Celular roubado - capa - gettyimages

Celular roubado? Veja como bloquear chip e recuperar o número

Avatar of joão pedro boaventura
Além do dano material, um celular roubado acarreta também em outras dores de cabeça, como os dados dentro dele. Aprenda o que fazer nessas situações.

Um dos males mais recorrentes de nossa sociedade moderna interconectada é justamente a eventual perda do celular, seja por roubo, furto, clonagem, ou simplesmente por termos esquecido onde o deixamos. Além do prejuízo material, com o extravio do smartphone, independentemente do motivo, se vão também todos os dados dentro dele, além do número registrado no chip SIM. Assim, para não perder a chance de se manter conectado com seus contatos, confira como recuperar o número de um celular roubado ou perdido.

Celular roubado ou perdido?

Pessoa andando e deixando um smartphone no chão, esquecido, para ilustrar um smartphone perdido.
Lidar com um smartphone perdido exige procedimentos diferentes de um celular roubado, de fato (Imagem: Shutterstock/reprodução)

Seu smartphone sumiu? Você pode tê-lo perdido ou alguém pode tê-lo furtado, isto é, quando há o roubo sem estabelecer contato com a vítima. Para isso, é sempre uma boa ideia refazer os passos e ter certeza de onde pode ter ocorrido esse extravio. Caso você acredite de que se trata de perda, é possível seguir alguns passos para tentar reavê-lo. No caso de certeza de que se trata de um celular roubado, os procedimentos já são diferentes.

Em caso de perda

Primeiramente, tente encontrar o seu celular. Tanto o iPhone quanto os sistemas Android contam com um recurso embutido de rastreio atrelados às contas do iCloud e do Google, respectivamente. Nota-se que, em último caso, é possível utilizar tais recurso para bloquear o dispositivo — que só será desbloqueado com um novo login do usuário — ou para limpar completamente os dados do smartphone perdido, impedindo até mesmo o registro de localização posterior.

Tanto os sistemas android quanto ios contam com aplicações de rastreio remoto do celular e que podem ser acessadas para encontrar a localização de um smartphone perdido (imagem: showmetech).
Tanto os sistemas Android quanto iOS contam com aplicações de rastreio remoto do celular e que podem ser acessadas para encontrar a localização de um smartphone perdido (Imagem: Showmetech).

Uma vez identificado o local, tente acioná-lo para entrar em contato com quem pode tê-lo achado e/ou guardado. Ligando para seu próprio número de celular, existe a chance de alguém atender do outro lado e, assim, será possível combinar um encontro para retirar o dispositivo.

Nota-se que essa tática era utilizada até mesmo para encontrar o celular quando esquecíamos onde o deixamos em casa, em um passado não muito distante em que era bem mais comum que as residências tivessem linhas de telefone fixas, além dos celulares particulares de cada um. Mesmo que ninguém atendesse, o próprio toque guiaria o dono do aparelho até ele.

Em caso de roubo

Em caso de um celular furtado, a situação complica mais um pouco. Considerando a correria do dia a dia, como no transporte público lotado, às vezes não percebemos quando somos furtados e isso pode gerar uma dúvida a respeito da possibilidade de o dispositivo ter sido perdido por aí ou realmente roubado. Há certas situações em que o esquecimento é certo, como em restaurantes, aplicativos de transporte ou outros estabelecimentos confiáveis, mas o não saber onde o smartphone foi extraviado já é um sinal de alerta.

Apague todos os dados do smartphone

Nesse tipo de situação, não ligue para o próprio número. Isso é, porque qualquer alteração no estado de bloqueio do celular poderá facilitar a ação de hackers que já podem estar em controle do aparelho. Assim, estando o dispositivo certamente em condições irrecuperáveis, o primeiro passo é entrar na tela de rastreio (descrita na seção anterior) e limpar todos os dados do smartphone.

É por ocorrências como essas que a realização constante de backups se mostra importante, sendo que é possível até mesmo configurar para que os celulares automaticamente decidam armazenar os dados neles contidos em nuvem — como o Google Drive.

Celular roubado? Veja como bloquear chip e recuperar o número. Além do dano material, um celular roubado acarreta também em outras dores de cabeça, como os dados dentro dele. Aprenda o que fazer nessas situações.
A realização de backups é importante para recuperar seus dados em caso de perda ou roubo (Imagem: Internet/reprodução)

Além disso, vale um alerta também em relação ao armazenamento expandido, como no caso de um cartão de memória externo SD, uma vez que, enquanto os dados do celular roubado são inacessíveis de maneira fácil por vias externas, o cartão SD pode ser simplesmente removido de seu slot e acessado em um computador comum. Portanto, recomenda-se que a esse tipo de recurso seja destinado apenas a aplicações e outras funcionalidades do aparelho, e não para o armazenamento de dados confidenciais ou de importância pessoal.

Tenha sempre cuidado ao utilizar cartões de memória expansível no seu smartphone, visto que os dados nele podem ser acessados com maior facilidade do que os da memória interna de um celular. (imagem: istock/reprodução)
Tenha sempre cuidado ao utilizar cartões de memória expansível no seu smartphone, visto que os dados nele podem ser acessados com maior facilidade do que os da memória interna de um celular (Imagem: istock/reprodução)

Em relação aos contatos armazenados, é sempre possível registrar a agenda diretamente no cartão SIM ou na Conta Google. Outros aplicativos, com configurações próprias, normalmente salvam os registros do usuário em nuvem, ou são atrelados a contas próprias ou ao serviço correspondente — progresso em jogos são guardados pelo serviço do Google Play Games, por exemplo.

Registre o boletim de ocorrência

Depois de limpar os dados do celular roubado, o boletim de ocorrência é de igual importância, senão maior. É possível registrá-lo online, sem nem precisar sair de casa, a partir da delegacia eletrônica da polícia de seu respectivo estado ou em uma delegacia mais próxima da sua casa.

Solicite bloqueio do chip SIM e do IMEI

Agora, chega a hora de inutilizar o chip SIM, onde está armazenado o número do celular roubado. Portanto, é necessário ligar para a operadora e solicitar o bloqueio imediato da linha. Para isso, seguem os seguintes números para realizar o serviço:

  • Claro: 1052
  • Oi: 1057
  • TIM: 1056
  • VIVO: 1058

Além disso, o boletim de ocorrência é importante porque assim o celular roubado poderá ser bloqueado através do IMEI. No caso, o IMEI é um número de identificação do aparelho e, se a operadora tiver acesso a ele, também conseguirá inutilizar o aparelho ao impedir o acesso dele a redes de internet. Antigamente, era necessário informar tal código às operadoras, mas hoje em dia elas podem conseguir acesso a ele apenas informando o número da própria linha.

Esse bloqueio por roubo é previsto por lei devido à resolução 632/2014, o chamado Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecomunicações, que visa defender e proteger o consumidor no que diz respeito aos serviços prestados pelas empresas de telecomunicação presentes no país, estabelecendo diretrizes de atuação em determinadas situações.

O código imei é a identificação do dispositivo que pode ser acessado pela própria operadora e servirá para desabilitar o celular roubado ou perdido. (imagem: creative commons)
O código IMEI é a identificação do dispositivo que pode ser acessado pela própria operadora e servirá para desabilitar o celular roubado ou perdido. (Imagem: Creative Commons)

Em tempo: a situação com o IMEI pode ser revertida caso, por algum motivo, o aparelho tenha sido recuperado. Ainda assim, o bloqueio só poderá ser feito caso o boletim de ocorrência tenha sido realizado anteriormente, como uma forma de comprovar a situação. Além disso, a operadora provavelmente também solicitará outros documentos para tal ação.

Atente-se para não realizar o bloqueio do IMEI antes de inutilizar o celular roubado e ter limpado seus dados a partir do serviço de rastreamento do Google e/ou Apple, visto que a ação da operadora irá suspender o uso desses serviços — que precisam de rede para funcionar — e, consequentemente, impedirá que os dados do dispositivo sejam definitivamente deletados.

Hora de recuperar o número antigo

Uma vez que o cartão SIM foi bloqueado e o IMEI foi identificado no intuito de inutilizar o celular roubado, será possível e necessário recuperar o número antigo ao transferi-lo para outro chip, caso seja do desejo do dono continuar com ele. Novamente, essa é uma ação que depende das operadoras.

No caso da Claro, da Oi e da Vivo, esse serviço é oferecido nos estabelecimentos físicos das próprias empresas, com um atendente. A reposição do chip será feita mediante um custo — você não paga o serviço em si, mas o próprio cartão SIM — e só pode ser solicitada pelo próprio titular da conta.

No caso da TIM, o procedimento é o mesmo, mas também pode ser feito em casa, pelo número de serviço da operadora em questão. Entretanto, será necessário esperar que o cartão SIM chegue até sua casa, sendo que o tempo de entrega pode variar.

Leia também

Se você chegou até aqui, é provavelmente porque teve seu celular extraviado de alguma forma. Assim, se está precisando adquirir um aparelho novo sem pesar muito no orçamento, confira nossa lista com os celulares de melhor custo-benefício de 2022.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados