecadou quase 220 mil euros.

Tales from the Loop – Série

Diante do sucesso de todo os materiais baseados nas obras de Simon Stålenhag, era inevitável que chegasse ou aos cinemas ou na televisão. A Amazon assegurou os direitos de ambos “Tales of the Loop” e “Things from the Flood” em 2018 e deu-se então início à produção.

Durante as negociações, a pedido do próprio autor, a série seria baseada somente nos livros, ignorando o universo expandido criado para os jogos. O autor, que também atua como produtor executivo, permitiu que a série fosse transportada para a zona rural americana, para que pudesse alcançar uma audiência internacional. Essa decisão, que foi recebida com controvérsia, foi muito bem defendida pelo autor.

Considerando o importante papel que o cenário rural sueco têm no universo, Stålenhag alegou que seus livros não são convencionais, e são uma representação de uma realidade paralela, não necessariamente de um país específico. O elemento mais importante era manter o confronto de paisagens rurais com a tecnologia e neo-futurismo.

Junto com o autor, na cadeira de produtor executivo, estão Nathaniel Halpern, responsável por séries de sucesso como “Legion” e “The Killing” e, Matt Reeves, diretor dos filmes “Cloverfield” e do próximo “The Batman“, que chega aos cinemas em 2021.

Confira abaixo o trailer da série.

Uma dos elementos interessantes da produção, foi a decisão de ter cada episódio dirigido por um diretor diferente. Os produtores deram chance tanto para diretores relativamente iniciantes, como também para nomes mais estabelecidos da indústria.

Andrew Stanton, diretor que venceu Oscar de Melhor animação por “Procurando Nemo” e Wall-E“, e Jodie Foster, atriz vencedora de dois Oscars, que tem trabalhado bastante como diretora de televisão, tendo dirigido episódios de séries como “Black Mirror” e “House of Cards“, estão entre os diretores selecionados. Stanton dirige o 4º episódio e Foster dirige o episódio final.

Muitos tem comparado “Tales from the Loop” a Stranger Things e Dark e a série recebeu boas críticas, atualmente com 84% de aprovação no site Rotten Tomatoes.

Todos os 8 episódios da série estão disponíveis agora na plataforma Amazon Prime.

E você, já assistiu Tales From The Loop? Conte o que achou da série nos comentários!

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

1 Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter