Data Privacy Day: Tudo o que você precisa saber

Data Privacy Day: Tudo o que você precisa saber 7
Hoje é o dia para promover consciência em seu relacionamento com o mundo digital. Saiba mais sobre o Dia Internacional da Proteção de Dados

Hoje é o Dia Internacional da Proteção de Dados, ou Data Privacy Day,uma iniciativa anual para fornecer conhecimento sobre privacidade on-line e aumentar a conscientização sobre proteção de dados. Começou nos EUA e no Canadá em 2008 como uma extensão do Dia Europeu da Proteção de Dados, que, por sua vez, teve seu inicio em 2006. 

Desenvolvido pela National Cyber Security Alliance, a organização Stay Safe Online hospeda o Data Privacy Day todos os anos no dia 28 de janeiro. O dia escolhido para tal, por si só, é significativa. Ele comemora a assinatura da Convention 108 em 28 de janeiro de 1981, marcando o primeiro tratado internacional voltado para a privacidade e proteção de dados.

Como parte dos esforços para o evento, a Stay Safe Online está combinando forças com mais de 300 organizações. Juntas, eles vão fornecer recursos e também vão aproveitar para compartilhar dicas de privacidade para benefício público.

O que é o Data Privacy Day
2019 mal começou e já teve dois ataques cibernéticos significativos na Alemanha e nos Estados Unidos.

Para se ter uma ideia da importância de um dia voltado à consciência da segurança online, basta basear-se nos recentes e constantes ataques mundiais de hackers. Somente neste mês, os dados privados de centenas de políticos e celebridades alemães foram publicados na Internet. Nos Estados Unidos, o hack da cadeia de hotéis Starwood resultou em uma quebra de mais de 500 milhões de registros de clientes.

É informação preciosa e privada à disposição de qualquer agiota ou pessoa má intencionada com um simples clique do mouse. Estes são apenas dois, entre inúmeros exemplos de cibercrime ocorridos nos últimos tempos. Lembra do escândalo do vazamento de dados do Facebook em 2018? Isso rendeu para a empresa do Mark Zuckerberg um processo e uma investigação em andamento.

Quem já conferiu algum episódio da série Mr.Robot pode imaginar as consequências de um hack e o quão vulneráveis podemos estar ao navegar online. Como o Facebook e o Google continuam a deixar claro, as empresas raramente protegem sua privacidade para você. Pelo contrário. Elas geralmente fazem o oposto, vendendo seus dados para terceiros.

Em algum momento, você já visualizou alguma propaganda mediúnica, que parece feita sob medida para você? Pois é. Até mesmo dados aparentemente inofensivos ainda podem dizer muito sobre você aos compradores de dados.

Isso faz de você um alvo de marketing altamente personalizado e pode afetar seus hábitos de navegação.

Muitos consumidores não conseguem instalar proteções de privacidade adequadas, aumentando a probabilidade de que seus dados acabem nas mãos erradas. É por isso que o um dia chamado Dia de Proteção de Dados é crucial.M

Mas afinal, como posso proteger os meus dados?

Use uma VPN para proteger seus dados
Use uma VPN para proteger seus dados

O Dia das Proteções de Dados, em um bom português, pode ser um evento de um dia apenas, mas é deveras essencial manter o uso consciente de seus dados online durante todo o ano. E não há melhor maneira de proteger seus dados pessoais do que com criptografia. Parece complicado, mas não é. Há inclusive, uma série de tutorias completos no Showmetech para esse fim, ou para se blindar contra redes de Wi-Fi

Mas aplicar pequenos e novos hábitos podem nos poupar de muita dor de cabeça. Exemplo disso é através do uso regular de uma VPN. Uma VPN transfere com segurança todos os seus dados da Internet para um servidor privado. Enquanto opções gratuitas estão disponíveis, as opções mais rápidas e seguras são serviços pagos, como IPVanish, NordVPN ou ExpressVPN.

Além da criptografia, existem vários princípios importantes de privacidade que você deve seguir. Primeiro, tenha cuidado para não compartilhar demais. Isso inclui tudo, desde as empresas para as quais você fornece suas informações até o que você está postando nas mídias sociais. É importante, e até saudável, repensar a maneira como você lida com a exposição de sua vida nas redes sociais.

Parece difícil? Uma dica de ouro que pode fazer toda a diferença: leve em conta quem pode ver o que você compartilha e como eles podem usá-lo contra você. Você não quer protagonizar seu episódio de Black Mirror pessoal, não é mesmo?

Em segundo lugar, assuma o controle de suas configurações de privacidade em todos os seus dispositivos e contas. Como regra geral e absoluta, apenas dê aos aplicativos e serviços as permissões necessárias para funcionar. As permissões de dados de localização, por exemplo, devem ser dadas com parcimônia. Há um tutorial bacana no site da Stay Safe Online voltada apenas para esta etapa.

Por fim, cuide dos seus logins. Para começar, escolha senhas fortes e use uma senha diferente para todas as suas contas. Nada de uma senha universal para todas as suas redes sociais, por exemplo. Uma senha forte e longa, difícil de adivinhar e que contenha uma mistura de números, letras e caracteres especiais é o ideal.

Lembrar muitas senhas complexas é difícil e trabalhoso, nós sabemos, então faça uso de um gerenciador de senhas para te ajudar como o 1Password, LastPass  ou Dashlane. Em seguida, ative a autenticação para suas contas sempre que possível. Nunca salve seus logins no seu navegador. E ah, faça logout sempre.

No Data Privacy Day, promovemos Consciência Digital

Seja um Champion, participe do Data Privacy Day
Seja um Champion e faça parte do streaming ao vivo que vai ocorrer hoje

Se você tem interesse no evento, há várias maneiras de se envolver e colocar a mão na massa. A maneira mais fácil de começar é registrando-se como um participante do Data Privacy Day, que eles chamam de Champion. Ao registrar-se, você declara sua dedicação e total envolvimento em respeitar a privacidade, proteção de dados e compromisso para promover confiança e um ambiente online seguro para todos.

Outra maneira é fazer parte da transmissão online ao vivo do evento no mesmo dia. Você pode assisti-lo neste link oferecido no site da própria Stay Safe Online e terá duração de aproximadamente duas horas. Espere por várias palestras educativas. Os temas incluem gerenciamento de dados corporativos, segurança no uso de nuvens e questões de privacidade para tecnologias futuras.

Além disso, a Stop Think Connect, uma organização co-fundada pela Stay Safe Online, é a organização responsável pela cobertura ao vivo no Twitter. e você pode interagir com o feed do Twitter durante toda a transmissão usando a hashtag #PrivacyAware.

E por fim, passe esse conhecimento adiante. Uma corrente do bem e protegida. Quanto mais pessoas conscientes, melhor. 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe uma resposta