watchOS 7: Confira 5 novidades a caminho do Apple Watch

watchOS 7
Próxima atualização do sistema operacional do Apple Watch, watchOS 7 aposta em melhorias sutis

Embora as novidades do iOS 14 para o iPhone e a transição do macOS para processadores ARM tenham dominado as conversas pós-WWDC, os novos recursos do watchOS 7, anunciados no mesmo evento, também prometem melhorias na experiência de uso do Apple Watch quando a atualização for liberada no final de 2020.

Nesse post listamos cinco novidades, além de várias pequenas melhorias atreladas à elas, que donos dos modelos mais recentes do relógio inteligente da Apple vão poder curtir – gratuitamente – em breve.

Monitoramento de Sono

Com o watchOS 7, a Apple atende uma das maiores demandas dos compradores do Apple Watch: um aplicativo de monitoramento de sono padrão, embutido no sistema operacional do relógio.

Porém, quem esperava análises avançadas das fases do sono, como as oferecidas por concorrentes como Xiaomi e Fitbit, ficará decepcionado, pois o novo app, batizado de Sono (Sleep), foca em recursos básicos, como alertas e a duração do período de sono.

iPhone e Apple Watch exibem o novo app Sono. No iPhone é possível ver a média de horas na cama e a média do tempo dormindo, bem como um gráfico dos últimos 7 dias. No Apple Watch é exibida quantidade de horas dormidas na noite anterior, incluindo o horário de início e fim do sono, bem como as médias das duas últimas semanas.
Novo app Sono do watchOS 7 monitora quantidade de horas que você passou deitado e dormindo

A qualidade das análises de sono feita por relógios e pulseiras inteligentes – em geral usando dados coletados por acelerômetros e sensores cardíaco do dispositivo – é questionada por vários especialistas, o que pode ter levado a Apple a apostar em funcionalidades mais básicas na versão inicial do aplicativo.

Há também a chance da empresa estar guardando os recursos mais avançados de monitoramento de sono para o Apple Watch Series 6, que deve ser apresentado em setembro deste ano, e vir equipado com hardware mais apropriado para essa tarefa.

Apple Watch no Modo Dormir. O mostrador exibe o ícone de Não Perturbe, a data (Seg 22), horário atual (10:00) em números grandes e o horário do alarme (6 da manhã).
Modo Dormir é ativado quando o Apple Watch detecta que você se deitou

Dito isso, o usuário pode usar o app Sono para definir uma agenda, com metas diferentes de sono para os finais de semana, por exemplo. Com isso, o Apple Watch enviará lembretes para que o usuário se prepare para dormir no horário adequado e carregue o relógio antes de deitar, caso o nível da bateria esteja abaixo de 30%.

Ao detectar que o usuário se deitou, o relógio ativa o Modo Dormir (Sleep Mode), que reduz o brilho da tela e desliga notificações. Esse modo também possui um novo mostrador específico, que exibe apenas o horário atual, data e horário do alarme. Ao acordar, o Apple Watch mostra ao usuário a previsão do tempo para o novo dia e o nível de bateria do relógio.

Apple Watch exibindo a tela de configuração da meta de sono, com horário de deitar e de levantar.
Metas de sono

Por fim, a quantidade de horas que o usuário passou na cama e dormiu podem ser visualizada em gráficos tanto no app Sono do Apple Watch quanto no aplicativo Saúde do iPhone. A Apple diferencia o período que o usuário passa na cama, com a intenção de dormir, do período em que o usuário efetivamente adormeceu.

Detecção Automática da Lavação das Mãos

Um dos mais comentados recursos do watchOS 7, devido ao cenário atual de pandemia, é a habilidade do Apple Watch de detectar que o usuário está lavando as mãos e iniciar automaticamente um contador. Esse recurso serve para que a pessoa continue a lavagem pelo período recomendado por organizações globais de saúde, que é de 20 segundos.

Imagem mostra a tela de um Apple Watch fazendo contagem regressiva. Números em formato de bolhas estouram com a passagem do tempo até a mensagem final "Well Done".
O watchOS 7 faz questão que você lave as mãos

A detecção é feita usando modelos de Machine Learning, o movimento das mãos do usuário e o barulho, captado pelo microfone do relógio, da água e do sabão sendo esfregados. Todo o processo é executado diretamente no dispositivo, sem que haja envio de dados à internet.

Caso tenha curiosidade, no app Saúde, o usuário poderá acompanhar a quantidade de vezes que lavou as mãos e a duração de cada lavada. O app também oferece informações sobre a importância de se lavar as mãos para evitar a contaminação por vírus e bactérias.

Por fim, é possível habilitar um lembrete por localização, para que o Apple Watch lembre o usuário de lavar as mãos sempre que voltar pra casa.

Novos Mostradores

Toda atualização do watchOS traz novos mostradores e esse ano não será diferente, com destaque para o novo mostrador Cronógrafo Pro e atualizações nos mostradores GG e Fotos.

Imagem mostra três Apple Watches com watchOS 7, cada um exibindo um dos novos mostradores. O primeiro mostra o mostrador Fotos em que um filtro azul é aplicado sobre a foto de um pai levantando o filho na praia. O segundo mostra o mostrador GG com uma complicação de Índice UV. O terceiro mostra o Cronógrafo Pro com taquímetro.
Mostradores Fotos, GG e Cronógrafo Pro

O Cronógrafo Pro tem como principal diferencial um taquímetro, para calcular a velocidade com base no tempo percorrido numa distância fixa. O mostrador Fotos agora aplica filtros coloridos às fotos usadas como plano de fundo. Por fim, o mostrador GG, cuja característica é a exibição do horário usando números enormes, ganhou a opção de exibir uma complicação, também em tamanho gigante.

Múltiplas Complicações por Aplicativo

Por falar em complicações, como são chamados os widgets que exibem diferentes informações nos mostradores do Apple Watch, com o watchOS 7 um mostrador podem exibir mais de uma complicação de um mesmo aplicativo. Isso permite montar mostradores totalmente personalizados com as informações e comandos de um aplicativo.

A imagem mostra três Apple Watches, cada um exibindo um app com múltiplas complicações. O primeiro, Dawn Patrol, aplicativo de surfe. O segundo, Glow Baby, app para pais de recém-nascidos. E o terceiro, Nike Running Club, para corredores.
Dawn Patrol, Glow Baby e Nike Running

A Apple forneceu alguns exemplos de como desenvolvedores e usuários podem fazer uso desse recurso: aplicativos de surfe, como o Dawn Patrol, podem oferecer complicações específicas para a velocidade do vento, tamanho das ondas e a temperatura da água do mar.

Já o Glow Baby, um app para pais de recém-nascidos, montou um mostrador com complicações para os horários de alimentar, trocar a fralda e por o bebê para dormir. Por fim, o Nike Running Club, conhecido aplicativo para corredores, exibirá o ritmo, distância e a meta semanal em um mostrador personalizado.

Novos Exercícios

Um dos mais populares aplicativos nativos do Apple Watch, o Exercício, ganhará suporte a quatro novos tipos de atividades: Dança, Core Training, Treinamento Funcional e Resfriamento pós-treino.

Imagem mostra mulher dançando enquanto o Apple Watch detecta os movimentos e a frequência cardíaca.
Suporte à dança no app Exercício

A Apple fez questão de ressaltar as inovações necessárias para garantir a precisão da contagem de calorias durante os exercícios de dança. Os movimentos executados nesse tipo de atividade não são, necessariamente, repetitivos, por isso a empresa desenvolveu um algortimo capaz de combinar os dados do acelerômetro, giroscópio e sensor cardíaco do Apple Watch para calcular a queima de calorias.

Quatro estilos de dança foram validados pela Apple para uso com o app Exercício no watchOS 7: Bollywood, cardio, hip-hop e Latino.

Beta Público do watchOS 7

Esse ano, pela primeira vez, a Apple disponibilizará uma versão pública de testes do watchOS. Qualquer usuário, e não apenas desenvolvedores registrados, poderá instalar o beta do sistema em um Apple Watch.

Dito isso, versões beta possuem bugs e nem todos os recursos podem funcionar corretamente, portanto não é aconselhável instalá-lo no Apple Watch que você usa no dia-a-dia.

O lançamento da versão final do watchOS 7 está previsto para a primavera de 2020 (entre o final de setembro e dezembro) e estará disponível para os modelos Series 3, Series 4 e Series 5, que estejam pareados a iPhones com a atualização iOS 14, que será liberada no mesmo período.

Fontes: Apple, Digital Trends e Ars Technica.

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter