WhatsApp é usado para propagar notícias falsas e as consequências são alarmantes

10358 como usar gifs nas conversas do whatsapp - WhatsApp é usado para propagar notícias falsas e as consequências são alarmantes
Não é novidade que o WhatsApp é muito usado para espalhar fake news. No entanto, esse tipo de situação vem tomando proporções preocupantes.

Notícias falsas são um caso sério e até o Google vem tentando promover o jornalismo de qualidade. Entretanto, o que fazer a respeito de informações não confirmadas (rumores) sendo divulgadas no WhatsApp, por exemplo?

Aqui no Brasil, não é difícil se deparar com correntes e mensagens copiadas através de grupos. Lá fora, a Índia, o Quênia e até mesmo o Reino Unido estão sofrendo as consequências trazidas por mensagens espalhadas sem nenhum tipo de filtro.

Dois homens foram mortos na Índia por causa de boatos que circulavam no WhatsApp

Reprod Poa 24 horas 25 - WhatsApp é usado para propagar notícias falsas e as consequências são alarmantes
Rumores foram responsáveis pela morte prematura de dois homens.

No início do mês de junho, Abijeet Nath e Nilotpal Das foram espancados até a morte por uma multidão após pararem o carro para pedir informações. O ato, que ocorreu na província de Assam, na Índia, foi desencadeado por rumores que afirmavam haver pessoas sequestrando crianças na região.

“Os moradores da região suspeitaram dos estrangeiros porque, há três ou quatro dias, mensagens estão circulando pelo WhatsApp – e também por outros meios – sobre sequestradores de crianças que costumam agir nesta região”, afirma Mukesh Agrawal, policial local.

Abijeet Nath era artista digital e Nilotpal Das era engenheiro de áudio. E, embora tivessem implorado por suas vidas, a população simplesmente direcionou todo o ódio propagado pelas mensagens sobre eles.

A situação é semelhante em outros países

brasil - WhatsApp é usado para propagar notícias falsas e as consequências são alarmantes
Brasil é um dos principais afetados pelas mensagens de caráter falso.

No Quênia, por exemplo, administradores de grupos do WhatsApp são os que mais espalham fake news (notícias falsas) em tempos de eleições. Dessa forma, as eleições mais recentes do país foram afetadas diretamente pelo serviço de mensagens.

O Brasil também não fica de fora, já que o WhatsApp foi utilizado para motivar você a não se vacinar contra a febre amarela. Parece surreal, mas vídeos e e mensagens de áudio foram compartilhados para que os mais desavisados fossem facilmente persuadidos.

Esse tipo de situação tem sido mais recorrente por um motivo: pessoas estão utilizando o WhatsApp como veículo de notícias com maior frequência. A informação é do Instituto Reuters da Universidade de Oxford.

Ainda segundo a pesquisa do instituto, esse aumento se deve a uma migração de leitores de notícias do Facebook para o WhatsApp. E é aí que está o problema: o WhatsApp possui cerca de 1,5 bilhão de usuários. Além disso, diferentemente do Facebook, o serviço de mensagens permite maior privacidade para discutir todo e qualquer assunto:

“O motivo pelo qual as pessoas estão indo para esses espaços é porque elas possuem maior privacidade. Se você está num regime autoritário, pode usá-los para conversar de forma segura sobre política – mas eles também podem ser usados para meios nefastos”, afirma Nic Newman, co-escritor da pesquisa.

O que vem sendo feito para reverter a situação

WhatsApp não abre - WhatsApp é usado para propagar notícias falsas e as consequências são alarmantes
Medidas estão sendo tomadas.

Sendo assim, é extremamente difícil filtrar qualquer tipo de mensagem difundida pelo WhatsApp e outros aplicativos semelhantes. Ou seja, no fim das contas, a solução para o problema é simplesmente não acreditar em tudo o que é compartilhado.

Um porta-voz do aplicativo afirma que esforços estão sendo feitos para reverter esse quadro: “Tornamos fácil o ato de bloquear um número de celular com apenas um toque – e estamos constantemente evoluindo nossas ferramentas para bloquear conteúdo automatizado. Estamos trabalhando para dar mais controle a pessoas em grupos privados, que continuam estritamente limitados em tamanho. Também estamos dando um passo a mais no que se diz respeito a educação, para que as pessoas saibam para que serve cada um de nossas funcionalidades de segurança, assim como também saibam identificar notícias falsas e brincadeiras.”

Continue ligado no Showmetech para não perder notícias importantes como esta. Ah, e, não esqueça de deixar seu comentário a respeito desse assunto importante!

Fonte: The Guardian.

Leia também

Usuários da versão beta do WhatsApp estão recebendo atualização com chamadas de vídeo em grupo

10358 como usar gifs nas conversas do whatsapp - WhatsApp é usado para propagar notícias falsas e as consequências são alarmantes

Comentários do Facebook

Receba Notícias por E-mail:

Share via