Compra do twitter pelo elon musk

O que pode mudar com a compra do Twitter por Elon Musk

Avatar of victor pacheco
Antes de oficializar a compra do Twitter, Elon Musk havia divulgado o que gostaria de mudar na rede social. Saiba o que esperar agora que o bilionário é o novo dono da empresa

Aconteceu: o dia 25 de abril de 2022 ficará marcado na história do mundo de tecnologia como o dia em que a compra do Twitter por Elon Musk foi oficializada. A notícia chegou três semanas depois do homem mais rico do mundo passar a ser dono de 9,2% de todas as ações, mas antes disso ele já havia divulgado o que faria caso passasse a ser dono da rede social.

O Showmetech reuniu todas as ideias já postadas pelo bilionário em seu perfil oficial e agora, podemos utilizar aquela famosa frase: “o céu é o limite”. Confira quais podem ser as mudanças no Twitter agora mesmo.

Moderação de conteúdo

Cerca de um mês antes da compra do Twitter ser oficializada, Elon Musk realizou uma série de postagens citando que a liberdade de expressão dentro da rede social deveria ser maior. A sugestão de mudança foi justificada pela visão de que o “Twitter serve como uma praça pública”.

Ainda não está claro como as mudanças na moderação de conteúdo poderão ser feitas (e se realmente ocorrerão) por Elon Musk, mas especialistas de mercado apontam que a rede social pode perder anunciantes que não se sentem seguros em um ambiente sem moderação.

Tal fenômeno seria semelhante ao que empresas como Nike, Coca Cola e Unilever fizeram em 2020 com o Facebook, quando deixaram de investir em anúncios como uma forma de chamar atenção para que a rede social de Mark Zuckerberg agisse para diminuir o discurso de ódio.

O Twitter não é uma rede social que gera muito lucro para seus acionistas, mas tem tudo para se tornar mais rentável. Entre 2021 e 2022, o site do passarinho azul lucrou US$ 1,41 bilhão apenas com receitas de anúncios, registrando uma alta de 22,3% na comparação anual. Entretanto, houve um lucro líquido de de US$ 181,6 milhões no quarto trimestre de 2021, o que indica uma queda de 18,2% em relação ao mesmo período de 2020.

Foto para indicar mudança no twitter
Atuais usuários temem que Twitter vire “terra sem lei” (Foto: Reprodução do Twitter)

Caso a rede social se torne um ambiente em que tudo possa ser postado sem moderação, a grande preocupação de ativistas é que assuntos sérios e populações formadas por minorias sejam ridicularizadas por conservadores, que podem justificar os ataques de ódio como forma de expressão. Em um TED Talk neste mês, Musk anunciou que prefere o banimento temporário e exclusão de conteúdo ao invés do bloqueio definitivo de um perfil.

A compra do Twitter foi definida como um novo momento para a rede social e ontem, por meio de seu perfil, o bilionário anunciou que tem o desejo de tornar o Twitter melhor do que nunca”, por meio de novas implementações.

Combate contra golpes de criptomoedas

Apesar das criptomoedas serem úteis em diversas ocasiões, também são utilizadas para a aplicação de golpes. Elon Musk demonstrou interesse em criar soluções para acabar com estes problemas em um tweet postado em sua conta no dia 21 de janeiro deste ano, quando a rede social permitiu o uso de NFTs como foto de perfil para assinantes do Twitter Blue.

Em janeiro de 2022, Musk fez um tuíte questionando que “o Twitter está gastando recursos de engenharia enquanto golpistas de criptografia estão divulgando uma grande festa de spambots em cada thread?”.

Tal vontade de mudança tem uma explicação: o próprio Musk já foi vítima de golpes em que pessoas se passavam por ele para aplicar golpes de criptomoedas em quem não tinha tanto conhecimento sobre o assunto. O ano de 2020 também foi marcado pelo momento em que a conta de Elon foi hackeada e claro, utilizada para gerar renda aos hackers.

Tweet de elon musk decorrente de golpe
Mudança no Twitter de Elon Musk pode incluir combate de golpes com criptomoedas (Foto: Reprodução/Internet)

Mais uma vez, ainda não está claro sobre como tal mudança seria feita na rede social para evitar estes problemas, mas este deve ser um assunto que deve ser abordado em breve como uma grande mudança no Twitter.

Autenticação humana para evitar golpes

É muito comum que fãs e até mesmo jornalistas criem outras contas e passem a gerenciaá-las para realizar um trabalho mais profissional ao invés de postarem os conteúdos em seus perfis pessoais. Ao mesmo tempo, isso dá abertura para que as pessoas também criem contas anônimas apenas para atacar minorias e até mesmo aplicar golpes.

Foto de pessoa anônima
Usuários podem precisar provar que não são robôs (Foto: Reprodução/Internet)

Há quatro dias, antes da compra do Twitter ser oficializada, Musk tuitou que caso sua tentativa desse certo, “ele combateria os bots de spam ou morreria tentando”. Como complemento, também anunciou que a autenticação humana seria uma de suas implementações, apesar de não deixar claro como isso seria feito.

É provável que o reconhecimento facial — por meio do envio de uma foto segurando um documento — seja necessário, mas também não se sabe como isso seria feito. Uma pergunta que fica em aberto é o que aconteceria com as páginas administradas por empresas, que contam com diversos funcionários trabalhando ao mesmo tempo para atender a demanda.

Compra do Twitter pode trazer botão de edição

O dia da mentira de 2022 na rede social do passarinho azul foi marcado por uma piada que mais tarde, foi anunciada como funcionalidade futura. A conta oficial do Twitter anunciou que o botão de edição de tweets estaria disponível em breve, apesar da aversão de muitos usuários.

Na mesma semana, Musk postou uma enquete e 73,6% dos 4 milhões de participantes responderam que acham o botão de edição no Twitter um recurso futuro muito interessante.

Estes dois momentos, agora com a rede social passando a ter um novo dono, podem ser o indicativo de que a grande mudança no Twitter finalmente aconteça. Muitas pessoas acharam que tal novidade estaria disponível apenas para assinantes do Twitter Blue, pacote de benefícios que não está disponível no Brasil e custa US$ 3,00 (R$ 14,88 em conversão direta). Mas isso ainda não aconteceu.

O principal motivo de uma grande parcela de usuários serem contrários a esta implementação é que uma pessoa pode editar uma postagem e mudar todo o contexto para aqueles que deram like, retuíte ou responderam algum conteúdo. Uma alternativa seria a edição durante apenas os 5-10 minutos iniciais em que um tuíte está no ar, mas aqui, temos mais dúvidas do que respostas.

Rede social pode ter código aberto

Sites como Instagram, Facebok e WhatsApp não possuem o hábito de divulgar seu algoritmo e principalmente o funcionamento de seu código. Uma outra possível mudança no Twitter é que a rede social pode passar a ter seu código aberto para que literalmente todos os usuários saibam como o site funciona e o que pode ser melhorado.

A vontade de implementar isso foi divulgada por Elon em seu Twitter em 24 de março deste ano e um apoio importante foi dado para o bilionário: Jack Dorsey, fundador e antigo CEO do Twitter, citou o tuíte de Musk e disse que “A escolha de qual algoritmo usar (ou não) deve ser aberta a todos”.

Musk tem o desejo de que o código aberto do Twitter seja postado no Github para que as pessoas possam procurar por erros e sugerir alterações, assim como todos os usuários saibam se uma postagem foi promovida ou teve seu alcance diminuído pelo algoritmo.

Na última semana, a rede social Mastodon viu seu número de acessos crescer devido a ser justamente o que o bilionário citou: uma rede social com código aberto. Mas a Mastodon também é mais do que isso, já que todo o trabalho de gerenciamento é feito pelos próprios usuários e não há publicidade digital, com o rendimento originado de empresas que investem em criptomoedas, NFTs e VPNs.

Mastodon x twitter
Mastodon ganhou mais usuários depois de ser o que Elon Musk deseja tornar o Twitter (Foto: Reprodução/Internet)

Apesar do visual que lembra as primeiras versões do Twitter, a Mastodon organiza os posts por comunidades sobre os mais diversos assuntos e até a semana passada, possuía mais de 4,4 milhões de usuários. O conteúdo em português ainda é bastante escasso e a rede está longe de ser o que o Twitter é hoje em dia, mas a alternativa existe.

O que dizem os especialistas

Apesar de usuários não acharem a compra do Twitter por Elon Musk uma ação que pode trazer benefícios, os especialistas apontam que a ação pode ser benéfica a longo prazo. Isso porque Musk pode ser o fator que faltava para que novos produtos, soluções e funcionalidades sejam implementadas no Twitter. Há a chance do bilionário rentabilizar ainda mais a empresa ao retirá-la da bolsa de valores de Nova York.

Elon musk que realizou a compra do twitter
Compra do Twitter é bem vista por especialistas (Foto: Reprodução/Internet)

A compra do Twitter, que foi oficializada ontem pelo valor de R$ 214 bilhões, também pode ser boa para os acionistas, uma vez que Musk está praticamente reembolsando os prejuízos que a rede social pode ter causado para seus investidores. O dono da Tesla pode ser essencial para que a má imagem do Twitter seja revertida, já que a aquisição permite que manobras internas sejam realizadas para renovar a gestão da rede social.

Os especialistas apontam que, caso todas as mudanças anunciadas por Musk sejam realmente implantadas, os concorrentes precisarão agir para não ficarem para trás. Isso porque o Twitter finalmente poderia estar dando o que os usuários sempre quiseram, provocando uma “grande mudança na indústria de redes sociais”.

Daqui para frente, o que você espera do Twitter? Diga pra gente nos comentários!

Veja também

Saiba como denunciar fake news e desinformação no Twitter

Fontes: CNET l Reuters l CNN l Mashable

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados