Mapa da Microsoft mostra avanço do coronavírus COVID-19 pelo mundo ao vivo

Mapa da Microsoft mostra avanço do coronavírus COVID-19 pelo mundo ao vivo
Mapa criado pela Microsoft e o Bing mostram em tempo real o número de infectados pelo coronavírus COVID-19 no mundo

As grandes companhias têm adotado medidas significativas para combater a pandemia de coronavírus COVID-19 no mundo, especialmente com informações. A Microsoft, por exemplo, desenvolveu um mapa interativo do Bing, que fornece o número de casos de pessoas infectadas, o número de curados e os casos fatais, em todos os países. 

O mapa do coronavírus COVID-19 do Bing é semelhante ao rastreador criado pelos pesquisadores da Johns Hopkins University, que apresenta com números a situação de cada país afetado com o COVID-19 e é atualizado em tempo real.

Mapa do coronavírus COVID-19 em tempo real

Mapa do Bing sobre o avanço do coronavírus
Mapa do Bing sobre o avanço do coronavírus

A plataforma da Microsoft concentra ainda informações úteis, como notícias e vídeos. No canto esquerdo da tela, você pode selecionar e clicar em um país para encontrar todas as notícias relacionadas.

A Microsoft afirma que os dados de seus rastreador no mundo são coletados em várias fontes, tais como a OMS – Organização Mundial de Saúde, CDC – Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, do Centro Europeu para Prevenção e Controle de Doenças (ECDC) e também do Wikipédia. Todas as informações apresentadas são rastreadas minuto a minuto pelo Bing.

Outra função relevante na plataforma do Bing é apresentar a situação (número de casos confirmados, curados e fatais) em cada estado. No entanto, essa opção está disponível exclusivamente para os Estados Unidos. Assim, você pode visualizar notícias e números de infectados em Nova York, Nevada, Novo México, Carolina do Norte, entre outros. 

Número de casos no mundo segundo o Bing

Número de casos no mundo segundo o Bing
Já existem mais de 250 mil casos confirmados do COVID-19

De acordo com a ferramenta, até às 09h desta sexta-feira (20), o mundo estava registrando 250.650 casos confirmados do novo coronavírus COVID-19. Desse total, 88.450 foram recuperados e mais de dez mil são considerados fatais. 

O país com o maior registro segue sendo a China, com 80.967 infectados e 71.150 pessoas curadas. Após o país asiático, aparecem: Itália, Espanha, Irã, Alemanha, Estados Unidos, França, Coreia do Sul, Suíça e Reino Unido, respectivamente. O Brasil aparece logo abaixo da Austrália e de Israel, com 647 casos confirmados. Segundo o rastreador do Bing, o país sul-americano registra duas recuperações e sete mortes. 

Medidas para conter a pandemia

Uma saída para evitar a disseminação do vírus pelo mundo é adotar a quarentena. Em muitos países autoridades estão pedindo para que a população não saia de casa, assim é possível impedir a propagação do coronavírus COVID-19 e também para não sobrecarregar o sistema de saúde. 

Grandes empresas têm estimulado essa campanha liberando conteúdos gratuitos e incentivando o home office (“escritório em casa”, em tradução livre). Como dito anteriormente, outras organizações estão ajudando com informações. É o caso do WhatsApp, que criou um hub de informações confiáveis para evitar a propagação de notícias falsas em sua plataforma. 

Fonte: Bing; The Verge.


Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

1 Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter