REVIEW: Samsung Crystal UHD 4K, a melhor smart TV 4K de entrada de 2020

crystaluhdcapa
A Samsung renova os modelos de smart TV LED 4K com a linha Crystal UHD 4K, entregando design e qualidade que prometem ser o melhor do patamar neste ano
Anúncio
REVIEW: Samsung Crystal UHD 4K, a melhor smart TV 4K de entrada de 2020

Quem busca dar um upgrade na smart TV da sala de estar facilmente se pega na clássica dúvida de “qual modelo comprar?”. Sabemos que em tempos como esse (crise e pandemia) o bolso pode falar mais alto, entretanto é possível termos preço e qualidade ao pensarmos em uma 4K como a Crystal UHD da Samsung.

A nova smart TV acabou de chegar ao Brasil em quatro configurações de tamanho (50″, 55″, 65″ e 75″), entregando boa qualidade de processamento em modelos de entrada. Além disso ela é recheada de novidades: assistente pessoal integrada, controle remoto único, modo gamer e até mesmo um atalho rápido para deixá-la camuflada entre as obras de arte do cômodo.

Para conferir todas as funções e dizer se realmente foi uma evolução comparado ao portfólio 4K de 2019 da Samsung, testamos a TU8000 de 55 polegadas e te contamos aqui, na íntegra, tudo o que você precisa saber sobre esta smart TV.

Design

Na inevitável comparação às linhas LED do ano passado, vemos considerável melhoria em termos de design. Inclusive na montagem dela percebe-se mais praticidade, pois os suportes de mesa são encaixados nos espaços da base, ao invés de parafusados na traseira como em outras linhas da Samsung.

crystal UHD samsung 4k
Bordas finas e suportes que servem para camuflar a passagem de fio são apenas alguns dos detalhes de design da Crystal UHD (Divulgação; editada)

As bordas finas tentam se aproximar de modelos intermediários, com o selo de bordas infinitas, entregando uma experiência imersiva independente do conteúdo. Por seguir a filosofia “sem fios” da Samsung, a Crystal UHD tem uma canaleta na traseira para passagem de conexões e há até presilhas para guiar os cabos até a parte de baixo da TV.

Em rápida revisão do controle remoto, ele funciona de forma parecida aos outros universais da Samsung: minimalista, conta com microfone embutido, atalhos para o modo ambiente e também para os serviços Netflix, Amazon Prime Video e Globoplay – este último substitui o pouco útil atalho do navegador de internet. O botão “On/Off” na base da TV segue com opção de circular as funções (pressionar) e confirmar a seleção (segurar).

Tela

Armada do potente processador Crystal 4K que batiza a linha, você tem cores mais vibrantes, uma otimizada taxa de contraste, melhor upscaling e controle reforçado de conteúdos HDR e HDR10+. A tela LED possui taxa de atualização de 60Hz, o básico para conferir jogos, vídeos e filmes com alta taxa de frames por segundo. Sem problemas, pude aproveitar séries e filmes em serviços de streaming UHD/4K, como a Netflix e Amazon Prime Video.

crystal UHD blade runner 2049 ryan gosling
Blade Runner 2049, vencedor do Oscar de melhor fotografia, é uma ótima forma de testar o potencial de cores e de contraste em uma TV 4K, não acha?

Na prática, as especificações técnicas fazem jus ao prometido. A luz fica contida nas finas bordas e existe uma ótima consistência de distribuição de brilho (em imagens claras, não notei faixas mais escuras do que deveriam ser). Os movimentos são bem suaves, se mantendo nos 60Hz, com opção de interpolar os frames nas configurações do dispositivo.

Como “herança” da geração anterior (da RU7100), o ângulo de visão e os reflexos deixam a desejar. O acabamento da tela semi-brilhante ajuda um pouco, mas não elimina luzes de fora dependendo do ambiente em que você estiver. Se o foco de luz estiver das laterais e rebater em objetos claros, o brilho já pode ser notado na TV.

crystal UHD ghost of tsushima
Mesmo que a janela esteja ao lado de quem assiste a TV, dependendo do ângulo de visão em ambientes claros, a experiência com a Crystal pode ser abalada

A um ângulo acima de 35-40 graus percebe-se diminuição repentina de tons escuros, logo, preferi assistir a Crystal ao anoitecer devido à disposição de móveis em minha sala de estar. Mesmo assim vale lembrar: esta ainda é uma televisão LED 4K de entrada. Com a proposta em mente, ela cumpre mais do que o necessário.

Áudio

Em dois canais, com potência total de 20W RMS, o sistema de áudio não impressiona e nem deixa a desejar. Ainda estamos falando de uma televisão básica (com look intermediário), então para a maioria dos usos menos exigentes ela entrega uma ótima qualidade. Como é de se esperar, em volumes altos a distorção fica mínima, há poucos graves e a definição em geral é muito boa.

Em nossos testes de games, clipes musicais e serviços de streaming, a performance do áudio foi imersiva e condizente com toda a qualidade exibida em tela. A adição de destaque, por sua vez, fica com a possibilidade da Crystal UHD conseguir receber conteúdos Dolby Digital Plus, de até 8 canais, e pode servir como passagem para a cultuada tecnologia Dolby Atmos. Ao espectador que exigir mais “graves”, recomendamos a soundbar HW-T550 (R$1.699) da fabricante, uma parceria que combina com o design da TU8000.

Modo Ambiente

Uma adição divertida é o Modo Ambiente, funcionalidade que tenta integrar a sua smart TV no ambiente onde ela estiver instalada, imitando um “quadro inteligente”. Isso torna-se útil para quem criou o costume de deixar a televisão ligada na sala de estar – não se preocupe com os baixos riscos do efeito burn-in. Em comunicação com o smartphone, você consegue criar layouts de fotos, simular papéis de parede e abusar de funções smart de ambos os gadgets.

Modo Ambiente com quadros artísticos em fundo laranja
Com a seleção de imagens direto do celular, a TV pode ganhar borda sombreada para simular um quadro no meio de sua sala de estar

Curioso foi precisar sempre fazer download do conteúdo das paisagens aparentemente inclusas no app. Cada vez que desejar migrar do layout escolhido para outro, lá se vai mais alguns segundos de download. Por este ponto, afirmo se tratar de lentidão do serviço em si, já que a velocidade e estabilidade da conexão foram as mesmas que permitiram consumir o conteúdo em 4K de streaming que citei acima.

Para compensar este deslize, na integração com o celular via aplicativo Smart Things o usuário consegue adicionar fotos de maneira quase instantânea para a TV – depois de baixar e configurar os layouts. Há um modo animado com pinceladas, uma dupla com calendário, organização aleatória ou modos rotativos da sua galeria. Merecido o aviso: a não ser que sejam memes da internet, saiba muito bem quais fotos são escolhidas ao sincronizar os dispositivos pessoais para não ter uma surpresa indesejada em uma tela de 50 polegadas.

Via Bluetooth, mesmo sem o Smart Things, a Crystal UHD se transforma em um player interativo de músicas que reage ao som tocado. Dentre os templates do modo, este foi o que mais roubou a minha atenção. Consigo imaginar situações onde seria mais prático usar a TV como um “speaker Bluetooth” do que realizar a conexão do smartphone a um portátil que precise carregar a bateria, por exemplo.

Modo Ambiente com The Weeknd
Na TU8000 pode-se fazer uma transição suave de um slideshow para reprodutor de músicas graças ao Modo Ambiente

A funcionalidade artística faz lembrar outro modelo, a QLED The Frame. Por sua vez, esta orna melhor com o ambiente por especificações técnicas e sensores de iluminação que ajustam o brilho da TV. Mesmo assim, ter o Modo Ambiente na Crystal UHD é um ótimo incentivo de “intervenção tecnológica” por abrigar obras de arte em uma enorme tela inteligente.

Interface e Assistente de Voz

Rodando o sistema operacional Tizen 5.5, característico das smart TVs atuais da fabricante, a navegação da Crystal UHD fica fluida. Há uma barra na parte inferior da tela com acesso aos aplicativos, com uma dezena instalada de fábrica. Os serviços de streaming, tanto áudio como vídeo, te lembram de sua última reprodução e podem inclusive fazer sugestões de acordo com popularidade (como no caso da Netflix) ou direto da sua própria lista de favoritos (no Prime Video). A visualização rápida pode te ajudar a decidir sua próxima reprodução antes mesmo de migrar de app.

tizen interface da crystal uhd
Navegação intuitiva, inteligente e com apps úteis logo de fábrica graças ao sistema Tizen

As configurações do sistema em geral são bem breves, mas existe harmonia notável entre esta e o minimalismo bastante pontual do controle remoto. Como de costume, pode ser feita a conexão com o Smart Things para integrar outros dispositivos da Samsung e controlar a TV pelo celular. Com o link da conta, a sua identificação de voz “Voice ID” também é compartilhada.

Tratando de assistentes pessoais, a Crystal UHD tem suporte a Bixby ou Alexa para funções inteligentes. A ativação funciona pelo controle: depois de configurar sua preferida, basta segurar o botão do microfone e fazer uma pergunta. O alcance e eficácia são bons, reconhecendo ações até com o controle estando junto ao braço, descansado sobre o sofá. Infelizmente, por enquanto o Bixby só está disponível em inglês, com ligeiros erros ao detectar a voz (foi preciso testar uma segunda vez e deletar o perfil salvo e iniciar a assistência com sucesso).

echo dot alexa na crystal uhd
Assim como no Echo Dot 3, a Crystal UHD acende uma faixa de luz azul indicando que a Alexa foi acionada

No caso da Alexa, existe a segurança de integração entre o dispositivo e sua conta Amazon. Nas primeiras vezes, me peguei falando “Alexa” antes do comando, o que por sorte não é necessário. Nesse ponto, vejo um enorme acerto da interface, pois quem já tem um dispositivo com a assistente pode ouvir a pergunta e tentar realizar a mesma ordem. Para ver os comandos que ela suporta, basta ir ao menu de configurações e conferir uma lista bem explicada.

Um detalhe de interface pouco intuitivo foi o Amazon Music, que abre como parte da UI da televisão (não como um app secundário) se você pedi-la para tocar uma música ou artista. Nele, senti erros ao manipular o player pelo controle remoto, que hesitou em reconhecer o “OK” como ação de pausar a canção tocada. Além disso, o botão “play/pause” do controle bizarramente não foi mapeado para servir como “play/pause” deste player, o que deveria ser igualmente intuitivo.

amazon music crystal uhd
Quem relevar o fato desta não ser uma das melhores do Red Hot Chili Peppers pode (talvez) prestar atenção à descomplicada interface do Amazon Music

De qualquer forma, fez falta a Alexa reconhecer o pedido de música como faz no Echo Dot e automaticamente abrir o serviço pré-definido – no meu caso, Spotify – como favorito para tocar músicas. Algo até mais chateável: a inteligência avisa que o dispositivo atual não é compatível com Spotify, como informa a própria assistente se você fizer o comando, mesmo que ele venha instalado de fábrica. Pedir programas específicos como “reproduzir The Office em Amazon Prime Video” também não funciona, pois a Alexa responde com resultados de vídeos no navegador e sugestões de clipes no YouTube.

Recomendamos ficar de olho na lista de comandos suportados e decorá-los, pois quem partir da intuição ao usar a voz para controlar a smart TV deve lembrar de comandos similares aos speakers inteligentes – e não de comandos que você faria a uma assistente integrada no sistema operacional da televisão.

Conectividade e Modo Gamer

crystal UHD ghost of tsushima
O Modo Foto de Ghost of Tsushima combina bem com uma tela 4K para torná-lo ainda mais imersivo

São 3 HDMI (uma sendo ARC), 2 USB, 3 entradas A/V componentes, uma saída óptica de áudio, entrada de TV a cabo e uma porta Ethernet (LAN). Se você preferir conectar um speaker, ficará contente em saber que existe Bluetooth 4.2, mesmo que o sistema de som dê conta de todo tipo de reprodução. Ao detectar um dispositivo no HDMI, a Crystal irá reconhecer e inclusive nomear alguns dispositivos, como videogames recentes.

Falando nisso, a TU8000 conta com o famoso Modo Gamer, que cuida do tempo de resposta da tela e otimiza o contraste das cenas, com baixa latência. Caso você prefira ajustes finos, existe a função especial Game Motion Plus para deixar a jogabilidade mais suave dando conta da taxa de frames, perfeita para fãs de jogos de tiro e de ação.

REVIEW: Samsung Crystal UHD 4K, a melhor smart TV 4K de entrada de 2020
Motion Plus deixa a jogatina ainda mais suave, principalmente em games de tiro em primeira pessoa

Como testes deste modo, joguei Ghost of Tsuhima, o último exclusivo desta geração no PlayStation 4. À parte da beleza gráfica, foi satisfatório ver como cores, contraste e frame rate casaram muito bem enquanto ativei e desativei propositalmente a função da Crystal UHD. Sim, a diferença pode ser crucial dependendo do conteúdo, inclusive ao testar em 60Hz/60fps. Especialmente em certos jogos que aceitam HDR, como o caso deste título, a TV lidou muito bem.

Conclusão

Podemos afirmar que a Samsung Crystal UHD 4K entrega com qualidade tudo o que foi testado em termos de audiovisual. Se somarmos isto à interface intuitiva, montagem fácil, modos inteligentes, design intermediário e o mediano sistema de assistente pessoal, ela dá conta do recado com folga. Com o refinamento dos poucos deslizes, ela atingiria a perfeição enquanto proposta básica de 4K.

crystal UHD ghost of tsushima

Entre processador e funcionalidades, foram sutis melhorias se compararmos ao modelo 4K de entrada (RU7100) do ano passado que já indicamos aqui no Showmetech. Basta colocar na balança e você verá proximidade em ambos os valores. De qualquer maneira, recomendamos ficar de olho em promoções para que a relação custo-benefício seja ainda melhor. Porém, não deixamos de reforçar a grandiosidade da Crystal UHD: simplesmente a melhor smart TV 4K de entrada que você pode adquirir em 2020.

Confira a seguir a lista de valores e tamanhos da TU8000 disponíveis em território nacional:

Gostou de conhecer as funções especiais da Samsung Crystal UHD? Conte para a gente nos comentários se curtiu esta TV 4K!

Tamanhos (em polegadas):50?, 55?, 65?, 75? e 82?
Tela Curva:Não
Tipo:LED
Tipo de borda:Bordas infinitas
Série:Crystal UHD Série 8
Tecnologia do painel:PurColor
Resolução do painel:4K
Conexões e entradas:3 x Entradas HDMI;
2 x Entradas USB;
1 x Entrada RF para TV aberta;
1 x Entrada RF para TV a cabo;
1 x Entrada AV;
1 x Saída de áudio digital óptica;
1 x Entrada LAN;
Wi-Fi5
Bluetooth (BT4.2)
Anynet+ (HDMI-CEC)
Processador:Crystal UHD
Recursos de imagem:Auto Motion Plus
HDR Premium
HDR 10+
HLG
Modo Filme
Modo Natural
Mega Contraste
UHD Dimming
Frequência da tela:60Hz
Recursos de áudio:Dolby Digital Plus
Multiroom Link
Bluetooth de Áudio
Tipo de alto-falante:2 canais
Controle:Controle Remoto Único com microfone integrado
Funções de Netflix, Prime Video e Globoplay
Sistema operacional:Tizen™
Comandos de voz:Sim
Assistentes virtuais:Alexa e Bixby
Modo Galeria:Sim
Navegador:Sim
Consumo de energia:145W
Cor:Preto
Preços:TU8000 de 50″: R$3.199;
TU8000 de 55″: R$3.899;
TU8000 de 65″: R$5.699;
TU8000 de 75″: R$8.699.
  • Design - 10/10
    10/10
  • Tela - 9/10
    9/10
  • Áudio - 9/10
    9/10
  • Assistente de voz - 8/10
    8/10
  • Modo gamer - 10/10
    10/10
  • Interface - 9/10
    9/10
  • Conexões - 9/10
    9/10
  • Evolução (em relação a 2019) - 7/10
    7/10
8.9/10

Samsung Crystal UHD 4K, a melhor Smart TV de entrada de 2020

Uma LED 4K de entrada que irá entregar excelente performance, a Crystal UHD reforça a potência de processamento daquele que batiza a linha. Exceto pela superfície da tela em si (de fácil reflexo), o design e as especificações de modelos intermediários tomam conta desta sublime televisão da Samsung.

Pros

  • Processador exclusivo da linha
  • Modo ambiente de integração à sala
  • Assistente de voz integrada
  • Interface intuitiva Tizen
  • Modo gamer
  • Fácil montagem
  • Design digno de modelo intermediário

Cons

  • Poucas evoluções se comparada ao modelo 4K de 2019
  • Tela facilmente reflexiva
  • Reduzido ângulo de visão 
Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter