Pessoa tocando tecnologia que não existe mais

Adeus! Confira 19 tecnologias que acabaram em 2021

Avatar of victor pacheco
Do armazenamento do Google Fotos ao Yahoo Respostas, muitas tecnologias deixaram de funcionar no ano que está chegando ao fim. Confira quais foram!

Apesar de muitos lançamentos focados em nos entregar inovações, 2021 também foi o ano em houveram tecnologias que acabaram de uma vez por todas, seja pela falta de sucesso ou até mesmo uma estratégia de mercado que não era tão assertiva. Do final dos Fleets do Twitter à desativação do LinkedIn e Fortnite na China, além da desativação do Yahoo Respostas, houveram muitas tecnologias descontinuadas que deixaram seus fãs um tanto descontentes. Confira o que fica no ano atual e não nos acompanha na entrada de 2022, agora mesmo.

Armazenamento ilimitado no Google Fotos e Docs

Começamos nossa lista de tecnologias que acabaram com um verdadeiro baque que aconteceu na metade do ano. Desde junho de 2021, todas as fotos e arquivos do Google Docs agora passam a contar como parte do armazenamento geral de 15GB que contas gratuitas possuem.

Logo do google fotos
Todos os arquivos do Google Fotos passaram a ser contabilizados no armazenamento geral das contas do Google. (Foto; Google)

Antes disso, as fotos, vídeos e demais mídias que estavam salvas em nossas contas não tinham seu tamanho considerado na contagem geral. Você podia ter uma gravação de 2GB em sua conta que não, isso não era contabilizado. Mas nosso benefício acabou quando o Google tomou esta decisão. Quem tem uma conta no Google Workspace também foi afetado, mas a contabilização começa a acontecer a partir de 01º de fevereiro de 2022.

Caso você tenha atingido o limite, é possível comprar mais espaço por meio da assinatura do Google One. 100 GB podem ser comprados por R$ 6,99 por mês, com espaço máximo de 30 TB podendo ser adquirido. Você teve problemas para administrar o armazenamento que sobrou em sua conta ou precisou apagar algum conteúdo?

Barra de Ferramentas do Google

Lançada para que as pessoas pudessem ter acesso ao Ecossistema do Google ao usar o navegador Internet Explorer, a barra de ferramentas que tinha o slogan de “Leve o melhor do Google para qualquer lugar na web!” acabou junto com o ano que está nos deixando. A funcionalidade ainda durou bastante e foi vista pela primeira vez no ano de 2000, sendo um dos verdadeiros marcos da Web 2.0.

Barra de ferramentas do google como tecnologias que acabaram em 2021
Depois de mais de 20 anos, Google desativou último suporte para Internet Explorer. (Foto: The Verge)

A gigante dos navegadores não chegou a fazer um anúncio oficial sobre sua barra de ferramentas, com apenas a exclusão acontecendo no último dia 17 de dezembro. Mas olhando para o histórico do Internet Explorer nos últimos anos, fica fácil entender porque o suporte para este navegador acabou. A própria Microsoft chegou a indicar que as pessoas não usassem mais a opção para se conectar à internet, com o Edge o grande foco da criadora do Windows. Sente falta dela?

Contador de deslikes do YouTube

Motivo de dor de cabeça de muitos criadores de conteúdos e até músicos, nossa lista de tecnologias que acabaram em 2021 também conta com o fim do contador de deslikes do maior site de vídeos do mundo. A decisão faz parte de um novo plano de políticas do YouTube, com esta funcionalidade sendo implantada para defender pessoas que fazem uploads de vídeos de conteúdos de assédio e ataques em massa.

Desativação do contador de deslikes do youtube
Desativação do contador de deslikes do YouTube aconteceu em novembro de 2021. (Foto: YouTube)

Muitos grupos se organizavam para derrubar ou deixar um conteúdo com baixa aprovação na plataforma caso não concordavam com o vídeo que foi disponibilizado na plataforma, utilizando a quantidade de deslikes como uma forma de indicar baixa qualidade. Ainda é possível ver a quantidade de likes e até mesmo expressar que você não gosta de um conteúdo, mas o mesmo não vale para a quantidade de deslikes.

Fleets do Twitter

Estreando em março de 2020 para acompanhar a tendência dos Instagram Stories, que também chegaram ao Facebook, o Twitter chegou a lançar uma ferramenta que apaga os conteúdos depois de 24 horas. Apesar de tudo, isso não foi bem aceito pelos usuários, com os mesmos citando que outras funcionalidades poderiam ter sido implantadas antes do Fleets. O Brasil foi o primeiro país a testar a novidade, mas por aqui mesmo, as reclamações começaram a surgir.

Twitter fleets como uma das tecnologias que acabaram em 2021
Twitter Fleets foi criticado desde seu lançamento. (Foto: Twitter)

Depois de 15 meses, mais especificamente em 03 de agosto de 2021, os Fleets do Twitter foram desativados de forma definitiva. A rede social explicou que sua tecnologia que foi desativada devido ao baixo uso das pessoas que tinham uma conta no Twitter.

Fortnite na China

Como um dos país com regras mais rígidas sobre tudo o que é lançado, o Fortnite China, versão modificada do jogo da Epic Games, foi oficialmente desativado em novembro deste ano. Apesar de estar aberta para alterar o conteúdo de acordo com as regras do país, a desenvolvedora de um dos títulos mais jogados no mundo decidiu que seria melhor sair deste mercado.

Fortnite china como uma das tecnologias que morreram em 2021
Mesmo com modificações, Epic Games desativou Fortnite na China (Foto: Epic Games)

A notícia não foi uma grande novidade e já se esperava que a Epic Games estivesse na lista de tecnologias que acabaram em 2021 com sua versão modificada de Fortnite, uma vez que o regulamento chinês havia ficado ainda mais rígido. Alterações em diversos itens e desativação de microtransações foram feitas, mas a criação de novas contas não é mais possível desde 15 de novembro de 2021.

Houseparty

Ainda falando sobre a Epic Games, a empresa desativou o aplicativo de videochamadas que ficou famoso justamente na pandemia, com amigos e familiares se conectando mesmo estando longe. Utilizado por cerca de 10 milhões de pessoas em todo o mundo, a decisão foi tomada devido à Epic Games não conseguir dar a atenção necessária para o aplicativo, com novos planos já definidos. A compra foi do Houseparty pela desenvolvedora do Fortnite foi feita em 2019.

Logo da houseparty como tecnologias que morreram em 2021
Comprado pela Epic Games em 2019, Houseparty entrou na lista de tecnologias que acabaram em 2021. (Foto: Houseparty)

O Modo Fortnite foi implantado pela empresa para permitir que pessoas jogassem por meio de videochamadas em plena pandemia, mas a funcionalidade foi descontinuada junto com o Houseparty em outubro deste ano. As pessoas que trabalhavam diretamente no aplicativo foram realocadas para a Epic Games, com a empresa focando no metaverso como uma tendência que fará sucesso em 2022.

iMac Pro

Apresentado ao mundo pela primeira vez em 2017, a Apple colocou o iMac Pro na lista de tecnologias que morreram em 2021. Com um baixo volume de vendas devido ao alto preço, apesar de todos os avanços, a empresa da maçã deixou de fabricar o modelo e todas as opções que estavam no mercado são as realmente as últimas. Novos modelos não serão produzidos.

Imac pro como uma das tecnologias que morreram em 2021
iMac Pro foi descontinuado, mas empresa deve apresentar novo modelo em 2022. (Foto: Apple)

Em junho deste ano, a Apple chegou a lançar um novo modelo de iMac no Brasil, com preços que variam entre R$ 17.599 e R$ 22.599. Nos resta esperar por quanto tempo estas novas versões do computador de mesa da empresa ficarão no mercado.

LinkedIn na China

Mais uma vítima das regras na China, a Microsoft decidiu encerrar o funcionamento da rede social para o mercado profissional no país asiático. Apesar de também lançar uma versão modificada e que era de acordo com as regras da China, a dona da rede social recebeu denúncias que perfis de jornalistas e demais profissionais estavam tendo seus perfis bloqueados mesmo na versão que era diferente do que o restante do mundo utilizava.

Desativação do linkedin na china
Rede social para profissionais foi desativada na China. (Foto: Reuteurs)

Lançada em 2017 para que cidadãos chineses possam encontrar vagas de emprego e se relacionar com outros profissionais, a Microsoft nunca encontrou sucesso nesta versão. A desativação foi anunciada em outubro deste ano. Outros sites como Facebook, Twitter e até mesmo o Google encontraram problemas para atuar na China, saindo do país um tempo depois de entrarem.

LinkedIn Stories

Mais um item do LinkedIn entra para nossa lista de tecnologias que acabaram em 2021 é a função de Stories que por sinal, foi lançada no ano passado. Acompanhando a fama do Instagram e pequenos vídeos do TikTok, os vídeos poderiam ser publicamos conteúdos nos Stories, com tudo sumindo depois de 24 horas. Mas os comentários dos usuários não foram positivos como a rede social esperava.

Stories do linkedin como tecnologias que acabaram em 2021
Stories do LinkedIn foram desativados depois de quase um ano. (Foto: LinkedIn)

Cerca de um ano depois, a plataforma bastante utilizada por profissionais de todos os mercados entendeu que os usuários não desejavam que tudo que era postado acabasse sumindo um tempo depois. Dessa forma, em agosto de 2021, o foi o momento dos Stories do LinkedIn ter seu fim anunciado. A rede social também comentou que está pensando em novas formas de melhorar o uso dos vídeos.

LiveLeak

Sabe aquele tipo de tecnologia que comemoramos quando acaba? O LiveLeak, site que publicava conteúdos de alta violência, foi desativado em agosto deste ano. Apesar de contar vídeos que eram controversos, as pessoas ainda acessavam o LiveLeak justamente por conta de todos os conteúdos serem deletados de plataformas como YouTube e Facebook.

Logo do live leak
Live Leak causou bastante polêmica pela postagem de conteúdo sensível (Foto: The Verge)

Com o slogan de “redefinindo a mídia”, o final do site que começou a funcionar pela primeira vez em 2006 aconteceu com seu fundador citando que as mudanças do mundo atual fizeram com que o portal deixasse de funcionar. Uma das maiores polêmicas do site foi a postagem do vídeo do jornalista estadudisense James Foley sendo decapitado pelo Estado Islâmico.

Minecraft Earth

Desenvolvido devido ao sucesso de Pokemón Go com a realidade aumentada, o lançamento da Mojang foi afetado com a pandemia da COVID-19. Ao contrário de seu concorrente e atual líder do mercado, o Minecraft Earth não conseguiu sobreviver em um mundo onde estávamos todos em casa e saindo para a rua apenas para tarefas básicas.

Minecraft earth
Minecraft Earth foi desativado devido às restrições da COVID-19. (Foto: Mojang)

Em janeiro de 2021, logo no começo do ano, o jogo foi desativado. A Mojang, que pertence à Microsoft, citou que “O Minecraft Earth foi projetado em torno da liberdade de movimento e do jogo colaborativo – duas coisas que se tornaram quase impossíveis na atual situação global”. Quem sabe isso dê em um mundo sem pandemia.

Netflix no Wii U e 3DS

Quando novos modelos estão chegando ao mercado, é normal que algumas empresas deixem de dar suporte para aplicações que ainda rodam em produtos mais antigos. E 2021 foi o ano que a Nintendo deixou de permitir que donos de Novo Nintendo 3DS, Novo Nintendo 3DS XL, Novo Nintendo 2DS XL, Nintendo 3DS, Nintendo 3DS XL, Nintendo 2DS, Wii U Deluxe e Wii U Basic fizessem a instalação do aplicativo da Netflix da eShop.

Nintendo wii u com netflix instalada
Nintendo Wii U não pode mais receber nova instalação de aplicativo da Netflix. (Foto: Nintendo Everything)

Quem ainda tivesse o desejo de fazer a instalação, tinha até o dia 30 de junho. A criadora do Nintendo Switch também citou que o suporte para possíveis bugs aconteceria até o último dia de 2021. A partir disso, apenas quem tivesse o console híbrido da empresa poderia realizar novas instalações e entrar em contato.

Primeira geração de Apple HomePod

Outro modelo da Apple que deixou de ser fabricado em 2021 foi a primeira geração das HomePods, que foi colocada no mercado em 2017. O produto chegou com o propósito de ser tanto uma caixa de som, quanto uma assistente pessoal, já que contava com a Siri. A empresa optou por colocar suas forças no HomePod Mini, que estreou em 2020.

Apple homepod que foi descontinuado em 2021
Apple também deixou de fabricar primeira geração do HomePod. (Foto: Apple)

O mesmo vale para a decisão do iMac Pro: a empresa deixaria de centrar suas forças na fabricação destes modelos para que os estoques fossem zerados e os clientes pudessem ter acesso à geração mais recente.

Projeto Loon da Alphabet

Que tal levar internet para locais mais afastados por meio de balões de plástico? A ideia da empresa que também é dona do Google foi colocada em prática pela primeira vez em 2013, mas oito anos depois, foi compreendido que isso não era sustentável o suficiente, uma vez que os balões poderiam cair na água e levar anos para se deteriorar.

Project loona que foi desativado pela alphabet em 2021
project Loona entrou na lista de tecnologias que acabaram depois de ser desativado pelo Alphabet (Foto: Alphabet)

Os custos para colocar cada balão para voar e levar internet também eram altos e não estavam mais valendo a pena. O material utilizado em cada um dos balões era polietileno, com uso de hélio para que ele levantasse voo. O tamanho era de uma quadra de tênis e a energia para que tudo seguisse funcionando era a solar. O controle era feito por um programa que usava inteligência artificial.

Project loona como uma das tecnologias que morreram em 2021
Alphabet destinou dinheiro para instituições do Quênia (Foto: Alphabet)

Uma das utilidades era levar internet para pessoas em locais que também sofreram com a passagem de furacões e demais desastres naturais. O projeto Loon foi usado para levar conexões em Porto Rico depois da passagem do furacão Maria e no Peru, depois de um terremoto. A Alphabet citou que mesmo depois que o projeto fosse desativado, estaria destinando US$ 10 milhões para instituições focadas em conectividade, empreendedorismo e internet no Quênia.

Reconhecimento facial do Facebook

Entre as polêmicas de venda de dados de usuários, o Facebook precisou agir para limpar sua imagem. Uma das tecnologias deixadas de lado pela rede social foi o reconhecimento facial. A tecnologia foi implantada em 2017, mas a partir de 2019, estava sendo obrigatória, com todas as fotos sendo escaneadas com o argumento para facilitar o reconhecimento de pessoas que estavam com você em uma selfie.

Reconhecimento facial do facebook
Facebook deixou de usar ferramenta de reconhecimento facial (Foto: Hands India)

O grande ponto nisso tudo é que além do apoio para texto alternativo para deficientes visuais, a rede social tinha uma grande base de dados com fotos associadas a outras informações de seus usuários. Em novembro de 2021, o reconhecimento facial do Facebook teve seu fim anunciado, com Jerome Pesenti, Vice Presidente de Inteligência Artificial da rede social, citando que a empresa estaria trabalhando em melhores formas de colocar isso em prática. Todos os perfis com imagens de pessoas que a empresa possuía em sua base de dados foram deletados.

Touchbar da Apple

Com o lançamento de novos MacBooks Pro em outubro deste ano, a Apple colocou mais um item na lista de tecnologias que acabaram em 2021: a Touchbar. Esta que estava presente em notebooks da empresa não está mais nos modelos.

Touchbar como uma das tecnologias que acabaram em 2021
Touchbar não foi incluída em modelos de Macbooks lançados em 2021. (Foto: Apple)

Não foi apresentado um motivo claro para que o acessório que permitia uma rápida navegação entre os aplicativos e aparentemente, a empresa não acreditava que esta tecnologia não conversava com seus Macbooks. Apesar disso, a Apple voltou a colocar a conexão MagSafe nos modelos de 2021.

Tucows Downloads

Conhecido por permitir que pessoas tivessem acesso a softwares de forma gratuita, o Tucows Downloads chegou ao fim depois de 28 anos. Apesar de não ser muito claro em explicar os motivos que vieram a fazer com que o site fosse desativado, o fundador Elliot Noss citou que o nome já tinha passado por uma mudança de significado, passando a ser The Ultimate Collection of Winsock Software.

Logo do antigo tucows
Tucows deixou de funcionar depois de quase 28 anos (Foto: Tucows)

Apesar de ficado conhecido como uma opção para quem não poderia pagar por softwares, a mudança de foco havia acontecido há um tempo considerável. A TUCOWS estava trabalhando no registro de domínios de sites na internet. Todos os arquivos foram movidos para o Internet Archive, que funciona como um grande servidor de páginas que não estão mais no ar.

Windows 10X

Desenvolvido como uma versão do sistema operacional da Microsoft para pessoas que usam duas telas em seu dia a dia, a empresa de Bill Gates decidiu encerrar o suporte por meio da última versão que foi lançada em maio deste ano. A justificativa é que apesar de ser funcional, valeria mais a pena colocar todas as funcionalidades dentro do próprio Windows 10.

Windows 10x em um modelo de computador
Windows 10X teve suas tecnologias implantadas dentro do Windows 10. (Foto: The Verge)

O Windows 10X ainda pode ser baixado, mas a Microsoft não garante que todos os recursos estarão funcionando normalmente. Lembrando que em outubro deste ano, aconteceu o lançamento do Windows 11, que foi desenvolvido para trabalho e aprendizado remoto, assim como é a melhor versão do sistema operacional para jogos.

Yahoo Respostas

Fechando nossa lista de tecnologias que acabaram em 2021, temos o famoso Yahoo Respostas. Devido à queda de popularidade, a empresa que era dona do site decidiu que seria melhor descontinuar o serviço para que o mesmo tivesse outro foco. Pelo menos uma vez, você consultou o site para tirar aquela dúvida de imediato, certo?

Logo do yahoo respostas
Yahoo Respostas já ajudou diversas pessoas, apesar de tom de humor ser quase uma marca registrada. (Foto: Yahoo)

O carregamento final do site aconteceu no dia 04 de maio de 2021 e os usuários poderiam fazer o download de todos os conteúdos que estavam em sua conta. Mas desde o quarto mês deste ano, já não era possível enviar novas perguntas ou responder dúvidas de usuários. Sente falta dele?

Quais itens estarão na lista de tecnologias que acabarão em 2022?

O novo ano nem sequer começou, mas podemos espera que mais de 19 tecnologias sejam desativadas devido à entrada de novos produtos/soluções que entreguem uma maior assertividade no dia a dia dos usuários. Uma delas é a entrega de drones, que apesar de ser uma realidade há alguns anos, ainda não é tão popular como deveria.

Foto de hospital tecnológico
O que 2022 aguarda para tecnologias que estão ficando ultrapassadas? (Foto: WIRED)

Há rumores de que a Samsung também possa aposentar a linha Galaxy Note em breve, já que os modelos da linha Galaxy S estavam com as mesmas configurações, mas sem a caneta (até 2020). De todas as formas, nos resta esperar pelos próximos 365 dias para ver o que irá sobreviver e o que entrará na lista de tecnologias que acabaram. Quais itens desta lista você sentirá mais falta? Diga pra gente nos comentários!

Veja também:

Confira as 22 tecnologias que irão brilhar no ano que está chegando:

Fonte: PC Mag.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
2
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados