REVIEW: Samsung Q80T QLED 4K, a smart TV preparada para a futura geração de consoles

capaqled2
Os videogames da década estabelecerão o padrão de 120Hz para a melhor experiência gamer, e a Samsung Q80T vem pronta para dar conta de qualquer conteúdo com qualidade máxima

Gamers que conseguiram aproveitar seus jogos favoritos nestes tempos de quarentena recentemente tiveram o prazer de uma “espiada” no que será o futuro dos games. Afinal, qual adquirir: PlayStation 5 ou o Xbox Series X? Se a pergunta ainda não passou pela mente, é só questão de tempo – lembre-se, eles serão lançados no fim deste ano.

No Showmetech já te ajudamos a decidir entre eles, porém, uma televisão que dê conta do recado precisa ser sua garantia até que a nova onda de consoles domine o mercado. Para a sua sorte, a recém-lançada Samsung Q80T garantirá uma constante taxa de atualização da tela e a mais refinada tecnologia contida em uma QLED 4K de respeito. Para conhecer melhor este modelo, que possui entrada HDMI dedicada a 120Hz, testamos a versão de 55 polegadas e te contamos aqui neste review.

Design e principais destaques da Q80T

Com bordas mais finas do que a geração anterior, a Q80T reafirma que a Samsung quer se diferenciar nas linhas 2020 (acima de qualquer especificação técnica) pelo cuidado com o design dos seus produtos. Aliás, ela ganhou o prêmio de inovação na CES 2020 pelo sistema de som e pela performance em games.

  • REVIEW: Samsung Q80T QLED 4K, a smart TV preparada para a futura geração de consoles
  • REVIEW: Samsung Q80T QLED 4K, a smart TV preparada para a futura geração de consoles
  • REVIEW: Samsung Q80T QLED 4K, a smart TV preparada para a futura geração de consoles

Todas as entradas são laterais, com recorte ao fundo da TV. Assim, ela pode ser montada rente à parede, com os fios passando pela espécie de canaleta já clássica das linhas recentes da fabricante. São 4 entradas HDMI (uma delas pronta para consoles da próxima geração), 2 USB, uma óptica de áudio, e uma para Ethernet. Opcionalmente, se preferir tê-la sobre o rack, a fiação consegue ser escondida em uma capa plástica que reveste o suporte da base, o que libera espaço e justifica a existência de trocar a dupla de pés por um só.

A escolha do suporte central na base (algo que lembra bastante o padrão de monitores) pode não agradar muito, em especial se compararmos ao eficiente par de pés das linhas de entrada atuais e modelos inferiores da série “Q” – como Q60 e Q70. Há uma leve sensação de instabilidade, ainda mais se levar em conta que trata-se de uma smart TV de 21kg. Mesmo assim, fizeram a melhor escolha possível com a resistente chapa de metal.

base 180t
A base da Q80T passa leve sensação de instabilidade, mas é a melhor saída ao falarmos de uma base única sem a dupla de “pézinhos”

Tratando dos principais destaques do modelo, temos: tecnologia de sensor de luminosidade inteligente, Quantum HDR para a “máxima intensidade de brilho“, assistente de voz integrada e a inteligência artificial para redimensionar imagens inferiores ao 4K (upscaling) em um display com a tal resolução. Tudo isso no intuitivo sistema operacional Tizen, que ocupa uma parcela pequena da tela e te deixa reorganizar atalhos de apps e entradas da TV.

No controle remoto temos o atalho para serviços de streaming, comandos básicos, o microfone para controle de voz e o famoso Modo Retrato. Este último consiste de uma espécie de descanso de tela (animado ou estático, fica à sua escolha) como tentativa de integrar a tela na sua sala. Via aplicativo da Samsung você pode tirar fotos da sua parede e ela irá completar o espaço da TV de forma inteligente. Recomendamos os cenários do “décor”, verdadeiras obras de arte.

Q80T multi view tela
O modo Multi View tem várias utilidades para quem não consegue desgrudar do celular

Mais um ponto forte: com a Q80T você consegue espelhar a tela do celular no modo Multi View, dividindo-a entre uma entrada de vídeo e o seu smartphone. Pelo comando no controle remoto, a saída de áudio de um deles pode ser priorizada, só indicando “esquerda” ou “direita”. Gamers acharão isso muito útil, por exemplo, aos que buscam guias e tutoriais em vídeo deixando lado a lado com a janela da sua própria jogatina. Lembramos que dependendo do app a função encontra-se indisponível, como no caso de vários serviços de streaming.

Display e som

A tecnologia de ponta do processador Quantum 4K, com auxílio do Direct Full Array 12X, entrega um ótimo brilho, resolução excelente e uma notável diferença entre objetos em primeiro e segundo plano – qualidade explicada e testada melhor ao falarmos sobre games, abaixo. O controle da backlight e outros usos técnicos do Quantum pode não ser perceptível a olhos destreinados, porém um ponto reafirmado pela fabricante é a garantia de 10 anos contra burn-in (manchas na tela), algo para tranquilizar muitos que passaram por essa experiência com uma TV antiga.

Q80T netflix power
Estreias cinematográficas da Netflix têm um grau a mais de imersão na Q80T

Como fã de cinema, sinto saudades de aproveitar blockbusters em tela grande. Felizmente, pela qualidade de produções como Power (recém-lançado na Netflix) e a alta taxa de contraste perceptível com a Q80T, a experiência é quase cinematográfica. Cenas escuras e mudanças rápidas de ambiente foram consistentes, com brilho cuidadosamente delimitado (sem borrões).

Graças à tecnologia anti-brilho Ultra Viewing Angle, o sofá pode ficar lotado e todo mundo conseguirá assistir aos programas favoritos sem que reflexos atrapalhem a visão de ninguém. As cores são ricas em amplos ângulos de visão, além do fator anti-reflexo implementado no produto. De fato, este foi um forte ponto negativo da 4K de entrada Crystal UHD, então felizmente consegue-se ver a linha bem delimitada entre este e os televisores intermediários como o Q80T.

Outro espetacular destaque fica por conta do som, que garantiu automaticamente um ponto a mais na nota da review assim que eu coloquei a primeira música para tocar na Q80T. Com potência de 60W RMS e woofer integrado, a cereja do bolo fica por conta da tecnologia “som em movimento”, com speakers espalhados pela tela. Amantes do cinema podem sentir falta das tecnologias Dolby Atmos e Dolby Vision, mesmo que a TV tenha Dolby 5.1 Decoder para distribuição em seus alto-falantes.

Q80T sistema de áudio, som
Com ou sem uma soundbar, a TV dá conta de te levar um som limpíssimo e bem distribuído (Divulgação)

Em filmes e séries, a condição em cena dever ser específica para que você possa notar de “onde” o som está vindo. De qualquer forma, em clima de ação e em conteúdos esportivos (corrida e futebol) o truque de “te enganar” dá certo. Uma recomendação seria sincronizar a Q80T com uma soundbar, para que o som seja propagado do topo da TV e também disparado na direção de quem assistir.

Um último ponto sobre o som está na espécie de “cancelamento de ruído ativo” (na verdade, chama-se Active Voice Amplifier) que analisa o som do ambiente externo e aumenta o volume da voz do conteúdo da TV. Na prática, sinceramente não notei diferença, e digo isso no tom mais positivo o possível: o sistema de som é limpo e nítido em qualquer situação. Talvez no cenário de um vizinho barulhento em reforma a tecnologia pode ser mais eficaz – por sorte, não foi meu caso no período de testes. Ufa.

Assistente pessoal

Uma boa novidade é que a Q80T possui assistentes pessoais, para que você consiga realizar certos comandos de voz (detectados pelo microfone embutido no controle remoto) por meio das assistentes Bixby ou Alexa. Com isso, a smart TV torna-se um hub alternativo para um ambiente de casa inteligente, graças ao app SmartThings para central de automação da sua residência. Para os testes, priorizei a Alexa em uso rotineiro. Em tom de voz normal para conversas, o controle me reconheceu mesmo a um metro de distância.

Q80T controle remoto
Controle remoto minimalista: atalhos para serviços de streaming, modo retrato e microfone embutido para controle de voz

Fui surpreendido ao arriscar o comando de um lembrete para dali a 15 minutos e a assistente confirmar. Ativo em outro aplicativo (ou entrada HDMI) no fim da contagem regressiva, o som da Alexa é priorizado sem que apareça a barra azul na base, alarme discreto que pode ser “mutado” com um simples toque no botão do microfone. Quem conhece os limites de um Echo Dot, speaker da Amazon integrado com a Alexa, saberá o tipo de ação e resposta dada.

Infelizmente, como pude imaginar, há a mesma falha de outro modelo básico da Samsung com assistente: a Q80T não reconhece comandos para abrir um programa específico, como “reproduzir Stranger Things na Netflix” ou qualquer variação da frase. Ao invés disso, ela abre o navegador de internet e exibe resultados do YouTube para a pesquisa sobre o título em questão. Por falarmos de uma TV inteligente, este ponto parece essencial e deveria funcionar, certo?

Q80T som de ativação de voz da assistente alexa
A faixa azul combina com a estética familiar da Alexa, porém o texto fixo em tela poderia estar mais discreto

Algumas vezes tive a mensagem de “erro de conexão no servidor Alexa”, mesmo que eu estivesse conectado à internet vendo um filme na HBO Go (ou seja, o erro foi no sistema, não na rede). Ademais, meu Echo Dot funcionou normalmente, então o problema também não estava nos servidores da Amazon. Uma última falha: o texto fixo de “som da ativação de voz” surge todas as vezes que solicita-se a assistente. O detalhe cobre um pouco mais da tela do que necessário, tanto com a ativação ligada ou desligada – no caso, isso dita se o sistema reconhecerá ou não a palavra de ativação “Alexa” mesmo que você não toque no controle.

Por isso, tanto em design como em funcionalidades, a função de assistente de voz deixa a desejar. Quem busca por uma assistente pessoal não deve ter o foco nesta smart TV para todo tipo de tarefa, a não ser que esteja acostumado a outros dispositivos Samsung com controle do Smart Things. Em equilíbrio a isso, ela é essencial para fãs de games, como contamos na sequência.

Perfeição gamer

Q80T The Division 2
Me senti transportado para o meio do campo de guerra em Washington DC

Ao que o próprio título desta review adianta, a Q80T ganha atenção redobrada quando o assunto é videogame. Para otimizar o desempenho nos jogos, ela diminui o tempo de resposta e aciona “funções extras que minimizam a quebra das imagens e otimizam a exposição de luz nas cenas mais escuras“. A afirmação está no anúncio da Samsung, mas assino embaixo agora que testei a TV.

Resolvi colocar a Q80T à prova de cenários de ação com games. Por isso, escolhi o The Division 2 do ano passado, no PlayStation 4. Foi com esse jogo que percebi (sem querer) pela primeira vez o quão imersivo foi o potencial da TV ao reproduzir jogos. Mesmo estando acostumado há uma década com títulos do gênero de tiro em primeira/terceira pessoa, flashbangs e explosões ganharam um novo peso com o sistema de som e o alto brilho do display.

Após configurar corretamente o HDR, tanto no jogo em si como no console, ativei o modo gamer da TV. O resultado foi uma jogatina em contraste máximo, refinando a beleza artística de The Division 2. Com uma explosão em cena, instintivamente (eu, na “vida real”), contraí as pálpebras devido à repentina quantidade de luz presente em primeiro plano. Respostas instintivas como essa sempre são um bom sinal ao falarmos de displays para jogos. A profundidade e brilho resultaram em uma experiência deslumbrante.

Mais um ponto positivo nos jogos é justamente esse: um melhor recorte entre protagonista e cenário. Para comprovar a percepção, coloquei outros para rodar, como Cuphead, Ghost of Tsushima e CoD Modern Warfare 2 Remastered. Seja em ambiente de desenho animado, Japão antigo ou em clima de guerra, pude ter a mesma impressão. Nos games mais coloridos ainda há um razoável avanço na riqueza de cores, comparando ao que estou acostumado ao usar outras LED 4K/UHD.

Em termos técnicos, a tecnologia de local dimming torna-se um passo além para destacar a performance da atual geração de consoles. Porém, o maior ponto forte da Q80T está a longo prazo, pois já no final de 2020 será inaugurada a nova geração de videogames. Acontece que a entrada 4 de HDMI presente na Q80T suporta a frequência de 120Hz, novo padrão de games pelas especificações do PlayStation 5, por exemplo. Quem pensa em adquirir os próximos games precisa ter essa atenção – e, felizmente, esta smart TV está pronta.

Conclusão

A Samsung Q80T entrega uma excelente amostra da tecnologia QLED 4K nos modelos intermediários. Mesmo inferior ao que se propõe nas especificações técnicas do modelo premium Q95T, a televisão destaca-se pelo foco na performance em games, seja na atual ou na futura geração. Pela imagem ótima em 4K, contraste e cores te deixam com a atenção focada no display. Somando isso ao sistema de som (que dispensa a compra de uma soundbar) com speakers espalhados na tela, você consegue a melhor e mais imersiva entrega do mercado gamer.

Q80T divulgação, em fundo branco

O design evoluiu em certo ponto (bordas finas) e parece retroceder em outro (única base central), enquanto a funcionalidade de assistente de voz ainda precisa de lapidação nas múltiplas linhas da fabricante. Em desequilíbrio a estes poucos deslizes, temos o fortíssimo alicerce da TV: áudio potente, amplo ângulo de visão, reflexos reduzidos da tela, local dimming, dezenas de funções inteligentes e o modo retrato que orna com qualquer cômodo.

A Q80T chegou ao país colocando-se entre modelos 4K LED e 8K QLED, revelada no evento Samsung 2020 First Look. Bem, estamos em um período onde a relação custo-benefício de TVs não parece tão boa, mas a QLED se mantém no limite das intermediárias atuais (no melhor sentido possível). Confira abaixo todas as versões da Samsung Q80T 4K:

E aí, curtiu a novíssima smart TV Samsung Q80T? Conte para nós nos comentários!

ModeloQ80T
Tamanhos (em polegadas)55″, 65″ e 75″
TipoQLED
Tipo de bordaBordas infinitas
Recursos de ÁudioModo Natural
Dolby Digital Plus
Decodificador Dolby 5.1
Som em movimento
Q-Symphony
Potência Sonora (60 W RMS)
Woofer Integrado
Multiroom Link
Taxa de Atualização120Hz
Tecnologia da TelaQLED – Tela de Pontos Quânticos
MonitorUltra HD 4K
Entradas/conexões4 x Entradas HDMI;
2 x Entradas USB;
1 x Entrada RF para TV aberta;
1 x Entrada AV;
1 x Saída de áudio digital óptica;
1 x Entrada LAN;
HDMI Quick Switch
TV Key
Wi-Fi
Bluetooth
Anynet+ (HDMI-CEC)
ProcessadorQuantum 4K
Recursos de imagemQuantum HDR 12x
Ultimate UHD Dimming Pro
Auto Motion Plus
HLG
Modo Filme
Modo Natural
Modo Game
Modo Ambiente 3.0
Ultra Viewing Angle
Frequência da tela120Hz
Recursos de áudioBluetooth de Áudio
Dolby Digital Plus
Dolby 5.1 Decoder
Sincronia Sonora
Multiroom Link
Som em movimentoSim
Tipo de alto-falante4.2.2 canais
MultitelaSim
ControleControle Remoto Único com microfone integrado
Funções de Netflix, Prime Video e Globoplay
Sistema operacionalTizen
Comandos de vozSim
Assistentes virtuaisAlexa e Bixby
Modo GaleriaSim
NavegadorSim
Consumo de energia210 W
CorPreta
Preços sugeridos55″ (R$ 6.299)
65″ (R$ 10.999)
75″ (R$14.999)
  • Tela - 10/10
    10/10
  • Som - 10/10
    10/10
  • Design - 9/10
    9/10
  • Assistente pessoal - 7/10
    7/10
  • Modo gamer - 10/10
    10/10
  • Inteligência artificial - 9/10
    9/10
9.2/10

Smart TV Samsung Q80T

As falhas de desempenho do controle de voz não são ofuscadas pela grandeza de som e imagem cristalinos,. O processador 4K e as especificações técnicas tornam a Samsung Q80T um item essencial para preparar o terreno com a chegada dos novos videogames, bem como um bom sistema para amantes do cinema (em casa).

Pros

  • Taxa de atualização de 120Hz (em uma entrada HDMI)
  • Tempo de resposta mínimo
  • Inteligência Artificial para upscaling e processador 4K
  • Borda finíssima
  • Sistema de som excelente

Cons

  • Assistente de voz bem básico
  • Base que dá impressão de instabilidade
  • Ausência de Dolby Atmos/Vision
Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

1 Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter