Criminosos de sextortion podem ter as suas senhas, mas você não precisa se desesperar. Entenda

Sextortion golpes sexuais e mail
Criminosos aproveitam falhas de privacidade para roubar senhas e ameaçar divulgar fotos comprometedoras, conhecido como sextortion. Saiba como não cair no golpe

E-mails maliciosos são enviados todos os dias e com conteúdos variados. Mas nos últimos dias, um formato vem se popularizando: criminosos estão descobrindo as suas senhas para praticar chantagens sexuais. Essa prática também é conhecida como sextortion, que é quando uma pessoa faz chantagem e ameaça divulgar as suas fotos comprometedoras. 

Ainda que seja algo grave, levando em consideração que pessoas tiveram acesso às suas senhas, você não precisa entrar em pânico. Muitas vezes, os golpistas não possuem as suas fotos e vídeos. Ou seja, eles utilizam deste mecanismo (chantagem) simplesmente para tirar dinheiro da vítima.

Como funciona

Esse tipo de golpe sempre começa com frases (assunto) de efeito, como: “Seu computador foi invadido!”, “Eu também posso postar nas suas redes sociais”, “Você vai se arrepender!”, “Seu computador foi invadido por hackers”, ou assuntos semelhantes. Recentemente, um desses e-mails de sextortion chegou ao portal Naked Security e mostra bem como as pessoas por trás dessa prática atuam.

“Eu sei, [SENHA], é a sua senha. Você não me conhece e provavelmente está pensando por que está recebendo este e-mail, correto? Bem, acredito que US $ 2900 é um preço razoável para o nosso pequeno segredo. Você fará o pagamento via Bitcoin (se não souber disso, pesquise “como comprar bitcoin” no Google)”.

E-mail enviado pelo invasor.
Hacker (sextortion)
Golpistas praticam sextortion enviando e-mail ameaçando pessoas

Alguns desses conteúdos de golpes sexuais variam, ou seja, nem sempre o criminoso usará o mesmo texto para todas as vítimas. E muitas pessoas acabam caindo na conversa, sem mesmo fazer uma averiguação antes. 

Na semana passada, a Irlanda do Norte foi alvo de golpes de sextortion. Mais especificamente, quatro cidades (Antrim, Down, Tyrone e Derry) viram o número de casos explodir. A polícia local registrou ao menos 40 denúncias envolvendo criminosos cibernéticos ameaçando pessoas da região.

De acordo com os relatos das vítimas, os golpistas disseram que possuem fotos comprometedoras e filmagens delas acessando sites pornográficos. Eles ainda dizem que podem enviar todo o conteúdo para as famílias. Em outros e-mails, os criminosos ameaçam publicar as imagens. Toda a ação pode ser interrompida se a vítima aceitar pagar um valor. Nos casos registrados na Irlanda do Norte, eles pediam cerca de 2.000 libras.

Teclado sextortion
A Irlanda do Norte viu o número de casos subir durante a pandemia de coronavírus (COVID-19)

No Brasil, casos foram confirmados em dezembro passado em Jundaí, no interior de São Paulo. O hacker informava que estava observando a pessoa há meses e revelava que o computador da vítima foi infectado por malware oriundo de um site adulto que ela visitou. Em uma investigação, foi possível perceber que invasor brasileiro traduziu o texto de inglês para português e, aleatoriamente, ele enviava as ameaças para pessoas da região.

Em outro caso no mesmo período, o hacker fazia as mesmas ameaças frequentes em sextortion e exigia que a vítima comprasse seis cartões pré-pagos da empresa Acesso com recarga de R$ 50 cada (R$ 300 no total).

Com muitos jovens na internet devido à pandemia de coronavírus (COVID-19), as autoridades pedem para que os pais fiquem de olho nos filhos.

“É realmente importante que os pais e responsáveis saibam qual é a atividade on-line de seus entes queridos, com quem seus filhos estão se engajando e em quais sites estão visitando”.

alertou Simon Walls, superintendente-chefe do Serviço de Polícia da Irlanda do Norte (PSNI).

Como eles descobrem as suas senhas?

A explicação mais provável é que os criminosos de sextortion aproveitam as clássicas falhas de privacidade em outras plataformas para roubar dados e começar as ameaças. Em 2012, vazaram milhões de senhas de usuários do LinkedIn e elas passaram a ser comercializadas na dark web. Mas não é só com a rede social profissional. Outras plataformas estão sempre registrando polêmicas com vazamento de dados dos usuários.

Em 2016, um ataque teve acesso aos dados de dez mil usuários do Facebook. Informações de quase 33 milhões de pessoas que utilizam o Twitter foram vazadas e vendidas na internet em junho de 2016. Ainda no mesmo ano, o Yahoo! confirmou um ataque, que teve acesso a pelo menos 500 milhões de dados de usuários. Vale destacar que muitas vezes a descoberta do vazamento leva anos.

Mulher preocupada com a mão no pescoço (golpes sexuais)
Os golpistas, geralmente, conseguem as senhas através de problemas de privacidade de redes sociais

As pessoas que praticam sextortion aplicam engenharia social: elas sabem que a maioria de nós usa a mesma senha para diversas plataformas. Logo, eles passam a testar a senha vazada em outras redes sociais ou vender para uma pessoa com o objetivo de acessar os seus dados. 

Por mais que no e-mail o criminoso apresente a sua senha antiga, isso poderá ser vantajoso para ele, pois a vítima pode tomar um susto e seguir o que ele mandar. 

Segundo o Centro Australiano de Segurança Cibernética, país onde também registrou aumento no número de casos agora em abril, muitas vezes, os invasores não têm acesso aos conteúdos.

“As informações no email são obtidas na própria internet a partir de violações de dados conhecidas anteriormente”.

explicou o Centro Australiano de Segurança Cibernética.

A empresa de fraudes cibernéticas, Kroll, explica que entre os golpes de e-mails, 20 a 35% das pessoas envolvidas não possuem relação com o que é relato pelos invasores. Portanto, quando receber essas mensagens, você só precisar excluir. E se a pessoa apresentar as suas senhas? Veja abaixo o que você deve fazer.

O que fazer se cair em sextortion na internet

Senhas
Proteja-se para não cair em golpes na internet

Os especialistas explicam que a primeira coisa a se fazer é não se desesperar. Afinal, um e-mail com uma senha antiga não significa que a sua conta foi invadida. Confira abaixo as principais dicas:

  • Assim que receber o contato do golpista de sextortion, não responda o e-mail, mesmo que ele tenha a sua senha;
  • Se a senha que ele colocou no e-mail realmente for a sua atual, entre nas suas contas (com a senha que ele tem acesso) e faça a alteração imediatamente;
  • Verifique se você possui antivírus instalado no seu computador e não deixe de atualizá-lo com frequência;
  • Há também uma plataforma online onde é possível ver se o endereço de e-mail está envolvido em algum vazamento recente. No Have I Been Pwned, você só precisa digitar o seu e-mail e o site fará uma busca de possíveis violações;
  • Sabemos que é difícil, mas o recomendado é sempre usar uma senha diferente para cada plataforma que você usa (senhas diferentes para: e-mail, Facebook, Instagram e outras contas). Para não se perder com tanta credencial criada, utilize gerenciadores de senha

Por fim, outra ação importante a ser tomada é habilitar nas suas contas a autenticação em duas etapas (ou autenticação de dois fatores). Ela está disponível na maioria dos aplicativos de mensagens e redes sociais. Veja aqui como habilitar essa camada adicional de segurança nos principais serviços online:

Toda vez que você receber um e-mail suspeito, não deixe de checar de onde ele veio. Confira se há links quem podem ter vírus e pesquisar no Google sobre a possível empresa ou pessoa, é um dos procedimentos recomendados para não cair em golpes. E você, leitor, já recebeu e-mails similares? Então compartilhe conosco aqui nos comentários.

Fontes: Naked Security; The Journal; iT News; Coventry Telegraph.

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter