Huawei usa fotos falsas em campanha do novo P30 Pro, afirma site

Campanha da Huawei
Empresa já causou polêmicas relacionadas com fotos promocionais falsas no passado

A Huawei divulgou recentemente fotos para uma campanha do smartphone P30 Pro, no entanto as imagens não são verdadeiras. A empresa utilizou do banco de imagens Getty Images para fazer divulgar um teaser promocional sobre a capacidade das câmeras do aparelho, que deve chegar com quatro lentes traseiras.

Campanha Huawei
Imagens da campanha Huawei e da foto original, tirada de uma câmera profissional

A imagem divulgada que mostra um vulcão em erupção, segundo o portal Gadget Match, foi tirada por uma câmera DSLR. A foto foi descoberta em uma busca reversa no Google também.

Polêmica com imagens falsas assombra a Huawei

A primeira vez que a Huawei utilizou fotos falsas para promover seus produtos foi em agosto de 2018, durante comercial do smartphone Huawei Nova 3.

Na metade do anúncio, um casal briguento tira uma selfie juntos para mostrar como a inteligência artificial e a tecnologia da câmera da Huawei fazem com que a mulher não precise se maquiar.

Mas uma foto do Instagram deletada desde então, postada por Sarah Elshamy (a atriz na cena), revela que ao invés de uma selfie divertida do Nova 3, a foto em questão veio de uma DSLR, filmada por um fotógrafo profissional. 

Agora a situação se repete e a mídia não deixou barato. Vários sites foram às redes e noticiaram o ocorrido, fazendo comparações com as outras fotos promocionais da empresa. Inclusive, várias imagens da campanha da empresa estão sendo divulgadas na rede social Weibo; veja:

Campanha da Huawei
Campanha da Huawei, divulgada na rede social Weibo

As especificações do P30 Pro são bem interessantes: quatro câmeras, incluindo uma super lente periscópio (semelhante ao que o Oppo fez) e sensores de 40 MP e 20 MP, 8 MP e zoom ótico de 7x.

Pode até ser que a Huawei tenha comprado essas fotos para usar na campanha, mas se elas não coincidem com a realidade, o que dizer? Você confiaria em um produto que utiliza fotos “meramente ilustrativas” em suas campanhas promocionais?

Foi exatamente como a empresa respondeu depois do burburinho causado na internet. Ela Justificou que as imagens são apenas promocionais e “sugerem os recursos exclusivos do produto”.

Veja o comunicado oficial emitido pela Huawei em justificativa ao ocorrido e em agradecimento à preocupação da imprensa:

“Fomos informados de que pode ter havido algum mal-entendido em relação aos nossos recentes pôsteres da série HUAWEI P30. Gostaríamos de reiterar que estes são, na verdade, apenas cartazes promocionais, e destinam-se apenas a sugerir os novos recursos exclusivos que virão com a série HUAWEI P30.

A Huawei adquiriu as licenças para as imagens originais e os cartazes são apenas apresentações artísticas dos referidos recursos. Gostaríamos de aproveitar esta oportunidade para agradecer a mídia por seu interesse em nossos cartazes. Temos muito a anunciar nas próximas semanas. Por favor fique atento!”. (Tradução livre)

Huawei

O recomendável seria se a Huawei mantivesse a publicidade de seus produtos com base no potencial do que ele pode realmente fazer, o que naturalmente já deve ser impressionante, mas sem esconder por trás de campanhas maquiadas a capacidade técnica dos produtos. 

A Huawei

A Huawei é uma multinacional das telecomunicações sediada em Shenzhen, província de Guangdong, na China. É a maior fornecedora de equipamentos para redes e telecomunicações do mundo, ultrapassando em 2012 a sueca Ericsson.

Em 2017 a companhia foi escolhida como a marca chinesa de maior presença global de acordo com o ranking BrandZ, ficando atrás da Lenovo.

A empresa foi fundada em 1988 e 1997 teve seu primeiro contrato estrangeiro assinado e em 1999 abriu o departamento de pesquisa e desenvolvimento. Iniciou suas operações no Brasil nesse mesmo ano e em 2001 abriu a fábrica em Campinas (SP).

E você? Deixe nos comentários, você compraria um produto assim?

Fontes: The Verge e GadgetMatch.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe um comentário: